PplWare Mobile

Práticas anti-concorrência no Android podem valer multa à Google


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. daiquiri says:

    Nunca entendi porque a apple nunca comeu com uma multa/ameaça destas

    • Trend says:

      Porque a posição da Apple é muito diferente da Google e da Microsoft

      • Não Interessa says:

        Em que sentido?

        • Trend says:

          A Apple não tem posição dominante no mercado de sistemas operativos e não anda a estabelecer acordos com empresas para usarem o seu sistema operativo com incentivos e penalizações para não usarem programas concorrentes.
          Não é a integração que é proibida, e quem tem posições dominantes está sujeito a regras para estritas.

          • Zé Manel says:

            Ou muito me engano durante largos anos a apple não permitia o desenvolvimento de aplicações que fossem concorrentes de aplicações fornecidas com o telemovel (entenda-se: agenda, aplicações sms, teclados, etc)

          • Trend says:

            Esses exemplos são suposto mostrar acordos da Apple com outros, ou a existência de posição dominante?
            Isso é funcionalidade básica para um smartphone e telefone há décadas. Para ser possível substituir essa funcionalidade por aplicações de terceiros requer criar APIs extra para o sistema conseguir manter a integridade funcional e segurança.
            Mas isso não impedia uma aplicação de implementar um teclado diferente… Também não demorou muito tempo depois de abrir a loja para haver aplicações de mensagens, contactos, calendário e VOIP.

          • daiquiri says:

            O iPhone é bem dominante. E não podes propriamente definir apps de terceiros como default..

            E vem com as apps da apple pré intaladas. De que forma é diferente?

            Têm um sistema operativo que é ilegal instalares em hardware não-apple.

            É a quota de mercado que dita as multas?

          • Trend says:

            daiquiri, o que dita as multas são as leis de competição/concorrência, que neste caso dependem dum conjunto de condições, entre elas a existência de posição dominante no mercado. Na UE o iPhone deve ter 15-20% do mercado de sistemas operativos, uma quota baixa para conseguir demonstrar posição dominante no mercado.
            Ninguém é obrigado a desenvolver sistemas operativos para outras empresas.
            Os fabricantes não estão proibidos de ter apps pré-instaladas nos equipamentos que vendem, nem a Google seria condenada por meramente haver apps suas pré-instaladas.
            A Google seria condenada por causa do tipo de contractos com os fabricantes que os penalizam em caso de uso de produtos concorrentes e incentivam financeiramente o acoplar de serviços da Google, aproveitando-se da sua posição dominante no mercado.

  2. Bruno Jesus says:

    Acho que em todos os smartphones Android devia de haver a opção de instalar/remover as Google Apps

    • Não Interessa says:

      100% de acordo e já agora as apps das operadoras, isto claro sem ter que se estar a fazer root

      • sómaisum says:

        Se o telefone em questao for mais barato na operadora, faz sentido teres de levar com “publicidade” (apps da operadora). Não gosto, mas faz o seu sentido.
        Em relação às Google Apps, isso concordo perfeitamente.
        Dou exemplo do Meizu que ofereci a minha mae, vinha sem GApps 😀

    • Malamen says:

      Podes ter um telemóvel Android sem as Google Apps desde há muito tempo…

  3. fla says:

    Isto é irrelevante. Se o problema for realmente: “Google tem procurado influenciar os fabricantes e tentar que apenas os seus produtos estejam presentes no Android”. Basta a google fazer com que os seu produtos venham pré-instalados no Android “puro”, obrigando assim todos os fabricantes a ter lá as Google Apps de origem.

    Se isso não for possível, então a UE que multe a Apple também. O iOS vem com diversas ferramentas Apple, isso não é também anti-concorrencial?

    • Trend says:

      As práticas anti-concorrenciais vêm da posição dominante da Google no mercado de sistemas operativos móveis e dos acordos da Google com outras empresas, impedindo essas outras empresas de negociar com alguns concorrentes da Google para instalação de origem de outros programas.
      A Apple não tem posição dominante no mercado de sistemas e não tem acordos para instalar o iOS em aparelhos de outras empresas, logo não pode ser acusada do mesmo.

      • Não Interessa says:

        Se comprares um carro e deres 1 à troca tens desconto. Se usas um SO com as nossas apps tens um desconto. Se a concorrência não gosta que desenvolva o seu SO que foi o que a apple fez (sim eu sei que a apple surgiu primeiro no segmento dos smartphones) e a microsoft. Já houve mais tentativas de outras companhias que comprovam esta teoria: firefox os, ubunto e mais…

        • Trend says:

          Existem leis da competição que impedem determinados tipos de acordos a quem tem posição dominante no mercado, para que essas empresas não abusem dessa posição para distorcer a competição noutras áreas relacionadas.

    • APereira says:

      A Apple vende o sistema operativo deles com as ferramentas deles no hardware deles…

      A Google disponibiliza Android, sem as Google Apps gratuitamente…depois faz acordos com as marcas que querem disponibilizar os seus equipamentos com Android para incluirem as Google Apps (Nao gratuitas).

      Isto faz com que outras empresas que queiram negociar com Samsung, HTC etc etc para incluirem as suas Apps ao invés das Google Apps nao tenham hipoteses de o fazer e isso é Anti concorrencia.

    • sómaisum says:

      o iOS, desde esta acutlização, já permite removeres grande parte dessas ferramentas “Apple” que dantes nao dava! yohhoo!

  4. Joao 2348 says:

    A União Europeia não deveria andar a multar a Google, Microsoft, Apple ou outra empresa qualquer.
    Basta criar uma lei europeia que seja explícita em afirmar que toda e qualquer empresa está expressamente proibida de tentar restringir o acesso de outra empresa/ organização a outros componentes/ sistema operativos/ firmware/ aplicações de software/ etc.
    Em caso de tentativa ou mesmo de efectivamente irem contra a lei devem levar uma multa entre 10 e 100% da facturação em todos os anos em que tal prática se manteve, e a ainda a possibilidade de proibição de estar presente no mercado europeu entre 2 e 10 anos… incluindo qualquer outra empresa ou subsidiária que directa ou indirectamente a represente ou seja a sua continuação com outro nome ou denominação só para tentar contornar eventuais restrições.
    Isto provavelmente seria suficiente para garantir que a maioria das empresas não queria sequer pensar numa coisa destas porque poderia ser a sua falência.

  5. Alexandre says:

    A pura verdade, não descurando a concorrência mas a google tem o total monopólio do mercado como já tinha referido nos meus comentários anteriores.
    Há que dizer que eles tem uma bela visão de negocio, porque o Android é uma parcela ínfima no negocio mundial que mantém.

    • P says:

      Gostava de saber porque raio por exemplo o Facebook como rede social consegue comprar o instagram (outra rede social) compra o whatsapp, e ninguém intervém… Como? Como é que estes se safam e ficam com um monopólio de comunicações incrível! ? (whatsapp não é rede social mas é quase)

  6. António Pereira says:

    Fico a aguardar pela multa à Apple e Google devido ao facto dos SOs destas trazerem um Browser proprietário por defeito.

    Juntamente com a multa, aguardo também a instalação de uma App de selecção de Browser.

  7. João Rios says:

    Certo fez o Reino Unido em sair da burocracia e desmandos de funcionários públicos da UE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.