PplWare Mobile

Linguagens de programação: Java e C são as mais populares


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

30 Respostas

  1. An Old Crazy Guy says:

    Java não é de todo uma linguagem fácil, nem considero que produzir o que quer que seja em Java, nos dias de hoje, seja uma boa opção.

    Apesar de não conhecer in-depth, se se procura estabilidade e segurança, deve-se optar por Rust.

    Para processamento científico e pela facilidade de aprendizagem e rapidez de desenvolvimento – Python

    Para websites temos hoje em dia um manancial de opções e aí o que me parece que importa mais é a escolha do stack e conhecê-lo bem aprofundadamente. Também deverá depender do que se quer fazer.

    e depois há as funções na cloud………

    • André says:

      Desenvolvemos o mesmo software científico em Python, C++ e Fortran.
      Python demora 70x mais que os outros. Ou seja, serve para protótipos, para processar exemplos pequenos. Se o número de usuários do software for maior que digamos 3, a quantidade de dados for grande, ou tivermos muitos cálculos, então C++ é muito superior.

  2. Ewerton says:

    Cada um tem sua opinião, mais eu não gosto de Java desde a faculdade quando fui apresentado a tal.
    Mas quem sabe com o tempo eu mude, até hoje não aconteceu 🙂

    • Henrique Reis says:

      Você trancou a sua matrícula ?

      • Ewerton Dutra says:

        Não rsrsrs … Já me formei. Não gostei nem de java nem de C, também acho que ficamos muito no básico. C++ até animei mais … mais mesmo assim como usamos com o Embarcadero ficou meio assim, ahhh melhor delphi que é mais simples e rápido. Até porque pegávamos código delphi e convertíamos para C++ para fazer as coisas.
        Hoje trabalho com várias linguagens entre elas: PHP, C#, JS, e delphi para coisas rápidas.

  3. Golang Developer says:

    Gosto de ver Golang subir rapidamente, (hoje em dia todas as novas techs sao escritas em golang), po ano deve estart no top 5. P.s falta ai Rust

  4. draugkir says:

    Java está a desaparecer… e rapidamente.
    Notícia no mínimo estranha.

  5. Samuel says:

    Java e C são as mais populares devido as faculdades ensinarem programação e lógica de programação com essas linguagens. Se optarem por outra, ela se populariza rápido.

    • David says:

      Partilho a mesma opinião de as universidades terem peso no ranking, muitas faculdades actualmente estão optar pelo Python e o mesmo está a popularizar-se.

    • Justo says:

      Acha que é por essa razão. Pense lá bem na utilidade de uma linguagem que é extremamente portátil e poderosa. Java corre em todo o lado graças as suas maquinas virtuais. Java esta em todo o lado, no seu Android, Carro, TV, etc, etc….

  6. eduardo says:

    Na minha opinião esta será sempre uma pergunta do tipo quem é o melhor o ronaldo ou o messi.
    Cada linguagem tem as suas valias e sao apontadas para segmentos. O caso do java é facil… sao milhares de milhoes de plataformas que o usam, dai a sua popularidade. (pessoalmente nao acho piada) C é normal que continue a ser usada, modulos, drivers etc tudo usa C. C# e SQL ambiente altamente corporativo e de desenvolvimento rápido com uma grande knowledge base. Python sempre no ambiente academico, dai a sua expressão. e outras linguagens como ruby ou mongo nas bd’s muito menos usadas pouca knowledge base (quando comparadas com C ou java)
    No entanto na sua maioria consegue-se resultados semelhantes com qualquer uma

  7. Lucas says:

    Acho que nos dias de hoje essa discussão de qual linguagem é melhor não leva a lugar nenhum, pq no fim das contas o seu cliente não ta interessado e nem quer saber qual linguagem vc usou pra fazer o produto dele, ele só vai querer saber se vc resolveu o problema dele ou não!! Então não vejo o pq dessa discussão, aliás, existem programadores que são muito bons em linguagens pouco populares, mas por serem muito bons nelas, conseguem fazer projetos que qualquer outra linguagem tbm faria. Conhecer outras linguagens sempre é bom, as empresas gostam de pessoas versáteis, então não se prenda a apenas uma!

  8. David says:

    Java continuará em primeiro enquanto for ministrada nas universidades.

  9. Joao says:

    Não importa qual é melhor, logo todas serão substituídas por IA, todas, inclusive as novas.

  10. Luis Henrique says:

    Acho que a permanência do C como uma das mais preferidas se deve ao fato de ser a linguagem padrão para microcontroladores, por gerar código leve (sem check de range) e facilmente traduzível para assembler. Qualquer ambiente de desenvolvimento para microcontroladores se baseia no C, ou C++ alternativamente, e microcontroladores estão presentes na grande maioria dos produtos eletrônicos, como solução para aplicações desde as mais simples às de controle a tempo real.

  11. André says:

    C++11 trouxe diversas novidades que estão permitindo uma codificação mais rápida e moderna, um código mais direto e muito veloz.
    C++14, C++17 trouxeram mais coisas boas, consolidando C++11.
    Considero C++ a melhor linguagem para aplicações de engenharia, ciências exatas e computação científica.
    E vem muita novidade com C++20!!

  12. zdjy says:

    O pior é que nem falam do Javascript…

  13. Carlos Henrique says:

    Justo a posição dada para o Java.
    No início o Java era considerada uma linguagem lenta, pesada e muito verbosa. Mas com o passar do tempo a linguagem evoluiu seus conceitos, paradigmas e principalmente a JVM(Java Virtual Machine).
    Outra mudança que vai fortalecer ainda mais o java, é que agora teremos atualização em distancia de tempo curtos.
    I love Java.

    • Felipe Martins de Lima says:

      O fod# é isso js é ruim a bessa, mas é usada em todo canto. Vc no final da contas tem que escolher em uma linhagem elegante ou em uma que que é versátil.

  14. Marco antonio says:

    Eu tenho 56 anos desde 1985 me interesso por informática, só
    Consegui aprende o básico do velho Cobol e basic. Consegui coprar
    Meu micro tk-85, nele eu brinquei, trabalho na área de serralharia , nunca deixei de acompanhar a evolução, acreditem amo programação
    De computador, se eu pudesse volta a minha vida eu seria um programador Mas a minha opinião sincera é que c++ e Phyton, não deixa a Desejar.

  15. John says:

    Estranho e que tenho lido tantas coisas sobre a evolução do Nodejs e o quanto grandes empresas de tecnologia tem adotado node/javascript e não está divulgado neste post.

  16. Diogo says:

    Linguagem de programação boa e a que se paga seu salário. Atualmente aqui no Brasil trabalho com Java. Conclusão para mim a linguagem boa e Java.

  17. Ayowole Agbedejobi says:

    Complementando os elogios que fizeram a tecnologia Java, as principais empresas de tecnologia mantém a tecnologia junto a comunidade, tudo na linguagem é padronizado, diminuiram e muito o tempo de atualização e de upgrade frequentemente acompanho a comunidade e noto que eles trabalham fortemente para manter a tecnologia. Até o java 8 o java ficou muito mais rápido comparado ao 7 e após o Java 9 com o jigsaw o java ficou com o tempo de inicialização reduzido e o consumo menor de memória.

    Esses são alguns dos motivos que eu acredito que vale a pena e que eu recomendo investir na tecnologia Java.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.