Quantcast
PplWare Mobile

Pentágono acredita que o seu sistema de IA pode prever eventos com dias de antecedência

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. IKAROS says:

    Minority Report?

  2. Sardinha Enlatada says:

    Depende se for previsao do tempo andam la perto. Agora com outras coisas nao sei.

  3. miguel says:

    Quem faz estas noticias adora ficção 😉

  4. Vitor Tavares says:

    Deve ter sido por causa de todas essas “previsões” que conseguiram abortar o “ataque” de hoje perto do próprio Pentágono…mas parece que a “previsão” só acertou depois de ter havido três ou quatro mortos! Enfim…falta só mais uns ajustes!

  5. Joao Ptt says:

    Skynet who?

  6. dptmateus says:

    A IA previu o ataque que decorreu hoje nos arredores do Pentágono? ahaha

  7. Algo says:

    Ah, não, obrigado. Eu vejo os Simpsons.

  8. ervilhoid says:

    Os americanos são os maiores em tudo e sabem tudo, principalmente dos outros.. mas quando acontece alguma coisa lá, nunca sabiam de nada e muito menos estavam preparados para reagir

    Basta ver o 11 de setembro

  9. Vasco says:

    Lendo alguns comentários acho que talvez as pessoas não estejam a analisar bem a questão. Penso que as previsões que o Pentágono quer fazer usando o apoio de diversos sistemas integrados de IA não são ao nível dos comportamentos individuais microscópicos, mas antes ao nível das dinâmicas de grupos e associações de terroristas e exércitos . Recorrendo a dados agregados é essa a abordagem mais viável. Para prever comportamentos individuais com um grau de certeza elevado seria necessária muito mais informação individual a um nível que actualmente ainda é pouco praticável (actualmente). A IoT ainda não participa de forma tão ubíqua nas nossas vidas pessoais. Mas lá se chegará.

    • Ricardo Jose says:

      Já hoje, as vontades de milhões de pessoas são influenciadas através de sistemas informáticos que analisam comportamentos e ajustam publicidade e estímulos de forma a melhor conseguir vender algo… acho que alguém que acompanhe temas de tecnologia não pode dizer que tal é ficção.

      Além disso, alguém acredita que uma nação useira e vezeira em espiar tudo e todos e gerar guerras em todo o mundo para seu proveito, vai usar a tecnologia que dispõe apenas para “detectar os maus”? Se sim, tenho uns terrenos na lua para vender a bom preço…

      A tecnologia é agnóstica mas o uso que dela é feito não.

  10. Vasco says:

    Sem dúvida. Já em 2017 fiz um projecto extremamente simples de digital signage e a box permitia o uso de sensores e câmara para detectar por exemplo se estava uma criança das proximidades de um painel e passar determinado conteúdo em tempo real adequado a essa faixa etária. Na realidade quanto mais informações injectarmos num sistema que use por exemplo ML maior será a granularidade que conseguiremos atingir. A ética, concordo, é aquilo que por enquanto nos diferencia da máquina.

  11. Vítor silva says:

    Conseguir prever e conseguir antecipar

  12. Daniel says:

    Avisem quando conseguirem adivinhar a chave do euromilhões com uma semana de antecedência! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.