Tesla Model S prevê acidente na estrada antes de acontecer


Destaques PPLWARE

36 Respostas

  1. Joao says:

    Não sei se previu o acidente.
    Acho que viu luzes de travagem à frente a tenha alertado o condutor e travado. Mas pode ser outra coisa mais complexa

    • Delta says:

      O carro da frente nem chegou a travar.
      O Fiesta preto também previu o acidente…

      • Luís says:

        O Fiesta preto começou a travar depois do Tesla prever o acidente, o que é bastante bom.

        Mas na verdade não previu acidente nenhum, conseguiu foi detetar que o trânsito estava parado mais à frente e fez travar o carro com antecedência.

    • Nuno says:

      Nao ha luzes de travagem quando o alarme dispara… Alias, o Corsa bate “seco” sem travar.

      • Guiomar says:

        há luzes de travagem do Range Rover que é abalroado pelo Corsa. Os sensores deverão ter determinado que havia carros à frente a abrandar na via da esquerda, apenas isso.

    • Ricardo says:

      Exactamente. Não previu acidente nenhum. Mas evitou um a mais, provavelmente. 🙂
      O radar dos novos Tesla não só detecta travagens do carro imediatamente à sua frente, como também do que vai à frente desse, ainda que esteja oculto pelo campo de visão do condutor do Tesla. Isso é uma grande vantagem da condução automatizada pela Tesla, face à condução manual.

      • Daniel says:

        Na verdade, o SUV que trava (à frente do vermelho) não estava totalmente oculto. O carro imediatamente à frente do Tesla faz uma ligeira viragem à direita, momentos antes do impacto, o que torna o SUV (já muito perto e a travar) visível para o Tesla. Neste vídeo não se percebe, mas num vídeo em HD no Youtube isto é visível.

        • Marco says:

          Se isso só é visível num vídeo em HD para um ser humano, acho que é de louvar o carro ter detectado…Tesla ftw

          • Guiomar says:

            Só consegues ver em HD por perda de qualidade de imagem do video. As luzes de travagem do SUV são bem visíveis significativamente antes do alarme.
            Mas é verdade que haver sensores acrescenta no nível de segurança.

          • Daniel says:

            Acho que me entendeu mal.
            O facto de ser em HD não tem implicações para o caso real. Era só para o leitor (você) perceber o que eu estava a explicar no post original.
            O sistema de alerta do Tesla funciona à custa de lasers e sonar. O processamento de imagem através de câmaras também pode lá estar, mas é muito custoso/demoroso em termos de processamento. Não iria ser tão rápido como o processamento espacial por radar.

    • Guiomar says:

      Também não me parece que tenha previsto o acidente. Os sensores certamente terão identificados carros à frente a abrandar

      • André says:

        O carro da Tesla está preparado para abrandar e parar caso haja transito, tem nessa situação autonomia completa, mas alertou o condutor para colocar as mãos no volante porque previu que algo iria acontecer, não apenas porque tinha carros a abrandar

        • Guiomar says:

          André, o Tesla não tem autonomia completa e a 110km/h nunca iria iniciar uma possível paragem na faixa da esquerda sem soar o alarme, aliás nem pode mudar de faixa sem input do condutor. Repara que os veículos da frente parecem ter abrandado bastante, isto é, tornam-se um possível obstáculo na faixa para a velocidade a que seguia.

    • Vítor M. says:

      Pode ter sido, embora que não concordo. Este novo sistema, recém chegado aos Tesla, previu mesmo o embate e ouve-se claramente o alerta do sistema frontal de colisão, mesmo antes dos sinais de stop dos veículos da frente.

      Segundo informações mais recentes, o condutor do Tesla referiu que o veículo começou a abrandar sem uma razão aparente, ele próprio achou estranho, dada a distância ao veículo da frente.

      Segundo parece, este novo sistema de Autopilot, foi disponibilizado over-the-air há dias e os condutores ficaram a saber dele quando este estava já instalado, através de uma notificação de actualização efectuada. Dizem que os melhoramentos são substanciais e que esta segunda geração tira mais proveito do radar do Tesla.

      • Guiomar says:

        Desculpa mas o que dizes não faz grande sentido e nem bate certo com as imagens.
        Tens 5 segundos de video antes do alarme soar em que se pode ver (na info de rodapé) que o Tesla não estava a abrandar. Também se pode ver que significativamente antes do alarme os veículos à frente do Opel Corsa estavam a travar.
        Também não faz grande sentido pensar que o sistema da Tesla ande a calcular colisões entre os outros veículos. O processamento da informação dos sensores já é suficientemente exigente para o hardware para a Tesla andar a sobrecarregar com outros cálculos que não trazem ganhos para um veículo que nem é autónomo, e sendo cálculos para os quais dificilmente terá informação suficiente.

        • Vítor M. says:

          Não sou eu que digo, se leres as informações que estão a circular do condutor (nesse tweet), é ele quem diz que o Tesla começou a abrandar e não se trata de calcular colisões entre veículos, o radar “vê” o comportamento do trânsito e poderia não ter dado em acidente mas o comportamento era errado para os parâmetros do software do Tesla e foi isso que ele alertou e actuou em conformidade.

          Nota que ele (via radar, sonar e câmaras) faz o rastreio dos veículos, notou que a velocidade do Corsa é maior face à do SUV que circula à sua frente “prevendo” uma situação complicada e tal aconteceu. Ele avisa o condutor para agarrar o volante e desliga o Auto piloto, se reparares a velocidade no ecrã tem um ligeiro atraso face ao comportamento do carro, ele começa a abrandar dos 113 km/h precisamente antes do embate (repara no atraso da informação da velocidade quando ele está parado e dá uma indicação de 12km/h no ecrã). Como essa informação está com um segundo de atraso, ele abranda para os 105 km/h antes do embate, logo que faz disparar o aviso de possível colisão frontal (alertando o condutor para assumir o volante).

          🙂 ele não é bruxo, mas tem informação que detecta comportamentos errados e que podem determinar num acidente.

          • Guiomar says:

            O tweet não é do condutor, e o carro só começou a travar depois do alarme (é disso que é referido nos tweets), aliás parece que o condutor quase de imediato carregou no travão pois há um sinal sonoro de desligar dos sistemas automáticos que acontece quando se trava manualmente – isto é, já é o condutor que estaria a travar o carro antes de haver a colisão. O atraso que vês no fim é porque faz cálculo de velocidade média, não é um atraso de medição é apenas um efeito na precisão dos valores.
            Entre ver o comportamento do trânsito e andar a calcular colisões entre os outros veículos vai ainda uma grande distância. Os sensores têm limites de alcance e precisão e tal como já disse o hardware já é sobrecarregado com outros cálculos bem mais importantes. Se reparares bem os carros da frente estão a abrandar significativamente… para um carro que vai a 110 km/h isso já seria mais do que justificação para a necessidade de abrandar.

      • jaugusto says:

        O Radar vê/deteta o comportamento até dois veiculos em sua frente:
        “… Tesla will also be able to bounce the radar signal under a vehicle in front – using the radar pulse signature and photon time of flight to distinguish the signal – and still brake even when trailing a car that is opaque to both vision and radar. The car in front might hit [an object] in dense fog, but the Tesla will not.”

  2. David Guerreiro says:

    Só podia vir da Tesla, grandes génios 🙂

  3. Lumia 630 DS says:

    Quertenha previsto a colisao, quer tenha visto muitos stops acesos, ou outra coisa qualquer, facto é que, fez o carro abrandar e ligar os 4 piscas, prevenindo assim outro acidente.
    Adoro cada vez mais a Tesla.
    Muito gostaria que se instalassem

  4. int3 says:

    O tesla viu que os carros à frente estavam parados. só. Foi coicidencia o outro carro não reparar .

  5. Miguel says:

    Normalmente as coisas são previstas antes de acontecer… certo?

  6. ja la foste says:

    O tesla apitou ~1s depois de o carro a frente do corsa ligar os piscas da direita

  7. oscar says:

    Qual é a capacidade do sensor em situações extremas (nevoeiro, luz solar frontal) ??
    Alguem sabe

  8. as says:

    O Corsazito lé conseguiu capotar o jipe :p

  9. Davide Ferreira says:

    Ok, para que não haja dúvidas. O Tesla não prevê o acidente. O radar que têm equipado faz “bounce” por baixo do carro que vai à frente, o que lhe permite monitorizar o SUV.

    Assim que o sistema do carro nota o abrandamento brusco do SUV, acciona o alarme e começa a travar.

    O tempo de reacção de tal sistema é superior a qualquer humano, porque o SUV esta encoberto pelo veiculo que vai à frente.

    Não há dúvidas que esta tecnologia vai prevenir muitos acidentes na Estrada. E neste caso a Tesla está na vanguarda da tecnologia.

  10. zéi says:

    tá decidido, vou comprar um Fiesta !

  11. CMatomic says:

    Isto foi uma previsão do computador do carro da tesla , reverificando bem o video notasse , que o tesla fez o caculos correctos para aletrar o condutor e abrandar , apos o desvio do carro que embate .
    É sim uma previsão computacional preventiva .

  12. Luis says:

    Daqui a pouco vamos ter é um KITT nas estradas 😀 Vamos ser todos o Michael Knight

  13. Paulo de Almeida says:

    Essa “feature” existe em qualquer carro recente: adaptative cruise control e collision assist no caso da Mercedes !

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.