Os novos planos de Elon Musk para colonizar Marte

Por Tomás Santiago para Pplware.com

Destaques PPLWARE

51 Respostas

  1. Júlio Gongas says:

    This guy.

  2. Joselito says:

    Esse cara deixa os filmes da Marvel no chinelo…

  3. Nuno says:

    Homem brutal. A impulsionar o mundo.

  4. some1 says:

    SCIENCE!

    mas o nome do foguete é o que da cabo de mim

  5. helio says:

    “mais pequeno”????

    • Tomás Santiago says:

      De facto, se reparar, em termos de tamanho, o BFR é pouco maior do que veículo que levou o Homem à lua… Para um veículo que vai levar o homem a Marte esperava se um pouco mais. Mas ainda assim é incrivelmente capaz.

    • Rui says:

      a versão orginal apresentada o ano passado, tinha mais 3 metros de diametro e mais uns 20 metros de altura… tinha 42 motores e não 31…

    • Willian says:

      “Mais pequeno” não dá! Para isso existe a palavra menor! rs

  6. Hugo says:

    Nunca pensei ser vivo para assistir a esta mudança. Dei os meus primeiros passos com quase nenhuma tecnologia, comecei com um spectrum 48k depois passei para um 128k pentium 486, PII PIII vi aparecerem os telemóveis, a Internet…
    Enquanto as outras crianças viam o tom sawyer e a pipi das meias altas, eu também via. Mas via Cosmos de carl sagan e no Natal pedi um livro dele.
    É quase um sonho tornado realidade.É bom ver que ainda existem pessoas de valor e com vontade de fazer algo de jeito porque afinal somos feitos com o pó das estrelas.

    • GM says:

      +1. Só não passei pelo 128k, saltei do 48k para um 386SX a 25MHz. Onde é que isso já vai…..

      • Hugo says:

        Nostalgia 😀 era muito muito miúdo! O 48k na verdade não era meu era de um primo. O barulho das cassetes para carregar o jogo é algo épico que ninguém se esquece 🙂 é estranho ter crescido com isto tudo e agora olhar para o passado e ver em que pontos nos estamos, não me deixa de fascinar.

    • J.M. says:

      +1. Só com visionários como Elon Musk, que tem dinheiro para investir, passaremos aos atos e não ficaremos só pela conversa e boas ideias!

    • Técnico Meo says:

      LIKE LIKE. És dos meus. 128K aqui ao meu lado 🙂 A nova série star trek discovery já bomba com glória no netflix. Se um dia experimentares rádioamadorismo até de vais passar. Tens lá um sem fim de pessoas que na vida pessoal se dedicam á astronomia entre outras áreas interessantes.

    • Joaquim Pedro says:

      Eu ainda vim mais de trás. Sistemas de cartões perfurados Siemens/Nixdorf, mainframes IBM e sim, depois toda a série de Spectrum, Timex 2046 e 2048 com FDD (duas drives de disquete), monitores de fósforo verde e ambar, os Amstrad, os Schnneider Euro PC, AT 220, com discos rígidos externos de 10 e 20MB e a seguir toda a gama de Pentiuns até aos dias de hoje. O barulho infernal dos jogos e programas a carregarem no gravador de cassetes era realmente giro, um cagaçal em grande e quando chegava ao fim e não entravam lá tinha de repetir a cena toda…

  7. JJ says:

    Uma coisa é certa, o primeiro a ir a Marte e conseguir explorar os recursos lá existentes e trazer-los para a Terra, irá ganhar muito, muito dinheiro.
    E Musk, esta claramente a frente desse caminho…

  8. MShaitan says:

    Espero bem que consiga e que tenha toda a ajuda que precisa..! Haja mais gajos como este! Além do mais acho que a Terra está com gente a mais, vai ajudar a equilibrar as coisas por aqui também..

  9. Diego Gomes says:

    Como sempre os sonhadores fazem a diferença nessa humanidade.

  10. Rui Afonso says:

    Já que os marcianos não vêm até nós (que se saiba…) vamos nós (alguns de nós, porque eu não tenho dinheiro…) até lá! Pessoal , peguem na lancheira e no garrafão de tinto, e vamos até lá para um piquenique.

  11. Rui Afonso says:

    Agora a sério, Elon Musk é um visionário mas… desculpem-me, há aqui qualquer coisa neste homem que me deixa desconfiado, é um rol de ideias (boas ideias) quanto a mim à “pesca” de financiadores, mas quando alguém pretende impulsionar os meios de transporte com a execução de inúmeros túneis, algo está errado: os túneis são das infraestruturas mais caras que existem por metro linear; a qual se recorre quando não é possível realizar através da superfície (metro de superfície); em caso de problemas são de difícil acesso e solução; e não são compatíveis com soluções genéricas mas apenas em soluções pontuais…
    Por motivo http://tek.sapo.pt/noticias/computadores/artigos/tuneis-de-elon-musk-para-fugir-ao-transito-conseguem-candidata-de-peso
    Lembram-se de Bernie Madoff, o grande “cérebro financeiro” que tinha uma sociedade de investimento que dava altíssimos juros aos seus clientes, mas que depois deu origem a uma grande crise financeira? Para mim, Musk “dispara” em todas as direcções, e todas elas têm custos altíssimos e, mais tarde ou mais cedo, “algo vai rebentar”!

    • JJ says:

      A questão é que a superfície dos grandes centros urbanos estão sub lotados, como Chicago, Los Angeles, Nova Iorque, Londres ou Paris.
      Já é complicado construir alternativas a superfície. Chicago, por exemplo, já a vários anos que anda a desenvolver uma maior rede de túneis para escoar o tráfego da cidade.

      Talvez para Portugal e para a grande maioria dos países do mundo, essa solução não faz muito sentido. Mas para as maiores cidades do Mundo, que te a mesma quantidade populacional que tem Portugal, tendo em conta que a superfície esta lotada, tem que se começar a pensar no subsolo. E é ai que o Musk já esta a pensar e quer ganhar terreno.

      • Rui Afonso says:

        Dou o exemplo da Big Bertha, a maior tuneladora do mundo demorou 4 anos para fazer um túnel de 2.736m… em Seattle, quando estava previsto demorar 2,5 anos. Problemas com o terreno, com danos na tuneladora, etc, etc… Já imaginou o custo disto? E os túneis só são rentáveis (custo/benefício) para soluções de transportes coletivos ou pontualmente para carros. O túnel do canal da Mancha é disso exemplo.
        Sabe em quanto ficou o “miradouro” do Pilar 7 da Ponte 25 Abril? 5,3 milhões de euros mal empregues com tantos problemas em Lisboa! Eu também via o Dumbo que era um elefante que voava com as orelhas, daí até ser realidade vai uma grande diferença… Sonhem mas com os pés bens assentes no chão!

      • Rui Afonso says:

        E já agora o que o JJ pretendia dizer era que algumas cidades estão SOBRELOTADAS, ou seja, com excesso de população. O termo que utilizou de sub lotados quer dizer que a população real está aquém da população prevista, caso de algumas cidades na China que estão ao abandono… Cumprimentos

  12. Marcos Correia says:

    Pergunta, qual o impacto de tantos foguetões a atravessar a Troposfera, Estratosfera, Termosfera, Mesosfera e Exosfera?

  13. Hefesto,o Grande says:

    Desde a missão Apollo 17,em Dezembro de 1972,que o homem não vai à Lua,quanto mais agora ter a ideia de que daqui a 5 anos o homem estará em Marte !! Há 45 anos que nem à Lua vamos,e agora dá-se um passo maior do que a perna,como se diz ?? Por favor,poupem-me !! Eu hei-de morrer e pela minha perspectiva nem vou ver o homem retornar à Lua,quanto mais chegar a Marte,e daqui a 5 anos,vejam lá !! Nem daqui a 20/30 anos,quanto mais daqui a 5 anos !! É cada uma !! 😀 😀

  14. Amigo says:

    Mas para quê? Na minha cabeça não faz qualquer sentido. Se fosse um planeta idêntico à Terra ainda compreendia mas assim não.

  15. Heisemberg says:

    “Mais pequeno” é f###…

  16. Joao says:

    I’m in to sydney, to the moon and mars. let’s go.

  17. Mindful Peasant says:

    Elon Musk tornou-se num culto!

    Elon Musk não inventou o carro eléctrico mas a propaganda parece fazer crer que sim.

    Elon musk é altamente subsidiado pelo Estado e diz que tem planos para colonizar Marte, enquanto Musk tem planos a NASA, a tal organização com provas dadas ou contrário do “visionário” Elon Musk, anda a ver os seus recursos cortados há décadas!

    A exploração espacial estagnou porque a competição entre as duas potências (EUA e União Soviética) que estavam fomentar essa mesma exploração praticamente cessou!

    A exploração espacial é de tal ordem um empreendimento colossal que precisa de nações inteiras a trabalhar para atingir resultados significativos, a colonização de Marte, a acontecer, terá que ser um esforço da Humanidade, ou seja, os países terão que cooperar para atingir esse feito.

    Infelizmente a sociedade parece hoje dominada por vendedores da banha da cobra e pelo pensamento mágico, Donald Turmp é um bom exemplo do desgraçado estado do mundo.

    • joao says:

      Tal como o carro electrico, este plano colonizar Marte passa por fazer avançar a sociedade, algo que muitos querem que estagne em alguns pontos.

      • rui afonso says:

        Antes de partirmos para Marte, seria lógico resolvermos o problema da nossa sociedade neste planeta, certo? Não estaria certo levar para lá os nossos problemas.

        • joao says:

          Era bom mas nem todos pensam o mesmo e tem que se fazer avançar outros projetos, a ida à marte é muito mais que apenas uma viagem no espaço…
          E além do mais não é só o Musk que quer ir a Marte, é a Nasa e a Roscosmos, a lockheed, é algo maior que apenas isso.

      • Rui Afonso says:

        E a propósito, antes de 1900 (sim leu bem) já existiam carros elétricos em Nova York! É preciso ter visão, provavelmente se não fosse o livro “Da terra à lua” de Júlio Verne nunca teríamos ido lá. Mas, o que permitiu ir à lua foi na realidade uma enormidade de meios humanos e financeiros de uma nação por trás dessa ideia.
        Não se esqueçam que Elon Musk vem no sector financeiro, e não é um “cientista maluco” tipo Einstein, ele começou com o X.com (um banco online), depois uniu-se ao Paypal. Terá ganho, e ganha, muito dinheiro, mas não tem o poder financeiro e meios humanos de uma nação como os USA ou antiga URSS. Por isso, para mim as ideias (muitas delas boas e válidas, outras como os túneis generalizados são estapafúrdias) não são mais que uma maneira de “engodar” chamando a si ainda mais dinheiro, tipo Bernie Madoff. O futuro logo dirá…

    • João Santos says:

      Deves ser um ET. Só por desconhecimento do percurso da Space X e tudo o que foi o seu percurso é que se pode dizer coisas tão erradas como as que escreveste. Quanto aos carros eléctricos, ele nunca disse que inventou e a maior prova foi ter dado o nome da empresa ao inventor da corrente alternada, Nicolas Tesla.

  18. AlexX says:

    Também só acredito quando conseguirem ultrapassar a linha de Kármán sem derreter ou explodir no processo. Até 2022 ainda há tempo para comprovar se o projecto Virgin Galactic de Branson que há tanto espero sempre avança em 2018 ou será sucessivamente adiado…

  19. Rui Afonso says:

    London to New York in 29 minutes, pelo menos mais 1 hora para check in e outra hora para check out… Atualmente as aeronaves são concebidas para levar o maior número de passageiros por um menor custo, e agora alguém propõe-se faturar e rentabilizar precisamente com o conceito oposto (provavelmente o Concorde já não é do vosso tempo).

    • JJ says:

      O problema do Concorde, foi o começar a dar problemas… E ao verem o risco de dar problemas de maior, e prejudicar as marcas construtoras, preferiram encostar todos. Género, sair no ponto alto, para não ficar mal visto.
      Qualquer das formas, segundo consta, estarão a planear ou a construir uma nova versão do Concorde.

      • Rui Afonso says:

        Mas a questão vai dar sempre ao mesmo ponto, e tornou-se cada vez pior com o 11 de Setembro pois segurança aumentou exponencialmente: de nada adianta fazer viagens muito rápidas se depois se perde o dobro ou triplo do tempo a fazer check in e check out! Só compensa em viagens de longo curso (intercontinentais).

  20. Edgar says:

    Impossível. Ninguém saio daqui ainda. A Terra é plana.

  21. Mauro Thomaz says:

    Poderiam fazer diferente em Marte, como não levar armas pra lá! Imagine um mundo sem violencia!

  22. António says:

    O mundo precisa destes visionários. Mesmo que não atinga os objetivos – coisa que espero que não aconteça, pois desejo muito poder assistir a estes passos da Humanidade – admiro muito a sua ambição e crença nos seus (legítimos) ideais.

  1. 2 de Outubro de 2017

    […] Por: Tomás Santiago – Pplware […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.