PplWare Mobile

Que espécie seremos daqui a 200 anos?


Maria Inês Coelho

Gestora de conteúdo e de redes sociais do Pplware. Mestre em Economia, foi o fascínio pelo universo da tecnologia e da comunicação que falou mais alto.

Destaques PPLWARE

72 Respostas

  1. VA says:

    Muito interessante. A evolução não irá parar certamente em nós e na nossa geração. Se sobrevivermos á nossa adolescência tecnologica – expressão feliz usada por Carl Sagan para caracterizar a nossa época -, o futuro poderá de facto ser transhumanista.

  2. Filipe Viola says:

    Infelizmente não vai sobrar nada nem ninguém, tal como os dinossauros. Nem sequer vamos poder ser vistos em museus, porque não vai ficar ninguém para nos visitar.
    A ganancia vai ser a origem da extinção da nossa espécie. O constante atropelo do meio ambiente vai chegar a um limite que não vai existir ar respirável, nem condições para o fazer.
    O Planeta Terra vai secar.

    Parece exagero mas tem fundamento.

    • ptpedropt says:

      carros eléctricos

      • KikoFHM says:

        Isso não adianta de nada…

        trabalho em tecnologia mas admito que o que estamos a fazer com ela só está a dar cabo de nós…
        exemplos: produção, máquinas automatizadas que tiram postos de trabalho. Portagens, que além da via verde agora com postos automáticos roubou postos de trabalho… até hipermercados tem caixa self service menos um empregado a atender o cliente… isto são só pequenas coisas mas que vão fazer a diferença…

        porque andamos todos atrás do dinheiro! é a ganancia é verdade, os Big Bosses à frente de Empresas pensam o mesmo, vou cortar/poupar aqui para ter mais vantagens a longo prazo…

        Haverá sempre postos de trabalho para manutenção de máquinas lol

        mas o facto de querermos mais e mais só nos leva daqui a dias não seremos cyborgs mas sim gordos e preguiçosos como no filme Wall-E 😀

        • ptpedropt says:

          :S eu referi os carros eléctricos porque estava a responder a isto.. “não vai existir ar respirável”
          ..porque com a entrada dos carros electricos vai haver uma diminuição brutal na poluição

          quanto ao tema do emprego, sim, concordo com quase tudo, menos a parte dos postos de trabalho para manutenção de máquinas xD
          é um tema que já é visível à anos e anos, talvez décadas, mas só agora, por burrice da própria sociedade é que estamos a dar importância, entretanto espera-se mais umas quantas crises para levar isto a serio..

      • Marco Valle says:

        Exacto. Ainda mais se for com tecnologia de célula de hidrogénio que decompõe a água em hidrogénio e oxigénio, consumindo a 1ª para gerar energia e libertando a 2ª.

  3. gaguiel says:

    Se ainda houver pplware, eu venho cá comentar 😛

  4. luislelis says:

    Daqui a 200 anos seremos esqueletos ou po , q nada da para snifar lol.
    ….A nao ser q os deuses da tecnologia(e amigos) facam um milagre.
    Desigualdade …. bom hoje em dia ha menos desigualdade pq…. pano para mangas

  5. G.Cruz says:

    “Harari explica que esta evolução…” lá vem a teoria da evolução, cá para mim é teoria da destruição.
    Génesis 1:26 “Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”
    Cá para mim Deus não ficará muito contente daqui a 200 anos. A última vez que se chateou fez o dilúvio ……….

  6. Carlos says:

    Sinceramente acredito que estaremos extintos em 100 devido a doenças e sobrepopulacao, e talvez surja uma nova espécie na terra que se vá evidenciar como nós e os dinossauros o fizemos

    • Rogério says:

      Com certeza, bem antes dos 100 anos faltará água no Planeta, somos hoje 7 bilhões, muitos especialistas explicam que a Terra não vai suportar 10 bilhões de habitantes.
      Se você for analisar o passado o Planeta nunca teve 7 bilhões de habitantes, para daqui 200 anos tem tempo demais.

      • Carlosloslos says:

        A expressão especialistas é o novo cientistas.
        Repara nisto “especialistas descobrem que as ovelhas são intolerantes à lactose”, é mentira mas como meti um termo generico que não quer dizer absolutamente nada ganha credibilidade perante quem não percebe que é mentira.

        • Rogério says:

          Bom, acredito que nesse mundo poucos percebem o que de fato está acontecendo, e é justamente por isso que ele vai acabar.
          Se prender a um termo e não analisar todo o resto é a prova disso.

  7. G.Cruz says:

    Corrijo!!! Génesis 1: 26: ” E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra.
    27: “Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”

  8. Sergio J says:

    Não podemos olhar para daqui a 100-200 anos e tirar conclusões a partir do estado da arte actual. Muito do que nós achavamos absurdo há 20 anos, hoje é trivial. Podem dizer que muito não se concretizou, mas quem sabe se já amanhã não se concretiza. Claro que também pode nunca se concretizar. Acho que essa é a grande falha deste futurólogo. Se calhar daqui a 30 anos estamos todos voltados para a religião, os gadgets talvez tenham amadurecido tanto que já não olhamos como gadget.

    Acredito que daqui a alguns anos o grande sonho seja a transferência da mente para uma máquina ou simplesmente para a rede. Aí sim seriamos eternos. O corpo é um mero contentor. Mas como toda a futurologia é uma questão de acreditar.

    já agora, tecnologia “wearable” não é de agora. É um conceito com décadas, inclusive o nome. Eu não sou velho e já oiço falar em wearable computing há 17-18 anos. Com certeza já é falada há muito mais tempo.

    • knom says:

      e queres ser eterno para?
      para existirem também pedófilos, raptores, criminosos, políticos sem escrúpulos eternos?

      porque é que as pessoas só vem os PRÓS e nunca olham em conta os CONTRAS?

  9. manuel says:

    N se preocupem; em 100 anos ja estamos estabelecidos em marte; na lua; e nos asteroides; o senhor bem pode fazer os diluvios que quizer que nao nos afecta; a terra vai secar e muitos outros planetas vao seguir. O nosso destino esta nas estrelas; não sejam tacanhos… Pensem em grande

    • knom says:

      isso achas tu, daqui a 100 anos os teus descendentes estão a comer o que os E.U.A, Alemanha e Outros a dominar isto e a fazer pouco deles…..
      enquanto não existir humanismo não existe evolução..

  10. jAugusto says:

    faz-me lembrar o filme: elysium; lucy;

  11. Daniel says:

    Da maneira que isto anda, sei lá se ainda cá andamos daqui a 20 ou 30 anos, quanto mais 200!
    Não ganhem juizo e comecem a usar a tecnologia para o bem da humanidade, em vez de dar cabo dela, que ainda vão ser as baratas e os escaravelhos a enterrar o ultimo humano!

  12. Carlosloslos says:

    Such science. Many technologies.

  13. JJ says:

    Como as coisas estão, mantendo-se o ritmo de evolução tecnológica o aumento da ganancia e corrupção, se nada mudar no paradigma mundial, daqui a 200 anos não vão existir humanos…

  14. knom says:

    sou o único que vê regressão na evolução humana? sabem porque? porque estamos a deixar de ser “humanos”.. atrocidades, crimes macabros… porque o que interessa hoje ao “homem” é o dinheiro, o carro bonito, o ultimo gadget que serve para nada, qual é a utilidade de tanta tecnologia? nem venham dizer que é para aproximar mais as pessoas porque só vejo o contrario

    tudo de cara trancada, ninguém esboça um sorriso, nem sabem conversar, só pelo tal smartphone, apenas pela tal internet…

    só espero não viver na era dos robôs humanoides que circulam as cidades.. porque quando eles começaram a ter a AI e aprender como a “estender” estamos fritos…. vão ser tal e qual ao “homem” sem emoções, sem sorriso, destruição em massa….

    Paranoicamente Knom

    • Pensem says:

      Eu não considero sequer o termo evolução o termo adequado para tudo isto, a palavra evolução criada por nós no dicionário tem o significado de “aperfeiçoamento”, e de perfeição nesta “evolução” como dizem não tem nada.
      Tudo é feito de uma maneira imperfeita e propositada, tudo é criado sem ter sido pensado na maneira mais perfeita, mas na maneira mais rentável ao criador. Mas também sinceramente isto já vem lá de muito atrás, as pessoas estão formatadas a uma evolução errada, uma evolução que nunca vai chegar ao seu estado mais puro ou seja há perfeição mas sim a destruição.
      Podemos dizer que daqui a uns anos vamos ser mais inteligentes, mas temos todos hoje a consciência das coisas e do que poderia ser feito da maneira perfeita. “Para que teres um carro ainda melhor se nem sequer sabes conduzir” seria um exemplo de comparação ao que tento dizer. Sinceramente considero que “evolução” não é mesmo para nós, porque como esse senhor disse somos insatisfeitos, e se tudo fosse perfeito não agradaria a esta raça, infelizmente.
      Mas também esta maquina gerida pelos grandes foi programada com esta lógica para sermos apenas mais um neste planeta.

      • knom says:

        eu procuro a evolução da sabedoria…. deixar maquinas de lado, apesar de gostar delas, passar mais tempo em frente as pessoas e amigos do que as maquinas

        eu percebi o que disseste, o DINHEIRO é o senhor do mundo e é por causa dele que a “evolução” não avança, avança mas para os bolsos de alguns, apenas… não quero ter filhos/netos sabendo que no futuro, os sentimentos/emoções não contam, mas sim os eletronicos que ele possui (carros, smartphones, tablets)… e eu neste momento preocupo-me com pouco… com o meu bem estar, o meu futuro (mais humano que maquina…) e pouco mais….

        as pessoas esquecem-se que a tecnologia tem imensos prós mas esquecem que tudo tem contras… wifis, nfcs, etc…. esquecem-se do mal dessas coisas todas, de tudo, mas preferem tar ligados ao mundo virtual do que ao mundo fisico 😉

        é estranho ter 20 anos e pensar muito em coisas que não sejam smartphones, tablets, internet, carros, e outros eletronicos….. sei como funcionam como se programa para eles, mas não os quero ter..

        Paranoico Knom

        • Pensem says:

          Falas-te bem o dinheiro, o esquema disto tudo.
          É estranho também as pessoas terem 20 anos e terem que pensar nestas coisas todas já…
          Infelizmente isto são opiniões que nunca vão passar disso mesmo, ninguem quer sinceramente saber disto, ainda nos chamam malucos se dizemos algo.
          Mentes formatadas ao capitalismo, levadas a felicidade no consumismo e no impossívell e à pouca falta de preocupação.

          • knom says:

            eu preocupo-me com coisas que me fazem realmente falta, coisas essenciais , nada de capitalismos… só quero aproveitar o meu tempo a fazer coisas que me orgulhe depois… não quero passar a minha vida a frente de um smartphone a jogar um jogo da treta, ou no facebook, twitter e coisas do genero… a opnião cada um tem a sua, eu tenho a minha… moldeia ao longo dos anos e ainda a altero porque vou aprendendo, e aprendi que o que é bom é o que já vai extinto que fazia diferença…

        • Pensem says:

          Hoje em dia prioriza-se a satisfação a saúde. Desde que seja rentável, e que satisfaça os consumidores, a saúde vem depois com os anos. Enfim.

          • knom says:

            a prioridade é ter o tal de cash, money, pinlim, DOLLAR….
            qualidade de produtos 0, qualidade de serviços 0, qualidade alimentação 0, qualidade no acompanhamento 0……… ainda me lembro com 5 anos quando descobri a coca-cola e o mc donalds…….. passados 10 anos percebi a mentira que aquilo era, comida sem sabor

    • J.C.Lopes says:

      Alguém em cima já mencionou o “Ex Machina”.

    • ptpedropt says:

      regressão por muito conveniente que fosse, não é possível..
      não vamos voltar para o mundo do senhor dos anéis..

  15. EacHTimE says:

    Este é precisamente o tema do Deus Ex Human Revolution que é um dos melhores jogos que já joguei.

  16. Carlos says:

    So é pena que os humanos nem mais 100 anos duram.

  17. C.L. says:

    Em relação aos portugueses prevejo que vão regredir. Aliás, essa regressão já começou, basta ver a bosta do (desa)acordo ortográfico.

  18. Armando Brito says:

    Meus camaradas com este caminho que levamos o português vai extinguir-se daqui a 200
    anos!

  19. Pedro says:

    Mudando a forma muda-se a consciência?

  20. manuel says:

    Resources exist to be consumed. And consumed they will be, if not by this generation then by some future. By what right does this forgotten future seek to deny us our birthright? None I say! Let us take what is ours, chew and eat our fill.”

  21. MARIOLOGOPT says:

    Este artigo é sem dúvida sintomático. Com ou sem tecnologia o homem desde sempre tenta superar-se. Era isto que ilustrava o mito de Prometeu. O PROBLEMA é que estamos a misturar o ser algo com o fazer. A tecnologia faz algo, informa, previne, ilustra mas não é. União para resolver problemas da humanidade, tecnologia ao serviço ao serviço do bem comum agora fazer dela qualquer coisa como salvação… Eu estou a terminar o doutoramento em Teologia em posso garantir que este professor da minha área não só percebe nada como mete a foice em seara alheia. Continuem o bom trabalho no site que tanto gosto me dá.
    Abraço em Cristo sob o manto de Maria a todos os internautas

  22. Fernando says:

    Que espécie seremos daqui a 200 anos? isto é uma pergunta estúpida isso ninguém sabe mas uma coisa eu sei estais todos mortos.

  23. maxim says:

    “capaz de solucionar qualquer problema, até a morte.” vai solucionar os meus três problemas: onde estamos, para onde vamos e porque? era fixe se a tecnologia pudesse fazer isso já amanha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.