Quantcast
PplWare Mobile

NVIDIA vale mais do que a Intel pela primeira vez desde sempre

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Zé Duarte says:

    Nivea sempre a dar-lhe!

  2. Nuno José Almeida says:

    “No entanto é importante lembrar que estes valores não refletem o valor da empresa, pois nesse aspeto a Intel está num patamar bem mais superior.

    Enquanto que a receita gerada pela NVIDIA ronda os 10,9 mil milhões de dólares (~9,6 mil milhões de euros), a Intel tem cerca de 7 vezes mais esse montante, com uma receita de 72 mil milhões de dólares (~64 mil milhões de euros).”

    A valorização bolsista reflete muito mais o valor de uma empresa que a sua receita. Usar o resultado liquido seria um muito melhor indicador que a receita. Esse é cerca de 5x maior. Em última análise, se o mercado valoriza mais a Nvida é porque espera muito mais desta no futuro do que da Intel.

    • ze says:

      Não é bem assim, o mercado bolsista tende a ser especulativo, especulação essa que pode ter alguma base de mérito e que pode dar frutos, mas não deixa de ser volátil.
      A valorização da empresa pelo “gross” é mais interessante pois tipicamente traduz-se na dimensão da empresa, dos seus activos, passivos e assalariados, tipicamente são empresas com mais gordura.
      Se do ponto de vista de investimento a nvidia pode ser o melhor investimento do ponto de vista de segurança a intel continua a ser um dos gigantes.

  3. Marcelo Frazão says:

    Sim, mas….
    Para um levantamento mais abrangente das razões de isto acontecer tem-se de analisar também a recente “luta” entre a Intel e AMD ao nível de processadores e da qual resultou os investidores já não depositarem tantas certezas na Intel como por exemplo na década anterior.

  4. PGomes says:

    A diferença é que a nVidia está constantemente a inovar e a entregar ao mercado novos produtos, serviços e aumentos de desempenho. A nVidia tem um roadmap sólido e está a cumprir acima das expectativas.
    A Intel na última década está constantemente a falhar o seu próprio roadmap. Está dependente dos 14 nm++ há quase uma década. Os 10 nm da Intel continuam com problemas de velocidade e de yelds e por isso ficam limitados a poucos segmentos de mercado.
    Para piorar a situação, os CPUs actuais da Intel estão cheios de falhas de segurança e bugs graves. Tanto que este foi um dos motivos principais para a Apple abandonar o X86 e avançar a 100% para Arm.
    Mesmo em termos de desempenho, a vantagem que a Intel tinha nos seus CPUs há uma década, quase que desapareceu. Tanto a AMD, como a Arm, Apple e Qualcom já têm CPUs que estão próximos daquilo que a Intel oferece, mas com consumos de energia muito mais baixos.

  5. Crow- says:

    A nvidia é atrativa para os investidores, não pelo mercado das GPUs mas cada vez mais pela sua aposta em AI, nomeadamente na área da condução autonoma onde a nvidia está forte com grandes parcerias.

  6. Paco says:

    A NVIDIA chegou a este marco histórico graças à qualidade dos seus produtos e consequentemente à parceria que efectuou recentemente com uma das marcas de luxo do sector automóvel.

    https://www.daimler.com/innovation/product-innovation/autonomous-driving/mercedes-benz-and-nvidia-plan-cooperation.html

    https://www.nvidia.com/en-us/self-driving-cars/partners/mercedes/

    • Crow- says:

      Por outro lado está previsto perder um grande parceiro, a Tesla, uma vez que a Tesla está agora a produzir sistemas próprios e a substituir equipamento da nvidia nis veiculos mais recentes.

  7. Matias says:

    Isto é porque a Apple vai agora adoptar os seus próprios CPU’s e deixar a Intel de lado.

    Já chega! Problemas com aquecimento (que há em todos os portáteis, mas a Apple é que leva com os YouTubers e mídia), performances que pouco evoluído têm, nunca entregam os produtos a tempo, etc. etc. etc.

    Se eu tivesse ações da Intel, eu vendia-as. Tiveram tantas oportunidades que não apanharam. Podiam-se ter metido no negócio dos GPU’s, dos processadores para telemóvel, do 4G e do 5G, etc. dos blocos I.P. mas não…

    • ze says:

      Tudo na vida é ciclico, vejamos que na sua vida últil a apple teve muito pouco tempo com a intel e perdeu muito com a vinda para a intel, a unica coisa que pensavam que iam ganhar, que era massificação só o conseguiram através do ecossistema de produtos, daí a terem decidido voltar a um segmento onde possam controlar tudo tal como nos tablets e smarpthones.

    • acs says:

      o maior mercado da intel é os servidores. O negocio dos computadores pessoais é bom mas não é tão importante por isso é que dormiram na bananeira. O problema da Intel é que está grande de mais e fazer qualquer coisa custa muito. É como tentares virarm um barco do tamanho do titanic.
      a razão porque eles não foram para o mercado móvel é porque o x86 é um terror a nível térmico e energético. Mesma razão porque não ves a AMD a fazer chips para telemóveis. Não é fácil conseguir baixo consumo e desempenho.

  8. acs says:

    Isto é o valor artificial que o pessoal dá ás empresas. O que realmente interessa às empresas sã o os lucros no final do ano.

  9. Kyno says:

    a conta não bate estamos em uma crise mundial, o mercado de ações está uma completa loucura, o consumidor não tem dinheiro para gastar e mesmo assim as ações só sobem, até empresa zumbi estão se valorizando em meio a toda essa loucura, é só que tenho visto ultimamente as empresas se valorizando sem pessoas para comprar em casa sem poder trabalhar apenas comprando comida com o pouco que tem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.