Quantcast
PplWare Mobile

Afinal o mercado dos smartwatches cresceu e está de boa saúde

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. #unknown says:

    só falta chamar a atenção de que é a Xiaomi que tem maior quota de mercado

    • Bruno says:

      Os números da xiaomi não são smartwatches

      • galo says:

        *não incluem “só” smartwatches mas também..

        • Bruno says:

          Continuam a não ser números de smartwatches!

          • galo says:

            Volto a dizer: Não são números “só” de smartwatches. Mas sendo números de “wearables” também têm em conta samrtwatches.

          • Bruno says:

            @ galo, mas o que é que isso interessa quando o número continua a não dizer nada sobre o mercado de smartwatches e a quota nesse mercado da Xiaomi? É nisso que o artigo fala e no que o comentário pegou.

          • galo says:

            Percebo o que queres dizer, mas repara que o próprio artigo apresenta uma tabela, não só de smartaches, mas de “wearables”. E aí a xiaomi é lider.
            Ao responderes ao comentário do @#unknown (que está correto, de acordo com a tabela do artigo) cometeste uma incorreção. Porque de facto os números da xiaomi também incluem smartwatches…e daí o meu acrescento ao teu comentário…

          • Bruno says:

            @ galo, o tema central do artigo é o crescimento dos smartwatches não os wearables em geral e nunca aquele número permitirá afirmar que é a Xiaomi que tem a maior quota de mercado dos smartwatches – não te permite saber quais foram as vendas contabilizadas de smartwatches.
            Não cometi qualquer incorrecção! O número conter o outro não o transforma em número de smartwatches, são números diferentes, logo, “os números da Xiaomi não são smartwatches”, é uma frase totalmente correcta. É bastante evidente o significado dessa afirmação para quem fala em maior quota de mercado.

          • galo says:

            @Bruno, não vale a pena continuar com isto…
            Se tu dizes que é “evidente o significado” da tua afirmação, eu também não tive qualquer dúvida quando li a afirmação do @#unknown (repara que se o pplware coloca uma tabela com wearables, também poderia salientado que nesse sector a xiaomi tem maior quota de mercado).
            Tu sentiste a necessidade de “corrigir” a afirmação dele, e porque não posso eu fazer o acrescento à tua?
            a tua como está escrita também pode levar a erros porque aqueles números também contêm smartwatches. E quem lê, e não sabe nada do assunto pode pensar que xiaomi é só “pulseiras”, ok?

          • Bruno says:

            @ galo, existir a tabela não muda o facto de o artigo estar focado nos smartwatches – basta ler o título e ver como demora tanto tempo a discutir coisas que nem aparecem na tabela.
            O que eu escrevi servia como nota para fazer entender que os números da Xiaomi apresentados não diziam muito para o foco do artigo, os smartwatches, e consequentemente para a quota nesse mercado.
            Tu é que realmente sentiste necessidade de dizer algo que nada esclarece quanto ao artigo. Continuam a não ser números de smartwatches da Xiaomi.

          • galo says:

            @Bruno está dificil contigo…ainda não percebeste que o meu 1º comentário foi apenas um complemento ao que disseste?

            Na minha opinião tu também não esclareceste nada, porque na própria tabela já está escrito “Top 5 Empresas de dispositivos wearable”. Quem leu sabe o que aqueles números representam. ponto final.

            O teu comentário teria sentido se o @#unknown tivesse escrito que Xiaomi tinha maior quota de mercado de “smartwatches”. Mas não foi isso que ele escreveu pois não?

            Depois, sei que o pplware quis destacar mais os smartwatches e apple (não critico isso) mas de facto no próprio texto são apresentados números, que os mais distraidos poderão pensar que são de “smartwatches”, mas que são de “wearables”… por exemplo, na fonte original poderás ler : “The worldwide wearables market was once again graced with positive growth as shipments grew 10.3% year over year”.

            Para finalizar, creio que os utilizadores deste blog não são “ovelhas” que têm que se centrar e comentar apenas o que está no titulo. Desde que bom senso exista, e não fuja demasiado ao contexto, cada um poderá escrever o que quiser.

          • Bruno says:

            @ galo, o comentário faz notar, ao #unknown, a razão de não ser falada da Xiaomi no artigo, já que estão centrados nos smartwatches.
            Ele fala de quota de mercado num artigo sobre smartwatches, sem outra especificação, faz todo o sentido chamar à atenção que os números da Xiaomi não são smartwatches. O que não faz sentido é andares às voltas a tentar justificar o que disseste, fazendo crer que só por um número incluir outro isso dá relevância para a questão de smartwatches.

            “Quem leu sabe o que aqueles números representam. ponto final.” … “os mais distraidos poderão pensar”. Parece que afinal nem para ti será um ponto final…

            Se te pões a comentar os comentários dos outros, não podes ler na diagonal e ignorar a sequência de comentários. Falhou-te a “leitura” do contexto, e pior do que isso começaste a classificar o que disse como incorrecto!

          • galo says:

            @Bruno E lá estás tu a bater nos “smartwatches”…não consegues ver mais além disso?

            O #unknown tem todo o direito de fazer a afirmação que fez. É a opinião dele e correta. Ele revela não ser “ovelha”. Eu também acho que, face aos dados apresentados, não se perderia nada em fazer menção à liderança dos xiaomi nos “wearables”.

            “Parece que afinal nem para ti será um ponto final…” hahahaha, afinal não sou eu que leio na diagonal ou que anda às voltas. Percebe que na tabela está claramente escrito o que os números representam 😉 logo o teu comentário nada acrescentou.

            Já no “crescimento 10,3%” isso não está claro no artigo.
            Citando: “De acordo com esses dados, o mercado nos últimos meses cresceu 10,3% no acumulado ano-a-ano e que, curiosamente, o mercado dos dispositivos mais básicos, (que não correm aplicações de terceiros) decresceu 0,9%.”
            A palavra “wearable” apenas aparece depois e unicamente na legenda da tabela. Confessa lá, até tu pensaste que eram números de smartwatches apenas, se apenas vês “smartwatches” 😉

            Para finalizar, que sequencia é que me falhou :D? tipo o teu comentário e o anterior do #unknown?

            ps: vou ficar por aqui, pois provavelmente de tudo o que escrevo só lês “smartwatch, smartwatch, …” e então é perda de tempo..

    • Vitolas says:

      Normal,para quem quer algo mais simples e estupidamente barato compra uma Miband 2,simples e eficaz,como é por norma em qualquer produto da marca.

  2. Alex says:

    Os smartwatches como estão não fazem muito sentido. Não é este crescimento que me vão fazer mudar de opinião. Haverá um mercado para eles, mas acredito que vai estabilizar em poucos milhões anuais.
    A ver vamos…

    • Goncalo says:

      E se a MS sempre lancar a linha de produtos que se preve, o mercado dos tablets, smartphones e 2 in 1, devera sofrer quedas significativas, isso podera nao acontecer com os smartwatches, mas podera dar ate um impulso a este nicho de mercado.

    • Vítor M. says:

      Poderá ser mas estes anos dizem exatamente o contrário. Dizem que é um mercado que a Apple tem fomentado, que está a crescer e que está a trazer para o nosso dia a dia novas experiências e novos meios de recolha de informação que podem ser trabalhadas do ponto de vista médico. É aqui que a Apple vai apostar no futuro próximo, ter o Apple Watch como o prospector de dados vitais.

  3. Kabindas says:

    Tenho um Amazfit (Xiaomi) á cerca de 2 meses e o relógio é fantástico. Superou s minhas expectativas até em estanquicidade, passei duas semanas no algarve a nadar, snorkling e um pouco de apneia (max +/- 5 metros) e o relógio nunca saio do pulso. A disponibilização de software para criar watchfaces também foi bombástica. Para além das que vem o equipamento existem centenas online e até podes criar o teu próprio watchface (custo 0 Eur). Podia estar aqui um dia a falar dele, mas acabo por dizer que este equipamento está sempre on (não liga quando se levanta o pulso) e tem uma autonomia de 1 semana.

  4. Luís Rato says:

    O meu lumia 550 conta os passos que dou e faz tudo o que fazem estes smartwatches com bateria de 3 dias e melhor câmera que qualquer iphone ou android. Gastar dinheiro para que?

    • Goncalo says:

      Concordo, o meu Lumia 950 faz isso, e ainda por cima tem uma das melhores cameras do mercado, pelo menos ainda nao vi outro que tirasse fotos de baixa luz e nocturnas com uma qualidade aproximada deste, nem Samsungs, nem Pixels, nem iPhones, nem One Plus, nem Xiaomi conseguem ate hoje igualar a camera do 950 nestas condicoes, e ficam ate bem longe disso. Fiz imensas comparacoes com topos de gama de amigos, de todas estas marcas e o unico que ainda consegue oferecer uma qualidade aceitavel e o S8.

    • Rui says:

      epa tambem não vamos aqui ser ridiculos, a camara do 550 não é má mas ao pé até do meu antigo 735 coitada e nem a vou comprar com o 7 plus que tenho agora, quanto ao contar passos cheguei a usar muito no 735 que ate tinha um sensor especializado para tal e não é a mesma coisa que a Mi Band 2 que tenho…

      • Luís Rato says:

        O sensorcore dos tlms e dos smartwatches e igual. A tecnologia e igual e até e mais certeiro no bolso que no pulso logo o lumia e melhor que o mi band ou outro smartwatch

        • Rui says:

          não são iguais não, nem todos os telemóveis tem todos os sensores, e diferente exigências nos sensores cria diferentes resultados e para não falar no software…

    • Wooden says:

      Se andares com o smartphone agarrado ao braço o tempo todo é capaz de resultar, caso contrario vai faltar informação. Além de que há mais coisas que um smartwatch faz e um smarphone não faz… o teu lumia faz analise do sono e monitoriza do ritmo cardiaco? Não me parece…

    • Filipe Teixeira says:

      Estes tipos do windows phone são mesmo engraçados…

    • Vitor Correia says:

      Se não sabes para que serve um smartwatch (a maior parte deles desportivos) mais vale não falares do que não sabes. É ninguém quer saber da tua câmara para nada, os smartwatches não se destinam a tirar fotos.

  5. Pedro says:

    Quando se referem a smartwatches estão a incluir smartbands tambem, certo? Só conheco fitbit com pulseiras

    • Helder says:

      Fitbit também têm uns smartwatch, mas vendem quase so pulseiras.

      Xiaomi é que é só pulseiras baratas!

    • Victor F. says:

      Do pouco que sei e pelos exemplos dados no artigo, penso que NÃO estão a incluir as smartbands.
      Se bem que no gráficos diz lá “Top 5 wearables” que inclui smartbands (MiBand, fitbit, Adidas FitSmart) e smartwatches (Apple Watch, Samsung Gear, Xiaomi AmazFit, Adidas SmartRun) mas o artigo parece-me ter como foco apenas os smarwatches

  6. Filipe Teixeira says:

    Portanto dezenas de artigos depois a dizerem que os smartwatches não vendiam, agora é o contrário…

  7. Welldone says:

    Típico shitware . Tanto smartwatch com muito melhor aspecto mas a capa tem de ser sempre da crapple

  8. Sérgio J says:

    Se metem fitbands aqui, deviam também meter relógios a pilhas, mecânicos ou pulseiras. É tudo de colocar no braço. Metem no mesmo bolo coisas incomparáveis.

  9. BuG says:

    Nada como o meu pebble steel! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.