PplWare Mobile

Tecnologias inúteis nos smartphones, segundo a OnePlus


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. filipe says:

    No que toca ao NFC até concordo, tenho e só usei para experimentar as colunas portáteis nos centros comerciais e de outras pessoas que conheço,nunca usaram sequer nem sabiam para o que servia.

  2. David.pt says:

    Concordo. Prefiro pagar menos em vez de ter algo que não uso.

    • Ricardo Ruivo says:

      ecrã com 1920 x 1080 píxeis de resolução e densidade de 401ppp, gravação de vídeo a 4k, traz um processador Octa-Core a 64-bit, GPS, rede LTE, Wi-Fi, Bluetooth, NFC, giroscópio, acelerómetro, barómetro, Bússola, sensor de iluminação anterior e posterior, sensor de identificação por impressão digital, sensor de leitura cardíaca, SpO2, sensor de proximidade, carregamento wireless…. que grande lista… e nós em media so usamos uns 3 ou 4… loool

  3. Blop says:

    Olha estes a quererem dar um golpe à moda da Apple, aos utilizadores Android hehehe

    • david.pt says:

      Golpes da Apple???? Mas este equipamento custa mais de 700€ para dizeres isso??

      • Blop says:

        Não, mas é para dar lavagem cerebral, tal como fez o Steve Jobs com a cena da antena do iPhone 4, que disse para segurar de outra forma o telm, aqui é a mesma coisa.
        Apenas quero referir que, retirar o NFC numa altura em que o Android Pay esta a ser implementado e impulsionado, é “matar” a evolução do mesmo.
        De qualquer das formas é a minha opinião.

    • António says:

      Concordo plenamente

  4. Baptista Batos says:

    LOL!

    Realmente, por muito que custe admitir aos fanboys, o NFC não serve para anda, a não ser que tenha Apple Pay, e que haja Apple Pay nesse país…

    Assim como mais de 1080p para um ecrã de 5.5″, é resolução deitada ao lixo, e performance do GPU (por muito bom que seja), deitado ao lixo, assim como a maioria das Apps, a maioria dos sites, nem para 1080p estão optimizados…

    Quanto a usarem USB-C com porta USB 2.0, só digo uma coisa = LOL… quem não tem cão, caça com gato…

    • Joaquim Pedro says:

      É pá, eu até acho que os smartphones não servem absolutamente para nada! É tudo LIXO! Fora com eles! Toca a fazer sinais de fumo ou a colocar mensagens nas patas dos pombos… Isso sim, é que é pura tecnologia natural, sem poluição (só quando os pombos não se descuidam…)

    • dbrenha says:

      Eu por acaso até isso para atiçar o GPS quando toco com ot lm na tag que tenho no carro mas percebo que a maioria não use.

      • Sergio J says:

        atiças o quê abre automaticamente uma app? Ou ligas a localização?

      • Eu says:

        vá lá..estava a ver que ninguém usava as TAGs NFC 🙂
        Para a resposta em baixo, podes abrir aplicações, ou executar um conjunto de tarefas, por ex. Tag do carro, liga o bluetooth, desliga o wifi, liga o GPS, abre a aplicação ABC/Spotify/etc…
        Chega a casa TAG…muda o perfil de som liga o WiFi, desliga o Bluetooth, activa os alarmes…..

    • José says:

      Dizer que mais resolução é desnecessária é ignorância pura. Experimente usar o cardboard da google e vai ver se mais resolução não é sinónimo de melhor.
      E não venha dizer que ninguém usa e logo é desnecessário… Veja os novos projetos de realidade aumentada usando telemóveis e óculos 3d e depois diga que não precisa de mais resolução…

      • António says:

        “Veja os novos projetos de realidade aumentada usando telemóveis e óculos 3d”

        Se calhar este exemplo até serve para fazer o ponto do Baptista Batos: realidade aumentada e óculos 3d são engraçados mas a maior parte do pessoal está-se borrifando para elas. São curiosidades para festas entre amigos mas no final do dia ninguém está muito interessado em andar muito tempo com uns bacamartes enormes na cara.

  5. Paulo Rodrigues says:

    Boas a todos,

    Sinceramente NFC só usei para experimentar quando comprei o meu telefone, depois disso nunca mais, e pagamentos com isso, em Portugal é raro ou quase impossível. Relativamente ao carregamento rapido é a função que poderá ter alguma utilidade e mesmo assim não estou a ver as pessoas a levarem a base para o local de trabalho e deixarem la durante a noite! Mas pronto há quem goste de andar sempre no topo mesmo que isso implique jogar dinheiro a rua.

    Cumps

  6. Paulo Esperança says:

    Tenho NFC no Nexus 7 desde 2012 e nos telemóveis no Lumia 620 desde março 2014 e agora no 640 XL. Usei 2 vezes no Nexus para experimentar a dita vantagem de transferência e nunca funcionou. Ainda pensei nas ditas etiquetas pra definições e assim, mas não acho pratico nem rápido. Simplesmente não uso. Além do mais os pagamentos por esse meio em Portugal são quase inexistentes, logo não vejo vantagem nenhuma em ter/usar. Na minha opinião claro. 🙂

  7. João MS says:

    Eu uso bastante o NFC. Uso 4 tags diariamente e uma 5ª exporadicamente.

    Mesa de cabeceira – Reduz o brilho do ecrã ao minimo, activa o modo vibração e desliga o led de notificações.
    Entrada de casa – Reduz o brilho do ecrã para metade, desliga o 3G, liga o WIFI

    Carro – Liga o GPS, arranca a app de GPS, arranca spotify, liga o bluetooth e força o emparelhamento com o carro

    Laptop de trabalho – Desliga o 3G, liga o WIFI, reduz o volume do toque para quase o minimo, reduz o brilho do ecrã para metade

    Todas elas fazem o inverso quando se passa uma 2ª vez.

    Tenho também uma dentro da carteira que utilizo poucas vezes. Activa/desactiva o modo voo.

    • Renato says:

      xiu… aqui quando não se saber mexer diz-se que não presta! Não venhas para aqui dizer que é util.

    • Fábio says:

      finalmente alguém como eu pensei que era o único a usar tags

    • Bruno M. says:

      1 caso em mil… são raros os casos…

    • André says:

      Admito que não sabia que o NFC dava para fazer essas coisas. Isso é muito útil, mesmo.

    • Mario says:

      Podes fazer tudo isso por apps Joao.

      • Portugues says:

        Mario não fales do que não sabes. Algumas apps conseguem fazer exatamente isso, mas precisam de ter acesso à localização: GPS, ou WIFI – mas não aconselhavel, o que vai gastar muita bateria. As etiquetas de NFC funcionam por proximidade. Muito mais simples

      • João MS says:

        Como assim, por apps? como é que uma app vai sabes que entrei no carro, que vou para a cama, que estou a trabalhar, que vou fumar um cigarro, que estou no cinema, etc. etc.?

      • Ricardo says:

        +1 eu tenho 3 tags e até me dão geito, 1 no carro, 1 na cozinha,+1 esporádica. E tb me dá bastante geito a passar fotos para a maria ( embora as vezes a quase que tenha ke andar a porrada entre eles para reconhecerem devido as capas protetoras). Por acaso até uma tecnologia que pondero na compra de um tlm.

    • David Justo says:

      Acrescenta a estas a utilização do NFC para proteger o google autenthicator através de uma yubikey, por exemplo. Basicamente a empresa quer ganhar mais e andam todos a comer a publicidade. Quanto custa colocar nfc por telefone? + 10 €, se tanto..? a empresa mantém o preço, os consumidores perdem. Quem não usa é porque não compreende a tecnologia. Quando os smartphones começaram a ter um ecrã grande, muitos criticaram, agora todos querem um..

    • Pedro Araújo says:

      Tens de explicar ás mentes iluminadas que dizem que o NFC não serve para nada o que que são tags !!
      Sabem que além das tags podem emparelhar automaticamente outros dispositivos como Headfones, Tabletes, TVs e outros smartfones não sabem?
      Então não venham para aqui dizer que não serve para nada. Uma coisa são eles terem limitações na produção para reduzir o preço do aparelho outra coisa é inventar desculpas ao dizer que o NFC não serve para nada.
      Até a Apple após tantos anos teve que reconhecer os benefícios do NFC ao implementá-lo nos seus equipamentos.

      • Moses says:

        Eu sei qual é o uso do NFC, mas não tenho efectivamente uso. Uso a wifi para activar\desactivar os perfis.

        Nunca utilizei no One.

        e percebo duas coisas, que a OP aproveitou apra reduzir os custos para mostrar algo diferente(finger print)

        e ao mesmo tempo dar a ideia que realmente pensam no que estão a fazer.

        O dual sim também e um sinal que querem agradar a gregos e troianos.

        Agora, aparte do 2, parace-me que o One+1 foi tão bom e está tão actual que se tornou dificil fazer muito melhor em tão pouco tempo.

      • Maria says:

        Sou uma das pessoas que tem o NFC e não uso, por ignorância talvez, mas achei muito interessante isso das tags. Poderia explicar-me como se arranjam (suponho que isso seja algo físico) e como se escolhe o que se quer que elas “digam” ao telemóvel. Obrigada.

    • Fábio says:

      Acho que o melhor NFC tag que uso, é na maquina do café 😀 Tenho programado na app do despertador que o mesmo só se cala assim que tocar no tag que está na maquina do café lool
      É a única forma de me fazer levantar.

    • João says:

      Isto!
      Pensei que era o único a usar tags. Dão muito jeito, o OP2 não ter NFC (que vai ser o futuro dos pagamentos) e não ter wireless charging fizeram com que não vá trocar o meu OPO.

  8. Jorge says:

    Considero isto publicidade de baixo nível, sem aproveitamento algum, mas não é apenas a One Plus, são muitas mais marcas.

    LOL o Quick charge não serve…??? o meu telefone carrega dos 15% aos 100% em +/- 55 minutos.
    mas sim esta tecnologia é inútil, em 3 horas serve perfeitamente… como se a porta USB Type-C fosse uma tecnologia extremamente necessária para 2015!

    • Vítor M. says:

      Mas porque não entender as justificações da OnePlus? Para eles faz sentido, só eles sabem das suas limitações de produção, eles não são “tolinhos” 🙂

      • Jorge says:

        Vitor eu até entendo e têm todo o direito de defender o seu produto, mas não criticando o dos outros. é apenas a minha opinião, supondo que que tu e eu somos concorrência era de baixo nível eu criticar o teu produto de forma a promover o meu. apenas isso.

        • Vítor M. says:

          Sim, isso sim. Mas penso que eles não tiveram a intenção de criticar a utilização de certas tecnologias por parte de terceiros, eles querem é justificar o porquê se não as incluíram. Penso que é mais por aí.

        • Moses says:

          Não vejo como critica a outros produtos.
          Vejo como promoção do seu.
          consideraram o quick charge, mas não entrava em conformidade com a politica(preço) deles.

          Então decidiram manter o que têm de bom e que funciona. 3h de carregamento para 2 dias.

          Honestamente é ela por ela. este carrega em 3h e dura dois dias(sensivelmente) e os outros carregam em 1h e duram 1 dia.

          São escolhas.

    • Bruno M. says:

      Querem tlm com especificações topo baratos?! Esqueçam esses extras….

      • golias17 says:

        Tens o novo moto X style, é um pouco mais caro mas tem outras vantagens, ou o moto x play que tem vantagens e desvantagens e é mais barato, preferia qualquer um dos dois em relação ao opo.

        Já agora eles preocupados não estão porque os meios de pagamento na china são feitos com outra tecnologia que não o nfc e assim não têm concorrência do android pay. Win win para eles eu diria.

  9. ivan says:

    Eu utilizo o NFC para emparelhar os meus auscultadores Bluetooth, não há nada mais pratico, é só encostar, e liga tudo o que tem a ligar automaticamente, bluetooth e media player.

    • Vítor M. says:

      Não tendo, nem precisas encostar, emparelhas como BT 4.0 e está feito… até é melhor… digo eu!

      • ivan says:

        A vantagem do NFC, é de não ter que preocupar em ir às definições do telemóvel e activar o bluetooth para puder emparelhar, basta encostar os auscultadores, o BT é activado automaticamente, quando desligo os auscultadores, o BT é desligado também automaticamente.

        • amlcosta says:

          Esqueces-te que para isso tens que andar com o NFC ligado a toda a hora, o que também consome bateria… E vai dar ao mesmo, aliás, ainda é pior porque estás a usar duas tecnologias diferentes, NFC e bluetooth, ambas gastam bateria, quando podias usar só uma. mas enfim… são opiniões.

          • Henrique Mouta says:

            O consumo do circuito NFC em standby é praticamente nulo, à volta de 0,5% por dia.

            A única situação em que o consumo seria elevado, é se tivesses permanente com o telemóvel em contacto com uma tag NFC.

          • João says:

            Wut?
            NFC além de gastar pouquíssimo é desactivado quando o telemóvel é bloqueado.

          • TMC says:

            Para não falar no facto de andar com o BT sempre ligado impõe um risco de segurança muito superior ao de andar com o NFC (praticamente nulo)

  10. Tiago E. says:

    Como utilizador e fã da OnePlus, não concordo com algumas destas justificações.
    Não uso NFC, mas há quem use. Agora que o Android M vem com pagamentos por NFC de origem, a falta de NFC pode ser uma grande falha. Além disso, não era por ter NFC que iria aumentar muito o preço.

    Quanto ao Quickcharge, acho que é o que faz mais falta. 3h20 para carregar um telemóvel é exagerado hoje em dia. E nem sequer percebo estes tempos. O meu One carrega numa hora e meia e só tem menos 200mA de bateria.

    Carregamento wireless realmente não é ainda um “must have”. No entanto, para quem já tem as bases de carregamento, é um descanso chegar a casa ao fim do dia e pousar lá o telemóvel sem nos termos de preocupar em ir buscar cabos e ter de os ligar.

    Quanto a ter USB Type-C a 2.0, achei piada. Resumindo, a mais valia é apenas poder introduzir o cabo de qualquer forma, porque de resto é igual…

    • Vítor M. says:

      Certo e eles têm essa percepção, contudo o estudo que fizeram ao mercado, deu-lhes a conhecer que a grande maioria, a grande percentagem, não usa e uma marca como a OnePlus, que trabalha para um nicho, tem de ter esses pontos em atenção, até porque têm muita dificuldade na produção das suas unidades.

      São bons, é verdade, mas têm muitas limitações que, por exemplo, uma Xiaomi não tem. Provavelmente isso também influencia estas justificações.

  11. Miguel Cruz says:

    !Na verdade, este conceito de primeiro amadurecer as tecnologias, depois criar uma necessidade no ser humano e só depois as colocar nos smartphones, faz escola há muitos anos noutra grande marca e sempre foi criticada por fazer essa gestão. Sim, a Apple faz isso e agora, afinal outros seguem-lhe a pisada!”
    Pois… mas há uma grande diferença é que Apple não reduz ao preço do telemóvel

    • Vítor M. says:

      certo, mas aumenta a margem de lucro e permite, como fez lá atrás, oferecer outros produtos, como o seu sistema operativo, o OS X, que hoje a Microsoft, por exemplo, ainda não o consegue fazer. E, claro, aumentar a receita da empresa, que no fundo é o foco de todas as empresas.

      • Bruno C says:

        Se assim não fosse o OnePlus 2 não custaria 400 euros.
        Temo que dentro de 2 ou 3 anos a OnePlus comece a lançar dispositivos na ordem dos 700 euros uma vez que de 2014 para 2015 teve um aumento de 100 euros.
        Não é regra, mas normalmente, o que acontece é os custos de produção diminuirem com a expansão da empresa. E normalmente os componentes vão ficando mais baratos. Obvio que se estivermos a falar de componentes acabados de serem lançados ou criados estes serão mais caros…
        Mas tal como o SoC 801 do OnePlus One já se encontrava no mercado quando foi lançado o 1+1 tb o 810 já equipa outros dispositivos (ex: Z3+ e M9) logo não deveria haver uma descrepância tão grande no preço…
        É só uma opinião claro, mas parece-me que um aumento de 100 euros é um bocadinho exagerado. O OnePlus One no seu lançamento custava 299 euros versao de 64 GB, a meu ver um aumento para um intervaldo entre 349 e 369 seria mais sensato, mas lá está, se os custos de produção não permitiram, a empresa tb nao pode perder dinheiro com a venda do telefone isso é óbvio.
        Não esquecer tb que nos ultimos 12 meses o euro sofreu uma desvalorização e se não estou em erro os OnePlus 2 em dolars será 389, um pouco menos mas ainda assim um pouco acima do que era expectável para mim claro.
        Cumps

        • David Guerreiro says:

          Um Snapdragon 810 é 60% mais caro do que um 801. A memória LPDDR4 é mais cara que a LPDDR3.

          • Bruno C says:

            Exacto David eu compreendo isso tudo muito bem.
            A minha questão é: então mas a memoria LPDDR3 tb era mais cara do que outra mais fraquinha na altura do OnePlus One certo?
            Ora se com o tempo os componentes supostamente ficam mais baratos poderia ser expectável que 1 ano e 4 meses depois conseguissem essa tal memória LPDDR4 e o 810 mais ou menos ao mesmo preço que conseguiram os do ano passado…
            não sei se me estou a fazer entender…
            No fundo o que quero dizer é que isso (na minha opinião volto a repetir) é apenas uma jogada da empresa para aumentar a margem de lucro.
            Eu compreendo que os componentes de topo, mais recentes sejam mais caros, axo que isso é óbvio para todos. Então mas os componentes do OnePlus One não eram também recentes e de topo na altura que foi lançado? Pk este aumento de 100 euros? 50 ou 60 não seria suficiente?
            Tb não estou a dizer que o telefone não vale os 400 euros, simplesmente fiquei um pouco surpreendido por tamanho aumento só isso…
            Muito rapidamente: o que é que este aumento de 100 euros permite fazer a mais, que o OnePlus One não consiga fazer decentemente? não digo com a mesma qualidade e com a mesma rapidez, mas decentemente? vale os 100 euros de diferença? As chamadas e as mensagens não serão identicas em ambos?
            O que eu no fundo estou à procura, são motivos para a aquisição deste novo modelo mais caro em vez do modelo mais barato do ano passado só isso…
            mas pronto é tudo uma questao de gostos e de opiniões creio eu… e de carteira tb xD
            Cumps

          • TMC says:

            pode não ser bem assim como estás a dizer. Quando dizem que o SoC 810 é 60% mais caro é analisando o seus custos na altura de lançamento, senão tal análise não faz sentido. A LPDDR3 era de facto a tecnologia de topo na altura do OPO, mas isso não quer dizer que já não fosse uma tecnologia “antiga”, que já estava no mercado há algum tempo, e por isso é mais barato do que colocar LPDDR4 quando esta é relativamente recente.

            depois tens outras coisas que foram adicionados/melhorados, como é o caso do sensor biométrico, o sensor da máquina fotográfica que foi melhorado também, foi adicionada tecnologia laser de focagem semelhante ao que existia no LG G3, entre outros detalhes, que tudo junto faz o preço subir, para não falar que o euro está mais fraco que na altura de lançamento do OPO e a empresa também tem que começar a ter lucro para poder crescer devidamente.

            Atenção, eu não estou a dizer que concordo com a remoção do NFC e do Quick Charge (cuja utilidade é mais do que óbvia, e a meu ver bem mais útil que o USB TIPO-C, que de momento não serve para boi senão para dizer que tem), ao contrário do que uma pessoa dizia que 3h para carregar um telemóvel não é normal nem aceitável, especialmente quando a bateria destes dura em média 1 dia com uma utilização considerável e muitas pessoas não têm acesso a uma tomada durante 3 horas para por o telemóvel a carregar durante o dia, em caso de necessidade. A mim não me faz muita diferença porque ando sempre com uma powerbank atrás, mas isso sou eu…
            Quanto ao NFC basta as pessoas deixarem de ser preguiçosas e pesquisarem um pouco que este passa a ter muita utilidade, até porque não são pessoas leigas e desimportadas do tipo “só uso telemóvel para mandar mensagens e fazer chamadas” que vão comprar um OPO ou um 1+2

            Mas isto são as minhas opiniões, portanto estejam à vontade para contraria-las

        • J T says:

          Todas as empresas quando lançam os primeiros produtos optam por norma por um modelo económico de competição por preço, ou seja lançam primeiro mais barato e com margens de lucro mínimas, por vezes até negativas para conquistar mercado e posteriormente aumentam os preços nos segundos lançamentos. A BQ é só um dos casos mais óbvios dessa estratégia.

        • Moses says:

          Acho que não fizeram dinheiro com o 1+.

          e agora tem de começar a capitalizar com o 1+2.

      • Nexus5 says:

        Não esquecer que a Microsoft era uma empresa diferente. Ambas estão a ficar semelhantes, mas antigamente a Microsoft era quase exclusivamente software. E viu-se praticamente obrigada a adaptar-se às necessidades dos consumidores. O que não estou a dizer que é mau, só estou a justificar que naturalmente, uma empresa em que o sustento sempre foi software, não consiga oferecer o seu software. Com o aumento de desenvolvimento de hardware pela parte da Microsoft isso está a mudar (o que se vê pelo Windows 10).

  12. Orion says:

    Eu uso o NFC para “automação” do telemóvel, comprei umas tags NFC no ebay e pus em vários locais, com o Tasker+Trigger, chego p.e. ao carro aproximo o telemóvel da tag e ele automaticamente liga o Bluetooth e abre o meo Music, ou p.e. junto à cama para silenciar automaticamente e abrir o despertador, tenho também no trabalho e no comando da TV para abrir o yatse e ligar o Wi-Fi para controlar o KODI. Pessoalmente adoro este tipo de função no telemóvel e já não sou capaz de comprar um que não tenha NFC.

  13. Mikes says:

    “Bom, estar até está, mas quem é que leva consigo a base de carregamentos sem-fios? Quem investe noutras bases em vez de ligar o smartphone à tradicional tomada eléctrica ou mesmo à porta USB do seu computador?”
    Estes tipos não perceberam que cada vez mais os carregadores sem fios já vêm embutidos nos equipamentos de fábrica – p.ex., a Samsung e o seu monitor com carregamento wireless, ou móveis Ikea com carregador wireless, ou ainda, a Emirates a equipar os seus aviões na primeira classe com bases wireless. já para não falar no Starbucks, e hoteis.
    O tipo que deu a entrevista ainda não percebeu que o atractivo desta tecnologia é não termos de andar com qualquer carregador atrás.

    • Vítor M. says:

      Destes dois exemplos que ainda nem chegara ao mercado. Mas percebo a tua ideia, contudo, tal como eles disseram, e como sabemos de outras empresas, há necessidades que têm de “amadurecer”.

      Um caso crítico da falta da tal necessidade, é o do Google Glass. Repara, não é que não seja um equipamento fabuloso, que é e que se houvesse actualmente necessidade por parte do utilizador neste equipamento, as suas funcionalidades teriam triplicado, por força do mercado das apps e de outros acessórios. Mas não, não havia no mercado a necessidade e a pouca que tentaram introduzir, nichos, não estava devidamente amadurecida. Assim, o projecto só não morreu porque está nas mãos da Google, caso contrário, numa empresa sem o “budget” deste… RIP!

      Como tal e percebendo o que queres dizer… até fazer mesmo falta, vai demorar pelo menos 2 anos. Faz-me lembrar quando apareceu o 4K, a Apple até hoje nunca o introduziu e porquê?

      Quem tirava proveito disso há um ano atrás? E quantos tirariam hoje? Uma percentagem que não tinha “valor criterioso”. Contudo, a tecnologia está a chegar aos lares, as TVs estão a ficar mais baratas, os serviços online estão a desenvolver suportes para o 4K, os operadores a adaptar as suas estruturas e tudo isso um dia vai levar a Apple a apostar no 4K, e nessa altura as pessoas vão ter onde usar essa resolução.

      • Mikes says:

        Os Google Glass criaram um problema que acabou também por ditar o seu “retorno ao laboratório”, que foi a questão da privacidade com alguns locais a proibirem o seu uso por parte dos clientes. Mas sim, eu percebo o que queres dizer e concordo, mas a questão é que no caso do NFC ou do wireless charging já começam a surgir muitos sinais da sua utilidade diária.
        Ainda há dias aqui meteram o carro que tem um compartimento com wireless charge e há cada vez mais marcas e produtos que estão a entrar nessa área.
        Acho que usar o argumento não vamos meter estas coisas para evitar subir o preço, ok, percebe-se. Agora, virem com a ideia que “ninguém usa” se calhar já é uma tentativa de arranjar uma desculpa “esfarrapada” para justificarem a opção da marca.
        E se até a Apple já meteu NFC (mesmo que seja para um fim muito específico), é sinal que a tecnologia já faz sentido existir – além do mais, não me parece ser uma tecnologia tão cara ao ponto de inflaccionar assim tanto o preço final de um equipamento – há muitos equipamentos de gama baixa/média com NFC.
        De qualquer maneira, a marca OnePlus é vista como uma marca/equipamento exclusivo, que só compra quem sabe o que quer e o que está a comprar, etc., depois cortam nestes extras que fazem de muitos equipamentos serem vistos como superiores, acabo por não perceber afinal se o OnePlus é exclusivo ou apenas mais um equipamento com bom aspecto mas com poucos extra diferenciadores.

  14. night says:

    poderiam falar também do sistema de convites. também é inútil. ninguém usa isso para comprar um smartphone

  15. Rui says:

    Tenho a sensação que este OnePlus 2 foi um tiro no pé… os argumentos apresentados são comercialmente desmontáveis e o quickcharge é apenas um must have nos dias de hoje..

    Isto para já não falar na USB Type-C a 2.0… Oneplus … oneplus… rapazes vocês têm a concorrência ao virar da esquina.

    Como resumo: quem tem o One tem o melhor valor preço/qualidade e para compra do 2 não consegui ainda perceber bem a mais valia face a opções atualmente existentes no mercado… que começa pelo próprio modelo One 🙂

    • Bruno C says:

      +1
      nem mais! Foi precisamente isto que eu quis dizer num post mais acima…
      Onde estão os verdadeiros motivos para a aquisição deste novo modelo ainda para mais, 100 euros mais caro??? E vocês dizem: ah melhor camera, melhor memoria, melhor processador (conhecido por sobreaquecimento, que quer queiramos quer não afastará alguns clientes apesar da OnePlus garantir que a versao 2.1 não aquece)… ? Ok isso é realmente melhor, entre outras inovações/melhorias, mas a real questão é? Vale o preço? A meu ver o melhor negocio continua a ser o proprio OnePlus One…
      Espero estar enganado
      Cumps

  16. Miguel Ribeiro says:

    Neste momento näo há nenhum smartphone no mercado, que eu queria comprar, e como tal, aguardava com bastantes expectativas este OP2 (E näo tinha dúvidas que iria ser este).
    Mas, afinal, ainda näo é desta. No mínimo dos mínimos deveria ter NFC.
    Sendo assim, aguardo por um próximo.

  17. dajosova says:

    a mim dá-me imenso jeito carregar rapidamente o meu OnePlus One … já que me desloco constantemente. Faço uso também dum powerbank de 10A c/ ligação de 2A. Vamos ver com este… é uma questão de hábito mas muitas vezes carregar aprox. 70% é suficiente. Seja como for é um ponto negativo mas que não invalida a compra face a todas as melhorias apresentadas neste novo modelo e pelo preço.

  18. Daniel Pinto says:

    De facto, só dou uso ao NFC por causa do Apple Pay, mas o carregamento rápido ninguém usa?

    Seria assim tão complicada a sua introdução no equipamento?

    • Francisco Pinto says:

      Com o iPhone também não o podes usar para mais nada! Vamos ver se a Apple “abre” o NFC! Duvido já que grande parte do que se pode fazer com o NFC se pode fazer recorrendo ao BT 4 sem a limitação de se ter de encostar o smartphone a algo!

    • David Guerreiro says:

      A OnePlus acha que as pessoas carregam o smartphone sempre durante a noite, e que 3h durante a noite é igual ao litro. O problema é quando a pessoa tem de carregar durante o dia.

  19. ilima says:

    Há smartphones que se tirassem a ” tecnologia” do logotipo , o preço vinha logo para 1/3

  20. David Guerreiro says:

    Era preferível Quick Charge e manterem a porta microUSB.

  21. David Guerreiro says:

    Era preferível NFC e terem retirado o botão de notificação, isso é que não vai ser usado.

    • Daniel Pinto says:

      Aqui não sei.. Talvez consiga supreender e convercer as pessoas, da mesma forma que o botão de silêncio do iPhone (e dos Palm) também consegiu.

      • dajosova says:

        Cada vez tenho mais notificações; desde skype, Facebook, emails, lembretes, etc. Torna-se bastante prática esta solução de deslizar o botão para comutar entre Nenhum, Prioritários e Todos os alertas !
        Da mesma forma que dá muito jeito o desbloqueio por sensor biométrico. Para muitos podem ser simplesmente extras mas para mim de facto vai dar um jeitaço. Aí tb tiro o chapéu à Apple. Tenho um iPhone 6 128GB encostado… e vou fazer uns testes de utilização em simultâneo, se bem que não abdico do potencial do Android pela personalização e, neste caso em particular, do Dual SIM e fator preço/qualidade.

    • André says:

      Se esse botão de notificação tiver um comportamento idêntico ao do iPhone, acredita que é muito útil.

  22. R!cardo says:

    Artigos feitos pelo o VÍTOR M. sobre Android são todos duvidosos. NFC só deve ser bom nos dispositivos da Apple!

  23. Ricardo says:

    então se não é preciso tanta tecnologia porque é que é tão caro quanto o anterior ?
    Hmmmm, alguma coisa os senhores da oneplus não andam a fazer bem ….

    NFC uso para muitas coisas, facil emparelhamento de dispositivos Áudio / auriculares e para a TAG’s (num futuro breve os pagamentos vão ser uma realidade).
    Carregamento rápido, acho que é cada vez mais uma necessidade.
    Quanto aos carregamento por indução ai sim acho que ainda é uma tecnologia a aparecer.
    Aos poucos algumas marcas vão apostato e vão dinamizando o mercado.
    Para finalizar NFC é util e carregamento rápido MUITO útil!
    Sim para mim 2 falhas neste novo terminal.

  24. Zefra says:

    Tecnologia e apps inuteis todos tem. O NFC iria vingar?!?!?! Nem eu como entusiasta me entusiasmei e apenas usei essa tecnologia para experimentar e ficou-se por ai!

  25. Nuno says:

    Pois eu não compro se não tiver NFC… Não que use muitas tags, mas uso frequentemente com a minha yubikey como segundo factor de autenticação.

  26. Diogo Miranda says:

    Eu uso NFC diariamente! Faz-me muito jeito para desligar o despertador. Nem acredito que tiraram o NFC :S
    E carregamento rápido também é muito útil.

  27. Sergio J says:

    A velha regra dos 80-20. Com 20% das coisas satisfazes 80% das tuas necessidades. Isto é válido para tudo.

  28. Francisco Pinto says:

    Com o Bluetooth low energy é possível fazer tudo que o NFC faz e muito mais. A única vantagem do NFC é mesmo o consumo energético que é menor em tudo resto perde para o Bluetooth.

    • Francisco Pinto says:

      @ era em resposta ao João MS

    • Orion says:

      A não ser que eu esteja muito enganado, não é possivel fazer pagamentos com bluetooth, e mesmo que seja não me parece algo muito seguro. E depois são tecnologias com usos completamente diferentes, tal como o Joao MS uso tags e a vantagem do NFC é mesmo a necessidade de aproximar o telemovel, não fazia sentido nenhum ter uma tag bluetooth na sala p.e. e de cada vez que la entrasse o telemovel abria o Yatse, so quando quero usar o kodi é que aproximo o telemovel da tag.

      • Francisco Pinto says:

        Aí é que está o Bluetooth low energy consegue detectar a distância em que estão dois dispositivos logo é perfeitamente possível definir que para uma determinada acção que o dispositivo necessita de estar uma determinada distância! Ágora são tecnologias diferentes que podem perfeitamente coabitar e são usadas para fins diferente mas não quer dizer que uma não possa substituir a outra. Não é possível fazer pagamentos porque qd surgiu o bt4 já o”mundo financeiro” tinha determinado que os pagamentos seriam feitos via NFC, A Máquina já estava em andamento.

      • Francisco Pinto says:

        Mas dou o braço a torcer não é possível l criar tags Bluetooth passivos..e é inviável “encher” uma casa de tags activos.

  29. Krasy says:

    NFC uso no OPO mas muito esporadicamente, passo bem sem isso. pois o que faço com as tags faco em 3 toques no ecran. (acredito que exista quem use bem mais).
    no que toca ao touchpay hummm não gosto e desconfio prefiro pagar com MB ou dinheiro mesmo.
    mas depois de toda a pub esperava mais do OPT.
    o Dual sim embora tb não use acho k será vantajoso para muitos. mas o k deveria trazer mesmo era ser á prova de agua. isso sim.

    • Bruno C says:

      Mais outro… isto é tudo uma questao de utilização, opinioes e custos…
      Há utilizadores que já não passam sem o NFC. Compreendo.
      Mas por exemplo axo que o sensor biometrico e o usb c a 2.0 eram dispensaveis e podiam ter incluido por exemplo carregamento rápido e resistencia a poeiras e agua.
      Concordo que o Dual Sim seja bem vindo para muita gente.
      E porque não reduzirem o armazenamento para 32Gb? Será que há muita gente a esgotar os 64?
      Será que isso não possibilitaria uma redução no preço?
      não sei…
      pra mim teria sido uma jogada de mestre lançarem um produto novo, com specs de topo e mais recentes mas ao mesmo preço que lançaram o One! E uma redução de preço no One a acompanhar… mas pronto já seria a pedir demais…

      • Moses says:

        Quanto ao armazenamento so tenho 10gb disponiveis =P

        o sensor é desnecessario, mas tem impacto.

        Mas são só opiniões.

        Vai ser engraçado ver se este vai vender mais.

        Ou se o +1 vende mais.

  30. Luis says:

    Bom… São opiniões!

  31. Tiago Costa says:

    realmente vamos generalizar que ninguem utiliza NFC e generalizar tb que o NFC so é utilizado para apple pays, google pays etc etc etc.
    eu utilizo o nfc todos os dias nas mesma condições que o João MS e a minha 5º tag e no trabalho.

    quickcharge nao venham com merdas que da sempre jeito, é preferivel andar com powerbanks querem ver?

    a meu ver estes pontos deram dois grandes tiros nos pes mas pronto e o produto deles, ou eu muito me engano e vao lançar uma 2º versao com o que esta em falta devido as criticas

    • TMC says:

      Eu ando sempre com uma powerbank atrás, mas não é por isso que deixava de gostar de ver QuickCharge incluído no OPT (significava menos tempo ligado à powerbank xD )

  32. Bruno Graça says:

    Tenho o OPO e o NFC é algo que uso sempre que utilizo em conjunto com a minha máquina Samsung NX. Sincronizo ambas, passo as fotos automaticamente para telemóvel mal as tiro, que por sua vez sincroniza na cloud.

    Também uso quando quero passar fotos para o telemóvel de outros.

    • David.pt says:

      Eu tenho uma Samsung NX 1100 e uso o wifi não o NFC

      • Bruno C says:

        Lá está é tudo uma questao de utilização, de gostos, de hábitos…
        Pelos vistos para a OnePlus o NFC e o Quick Charge são apenas para nichos…
        O pior de tudo para mim é o segundo modelo deles que será lançado mais para o final do ano apenas com 3gb de ram se nao estou em erro por 329 euros… Continuo a axar que nessa altura ainda será mais vantajoso comprar o One…
        enfim, eles é que sabem…

      • João MS says:

        David.pt, ou muito me engano ou precisas de ler um pouco mais sobre NFC.

  33. Mota says:

    LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

    “Sim, a Apple faz isso e agora, afinal outros seguem-lhe a pisada!”

    Então expliquem lá qual é o método que o apple pay usa.. SÓ maçãs aqui.

  34. Realista says:

    NFC tem a sua utilidade embora vá demorar até a tecnologia estar disponível para as massas mas vejo mais utilidade no carregamento sem fios. O IKEA, por exemplo já fornece candeeiros de mesa com esta tecnologia embutida. Muito útil para não ter que andar sempre a arrastar moveis para ligar os carregadores…

  35. Ricardo Anjos says:

    Uso NFC sempre que preciso de trocar ficheiros com alguém que está perto de mim.
    “…… Já viste esta foto, este vídeo, este ficheiro excell, queres que o passe para ti? então toca aí com o teu telefone…”.
    Bem mais prático e rápido do que estar a associar telefone por Bluetooth…
    Creio que o principal problema é as pessoas ainda não terem percebido como se usa, até talvez saberem sequer que existe.

  36. lel says:

    Então basicamente o usb C 2.0 foi implementado porque apenas é bonito? que beneficios tem esse usb? fiquei um bocado desiludido

  37. João Dias says:

    Esta ideia da One Plus de tirar o chip NFC do telemóvel é tão estúpida como retirar o leitor de CD’s em 98 ou 99 de um Dell ou de um HP porque a Apple tinha lançado o iMac e ainda ninguém tinha aderido em massa aos cd’s e o melhor era voltar às boas e velhas disquetes.

    Vai-lhes sair caro, anotem o que vos digo.

    P.S: Eu sou um feliz utilizador do One Plus One.

    • João Dias says:

      Já agora, tudo o que leio aqui sobre o NFC são experiências portuguesas.
      É natural que aqui neste buraco não cheguem a maior parte das coisas. Mas, basta darem um pulinho até França ou Inglaterra e já começam a ver nas mais banais lojas de conveniência pagamentos e autenticação através de NFC. O OysterCard do metro de Londres vai passar a ser carregável por NFC.

      Parece-me descabida esta ideia.

      • Nuno says:

        Subscrevo. NFC é de extrema utilidade para todo e qualquer processo que necessite de transferir dados de forma rápida e restrita a 1cm de distância. Desde as tags que permitem automatizar facilmente várias funções a sistemas de autenticação, pagamento, interacção com smartcards, etc., as possibilidades são mais que muitas e em número crescente!
        Conforme já comentei acima, não abdico do NFC. Tenho, por isso, reparado na tendência para omitirem esta funcionalidade nos modelos das gamas média e baixa, algo que me parece contraproducente.

      • Francisco Pinto says:

        No tube já é possível pagar com o Apple pay que usa como todos sabem o NFC.

      • TMC says:

        Acho piada as pessoas dizerem que o NFC é inútil, mas mal elas sabem que, por exemplo, os passes/bilhetes da CARRIS e do Metro de Lisboa (falo destes casos porque são os que conheço ) funcionam todos por NFC… E não vejo ninguém a se queixar disso… Mas enfim… NFC não presta para nada, né?

        • Bruno M. says:

          Tens noção que se está a falar do NFC nos telemóveis certo?!?!?

          É que se não tens noção disso, tu caladinho és um poeta!

          A não ser que dê para comprar passes/bilhetes digitais, para o telemóvel e passar o dito cujo nos terminais. Então aí sim, tens toda a razão.

          Mas como isso ainda não acontece, sê poeta…

  38. Joao Peixoto says:

    sinceramente parece-me mais um telemovel feito a medida dos donos da one plus do que para o povo em geral. vou responder como se fosse o dono da one plus.
    dual sim? tenho cartao da empresa e particular..da jeito
    bateria maior? tem que ser…nao kero arriscar e chegar ao fim do dia sem bateria..e mesmo assim….
    gorila glass 4? com tanta coisa para fazer no dia a dia, deixar cair o telemovel devia ser uma das menores preocupacoes.
    sensor SpO2? tensao alta de tantas reunioes com os credores…
    sensor de batimento cardiaco? mesma resposta da anterior….
    deixa la ver o ke nao uso…nfc? bah so para testar e pouco mais.
    carregador sem fios? tou sempre a viajar nao vou levar a base as costas….
    agora deixa la ver o que o povo gosta mesmo…processador de topo? deixa la meter tambem..
    gravar a 4k? parece que esta na moda..deixa meter tambem…embora com a versao 16gb do aparelho nao sei bem quem vai usar isso…e ainda por cima nao da para meter cartao. mas fica bem nas specs.
    ecra tem ke levar FHD que o povo ja nao se contenta com menos.
    ecra 5.5? humm nao e’ que precise mas se meter mais pequeno vao chorar.

    a meu ver fizeram uma salada russa de specs…com tentativa de agradar a varios mercados ao mesmo empresarial, juvenil, desportivo, entusiasta? eu sei la menina..a culpa e’ dos chineses….
    nfc? humm nunca usei…

  39. Carlos says:

    USO NFC para controlar remotamente a minha máquina fotográfica!

    E já agora, então quer dizer que cortaram nas tecnologias e aumentaram o preço? São pouco espertos são… o meu 1+1 vai durar mais uns tempos valentes =D

  40. Jorge Castro says:

    Em minha opinião o NFC faz falta, eu pelo menos uso com certa frequencia para transferir fotos e alguns dados para outros telemóveis, já o double SIM a mim não me faz diferença. Sinto mais a falta de um radio FM ou de uma slot para sd cards.
    Assim, o meu OP1 de fevereiro vai continuar por mais uns tempos, e por acaso ao saber q ia deixar de ter NFC fiquei um pouco desiludido, agora 4Gb para 3 Gb a diferença é pouca e por mais 100€,… naa…. o q tenho agora chega muito bem e nunca me deixou ficar mal, sempre funcionou 5*, nunca tive nenhum problema até agora. Anseio agora e a atualizacao para o Andoid M o mais rapido possivel e sem bugs.

  41. Pastel says:

    Eu uso bastante o NFC para ver filmes, fotos etc, na TV…

  42. Oneplus Two says:

    https://oneplus.net/invites?kolid=KFZK5Y

    Get your invitation
    – Este é o Top linha dos smartphones. Conhecido como Flagship Killer 2016

    Consegue o teu convite, regista-te 🙂

  43. Ricardo says:

    Link abaixo da para registar pedido de convite https://goo.gl/QKhlcT
    Espero sejam rápidos 😉

  44. Something says:

    Carregamente rápido não é usado? dafuq? toda a gente carrega e diariamente o telemovel, ser mais rápido iria sempre melhorar, não faz sentido.
    Ninguém leva consigo as bases carregamento wireless? WTF? Nem é suposto levar, é suposto ter isso em casa/trabalho, chega lá e pousa o telemóvel, não faz sentido esta afirmação.
    Ninguém usa NFC? makes no sense. Flagship killer, e não traz uma tecnologia standard em gama média praticamente à 2 anos… fuck logic.
    Resolução e tamanho ecrã igual ao anterior. Material igual ao anterior. Afastaram-se do seu sell point maior que era vir com cyanogenMod. Aumentaram 100eur ao preço quando retiram sensores, mudar cabos e escolhem processador com problemas de aquecimento. Adicionam algo que não é standard o leitor de impressão digital, NFC standard -> inútil, leitor impressões digitais quando existem vários outros métodos seguros também, ah isso sim faz sentido!
    Único sellpoint desta versão é o dual sim.
    Desilusão enorme. Tenho pena, mas oneplus perdeu o meu respeito com este lançamento e ainda pior com as justificações de sensores inúteis quando usam leitor impressão digital, tornaram-se tudo que odeio nas outras marcas grandes: HIPÓCRITAS com justificações RIDÍCULAS.

  45. Marciel says:

    No que tange o uso de acelerômetros e giroscópios, eu os uso para jogar em realidade virtual. Cada tecnologia atende um tipo especifico de usuários, dizer que não servem para nada é complicado. No caso da realidade virtual, mesmo com o cardboard podendo ser confeccionado em casa, um smartfone sem acelerômetro e giroscópio, deixa a experiência em realidade comprometida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.