PplWare Mobile

A Google optou por não remover esta controversa aplicação para Android


Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Joao says:

    Seria interessante conhecer as justificações dos congressitas para tal pedido.

  2. Pedro R. says:

    Como o dinheiro fala mais alto, embora não o faça melhor. Ou, como a Google e a Apple se prostituem miseravelmente.

  3. LG says:

    Infelizmente, remover esta App da Apple App Store ou da Google Play não vai fazer coisa alguma…

    No governo saudita, estas informações são obrigatórios por Lei… Infelizmente as pessoas (especialmente as mulheres) não têm direito de escolha livre e uma permisão tem que ser exposto para que uma mulher possa viajar.

    Retirar a App não retira qualquer lei ao país… A App veio facilitar o processo burocrático.

    • Vitor says:

      Essa app não foi desenvolvida para “facilitar o processo burocrático” de nada…foi ESPECIALMENTE desenvolvida como um alerta da movimentação física das mulheres. Para que os maridos (ou equivalentes) saibam sempre onde elas se encontram a qualquer momento…

      • LG says:

        Sim tens razão… e sem essa App, achas que elas podiam andar livramente? Atenção, eu não estou a defender a App… O problema é o governo saudita

        • Neves says:

          Que novidade, meu caro. Como homem tenho vergonha perante qualquer mulher da atitude miserável, absolutamente machista e tacanha destes indivíduos absolutamente desprezíveis. Para eles, qualquer mulher não tem qualquer significado, respeito e/ou consideração. Respeitosamente

    • Julio Braga says:

      Não sabia disso. Então deve-se mudar na fonte, ou seja, a lei saudita (acredito).

  4. PGomes says:

    Impressionante ver empresas desta dimensão a ser conivente com a opressão de milhões de mulheres pelo mundo fora.
    A falta de ética destas empresas é abismal.

    • Vitor says:

      Quando a Google (e não só) permite apps deste género,desenvolve um motor de busca “especial” para a China (entregando a sua gestão ao governo) apenas quer dizer que a palavra ÉTICA nem sequer existe no seu dicionário. O dinheiro é o único “Deus” que os Americanos veneram. E depois não têm vergonha da campanha que estão a fazer contra a Huawei…querem espiar sozinhos.

      • pauloj says:

        Tens toda a razão mas o mais frustrante e o falso moralismo e a extrema hipocrisia da Google, anda por aí pregar que eles são uma empresa progressista “PC” e fazem simplesmente o oposto, pior manipulam informaçao ao seu bom gosto para influenciar eleições!

        O mesmo se aplica ao facebook e twitter. Espero e que o povo acorde para esta ameaça real!

  5. Rafael Marques Goncalves says:

    Pelo vídeo parece que é um controle para os pais, porém lá nesses países Árabes podem estar dando um novo sentido para a aplicação, chamam isso de desvirtuamento de uso.

    Como qq app é apenas uma ferramenta, quem fica responsável por seu uso é quem a usa.

    Seria interessante ver esse vídeo traduzido, pois não entendi uma palavra, só vi pelas imagens que parecia algum controle parental.

    Eu tenho um para a minha filha, ela mora com a mãe (sou divorciado) e tanto eu quanto minha ex temos esse controle de GPS do celular de nossa filha pois hj tem muita violência e sequestro, etc. Ela só tem 10 anos e costuma ir para a casa da avó.

    Então ficamos monitorando para ver se está tudo bem. Ou seja, cada usuário dá um sentido para o app. Eu poderia fazer como esse app aí tb, imagina ser ultra possessivo e colocar um app para vigiar a esposa ou namorada por exemplo? Até o Google maps hj tem esse registro de locomoção e pode ser usado de várias maneiras

    Já que esses caras estão controlando as mulheres, tb podiam fazer um app para que elas pedissem ajuda se quisessem/achassem que estão sendo maltratadas. Lá deve ser horrível mesmo pelo que dizem… Essa cultura de submissão da mulher. Assunto complicado, a pergunta seria a de que sempre: até que ponto se intrometer na cultura de outros?

    Eu acho que se alguém está sofrendo está errado e teria que ver como ajudar. As pessoas deviam ser livres… É por essas e outras que não curto religiões. Eles lá são muito ultrapassados nesse sentido. A tal “sharia” é ruim demais

    • Marcos Cardoso says:

      Estava indo bem até vc falar que é por isso que não curti religiões, vc coloca todo mundo no mesmo saco, este é o problema, não quer interferir na cultura dos outros, mas considera todos iguais, se não fosse a religião nosso país já teria se transformado num Holanda, onde um pouco de moralidade pelo menos, já não existe mais.

  6. TATTIANA DOS SANTOS DE MORAES says:

    Eles não vão retirar o aplicativo da rede pois apps de localização como esse existem em todo mundo. Na minha família usamos o Life 360º. Eu, meu marido e meus filhos. E note que a minha sogra, que já é idosa e que suscita preocupação assim como as crianças, NÃO QUIS ENTRAR, e nós RESPEITAMOS A VONTADE DELA. Qual a conclusão que se tira disso? Que o problema é a cultura do país não apps de localização. Com certeza lá as mulheres não terão acesso à localização dos maridos e também não poderão optar por usar ou não usar o aplicativo.

    • Francisco m says:

      Essa lógica do se eu não fizer alguem vai fazer não me convenceu. Para mim há a opção de não lucrar com a violação dos direitos dessa gente já para não falar de minorias como homosexuais.

    • Julio Braga says:

      Excelente app esse Life360. Ótimo para diminuir a insegurança. Pelo menos temos a noção de onde estão nossos familiares.

    • Marcos Cardoso says:

      Além do mais, todos nós sabemos que o History Location do Google mapas já faz isso, basta vc ter a senha de acesso do seu parceiro ou filhos, se o app deixar de existir, os maridos obrigarão suas esposas, se ainda o fazem? A entregar suas senhas e poderão restringir, acompanhar e investigar cada passo de suas mulheres, aqui no Brasil isso não acontece por causa da nossa cultura.

  7. Hamza Francis says:

    Deixem que os outros sejam como eles querem ser e cuidem dos vossos próprios assuntos.

    • Vara says:

      Concordo plenamente. Tratem cada um de seus próprios problemas. Em geral, aqueles que se preocupam demais com o quintal alheio estão apenas querendo expandir os seus próprios.

    • Igor Clark says:

      Deixar as pessoas serem como elas querem ser? Ser racista, homofóbico, assassino, machista, femista e por aí vai é de boa para você? A partir do momento em que as atitudes de uma pessoa ferem os direitos de outra pessoa, ela deve ser repreendida. Não há desculpa de ser cultura e muito menos religião para essas atitudes repulsivas.

      • maxim says:

        Os direitos não são feridos, o que se ferem são os sentimentos. Racismo, machismo, homofobia etc são tudo sentimentos (e/ou comportamentos) enquanto que alguém só é assassino depois de um comportamento. Como pode ver, igualar um assassino a um racista (e outros todos) não faz muito sentido. Tem todo o direito de dizer barbaridades, mas evite só falar, oiça a dos outros também.

    • Sara says:

      Hamza Francis

      Exactamente!
      Comentário mais acertado
      O melhor!

      Obrigado.
      ‍♀️

  8. Neves says:

    Absolutamente absolutamente desprezível. Controlar outros adultos . . . Próprio de regimes políticos impostos pela pequenez dos ditadorzecos medíocres que ainda se sentem no tempo da Idade Mádia. Pararam no tempo. O que o dinheiro não faz, meu Deus.

  9. paulo says:

    Este papo de defender minorias e as mulheres são pura hipocrisia desses conglomerados o que defendem mesmo a escravização da humanidade.

  10. Vara says:

    O governo saudita pode justificar a sua decisão sob o ponto de vista da soberania, da tradição e da cultura locais. As empresas Google e Apple podem justificar a sua decisão sob o ponto de vista de que fornecem produtos e serviços a quem esteja disposto a adquiri-los. E todos eles estão corretos sob cada uma destas justificativas. A questão, a meu ver é outra, e trata-se de saber se o governo saudita ou as empresas citadas estão obrigando os usuários a instalar os programas em seus aparelhos. Afinal, no fundo, se um árabe acha que deve ou pode controlar a “sua mulher” através de um app, ou de uma lei governamental o problema é deles…e se não me falha a memória na idade média inventaram algo parecido e o nome era cinto de castidade…diz a história que pouco funcionou, além de impedir a higiene feminina e aumentar os ganhos dos ferreiros da época….

  11. Gustavo Costa says:

    Como um esquerdista brasileiro avisou, “uma empresa capitalista escravocrata fez uma companhia empoderada”. Estas empresas não são dignas de confiança.

  12. Igor Clark says:

    Nesse caso não é regime político. É a religião deles que pregam essas coisas E tudo isso já foi impregnado na política desses países islâmicos…

  13. Wagner says:

    Aquele pais tem leis restritivas às mulheres, é um atraso, mas acho que é uma condição que elas tem para ter certas liberdades la…

  14. Kabindas says:

    Pois parece que o bias de esquerda feminista e defensor das minorias do universo google (youtube e afins) aqui não dá muito jeito … que hipócritas !

  15. Tiago says:

    Como já são muçulmanos e não vai de acordo com a agenda anti-white male a opressão das mulheres já não interessa.

  16. Marcos Cardoso says:

    Além do mais, todos nós sabemos que o History Location do Google mapas já faz isso, basta vc ter a senha de acesso do seu parceiro ou filhos, se o app deixar de existir, os maridos obrigarão suas esposas, se ainda o fazem? A entregar suas senhas e poderão restringir, acompanhar e investigar cada passo de suas mulheres, aqui no Brasil isso não acontece por causa da nossa cultura.

  17. LUIS FILIPE SANTOS BRANDAO says:

    A google playstore esqueceu seus príncipios, tanto em app quanto em jogos.
    Mas o principal mesmo que esta loja se esqueceu foram as opniões das pessoas, foi deixado de lado o tão famoso feedback…fazendo com que app defeituosos continuem fazendo uma cobrança por algo que não foi o prometido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.