Quantcast
PplWare Mobile

Robôs Atlas da Boston Dynamics dominam o Parkour e é perturbador [vídeo]

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Gallu says:

    Bem vindo ao era dos dataísmo

  2. Markito says:

    Tem algo errado nas sombras dos robôs! E a câmera anda em locais estranhos. No mínimo alguma edição ou melhoramentos de efeitos especiais aconteceu nesses vídeos.

  3. JR says:

    Os mortais, no fim, é que são impressionantes

  4. David Guerreiro says:

    Chineses a copiar isso tudo em 5… 4… 3… 2… 1…

  5. Robin says:

    A policia politica do futuro.

  6. jon@x says:

    Não me surpreende até porque a tecnologia é já uma realidade.
    Em breve teremos exércitos de robots a fazerem as guerras connosco e contra nós.

  7. Zé das couves says:

    Assusta a complexidade por de trás de um bicho destes…
    Parabens a Boston Dynamics.
    Isto é algo estrondoso.

    • iDroid says:

      Sem dúvida alguma. É só pesquisar no youtube alguns vídeos que mostram a evolução dos robôs humanoides e a sua capacidade de locomoção e uma pessoa fica incrédula ao verificar a velocidade a que estão a melhorar…

  8. art says:

    Sem saber o numero de tentativas com insucesso o filme tem pouco valor

  9. sillax says:

    Este vídeo é garantidamente 75% edição.

  10. Miguel says:

    Não gosto muito

  11. Robin Hood says:

    Interessante!
    Mas o mais legal é quando erram LoL
    https://thumbs.gfycat.com/EasyTameGrouse-mobile.mp4

  12. Jose Silva says:

    Eu gostava mesmo de ver o atlas dar um salto mortal à retaguarda mas depois de dar uma refeição a um idoso ou outra pessoa doente que não se passa alimentar sozinho. Este exemplo ou outro que de fato traga alguma maior valia para a humanidade.

  13. Daniel says:

    Ainda ontem estava a ver o blade runner e pensei:
    2045 já pouco falta pouco, que falta de noção cronológica ahmmm como o “2001 odisseia no espaço”, bem que podiam apontar para 2100 para não parecer ficção e bla bla
    (falo das nossas projecções no tempo que ficam sempre aquém do que acontece no real, nada contra o “blade runner”)
    Hoje digo que 2045 até poderá ser parcialmente real…
    Autonomia do meio mecanico com integração de AI ao nível que ja conhecemos uuiiiiii (perturbador)

    Nem vou falar da superação da criação com inteligência superior Vs criador parasitário, ou do papel do homem no futuro sendo o a segunda espécie predominante (ou sua extinção)

  14. Luis says:

    Pronto ok, sou só eu que acho que o video é fake. Principalmente no mortal para trás parece-me muito lento o movimento. Mas posso estar redondamente enganado!

  15. rm says:

    Por favor dêem AI a esses bichinhos……….
    Para quem não percebeu estava a ser sarcástico.
    Não sou engenheiro nem vidente mas não prevejo um bom fim nisto.

  16. Rui says:

    Alguns humanos sempre tiveram medo do desconhecido e da novidade. É natural. Mas não tem sido com os velhos do Restelo que a espécie evolui. Vamos ter robos a efectuar tarefas humanas muito rapidamente. Vamos ter viaturas com condução automática (robos com uma forma diferente) e espero que ninguém pense que de repente eles queiram atropelar multidões. Os robos virem a tornar-se maus, penso ser uma projeção dos piores sentimentos humanos.
    Mas sim, vamos ter que aprender a viver com os robos, primeiro aqueles que desempenham tarefas, depois os que poderão vir a ser um parceiro intelectual ou sentimental. Tudo será possível, provavelmente dentro de 20 a 40 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.