Quantcast
PplWare Mobile

Anonymous mudam nome do iate de Putin para “FCKPTN”

                                    
                                

Fonte: The Independent

Autor: Pedro Pinto


  1. Hj says:

    É negócio estar no governo!! A roubar todos e ainda voam nele!!

  2. e.t. says:

    com um iate deste valor, só me resta afirmar: há países onde os politicos têm vencimentos bem elevados 🙁 e, por cá ???

  3. Diogo F. says:

    Parabéns caríssimos Anonymous. Sois imprescindíveis.

  4. LostSoul says:

    Incrível!!!
    Já agora alguém me sabe dizer o porquê de sites como Sapo, Noticias ao minuto já não aparecer comentários e nem sequer poder comentar?!
    Obrigado

  5. José Machado says:

    Os Anonymous sugeriram postar videos de ataques na ucrânia em reviews de negócios russos no google maps.
    Assim consegue-se passar a censura do estado na rússia e mostrar à população o que está verdadeiramente a acontecer.
    Se puderem façam isso e passem a palavra.

  6. lmx says:

    O Putin agora é noticia para tudo..
    Mas ninguém reconhece que se há especialistas no mundo a caçar Nazis são mesmo os Russos..
    Olhem bem para a historia, e vão ver que eles ainda continuam a caça-los..

    • José Machado says:

      Amigo, caso tenha andado distraído, ele agora quer caçar o resto do ocidente.

      • lmx says:

        isso ‘a conversa da NATO/EU/EUA.
        Os Russos teem muito território não precisam das migalhas de território europeu cá em baixo..
        Aquilo que eles Querem é a Ucrânia neutra, ou seja sem aderir a NATO.

        • lmx says:

          E claro, o próprio presidente Russo disse-o publicamente que lançou uma “pequena operação especial” para desnazificar a Ucrânia. Ou seja resumidamente…pois… caçar nazis.

          Os dois principais Grupos armados de Nazis são o Batalhão de Azov, e o Grupo Right Sektor, deixo 2 vídeos para vocês verem que “é uma malta simpática”…não.
          https://www.youtube.com/watch?v=fy910FG46C4
          https://www.youtube.com/watch?v=wMMXuKB0BoY

          E é isto que vamos importar para Portugal quando começarmos a receber refugiados de lá..

          • Rui says:

            O melhor que podias fazer era emigrar para a Rússia, nem penses 2 vezes, ontem já era tarde. Lá estás mais protegidos dessa gente, o Putin protege-te.

          • lmx says:

            Rui,
            Aconselho-te isso mesmo a ti, ou melhor Imigra tu para a Ucrânia, para veres de perto o nazismo no seu pleno esplendor, até te podes afiliar, agora que eles estão a pedir “sangue novo”..

        • Rui says:

          Não sabes aquilo que estas a dizer. pois não ?

          A realidade o que nos diz é que 80% da população soviética vive na parte ocidental, portanto junto à Europa, os restantes 20% na zona oriental, queres que te explique porque isso acontece ou chegas lá ?

          Tem tanto território que em 1867 os Estados Unidos compraram o território que é o atual estado americano do Alasca, que antes era do Império Russo com aproximada de 1 600 000 km², por 7.200.000.00 dólares.

          A Rússia é o maior País do Mundo, com 17 milhões km² e 145,8 milhões habitantes.

          Principais recursos da Rússia petróleo e gás natural.

          A Rússia não é uma super potência, pelo menos não quando se trata da economia global.
          PIB russo é o 12ª maior do mundo, de acordo com o FMI, cerca de 25% menor que o da Itália e mais de 20% menor que o Canadá.

          Os Russos necessitam do território Europeu, a Geopolítica explica isso, a Rússia quer ser uma potencia Marítima, dai invadir a Península da Crimeia para ter acesso ao Mar Negro, mas mesmo assim a Turquia pode fechar o acesso dos Russos ao Mediterrâneo (já o fez em 27.02.2022, fechou o estreito do Bósforo), assim como a Finlândia e a Suécia lhe podem fechar as portas ás rotas comerciais.

          Essa tua teoria de a Rússia perseguir fascistas, só a compra quem desconhecer a realidade e as ambições da Rússia.

          Não transformes a Rússia naquilo que não é.

          Deves desconhecer a teoria de um certo geólogo norte americano sobre este mesmo assunto…

          Vou dar-te um conselho, não fales daquilo que não sabes ou não entendes.

          É melhor voltares para as redes sociais, que lá és Doutor.

          • lmx says:

            A Rússia tem uma economia idêntica á Alemanha.. é pequena para a população que eles teem, mais de não esquecer que eles acabaram de pagar a divida externa que deviam em 2015, e pagaram a divida de todas as republicas Soviéticas coisa que nem precisavam de fazer, mas fizeram-no por uma questão de honra.

            Os EUA tentaram comprar o Alasca, mas não pagaram por ele, essa é outra questão que está em aberto..

    • Ricardo says:

      Olhei mesmo agora bem para a história, e não passa disso mesmo história.

      Olhei igualmente para o presente e demoro uma grande estupidez neste comentário.

      • lmx says:

        você diz que não passa de historia, mas a verdade é que eles continuam a caçar nazis, agora na Ucrânia.
        Antes da Ucrânia andaram a caça-los da Syria, se você olhar bem para o problema vai ver que nenhum outro País se especializou tanto a caçar nazis do que a Russia.
        E isso Irrita a Alemanha…pois esta claro!

        • Rui says:

          Tanta “tontearia” (para não dizer uma palavra mais forte), mas tem que se compreender, deve ser o sistema de educação Brasileiro.

          • lmx says:

            O Rui pensa que toda gente veio do Brazil, mas esquece-se que em Portugal ha muito Português, e muitos pelo que me apercebo não teem palas dos lados.

    • Anonymous says:

      ao ler o seu comentaria é caso para dizer até o hitler tinha amigos…

      • lmx says:

        A Alemanha tinha muitos Amigos, para começar os EUA, a França eram Países que Financiaram Hitler, Itália e Japão também..
        A Alemanha tinha muitos Amigos, mas os Soviéticos limparam o mundo do Nazismo, quer na Europa como na Ásia( com a Eliminação dos Nazis Japoneses, na China, Mongolia e Koreia)..

        Para sua informação os Nazis Alemães tomaram a França em 5 dias…lembra-se do Governo de Vichy?pois é..

        • José M says:

          Fala do que sabes. O esforço militar soviético na segunda guerra mundial foi possível à base de financiamento americano e britânico. E já agora o que é um nazi para ti? Uma nazi na Síria? Não será o Assad que lança químicos sobre a população? Não serão os russos que fizeram um trabalho de demolição destruindo um país?
          O teu conceito de nazismo só é aceitável se estiveres a ser pago por esta verborreia.

          • lmx says:

            De financiamento britânico não, de financiamento Americano, em Parte sim, mas essa é uma pequena parte da coisa, portanto não considero esse motivo como o principal, e mais, quem mandou financiar foram os Judeus Americanos, deixo esta dica porque parece não estar muito por dentro do tema..

            O meu conceito de nazismo é o mesmo que o oficial..
            Resumidamente grupos extremistas de extrema direita, onde existe a ideia de Raça Suprema.
            Na Syria muitos Árabes que nos chamamos terroristas islâmicos são na prática Nazis, a diferença é que são Nazis islâmicos em vez de Nazis Cristãos.. mas muito cidadão Europeu combateu na Syria debaixo desses mesmo ideais.

            As armas químicas, as armas de destruição maciça, e as bombas nucleares no médio oriente, todos nós já sabemos que eram falsos motivos para invadir portanto não traga esse argumento, porque é falso, e está mais do que gasto.

        • Rui says:

          Já dizia Einstein:
          “Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta.”

    • SlayerCore says:

      Mais um alucinado com mania que sabe de “historia”
      Ganha juizo.
      O Putin anda ha anos a financiar a extrema direita europeia e ate norte americana, nao e a toa que os alucinados do GOP o adoram.

  7. José M says:

    Nazis? Desculpe lá mas quem é que assinou um acordo com a Alemanha nazi para invadir e destruir a Polónia? A capa do jornal Pravda até o noticiou por isso é incontestável. Na última década o Kremlin alterou a versão para also bastante semelhante ao que aconteceu agora :”fomos provocados pelos polacos”.
    Há nazis na ucrania? Provavelmente menos do que cá. O ultranacionalismo existe em todo o lado mas não significa que um país seja nazi. O problema é quando quem manda num país acha que o povo vizinho não tem direito a ser independente nem merece ser chamado de país e, usando armamento rotulado de “mais eficaz do mundo” destrói prédios de habitação, escolas, hospitais e a capacidade energética dum país que está a meio do inverno. Se isto não é racismo puro e duro, não sei o que será.
    Se tiver o mínimo conhecimento da vida na Rússia vai saber que de ultranacionalistas está aquela terra cheia, de malta que se junta ao fim de semana para treinos do tipo militar para para proteger o país dum ocidente do qual não gostam.
    Casos de racismo não faltam, desde comportamentos deploráveis de adeptos do zenit, até ataques aos poucos indivíduos de raça negra que se aventuram naquelas partes. Há muitos conselhos para não se visitar a russia se não se for branco.
    A russia comunista acabou à muito tempo. Tem um modelo claramente fascista.

    • lmx says:

      Que eu saiba a Rússia, foi o ultimo País a assinar acordos de não agressão com a Alemanha.
      Já todos os outros tinham assinado, quando os Soviéticos acabaram também por assinar, para sua informação..

      • José M says:

        Vai dizer isso à Polónia invadida pelos dois com exactamente os mesmos métodos. Massacres? Katyn. Um verdadeiro abate de todos aqueles homens polacos para exterminar a capacidade do país se defender.

        • lmx says:

          A Polónia mereceu ser Invadida pelo Hitler.
          Você não sabe nada..
          Na Polônia viviam cerca de 2 Milhões de Alemães, que começaram a ser massacrados pelos extremistas Polacos.
          Hitler fartou-se de Avisar que se eles não parassem, a Alemanha ia actuar.

          Os Polacos continuaram, e aconteceu o Óbvio…
          Mas essa Guerra ainda era uma Guerra Regional, completamente controlável, o problema começou quando a França e Inglaterra declaram Guerra á Alemanha, ai passou a ser um conflito Europeu, e foi crescendo com erros atrás de erros, sem haver Países sérios que pudessem e quisessem resolver problemas ao invés de os criar..
          E claro no meio de tanta confusão, a Alemanha cometeu o erro Crasso de Invadir a União Sóvietica, e acabou por pagar a factura da brincadeira toda..

          Mas em suma era uma guerra que era controlável, tivesse havido Políticos sérios com maturidade suficiente e vontade para resolver problemas, que não havia, e pior deixaram que quem controla a banca a nível mundial interviesse no conflito( Os Judeus está claro.. ), deu no que deu..

          Agora veja a actual situação, os Ucranianos Russos teem sido massacrados, ouve os acordos de Minsk, que os Ucranianos de oeste da Ucrânia não querem implementar… a Rússia anda a esfumaçar desde 2014, ninguém quis saber, eles ameaçaram, e o que aconteceu?houve Países que ainda tiveram a lata de apoiar a Ucrânia de Oeste, aconteceu o óbvio..

          Agora a questão é saber se vai haver políticos sérios ou não desta feita, para resolver problemas, em vez de os criar…
          Na minha opinião, a história vai-se repetir na mesma… 3ª Guerra mundial, com uma Diferença, é que desta feita há ogivas nucleares para acabar com este mundo varias vezes..e mais uma vez os Judeus teem um papel crucial na devastação da Europa!

          • Rui says:

            É incrível como no século 21, onde existe muita informação disponível exista alguém a deturpar factos históricos.

            “Agora veja a actual situação, os Ucranianos Russos teem sido massacrados, ouve os acordos de Minsk, que os Ucranianos de oeste da Ucrânia não querem implementar… ”

            1 – Em 1783, a Crimeia foi anexada pelo Império Russo.

            Antes tinham estado lá os seguintes povos: gregos antigos, persas, romanos, bizantinos, godos da Crimeia, genoveses, otomanos, cimérios, citas, sármatas, godos, alanos, búlgaros, hunos, cazares, quipechaques, mongóis e a Horda Dourada.

            2 – A Crimeia transformou-se na República Autônoma da Crimeia dentro da Ucrânia independente em 1991.

            3 – Em março de 2014 as forças armadas russas apoiadas por separatistas pró-russos invadiram a Península Crimeia.

            Forçaram as autoridades locais a realizarem um referendo sobre “reunificação com a Rússia”, considerado ilegal pela Resolução 68/262 da Assembleia Geral das Nações Unidas, sendo então a Crimeia considerada um território ucraniano sob ocupação russa.

            A maior parte da comunidade internacional (exceto 9 países) não reconhece a anexação por parte da Rússia, e considera a Crimeia um território Ucraniano sob ocupação russa.

            Isto são factos !

            Resumindo, o invasor é a Rússia desde 2014.

            Contra factos não há argumentos.

            Já alguém disse: “Calado eras um poeta”.

            ps: não é “ouve” é “houve”.

          • lmx says:

            Você tem uma visão deturpada na Realidade..

            É verdade que a Crimeia era uma Região Autónoma,alias foi esse facto que lhes permitiu serem um País independente, pela lei internacional.

            Só depois de serem independentes é que eles pediram para ser integrados na Rússia.

            Não sei que invasão é que você viu, é que a Cidade de Sevastopol sempre foi Russa.
            Foi em tempos apenas um enclave, mas era la que a frota do mar negro da Rússia estava estacionada..

            A este evento foi aplicada a Lei internacional, que permite a um povo o direito a autodeterminação, quando os seus direitos são postos em causa, direitos que forem violados pelos nazis de Kiev..

            Portanto a Ucrânia só se pode culpar a ela mesma pelas atrocidades que teem cometido contra o seu povo..

      • Vitor Tavares says:

        Imx…se é isso que você sabe quer dizer que não sabe nada ou quer “ajudar” a distorcer a história e a verdade! A Rússia foi o PRIMEIRO país a assinar um pacto de “não agressão” com a Alemanha de Hitler e tinha como contrapartida “dividir” os Países conquistados pelos Alemães consigo própria. Sabe qual foi o “problema”..? O Hitler era um ditador/homicida e o Estaline precisamente a mesma coisa…trairiam a própria sombra para alcançar os seus (sombrios) objetivos!

        • lmx says:

          Vitor Tavares, a Rússia foi o ultimo a assinar pactos de não agressão com a Alemanha…
          Em 2015, por exemplo, foi desclassificado o tratado dos Franceses

          • Rui says:

            Não interessa se foi o ultimo ou o 1º, o que interessa é, se o Pacto Molotov-Ribbentrop (oficialmente: Tratado de Não Agressão entre a Alemanha e a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) assinado em 23 de agosto de 1939 existiu, no qual o tratado incluía um protocolo secreto que dividia os territórios da Polónia, Lituânia, Letónia, Estónia, Finlândia e Roménia, em esferas de influência alemãs e soviéticas.
            Um pacto assinado entre 2 países cujos lideres eram Ditadores.

          • lmx says:

            Não ha 2 PAíses, a União Sovietica era um grupo de Países 15 no total, dos quais muitos fazem parte da EU hoje..

            Mais o Staline não era Russo sequer, porque culpa a Russia por esse facto?

      • Carlos Fernandes says:

        A Federação Russa é um governo ditatorial de Extrema-Direita Nacionalista, na por outras palavras Fascistas. Tudo o que falas representa a URSS, não a Rússia deste ditador.

        • lmx says:

          Você não tem a mínima noção do que diz..
          A Rússia continua um País de esquerda, não se confunda, e apesar de haver poucos Partidos Políticos ainda existem alguns, bem mais de nos EUA por exemplo.
          A diferença é que a Rússia é uma democracia actualmente e o Comunismo não ganha eleições desde que a Rússia se tornou democrática..

          Se você me disser o que disse dos EUA, ainda concordo, porque eles são bem de direita, qualquer um dos dois partidos..

          • Nuno V says:

            “A Rússia continua um País de esquerda”

            Como? Só deves de estar a brincar. A Rússia nem sequer é uma social democracia, quanto mais ser de esquerda. Putin é abertamente nacionalista, ou seja,é bem, mas mesmo bem, à direita.

      • José M says:

        E quanto ao financiamento. Investiga que tens tempo para isso.

      • Rui says:

        Não interessa se foi o ultimo ou o 1º, o que interessa para a História é, que o Pacto Molotov-Ribbentrop existiu, e foi assinado entre a Alemanha e a União Soviética.

        • Nuno V says:

          Tal como a declaração a franco-germânica existiu, tal como o pacto de não agressão germânico-dinamarquês existiu, tal como o acordo de Munique existiu. Será que o Reino Unido, Dinamarca, França,.. também eram aliados da Alemanha Nazi?

    • Nuno V says:

      Caro José, o pacto de não agressão de Molotov–Ribbentrop não foi nenhum acordo de invasão mútua da Polónia. É como o nome diz, um pacto de não agressão, e como todos os pactos de não agressão em caso de uma das forças invadir um país fronteiriço o outro toma por direito também invadir para criar um amortecedor em caso da primeira decidir invadir a segunda. Acho também engraçado apenas mencionares este pacto, mas ignoras como por exemplo o assinado por França e Dinamarca. Até porque os únicos pactos de não agressão assinados com a Alemanha Nazi cujo conteúdo se encontra desclassificado e está disponível para todos consultarem é o da União Soviética e da Estónia, os restantes continuam em segredo de estado. Porque será?

      “Há nazis na ucrania? Provavelmente menos do que cá.”
      Estás a brincar? Estás a falar de um governo que reconheceu como veteranos de guerra aqueles que lutaram ao lado da SS Nazi. Governo que integrou várias milícias neonazistas no seu exército. Governo que tentou atribuir título de herói a Stepan Bandera, colaboracionista Nazi.

      Onde é que está a tua indignação quando os EUA, com ou sem apoio da NATO, reduziu a escombros dezenas de países? Ou a tua indignação quando Israel faz tudo para exterminar um povo? Parece-me mais um caso de hipocrisia.

      “A russia comunista acabou à muito tempo. Tem um modelo claramente fascista.”

      Ao menos concordarmos algo.

      • José M says:

        Carissimo eu vivi na russia. Falas de experiência própria?
        E a minha indignação? Aí se vê o que uma ovelha faz sempre que é a generalização. Por eu ser claramente contra a russia já achas que aceito o que Israel faz ou que os americanos fizeram nas guerras pelo petróleo ou Vietnam por exemplo?
        Ovelha. Se não és capaz de criticar um caso sem usares a desculpa básica de “estes podem invadir um país, matar inocentes e destruir cidades porque os outros países também o fazem”, então tens mesmo grandes problemas. Larga a tv. Caminha até moscow porque os aviões já não voam e visita Petersburgo onde se fores moreno ainda levas uma tareia ou a capital do imperio. E depois diz-me alguma coisa sobre discriminação e sentimento de superioridade racial.
        É impressionante a malta que fala por ler tudo na Internet… Há, ou havia, tantos voos e os vistos até são fáceis de obter se fores em turismo. Depois regressa para me contares se achas os russos tolerantes ou uns racistas de primeira.

        • Nuno V says:

          Mas por acaso já viste de mim outra opinião sobre esta invasão que não seja a total repudiação, em que esta é um ato criminoso? Claro que não! Agora não sou é hipócrita. Não existem guerras boas e guerras más. Todas as guerras são más. Principalmente para os povos que levam por tabela pelas jogadas de poder cujos interesses não são a favor destes.

          “Larga a tv”
          É porque a TV não têm nada proliferado a mensagem de russo-fobia. Parece-me mais a mim que és tu que tens que largar a TV.

          “Caminha até moscow porque os aviões já não voam e visita Petersburgo onde se fores moreno ainda levas uma tareia ou a capital do imperio.” Estranho, eu por acaso já estive na Rússia mais que uma vez, uma delas estive lá quase um ano, e nunca levei nenhuma tareia. Isto significa que não existe racismo na Rússia, claro que não, mas não é tão preto no branco como dizes. Nem sei como sobreviveste enquanto viveste lá. E acho irónico vires com o argumento do racismo quando a Ucrânia está entre os países mais racistas do mundo. Quando estive lá, embora nunca tenha levado uma tareia fui interpolado várias vezes por racistas. Pior mesmo só quando estive na Arábia Saudita.

      • lmx says:

        +1
        Completamente, esta gente não tem noção..

      • Rui says:

        “As cláusulas do pacto entre os nazis e os soviéticos incluíam uma garantia escrita de não beligerância de parte a parte, nenhum dos governos se aliaria a, ou ajudaria, um inimigo da outra parte. Para além do estabelecido sobre não agressão, o tratado incluía um protocolo secreto que dividia os territórios da Polónia, Lituânia, Letónia, Estónia, Finlândia e Roménia, em esferas de influência alemãs e soviéticas, antecipando uma “reorganização territorial e política” destes países.”

  8. falcaobranco says:

    Ou então afunda-lo…

  9. Paulo pereira says:

    Anonymous bem hajam, obrigada.

  10. Elias says:

    Este Presidente da Russia não tem misericórdia, mente maligna, não deve amar nem sua familia.

  11. zcxzxc says:

    Giro…, mas quais são os efeitos práticos?

  12. Luis says:

    Nós como cidadãos temos que exigir e escrutinar mais os nossos politicos. Pensar pela nossa cabeça e não pelo que nos dizem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.