Quantcast
PplWare Mobile

Amazon: Há trabalhadores forçados a urinar em garrafas durante turnos

PUB

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. wq says:

    e no entanto há trabalhadores nos centros de distribuição a relatar que muitas vezes não podem fazer pausas para ir à casa de banho por causa das imposições de trabalho da empresa!
    a amazon a querer disfarçar a sua falta de tacto humano, tratando os trabalhadores como meras máquinas…

    • Opala Azul says:

      Aqui no Brasil, ainda e pior. Tem relatos onde a empresa foi multada pois o funcionário não podia mixar durante seu expediente, nem levantar da cadeira. Onde eu trabalhava cabia 150 funcionário, e um único vaso sanitário. E tem dia que o vaso sanitário estava entupido, e ninguém podia usar.

      • A maníaca says:

        Daí que os países civilizados têm leis contra isso e os funcionários podem queixar-se anonimamente da empresa; se no Brasil não é assim ou ninguém se queixa… a culpa não é dos outros.

        Os países / pessoas é que são razoáveis por criar mecanismos para defender os funcionários e empresas, daí que não é só coçar “o saco” e esperar que o mundo automaticamente resolva o problema.

  2. Joao Ptt says:

    A Amazon tem de apostar forte nas máquinas para despedir a maior parte dos humanos… que andam muito exigentes… agora querem ir ao WC… qualquer dia os maganos ainda reivindicam uns 15 minutos para comer algures sentados.

  3. João Brito says:

    Na parte dos funcionários dos centros de distribuição não concordo, pois já trabalhei na Amazon UK e nunca me deparei com tal situação, pelo menos não nos 3 centros em que passei. Já pela parte dos motoristas (que foi na área que trabalhei) posso confirmar o relatado, pois existe um valor mínimo de média de encomendas entregues por hora que deve ser alcançado e também como grande parte são zonas rurais torna-se complicado encontrar alguma casa de banho.

    • wq says:

      Não concordas????? Estás a chamar mentiroso a quem relatou os casos? A Amazon nos Estados Unidos está constantemente a monitorar a produtividade dos funcionários, exigindo produtividade elevada doutra forma as pessoas podem ser despedidas, o que leva muitas pessoas a situações extremas como evitar ir à casa de banho para não perderem o emprego!
      E por favor não confundas Reino Unido com Estados Unidos, as leis e protecções sociais são muito diferentes.

      • A maníaca says:

        Lolol ele tem o direito de não concordar, estás muito afectado?

        Os Estados Unidos (ou cada estado) têm também leis laborais e muitos funcionários têm sindicatos. A questão é que a empresa tem também que forçar um mínimo de condições ou exigências senão haveria pessoal a entregar um par de encomendas ao dia.

        Mas se invade os direitos dos funcionários, então têm que conversar todos. O problema é que hoje em dia em vez de se falar com o superior e direcção, fazem-se vídeos, tok tok , Facebook, etc…

        Não são os únicos, em Portugal se algo não está bem, não se fala com a direcção, vai-se para o café e põe se o chefe a p**ir.

        • wq says:

          enfim… falta de cabeça!
          o problema é as pessoas lerem sobre os casos e acharem que os outros estão a inventar!!! Lê antes de comentares. A Amazon não tem e tem feito tudo para não ter sindicatos e calar os funcionários.
          Ainda há uma grande diferença entre exigir um mínimo e exigir ao ponto de levar as pessoas nos armazéns a terem que evitar casas de banho ou mesmo as pausas de almoço, com medo de perderem o emprego.

          • Rafilda says:

            Acalma-te um pouco. Isto aqui não é uma ditadura de pensamentos. Se achas que é, então vai dar um volta ao bilhar grande. Acalma-te!

          • wq says:

            não tem a ver com pensamentos mas com factos! Opiniões seriam sobre se as pessoas devem trabalhar mais ou menos. As pessoas verem-se obrigadas a não ter pausas, etc são factos. Factos, por elementar lógica, não são opiniões ou pensamentos!

  4. RAM says:

    Meu caros amigos.. isso é o pai nosso de cada dia nós motoristas.. vão na estrada, que novidade não ter onde fazer as necessidades.. mas ok, lembraram se agora de falar da Amazon só porque sim.

    • wq says:

      meu caro, é a Amazon que está a virar a conversa para os motoristas para escamotear e ridiculizar a acusação inicial, numa tentativa de manipular a opinião pública! O assunto era claramente sobre a situação dos funcionários nos armazéns e não sobre motoristas.

      • José Fonseca Amadeu says:

        Por acaso este caso particular é mesmo para condutores e isso existe em todos os países do mundo com distribuição, camionistas ou até mesmo taxistas ou Uber. A questão aqui é que como os EUA são muito vastos com a pandemia muitas casas de banho públicas fecharam, numa altura com mais condutores e mais rotas.
        Nos armazéns isto já acontece há anos em todos os países incluindo UK e inicialmente começou devido a abusos de idas à casa de banho que depois começaram a ser limitadas e controladas. Isto são funções que trabalham para cumprir determinados objectivos de produtividade, é normal que não queiram permitir abusos de paragens frequentes. Eu alguns casos existem trabalhadores que levam fralda para o trabalho para não fazerem pausas e conseguirem ser mais produtivos.
        Se virem armazéns da aliexpress ou empresas que fazem expedição para aliexpress aí sim ficavam de olhos em bico 😀

        • wq says:

          Não, não era sobre os condutores, até porque toda a discussão dos congressistas (no caso do tweet) é sobre a criação dum sindicato num dos armazéns da Amazon e sobre as práticas nos armazéns da Amazon! A Amazon é que está a tentar mudar o assunto para os condutores!
          Todas as empresas têm questões com produtividade e não vês estes excessos… Combater supostos abusos com outros abusos não é justificação! As pessoas têm direito a trabalhar com um mínimo de dignidade.

  5. outra vez ?! says:

    O consumidor , cidadão tem também deveres e culpa porque alimenta sem se opor a gente desse tipo. Essas empresas e políticas sem clientes deixam de existir. Já dizia o outro algo do genero ” o mal do teu vizinho , vem pelo teu caminho…”, Hoje eles, amanhã nós…. Já deixei aqui um exemplo de alguém que defendia a Uber mas só lá trabalhou 15 dias…. Nunca mais falou da mesma como falará antes. Nunca comprei ou comprarei nada por essa empresa como da mesma forma e pelas mesmas razões terei teslas…usarei Uber ou outras do gênero. Está tudo ligado e o utilizador, cidadão,cliente tem responsabilidade. Só assim teremos melhor humanidade , saúde, justiça, etc, etc…o povinho não sabe o poder que tem mesmo quando é usado como produto, que é o que se passa hoje em dia. As nossas opções individuais dicidem o dia do amanhã colectivo, seja no ambiente como nas políticas sociais, e por aí fora …. Hoje já pesaram o impacto que os telemóveis tem no ambiente ou a corrida massiva a baterias? Pronto não masso mais .

    • David Guerreiro says:

      Deixas de comprar na Amazon e passas a comprar em retalhistas nacionais… Oh wait, lá também não te permitem ir à casa de banho quando precisas, e no final do dia ainda berram contigo porque não atingiste os objetivos de vendas que estipularam e que são inatingíveis.

  6. outra vez ?! says:

    O consumidor , cidadão tem também deveres e culpa porque alimenta sem se opor a gente desse tipo. Essas empresas e políticas sem clientes deixam de existir. Já dizia o outro algo do genero ” o mal do teu vizinho , vem pelo teu caminho…”, Hoje eles, amanhã nós…. Já deixei aqui um exemplo de alguém que defendia a Uber mas só lá trabalhou 15 dias…. Nunca mais falou da mesma como falará antes. Nunca comprei ou comprarei nada por essa empresa como da mesma forma e pelas mesmas razões terei teslas…usarei Uber ou outras do gênero. Está tudo ligado e o utilizador, cidadão,cliente tem responsabilidade. Só assim teremos melhor humanidade , saúde, justiça, etc, etc…o povinho não sabe o poder que tem mesmo quando é usado como produto, que é o que se passa hoje em dia. As nossas opções individuais dicidem o dia do amanhã colectivo, seja no ambiente como nas políticas sociais, e por aí fora …. Quando tive conhecimento que a antiga Portugal telecom tinhas práticas dessas nos call centres deixei de ser cliente…

  7. jaugusto says:

    Não percebo tantos queixumes, sempre que a encomenda demora mais 5 minutos que o previsto é para aqui berrarias a dizer que o serviço não vale nada!!!

  8. César Oliveira says:

    Essa é uma atitude desumana e defendo que os responsáveis sejam presos por crimes contra a humanidade.
    Tudo dito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.