PplWare Mobile

Apple e Google enfrentam contestação perante esta controversa aplicação


Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Zem says:

    Aceder a smartphone alheio e desactivar as notificações não é a mesma coisa que “surtir efeito contrário”.

    • Pedro R. says:

      Se o smartphone não dá notificações, o marido fica completamente descansado no que respeita a ser enganado pela mulher. Antes de existir esta app, a desconfiança (consequentemente, a vigilância) era permanente, logo, mais apertada.

  2. camionista says:

    bah… tanto se me da como se me deu, Deixe as feminazis se preocuparem com isso que agora so mgtow para sempre

  3. eu says:

    Devemos acima de tudo respeitar a cultura local.
    É assim lá, ponto final.
    O mesmo poderão dizer eles dos nossos costumes.

    Agora esta App deveria de estar (se não estiver), disponível apenas no território deles.

  4. Alguém says:

    Cultura? É simplesmente ridículo… Deves de ser um homem do século passado. Tratam a mulher como uma filha que têm de saber sempre onde anda e além disso andam sempre com aqueles mantos horríveis.

    As coisas bonitas são para se ver e não para andarem trancadas/enjauladas nas casas/roupas. Pelo menos falo por mim, que gosto de ver o que é bom e bonito.

    Esta aplicação faz tudo menos sentido.

  5. Miguel says:

    Como nós sabemos, 90% da violência contra as mulheres é derivado á infidelidade delas nas redes sociais ! Mulheres casadas ou que namoram dão conversa a outros homens,põem fotos provocadoras para atiçarem os outros homens, e isso provoca reações tresloucadas nos homens ( todos nós sabemos que as mulheres não são santas nenhumas) deixemo-nos de falsos moralismos… esta app é somente para os homens neste país se precaverem

    • Nuno V says:

      Sim, porque o direito à privacidade escrito na declaração universal dos direitos humanos diz respeito apenas aos homens. Bem como se olhares para os rácios de infidelidade, são os homens quem são mais infiéis, não as mulheres. E se tens assim tanto medo de ser traído, a solução é muito simples, suprime a tua relação com mulheres. Se precisares de aliviar a pressão faz uso da mão direita.

    • Hugo says:

      Nem o meu avô diria tamanha asneira.
      Parabéns…estás em 1820 e 2019 simultaneamente.

    • Sara says:

      Ainda bem que haja alguém que respeite outras culturas.
      Obrigado.

    • Kabindas says:

      Faltar acabar o teu comentário com : “Allahu Akbar”

    • André Sanches Moreira says:

      Acho que cada pessoa devia ser livre, se a outra pessoa acha que não pode confiar, simplesmente não confia e sai dessa mesma relação.

      Agora trocar pessoas pelos bens da sua familia ou em troca por algo já é suficiente mau, mas agora controlar cada passo é contra qualquer direito de privacidadr

  6. Nuno V says:

    Arábia Saudita, aquele país maravilhoso cuja lei mais se parece com Xaria. Um conjunto de leis Árabes presentes no Alcorão tão bárbaras como as leis do Levítico presentes na Bíblia. Claro que os restantes países não se preocupam com o que se passa lá, porque o poder lá instalado serve os interesses do capital transnacional no que toca ao petróleo. Por isso ninguém quer saber das atrocidades cometidas neste país tanto a mulheres como a homens, nem muito menos querem saber que lá não haja democracia. Aliás, a preocupação é tanta que a ONU elegeu este país para a Comissão dos Direitos das Mulheres. Esta decisão foi retrocedida apenas após pressão de activistas.

  7. Ele Punk says:

    Depois de ler os comentários, a app deixou de me chocar! é impressionante e triste a quantidade de sexistas que ainda existem no nosso País ! se a app fosse para controlar os Homens a historia ja era diferente! ides ………

    • HB says:

      Eu diria antes, depois de ler os comentários fiquei a pensar se são pessoas que sabem o que significa liberdade de expressão, o que significa respeitar o próximo.
      Tantos contra o radicalismo sendo radicais, insultando, não respeitando a opinião dos outros.
      Parabéns a todos esses que se iriam integrar na perfeição na “cultura” que estão a criticar.
      PS: sou obviamente contra esta App e seus propósitos.

      • Nuno V says:

        Estás-me a dizer que lá por teres liberdade de expressão, a tua posição não pode ser criticada? Vês a critica como um ataque à liberdade de expressão?

        Nem todas as posições são respeitáveis. As opiniões não são todas de igual valor.

        • HB says:

          Basta ler para perceber o que disse. Frases como “@eu… vai bugiar… o teu cerebro deve ser do tamanho de uma cereja.” não é ter liberdade de expressão, é insultar o outro só porque discordam da ideia dele.
          Eu posso dizer que discordo de uma ideia sem tentar ofender o outro.

    • Viana says:

      Escravidão , restrição de direitos , machismo, tortura , homofobia, racismo não devem ser “respeitados como cultura local” e sim “questionados como cultura local”.

  8. Pedro R. says:

    App recomendada pelo Neto de Moura e vários comentadores.

  9. Nqr says:

    Se a mulher quiser sair do país Então basta pegar um táxi , colocar o telemóvel em total silêncio e sem vibrar, esconder o mesmo por baixo do banco do condutor e pronto. Passa o dia na cidade a passeio. E bye bye

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.