Quantcast
PplWare Mobile

Starship volta a explodir num dos testes que a SpaceX realizou [vídeo]

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. João Rebelo says:

    Podiam fazer o teste com os políticos portugueses.

  2. SANDOKAN 1513 says:

    Outra vez ?? Aquilo parece que anda diabo por ali.Ou até sabotagem para não se proporcionar o lançamento da nave.Eu sei lá… 😐

  3. mlopes says:

    “cada vez mais provas de que em breve esta nave espacial estará a voar e a levar tripulantes para o espaço”? sim, sim. vai tu à frente que a mim dá-me vontade de rir 😉

    • Diogo says:

      sim muitas empresas diziam isso quando eles falhavam as aterragens dos boosters agr aterram nos em terra no meio do ocean e utilizam nos outra vez a primira empresa a reutilizar um booster e agr os outros andam todos a pesca

  4. AlexX says:

    Aquilo não era suposto sequer ter levantado do chão, toda a fuselagem feita com papel de alumínio. Uma anedota. O Elon até foi sincero, não usaram fita adesiva suficiente para segurar todas as partes.

    • IonFan says:

      Este comentário faz me lembrar aqueles em que se dizia que a SpaceX nunca iria conseguir chegar a orbita, que antecederam os que diziam que nunca conseguiram abastecer a ISS, que, por sua vez, foram feitos antes dos que diziam que era impossível recuperar um booster de classe orbital. Há aqui algo de anedótico, mas não é a SpaceX…

      • AlexX says:

        Já entendemos que se trata de um ídolo teu e nessas coisas os fans são muito sensíveis e ficaste todo comichoso. Achei mais que anedótico, é que foi mesmo hilariante. Elon por norma não tem piada e ainda piora quando tenta tê-la, mas desta surpreendeu-me. E referia-me aos seus tweets. Se não consegues perceber ou visualizar um humor muito inteligente e bem construído naqueles ambos tweets dele, não sei que diga além que foi ele próprio quem gozou com a situação, não eu. Fita adesiva faltou? É só voltar a insuflar? Ok, não entendeste a piada dele, temos pena.

        • IonFan says:

          Escreveste “Aquilo não era suposto sequer ter levantado do chão, toda a fuselagem feita com papel de alumínio. Uma anedota. (…)”. Ou a tua sintaxe é uma anedota, ou estavas a referir te ao facto de ter sido construído em aço (e não em alumínio) como sendo a “anedota”.
          Sou fã do Elon Musk e não tenho problemas em admitir.

          • AlexX says:

            Sim, foi apenas mais um teste talvez aos propulsores, não era suposto ter levantado. Tens imagens oficiais da spacex relativas à montagem da fuselagem onde podes ver tudo em tiras de alumínio pouco mais espessas que papel de jornal. Em aço talvez seja a estrutura de suporte ou vulgo chassis, não a fuselagem. Parto do pressuposto que tens boa visão, não consegues ver no clip oficial aqui mostrado a fuselagem a contorcer-se toda? Onde pensavas que aquilo ia chegar intacto? Que ia levantar e tal, dar meia dúzia de voltas à terra e sair disparado num efeito fisga em direcção a Marte carregar um contentor de batatas que o biólogo Mark watney lá deixou plantadas quando por lá ficou 6 meses? Só te estou a tentar ajudar, não precisas ficar todo nervoso. Que és um fã de Elon ficou logo bem explícito nas tuas linhas, mais te valia também rir com o humor por ele usado sem que ele ou eu precisassem dizer “hey os tweets são para rir”. Até podem nem ter sido escritos por ele mas pelo departamento encarregue de representá-lo nas redes sociais, seja como for foi brilhante.

          • IonFan says:

            @AlexX, não a mínima noção sobre o assunto. Mandaste uma piadola em relação ao “papel de alumínio” e agora estas a tentar cobrir a posição.

            Este protótipo já foi fabricado com o aço inoxidável 30x (possivelmente 301, mas sem confirmação oficial). Era apenas um teste de pressurização criogénica e nem sequer tinha propulsores montados.

            Para ficares a perceber um pouco mais sobre as causas de se ter contorcido, podes ver aqui: https://youtu.be/LIq6GzT4QT8

          • AlexX says:

            Queres mostrar-me coisas tens que ir às vias oficiais, um sujeito qualquer a dizer que primeiro explodiu, depois impludiu para depois voltar a explodir e nem quero ouvir mais disparates.
            Tens aqui o clip oficial da montagem da cúpula na tua nave espacial. Está no mesmo canal que o mostrado neste artigo e que é o canal oficial.
            https://youtu.be/-YdN-0Wo7i8
            Se para ti aquilo é aço nem que tivesse 10 micron de espessura, vais-me desculpar mas nem sabes o que é aço nem o que é alumínio. Põe em camera lenta pós o minuto 3 porque o clip não é em tempo real.

          • IonFan says:

            @AlexX, “um sujeito qualquer”? Só o facto de não conheceres o Scott Manley já diz muito sobre o que percebes disto. E o site NASASpaceflight é oficial do quê? Que grande confusão que para ai vai…

            Mas ainda bem que confirmas que insinuaste que o protótipo foi feito em folha de alumínio… Quanto a isso, fica aqui a confirmação (realmente) oficial de que os protótipos são construídos em aço: https://twitter.com/elonmusk/status/1077106553189093376?s=20

            Estás mesmo perdido neste assunto…

          • AlexX says:

            E se era apenas um teste de pressurização e sem propulsores como dizes, mais um motivo para que aquilo não ia a sítio algum. Sabes a espessura do tanque que a nasa usa para simulações que não chegam nem de perto à pressão mensurável a 100 mil pés de altitude? E acreditas que esta fuselagem resistia sequer a 50 hPa?

          • AlexX says:

            Eles até podem dizer que foi construído em betão armado com lascas de titânio. Podem dizer o que lhes apetece que vocês acreditam em tudo. Até que me provem isso vai uma longa distância. Keep dreaming e espera sentado, se os teus sonhos são feitos disso quem sou eu para discordar, já cantavam os Eurythmics.

          • IonFan says:

            @AlexX, não ter propulsores montados não quer dizer que não os fossem montar…

            Como já estás a entrar no modo “vocês são uns ingénuos que acreditam em tudo”, vou dar-te factos que provam que é possível. Em 1960 o Atlas-Agena, que inclusivamente enviou humanos para orbita e deriva do ICBM SM-65 Atlas, já era construído em aço inoxidável. Os tanques nem tinham espessura para manter o foguete na vertical sem estar pressurizado. Por isso, como vês, o “papel de alumínio” não é uma anedota. Para anedota já chegam os teus comentários 😉

          • AlexX says:

            Verdade que podiam montar algumas coisas em falta posteriormente caso o teste corresse bem mas a fuselagem é normalmente a última etapa na montagem.
            Então não foi um russo o primeiro humano em órbita em 1961? Já estão mudando a história da exploração espacial? Podemos regressar até à dinastia Ming quando em 1500 chineses já construíam foguetões com 3 estágios e pensavam enviar humanos ao espaço. Sigo atento após 500 anos mas nunca tive qualquer ânsia ou espectativa nisso. No cinema e na tv sim, aí vale tudo.
            Uma coisa é ainda termos alguma liberdade para soltar bitaites na Internet, outra bem diferente é filmar para/e dentro duma base como aquela e abrir um canal expondo pouco que seja do que por lá se passa. Se achas que as pessoas no nasaspaceflight não têm autorização escrita e bem documentada para fazerem o que fazem, pois não sei. Tenta fazer o mesmo que logo vês que sucede. E uma autorização para filmar que faz deles que não seja um canal oficial?
            Não entrei em modo algum, foi só um diálogo bem sereno onde piquei o mínimo para que reagisses e como disse, só tentei ajudar quanto mais não fosse para que questionasses aquilo em que acreditas. Mas sinto que estás seguro e não o farás e tão pouco tenciono destruir o teu sonho. Chegar a marte, à lua, orbitar no virgen galactic ou talvez lua de mel num hotel no espaço será sempre alimentado como sendo alcançável e apenas adiado. Todos os sonhos serão um dia possíveis com recurso a memórias implantadas, nessa altura só não será provavelmente possível às pessoas experienciarem a liberdade.
            É justo que aches os meus comentários anedóticos, um pouco de humor pode ser saudável mesmo que ofusque a realidade 🙂

          • AlexX says:

            *nas virgens galácticas…

          • IonFan says:

            @AlexX, o Atlas-Agena fez o primeiro voo em Fevereiro de 1960 e o último em Junho de 1978. Entre os voos há participações no projecto Gemini que, em 1965 na sua 3a missão teve tripulação.

            As filmagens são da zona de testes da SpaceX em Boca Chica no Texas. Não é nenhuma base militar e qualquer um pode apontar as cameras.

            O teu comentário é uma sucessão de disparates. O mais surpreendente é mesmo a minha paciência para continuar a responder…

  5. Paulo says:

    Aparatoso, é verdade. Mas comparado com alguns desastres anteriores, oh oh!

    https://youtu.be/13qeX98tAS8

    Tanta coisa que pode correr mal nestes lançamentos, não é de admirar que desastres ocorram. Não há milagres!

  6. Martins says:

    Ainda me lembro há meia dúzia de anos atrás de gozarem com esta empresa e diziam os “entendidos” na área com várias décadas no ramo que era ridículo a ideia de aterrarem os foguetões. Já vão em 49 aterragens e até agora mais nenhuma empresa o faz. A BlueOrigin faz uma coisa parecida mas são de lançamentos de foguetões que não chegam a sair de orbita.

  7. Jaqim Silva says:

    aterrar de traseira – em planetas de grande gravidade – consome muito combustivel , mas com a tecnologia atual é fácil . as alunagens foram todas feitas de traseira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.