PplWare Mobile

Chegou o novo Raspberry Pi 4 B com 4GB de RAM e suporte para 4K


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. goolo says:

    finalmente um raspberry pi com um cpu 64bits e 4gb de ram o que vai permitir fazer muito mais coisas que as gerações a anteriores…

    tenho um RP3 + com 2gb de ram e está a servir bem o seu propósito, mas acaba por ficar limitado em certas aplicações por causa do CPU 32bits e a memoria, assim este RP4 veio resolver esses problemas, assim que puder vou mandar vir um para as minhas brincadeiras…

  2. Peace says:

    Juntamente com o novo RPI4 saiu tb o novo Raspbian Buster, baseado no Debian Buster. O Pipplware vai acompanhar a evolução?

  3. Bruno says:

    Boas, as portas HDMI são apenas de saída ou é possível converter uma em entrada e outra em saída?

  4. Luís says:

    já se sabe de alguma coisa em relação a este Rpi correr o windows IOT?

  5. Augusto Gonçalves says:

    A única coisa interessante é a memória passar de ddr2 para ddr4. Aumenta exponencialmente a utilização desta placa principalmente para o uso de de conteúdo digital.

    • Peace says:

      Unica coisa? E que tal o Gigabit Ethernet, 4GB de RAM, USB3.0? E que tal as melhorias na performance apenas com um pequeno aumento no clock do CPU? E que tal o CPU Cortex ARM A-72 muito mais eficientes que os A-53 da versão anterior?

  6. Zé Duarte says:

    Bem que podiam ter saído uns meses antes!
    Espero que faça descer o preço dos modelos 3B+ 😛

  7. Tears says:

    O meu RPI 3 corre Windows 10 Home 😛

  8. Tiago says:

    Gostava quando o objectivo do Raspberry Pi era ser barato

  9. Interessado says:

    gostava de saber é a velocidade de transferências do SDCard. é uma pena não terem posto suporte para emmc em vez de duas portas hdmi mini.

    • Diogo Santos says:

      Já vi outras pessoas a queixar-se que devia ter emmc, ou opção para adicionar. Mas na minha opinião, acho que não faz falta. Se vires no link abaixo a velocidade do SD Card é de cerca do dobro, dependendo sempre do cartão. Mas dentro de pouco tempo vai ser possível arrancar directo do USB 3.0, e ao preço que os SSDs estão agora, vai ser possível velocidades de 363MB/s de leitura e 323MB/s de escrita, por um preço bem acessível.
      https://www.tomshardware.com/reviews/raspberry-pi-4-b,6193.html

      • Peace says:

        Dentro de pouco tempo? Mas não é já possível? Eu tenho um RPi model B (da primeira geração) a arrancar por um disco externo. Precisa sempre de um SD card com a partição de boot mas o sistema arranca e corre todo do disco externo.

  10. silva says:

    Com este hardware ja nao corre facilmente windows?

  11. Td says:

    Tenho o RPI 3b+ e nunca consegui colocar uma versão estável que rode bem Netflix, HBO, Mobdro, etc. Será que é desta que vamos ter uma versão de Android estável?

  12. Tears says:

    Eu tenho RPI 3 a correr Windows 10 com 2 servidores , um de IRC e um de TeamSpeak 3.
    Corre na boa , mas não convém meter mais nada heheheheee talvez um de http://FTP...

  13. nervaise says:

    Boas!

    Quando estive a fazer um projecto para um alojamento de uma página com o raspbian e Wikimedia tentei ligar um SSD via USB (com um cabo adaptador USB para SATA) mas nunca consegui. A conclusão a que cheguei é que as portas USB não tinham voltagem suficiente para arrancar o SSD. Será que isso ficou resolvido com este Raspberry?…

    • Diogo Santos says:

      Eu tenho um Pi 3B arrancar por um disco SSD Kingston 120GB daqueles mais baratos numa caixa SATA to USB 3.0 da Gembird e funciona sem problemas.
      Duvido que o teu problema fosse a voltagem/intensidade de corrente das portas USB porque os discos SSD consomem menos que os discos mecânicos. Apostava mais em o teu problema ser o controlador SATA desse adaptador, já li que há alguns mais exóticos que não funcionavam no Pi.
      Não sei se já leste em cima mas o suporte a arranque por USB (e por PXE) ainda não está disponível mas será possível num futuro próximo.

      • nervaise says:

        Viva.

        Sei dessa característica dos adaptadores e até comprei um cabo da eluteng que é compatível. Quando verifiquei a amperagem (não a voltagem, desculpa o lapso) necessária para o SSD funcionar e a amperagem debitada pelas saídas USB estava em falta. Nesse ponto já tinha o raspbian a correr num micro SD da SanDisk em condições por isso meti de lado a parte do SSD.

  14. André R. says:

    Alguém sabe qual o melhor software NAS a instalar neste novo RPi? O freeNAS parece que não funciona em RPi…

  15. Alexandre Fernandes says:

    Esta nova versão pode ser uma boa opção para usar como media center?
    O objectivo será instalar o Windows 10 e correr video via USB ou NAS e ligar via HDMI a uma TV.

    • Peace says:

      Esquece, a versão normal do Windows 10 não corre no RPi. Apenas a verão para IoT, que não tem interface gráfica. Usa o LibreELEC.

    • Diogo Santos says:

      A única versão oficial do Windows para o RPi é o IoT, portanto não é o Windows como todos o conhecem, é virado para a “Internet das coisas”. Julgo que ainda não é suportado no RPi 4, mas irá ser quase de certeza.
      Existe depois o Windows 10 para ARM (WoA) que é quase igual ao Windows “norrmal” e faz emulação de aplicações x86. Existe um versão não oficial que já corria no RPi 3, mas ainda tinha algumas coisas em falta, outras que não funcionavam e uma performance um bocado fraca. O mais provável é que em breve também funcione no 4, mas, pelo menos no incio, terá também as suas limitações. Por exemplo, não me parece que será um boa opção para Media Center. Para isso tens o PiPplware, LibreELEC, etc.

  16. Peace says:

    Encomendado 😀
    Vamos ver se vai dar para substituir os 3 que tenho por cá ligados com vários serviços. Pelo menos para 2 vai dar 🙂

  17. Pedro Jorge Ramos says:

    Tenho 1 raspberry Pi 3B+ ligado a 3 usb discos externos, chamados HD1 , HD2 e HD3, com 2TB, 3TB e 4TB, respectivamente. Arranca de cartao SD, a home directory está no HD1. Está a correr o LibreElec. Cada disco tem directorias proprias. Mas as directorias de Downloads, de Movies, Music, e Series existem “virtualmente” nos discos HD1, HD2 e HD3 em simultaneo, ou seja, a directoria Downloads, que partilho via samba, tem 9 TB de “disco” disponivel. Quando se grava um ficheiro na directoria Downloads o sistema operativo escreve num dos 3 discos, mas não sei a partida em qual, nem preciso de saber. Quando leio o share “Downloads” a partir de outro computador, tambem não tenho que saber de que disco fisico estou a ler. Espero que seja de interesse a alguem. A qualquer altura posso ligar um quarto disco HD4 de 5 GB e a directoria passa a ter acesso a 14 TB. Nada mau para raspberry.

    • Diogo Santos says:

      Ou criaram-te symlinks nos discos ou alteraram a config do smb com mais caminhos. Isso dá para fazer em qualquer máquina que corra Linux 😉

    • José Pedro says:

      Eu preferiria ter isso mas com alguns discos a fazerem backup de outros. Achas possível?

      • Diogo Santos says:

        É possivel sim claro. Por exemplo com o rsync, dá para fazeres backup diferencial, a X horas todos os dias, ou seja, só copia aquilo que foi alterado entretanto para não desgastar muito os discos e ficas com 2 discos que são a cópia exacta um do outro. Com mais alguma configuração dá até para fazer backups off site, ou seja, o backup estar num local diferente.

  18. Pedro Jorge Ramos says:

    Diogo, não é assim. Uma directoria, partilha feita de uma directoria, essa diretoria está espalhada por 3 devices, HD1, Hd2 e HD3, o sistema operativo escolhe em que disco fisico escrever o ficheiro completo, sem o partir. Cada disco contem alguns ficheiros da directoria virtual, que te apresenta como se fosse apenas uma directoria, com subdirectorias. Não há symlinks nem configura coes especificas do smb. Para o smb só há uma directoria partilhada. Os discos HD1, HD2 e HD3 têm directorias só deles, não partilhadas, e são acessíveis individualmente. Posso ver que ficheiros da directoria download existem em cada disco físico. Apenas, para alguma directorias, escuso de me preocupar se o disco individual ficou sem espaço, o sistema operativo vai gerindo isso. Para algumas directorias. Ou seja, quando descarrego ficheiros grandes para a directoria Downloads usando o transmition, o sistema operativo espalha os ficheiros pelos discos, apresentando-os como estando na mesma directoria.

  19. Ferreira says:

    eu já comprei o meu na boxelectronica alguém sabe se os transformadores 2,5A conseguem o máximo desempenho da versão 4GB

    • Diogo Santos says:

      O transformador ter mais ou menos amperes, não dá mais ou menos desempenho ao Raspberry Pi. Ou é suficiente ou então não dá sequer. Um transformador de 2.5A dá para o RPi 4, se não lhe ligares dispositivos que requeiram bastante energia, como por exemplo discos externos não alimentados.

    • Diogo Santos says:

      E outra coisa. O meu ainda não chegou, mas é provável que este ultimo, tal como as anteriores versões, também seja um bocado sensível à voltagem dos transformadores. Portanto, para evitar problemas, recomendo ou o transformador oficial, ou um equivalente de uma só peça também. Portanto, sem cabo USB separado e/ou adaptador de microUSB para USB tipo C. Se não arranjarem um de uma só peça com facilidade, certifiquem-se que os cabos/adaptadores são de boa qualidade, caso contrário, é muito provável que dê problemas.

  20. Tiago says:

    Quando vai estar a venda?

  21. Pedro says:

    Olá boas gostaria de comprar um rasperry pi 4 4g onde comprar a bom preço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.