PplWare Mobile

Preocupado com o Facebook? Google recolhe ainda mais dados sobre utilizadores


Pedro Simões

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

53 Respostas

  1. kekes says:

    Estes a uns tempos orgulhavam-se de conseguirem identificar pessoas sem conta com uma precisão imensa. Depois veio a preocupação com a privacidade e deixaram de o fazer. Quem eliminou o Facebook deveria também evitar usar a Google, que é ainda mais intrusiva que o Facebook.

    • Duarte says:

      E não só… Windows, Linux, etc etc todos recolhem informação
      Eu não sei para quê tanto escândalo, para mim pelo menos não me importa que saibam quantas vezes vou à casa de banho, se estou em família ou com a namorada, não me importa que amigos leiam as mensagens etc etc
      Não tenho segredos lol

      • Nuno says:

        Não duvido que pode haver uma ou outra distribuição Linux que recolhe a informação do utilizador, agora dizer que Linux recolhe a informação do utilizador é um exagero.

          • camt says:

            ” A diferença aqui é a possibilidade que a Canonical dá aos utilizadores de participarem ou não e a forma como usam os dados.”
            https://pplware.sapo.pt/linux/ubuntu-recolher-informacao-utilizadores/

          • Nuno says:

            Primeiro, não leste o artigo, pois é enviado informação do teu hardware, e não informação da tua vida pessoal, dos teus hábitos, as tuas pesquisas, a tua localização,… informação que muito consideram de sensível. Para não falar que ao instalar o SO é te perguntado se queres enviar essa informação ou não.
            Segundo, não leste o meu comentário. Eu não descartei a hipótese de haver distribuições que recolhessem informação que se considere sensível, pertencente à vida privada das pessoas. Disse sim, que alguém dizer que o Linux recolhe informação é um exagero. Linux não é um SO, é um kernel, e também é chamado Linux a todos os SO que usem esse kernel. Logo, dizer que o Linux recolhe informação pessoal, significaria que todos os SOs que usem o kernel Linux recolhem informação pessoal.

          • Duarte says:

            todos os SOs que usem o kernel Linux recolhem informação pessoal
            isso é verdade… quer queiras quer não, desde que estejas ligado à net já era…
            eu em tempos conheci uma pessoa que Ama Linux, tem uma coleção com todas as distribuições, o melhor é que se apanha menos vírus porque é menos usado (mas existem) mas é a mesma caca que os outros. é tudo igual

          • BoaOnda says:

            Boa, eu tenho um cão, logo se o meu não morde, nenhum morde, todas as pessoas mordidas por cães, não foram os cães, foram os donos. Boa Duarte, estás no caminho certo, agora experimenta meter mais tabaco.

          • Nuno says:

            Por favor então coloca-me aqui uma fonte que suporta a tua afirmação que tidas as distribuições linux, sem excepção, partilham a informação do utilizador.

      • camt says:

        https://myactivity.google.com
        Todos têm segredos agora a importância deles difere de pessoa para pessoa

      • jorge santos says:

        Mas se calhar já te preocupas que saibam:
        1) o que vais fazer à casa de banho;
        2) o que estás a dizer ou ouvir da família;
        3) o que estás a fazer com a namorada;
        4) que o conteúdo das mensagens possa ser usado no futuro contra ti.

        É tudo muito relativo e tu tens segredos que se calhar nem te apercebes que tens. Mas o Google sabe 🙂 .

        • Duarte says:

          1) o que vais fazer à casa de banho;
          Tomar banho, “defecar” ehehe “mijar” (desculpem as palavras)
          2) o que estás a dizer ou ouvir da família;
          Aqui podem ouvir tudo, é só risada e piadas
          3) o que estás a fazer com a namorada;
          O que se faz com uma namorada? O normal que todo o ser humano faz
          4) que o conteúdo das mensagens possa ser usado no futuro contra ti.
          Nenhuma mensagem que foi enviada pode ser usada contra mim porque não tem qualquer informação fidefigna possivel.
          “O que é o almoco?” “é isto…” “vamos sair?” “Sitio x” “Desabafos…” o normal de uma pessoa
          Estamos a falar de informações que só servem para publicidade lol de resto…
          Agora claro o que convem ter em segurança pelo menos é os dados sensiveis CC, numero de cartao de credito ou multibanco, de resto até o número do seguro de saude podem saber já que nao podem fazer nada sem o numero de contribuinte por exemplo

          Todo o sistema recolhe dados… é assim que a sociedade vive

      • Costa says:

        Estás a confundir o Sol com a Lua.
        Windows é uma empresa, com accionistas, com objectivos(lucros) a atingir ao ano, etc.
        Linux é um Sistema Operativo, um kernel, que não pertence a nenhuma empresa.
        Se há empresas que têm distribuições que “espiam” os utilizadores, claro que há, a Canonical (ubuntu) entre outras. Se há empresas que “contribuem” com código que para o kernel? Sim há. Se há no kernel do Linux código obscuro? Há sim, mas qualquer pessoa pode usar um kernel “limpo”, como por exemplo este http://www.fsfla.org/ikiwiki/selibre/linux-libre/index.en.html
        É sempre possível usar distros, em que o controlo é praticamente total, tipicamente as distros mais despidas, ai a garantia de “espionagem/telemetria” é inexistente.
        Qualquer coisa mais segura, e é virar para o próximo nível (em termos de segurança), OpenBSD.

      • Manuel says:

        Quando te roubarem dados importantes tipo cartao de credito , diz que nao tens segredos.

    • okapi says:

      O problema maior nem é ser mais ou menos intrusivo. O FB teve o descaramento de vender dados a companhias e estas “alterarem” ou influenciaram o processo democrático que se veio a provar. Isso é que é o perigo, na minha opinião.

      • JJ_ says:

        Durante os últimos 100 anos os midia e partidos/movimentos políticos, influenciaram as massas para obter os resultados pretendidos.

        A questão aqui é que após Trump ter ganho, descobriu-se que havia novos players nessa área, por sua vez os midia e os movimentos políticos, foram investigar quem eram… e notaram no FB.

        A única diferença aqui é que houve uma empresa capaz de pegar a informação de milhões de pessoas para as tentar influenciar, enquanto os midia e os movimentos políticos tinham uma abrangência com menor escala.

        Visto que os midia e os movimentos políticos, não querem perder esse poder de influencia das massas, atacaram com toda a força o FB, para tentarem manter esse poder.
        Mas, na realidade, nas próximas eleições eles irão usar as mesmas ferramentas utilizadas.

        “influenciaram o processo democrático”
        Desde que a democracia foi instituída, que o processo é influenciado. Arrisco a dizer que 90% dos votantes, nem sequer lêem o programa eleitoral dos candidatos.
        Fazem as suas escolhas, com base na tradição familiar, influencia de amigos, influencia da informação disponibilizada pela midia e influencia pelas campanhas dos movimentos políticos.

        Por isso, todo este escândalo só é realmente um escândalo para quem toda a sua vida andou realmente a ser influenciada, com ou sem FB, quer nas escolhas politicas quer em outras escolhas no seu dia a dia.
        Alias, nos últimos 20 anos, a sociedade tem sido cada vez mais influenciada que antes, e vai ainda ser mais…

        Para os midia e movimentos políticos, não serem acusados do mesmo, nada melhor de atacar com toda a força o FB e afins, desviando atenção das suas influencias que irão aumentar, com o “descobrimento” destas novas ferramentas digitais.

  2. Realista says:

    À anos que o pessoal que usa Windows Mobile chama ao Android CuscoID…
    Mas uma coisa é a Microsoft recolher os dados de utilização, como quantas vezes ligas o PC e qual é o espaço que tens no disco a outra é onde estas, com quem estás o que visualizas no browser como faz a Google.

    • Belmiro says:

      Não há nenhuma empresa ou serviço dos grandes que não use a telemetria:
      – a telemetria ou envio de dados serve para personalizar buscas, comandos por voz, localização para meteorologia, desporto, etc
      – a telemetria ajuda a conhecer os hábitos dos utilizadores e a refinar os futuros produtos
      – a telemetria ajuda a saber que hardware e software se usa para assim orientar as otimizações e resolver problemas.

      Criticam o Facebook? Obvio, tirando rede social não tem utilidade; criticam um programa de edição de imagem que envia dados sobre software que temos, que ficheiros usamos, que browser e sites? Óbvio, está fora de contexto que o faça; querem que o Windows, Android, serviços do Google, assistentes como Siri, google, Alexa, etc melhorem e “vos entendam”? Então necessitam de dados nossos.

      Não querem fornecer dados? Então não usem serviço nenhum, desliguem a internet e já está.

      PS: caso não saibam, se tem cartões das cadeias de supermercados, estas vendem também a informação de quando, quanto e o que compram a outras entidades como empresas de seguros, bancos, outros supermercados, empresas de marketing etc, e nem vos prestam serviço…

  3. Belmiro says:

    O Google ao recolher dados proporciona integração de serviços: pesquisas personalizadas, localização, e-mail, cloud, etc. A troco recebemos publicidade e a informação (anônima) é vendida.

    O Facebook (rede social) não traz nada aos clientes para “roubar” ou vender essa informação;

    São duas entidades muito diferentes

    • Gonçalo says:

      Presta-te um serviço social, um sistema de mensagens gratuito e poderes partilhar e alojar fotos e não traz nada aos clientes?? Se é para falar mal ao menos que o faças bem.

      • Belmiro says:

        Eu faço-o bem: serviço social referes-te serviço de bisbilhotagem; mensagens gratuito tens WhatsApp, Skype e afins sem colecionar atrocidades de dados como o Facebook; alojar fotos tens o Google fotos, Yahoo, Pinterest e milhões de serviços afins onde alojas fotos, com protecção, melhor qualidade e sem colecionar dados.

  4. Miguel Ferreira says:

    “o fim de 1 ano, a Google consegue reunir Google “

  5. Vitor says:

    Teoricamente toda a gente sabe (ou deveria saber) que o negócio da Google é a recolha de dados por cada utilizador e a sua posterior rentabilidade.Alguém acredita (ou acreditava) que uma empresa forneça a (quase!)totalidade dos serviços que disponibiliza de graça,tenha centenas de milhares de funcionários (a maioria altamente especializados) ao seu serviço e chegue ao fim de cada exercício com lucros fabulosos por “milagre” ou por dotes de magia?? E nem acredito na frase “…A gigante das pesquisas não faculta estes dados aos criadores de aplicações e aos anunciantes…” que aparece na parte final do artigo. Pode é ter um maior controlo na forma “os criadores de apps e anunciantes”utilizam esses dados…mas faculta-os e vende de certeza!

    • Enfim... says:

      Nao. A Goolge nao vende os dados. O que fazem e ao fazeres publicidade dizeres que publico alvo queres e eles entregam, mas tu como criador nunca sabes quem sao essas pessoas, ao contrario do facebook

      • Joao Ptt says:

        Exactamente, pelo aquilo que tenho me apercebido é mesmo isso, que eles fazem ou tentam fazer ao máximo, os dados pessoais e não pessoais ficam para eles (Google) e as empresas que publicitam têm maiores probabilidades de chegar ao público alvo.
        A empresa dá muitos mais controlos, se são reais ou só para a pessoa se sentir bem é que desconheço… mas até ver parecem ser reais.
        E a Google tem mais fontes de rendimento do que as fontes de informação pessoal e não pessoal, tem os licenciamentos, patentes, serviços pagos.

        A sorte da Google é que a sua rede social, que tentaram FORÇAR os seus utilizadores a utilizar, a certa altura quem se inscrevia para ter uma conta gmail não tinha sequer hipótese de se recusar a criar conta também no Google+ … eu sei, que criei uma conta nessa altura e não existia forma de escapar mesmo… ao contrário de meses antes e alguns meses depois. Se tivesse tido sucesso com a Google+ provavelmente seriam mais um facebook com o mesmo tipo de problemas… assim lá se safaram ainda que não fosse por não terem tentado literalmente tudo para enfiá-la pela garganta abaixo dos hábitos dos seus utilizadores. Só o facto de terem de forçar as pessoas a criar conta já diz bastante acerca da qualidade do serviço… que era tão bom que queriam forçar as pessoas a ter lá conta e a utilizar… mesmo que as próprias não quisessem.

  6. daniel says:

    Só colectam e guardam o que para lá se envia!
    A Google não sabe a que horas fui a casa de banho, mas se o postar numa rede social, num blog pessoal ou nalgum sitio da internet usando android ou outra qualquer ferramenta da Google é bem provavél que nalgum sitio fique registado!
    As pessoas têm é que se mentalizar uma vez na rede, para sempre na rede!
    Se não querem ter informação critica em risco, não a coloquem online é simples!

    • Vitor says:

      Para a Google saber o tempo que passas na casa de banho não precisas de o publicar numa qualquer rede social…basta estares sentado na “sanita” com o smartphone ligado e o sistema de localização ativo!! Para que pensas que serve o Street View… apenas para te aconselhar restaurantes e farmácias?

  7. eredeesse@iol.pt says:

    Estamos a falar de situações diferentes, Facebook recolhe e vende a outros. Google recolhe trata proporciona serviços e forma perfis para venda de publicidade segmentada. Não vende para fora do negócio deles o produto de realizar o próprio negócio. Assim estamos a dizer algo mais real do que especular!

  8. Realista says:

    Depois de criar conta no Facebook, há uns anitos, já tive dois episódios que me deixaram perplexo!

    1º Episódio:
    À conta de Facebook associa-se um email, o que considero normal. No meu caso é uma conta gmail.
    O que não achei normal foi o Facebook sugerir-me amizades com pessoas que eu nunca pesquisei na plataforma mas que eram pessoas com as quais correspondi apenas na minha conta de gmail! Nunca ativei nenhuma funcionalidade para me virem buscar contactos ou conteúdos ao meu gmail, mas fizeram-no!!!

    2º Episódio:
    Nunca inseri número de telemóvel no Facebook, porque não considero necessário.
    Vez após vez vieram perguntar-me se eu queria associar um número de telemóvel.
    Em alguns casos perguntaram-me até para eu confirmar se o meu número de telemóvel não seria o que apresentavam como sugestão. Curiosamente batia certo……!

    A ponte para me sacarem dados pessoais não podia ser feita ao nível, por exemplo, do telemóvel, porque esta minha conta de gmail nunca lá foi configurada.
    Se são cookies, se são outras maroscas não sei.
    Se o Face vende dados a outras empresas, o Google também o faz…..e tenho mais do que provas evidentes disso!

    • Hugo says:

      Bem vindo ao mundo real.
      Infelizmente, para todos os que se acham “incógnitos”, as simples informações enviadas pelos vossos contactos, que não têm o mínimo cuidado ao atribuir permissões a aplicações como por exempo SYNCME, metem a claro todas essas informações pelas quais tanto se esforçam para ocultar.
      Quantos mais cruzamentos mais precisa será a informação.

  9. Belmiro says:

    “niguém” leva um “n” depois do “ni” = ninguém 😀 estou a brincar, sim é estranho como HÁ tantos jovens que escrevem tão mal. Erros todos fazem, mas como se vê por aí nos últimos anos…

  10. José says:

    Esta pouca vergonha, de usarem e abusarem da privacidade das pessoas, só vai acabar, quando as autoridades competentes, sem contemplações, levarem os culpados, a tribunal, e eliminar completamente, todos os sites, que prevaricam. Nada mais fácil, e esses sites não fazem falta a ninguém. Toda as porcarias que usam a Internet, deve ser erradicada. As crianças e os jovens, agradecem.

  11. Jorge Carvalho says:

    Information we collect
    We collect information to provide better services to all of our users – from figuring out basic stuff like which language you speak, to more complex things like which ads you’ll find most useful, the people who matter most to you online, or which YouTube videos you might like.

    We collect information in the following ways:

    Information you give us. For example, many of our services require you to sign up for a Google Account. When you do, we’ll ask for personal information, like your name, email address, telephone number or credit card to store with your account. If you want to take full advantage of the sharing features we offer, we might also ask you to create a publicly visible Google Profile, which may include your name and photo.

    Information we get from your use of our services. We collect information about the services that you use and how you use them, like when you watch a video on YouTube, visit a website that uses our advertising services, or view and interact with our ads and content. This information includes:

    Device information

    We collect device-specific information (such as your hardware model, operating system version, unique device identifiers, and mobile network information including phone number). Google may associate your device identifiers or phone number with your Google Account.

    Log information

    When you use our services or view content provided by Google, we automatically collect and store certain information in server logs. This includes:

    details of how you used our service, such as your search queries.
    telephony log information like your phone number, calling-party number, forwarding numbers, time and date of calls, duration of calls, SMS routing information and types of calls.
    Internet protocol address.
    device event information such as crashes, system activity, hardware settings, browser type, browser language, the date and time of your request and referral URL.
    cookies that may uniquely identify your browser or your Google Account.
    Location information

    When you use Google services, we may collect and process information about your actual location. We use various technologies to determine location, including IP address, GPS, and other sensors that may, for example, provide Google with information on nearby devices, Wi-Fi access points and cell towers.

    Unique application numbers

    Certain services include a unique application number. This number and information about your installation (for example, the operating system type and application version number) may be sent to Google when you install or uninstall that service or when that service periodically contacts our servers, such as for automatic updates.

    Local storage

    We may collect and store information (including personal information) locally on your device using mechanisms such as browser web storage (including HTML 5) and application data caches.

    Cookies and similar technologies

    We and our partners use various technologies to collect and store information when you visit a Google service, and this may include using cookies or similar technologies to identify your browser or device. We also use these technologies to collect and store information when you interact with services we offer to our partners, such as advertising services or Google features that may appear on other sites. Our Google Analytics product helps businesses and site owners analyze the traffic to their websites and apps. When used in conjunction with our advertising services, such as those using the DoubleClick cookie, Google Analytics information is linked, by the Google Analytics customer or by Google, using Google technology, with information about visits to multiple sites.

    Information we collect when you are signed in to Google, in addition to information we obtain about you from partners, may be associated with your Google Account. When information is associated with your Google Account, we treat it as personal information. For more information about how you can access, manage or delete information that is associated with your Google Account, visit the Transparency and choice section of this policy.

    —–>>>>How we use information we collect
    We use the information we collect from all of our services to provide, maintain, protect and improve them, to develop new ones, and to protect Google and our users. We also use this information to offer you tailored content – like giving you more relevant search results and ads.

    We may use the name you provide for your Google Profile across all of the services we offer that require a Google Account. In addition, we may replace past names associated with your Google Account so that you are represented consistently across all our services. If other users already have your email, or other information that identifies you, we may show them your publicly visible Google Profile information, such as your name and photo.

    If you have a Google Account, we may display your Profile name, Profile photo, and actions you take on Google or on third-party applications connected to your Google Account (such as +1’s, reviews you write and comments you post) in our services, including displaying in ads and other commercial contexts. We will respect the choices you make to limit sharing or visibility settings in your Google Account.

    When you contact Google, we keep a record of your communication to help solve any issues you might be facing. We may use your email address to inform you about our services, such as letting you know about upcoming changes or improvements.

    We use information collected from cookies and other technologies, like pixel tags, to improve your user experience and the overall quality of our services. One of the products we use to do this on our own services is Google Analytics. For example, by saving your language preferences, we’ll be able to have our services appear in the language you prefer. When showing you tailored ads, we will not associate an identifier from cookies or similar technologies with sensitive categories, such as those based on race, religion, sexual orientation or health.

    Our automated systems analyze your content (including emails) to provide you personally relevant product features, such as customized search results, tailored advertising, and spam and malware detection.

    We may combine personal information from one service with information, including personal information, from other Google services – for example to make it easier to share things with people you know. Depending on your account settings, your activity on other sites and apps may be associated with your personal information in order to improve Google’s services and the ads delivered by Google.

    We will ask for your consent before using information for a purpose other than those that are set out in this Privacy Policy.

    Google processes personal information on our servers in many countries around the world. We may process your personal information on a server located outside the country where you live.

    Back to top
    Transparency and choice
    People have different privacy concerns. Our goal is to be clear about what information we collect, so that you can make meaningful choices about how it is used. For example, you can:

    Review and update your Google activity controls to decide what types of data, such as videos you’ve watched on YouTube or past searches, you would like saved with your account when you use Google services. You can also visit these controls to manage whether certain activity is stored in a cookie or similar technology on your device when you use our services while signed-out of your account.
    Review and control certain types of information tied to your Google Account by using Google Dashboard.
    View and edit your preferences about the Google ads shown to you on Google and across the web, such as which categories might interest you, using Ads Settings. You can also visit that page to opt out of certain Google advertising services.
    Adjust how the Profile associated with your Google Account appears to others.
    Control who you share information with through your Google Account.
    Take information associated with your Google Account out of many of our services.
    Choose whether your Profile name and Profile photo appear in shared endorsements that appear in ads.
    You may also set your browser to block all cookies, including cookies associated with our services, or to indicate when a cookie is being set by us. However, it’s important to remember that many of our services may not function properly if your cookies are disabled. For example, we may not remember your language preferences.

    Back to top
    Information you share
    Many of our services let you share information with others. Remember that when you share information publicly, it may be indexable by search engines, including Google. Our services provide you with different options on sharing and removing your content.

    Back to top
    Accessing and updating your personal information
    Whenever you use our services, we aim to provide you with access to your personal information. If that information is wrong, we strive to give you ways to update it quickly or to delete it – unless we have to keep that information for legitimate business or legal purposes.

    We aim to maintain our services in a manner that protects information from accidental or malicious destruction. Because of this, after you delete information from our services, we may not immediately delete residual copies from our active servers and may not remove information from our backup systems.

    Back to top
    Information we share
    We do not share personal information with companies, organizations and individuals outside of Google unless one of the following circumstances applies:

    With your consent

    We will share personal information with companies, organizations or individuals outside of Google when we have your consent to do so. We require opt-in consent for the sharing of any sensitive personal information.

    With domain administrators

    If your Google Account is managed for you by a domain administrator (for example, for G Suite users) then your domain administrator and resellers who provide user support to your organization will have access to your Google Account information (including your email and other data). Your domain administrator may be able to:

    view statistics regarding your account, like statistics regarding applications you install.
    change your account password.
    suspend or terminate your account access.
    access or retain information stored as part of your account.
    receive your account information in order to satisfy applicable law, regulation, legal process or enforceable governmental request.
    restrict your ability to delete or edit information or privacy settings.
    Please refer to your domain administrator’s privacy policy for more information.

    For external processing

    We provide personal information to our affiliates or other trusted businesses or persons to process it for us, based on our instructions and in compliance with our Privacy Policy and any other appropriate confidentiality and security measures.

    For legal reasons

    We will share personal information with companies, organizations or individuals outside of Google if we have a good-faith belief that access, use, preservation or disclosure of the information is reasonably necessary to:

    meet any applicable law, regulation, legal process or enforceable governmental request.
    enforce applicable Terms of Service, including investigation of potential violations.
    detect, prevent, or otherwise address fraud, security or technical issues.
    protect against harm to the rights, property or safety of Google, our users or the public as required or permitted by law.
    We may share non-personally identifiable information publicly and with our partners – like publishers, advertisers or connected sites. For example, we may share information publicly to show trends about the general use of our services.

    If Google is involved in a merger, acquisition or asset sale, we will continue to ensure the confidentiality of any personal information and give affected users notice before personal information is transferred or becomes subject to a different privacy policy.

  12. FMF says:

    Quando um serviço é grátis o produto somos nós!

    • Joao Ptt says:

      Por vezes mesmo quando se paga bem por um produto/ serviço o produto continuamos a ser nós. Muitos não se contentam em receber uma fortuna e querem explorar a vaca até não dar mais leite e carne.

  13. Dioguinho says:

    Para tentar minimizar esta situacao recomendo a instalacao do uBlock origin e definir o a utilizacao num nivel intermedio ( bloquear scripts de 3 e frames de 3), complementar com o Privacy badger e HTTPS everywhere. E claro utilizar um servico VPN

    Nao resolve todos os problemas, mas minimiza a informacao recolhida por terceiro, bem como deixa de existir publicidade nos sites

  14. rui says:

    Já cortei com todos os serviços google há 5 anos

    Deletegoogle

  15. Marco says:

    E os bancos ? … Isto pela calada …

    • Joao Ptt says:

      E os CTT? Fui lá uma vez há uns anos, fazer um pedido de redireccionamento para nova morada, e estava lá nas condições que para me prestarem o serviço iriam partilhar aqueles dados com toda a gente que lhes desse qualquer tostão, sem possibilidade de recusar tal.

  16. Enfim... says:

    E ha outra grande diferença…
    O facebook recolhe dados mesmo sem usar o facebook.
    E a google diz que recolhe, nao diz que nao mas depois recolhe…
    Se fossem mais transparentes nao tinha dado nisto

  17. Gomes says:

    Há outro pormenor importante, nas aplicações da Google é muito simples desativar essas opções de recolha de dados, localização, etc. No Facebook esse processo não era simples e a empresa ainda forçava por todos os meios os utilizadores a cederem a sua informação.

  18. censo says:

    Algum problema com os meus comentários por aqui ? É que nem o primeiro !

  19. z/OS says:

    Já há muito tempo que deixei de utilizar o Chrome e o Google como motor de busca. Isto tem que ser como a alimentação: variar os alimentos e comprar em sitios diferentes. Sou envenenado na mesma, mas dificulto um pouco mais o serviço destas empresas.

  20. Pablo Dellic says:

    Que bom que eles tem esses dados, o google sempre foi idoneo ,na verdade o problema não é ter os dados e sim o q fazer com eles , no caso da Google sou a favor ja do facebook nao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.