Quantcast
PplWare Mobile

Novo CEO da Intel diz que a empresa “precisa fazer CPUs melhores que a Apple”

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Fo says:

    Fasca-se!!!! A Intel só acordou agora???! Hehehe
    Isso é que foi dormir estes anos todos!

  2. Rikko says:

    Foi preciso a Apple para acordar a Intel….e por isto que admiro cada vez mais a empresa de Tim Cook.

    • Miguel Gomes says:

      Acredito que os outros gigantes de hardware nunca pensaram que a Apple vinha jogar para o campo deles, e foram apanhados de surpresa. Eles não só dão cartas em design de software como de hardware também.

      Embora não seja particular fã da Apple, fico contente que os Mac’s voltaram a oferecer “algo mais”…
      E olhando para preços de laptops atuais dentro da mesma gama, efetivamente o macbook pro e air são uma excelente aposta caso o utilizador não esteja dependente de software exclusivo windows, o excelente desempenho aliado a aquela autonomia é qualquer coisa…

      • Nuno T. says:

        O “problema” é que já havia sinais mais do que suficientes de que a Apple tinha bons processadores… só poderia ser uma surpresa para quem não prestava atenção aos processadores que a Apple usava nos iPads, ou o que a Apple dizia repetidamente (há anos que dizia que os CPUs eram “desktop-class”)

        • Miguel Gomes says:

          Problema era não existir ninguém a apertar com a Intel, e assim andarem 10+ anos a gozar com a cara dos consumidores, lançando refresh atras de refresh com mudanças de socket…

          Agora estão a perder mercado em todas as frentes, e perderam um bom cliente (Apple) que para piorar virou concorrência.

          A ver se o novo CEO os mete na linha.

  3. Nuno T. says:

    Se querem fazer melhores CPUs vão ter que deixar o x86 para trás

  4. Apaga Rabos e Sobe ao Mar says:

    Apple acordar todas as empresas, foi a Google que criou o Android inspirado no iOS, agora a Intel que cria socs baseados nos da Apple que são os melhores do mundo. Ainda dizem que a Apple não inova..

    • Samuel MG says:

      A Apple inova tanto que se inspirou no Gestor de Pacotes Synaptic (Linux) para criar a loja de aplicações. Quando ao Android estás certo mas o Android já superou o iOS quanto às inovações.

      • PC says:

        Superou o IOS em que? Ainda nem airdrop implementaram, o search do android é terrivel comparado ao spotlight do ios e até os widgets do ios superaram os do android que continuam inuteis. Quanto ao gestor de pacotes de linux, o linux é uma copia do macOS mal feita e limitada. A meia duzia de nerds que usa isso, so usa themes para copiar o macOS como elementary ou deepin. Cumps

    • LastKing says:

      Primeiro toma um banho de informação, nao foi google que criou o Android e o objectivo da Google em ter o próprio SO nao era rivalizar a Apple mas sim a Microsoft

    • Peace says:

      Perpetuar estas ideias não as torna verdadeiras. O Android foi criado ainda antes do iOS para rivalizar com o Symbian e o Windows Mobile e não foi criado pela Google. Não sei onde foram buscar esta ideia.

      • Nuno T. says:

        Um sistema Android foi criado antes do iOS ser apresentado ao público, mas o Android mudou de rumo (inspirado) depois do iOS ser apresentado ao público.

  5. Pedro says:

    Boa cena, só que olhando para a Apple o que é que eles fizeram de jeito? SoC arm? Pois está claro.. só quem não tem um M1 no dia a dia é que não sabe a porcaria que é para correr apps específicas. Eu percebo que quem só veja reviews fique iludido, porque é bom, blablablá, agora eu já tive um e foi devolvido.

    E podem vir com a conversa que é bom (porque é em várias coisas, especialmente a autonomia), agora para mim no dia a dia não funcionou.

    E não se preocupem com amd e olhem só para a Apple que tem um nicho de mercado não.. é ver a Intel a ir pelo esgoto abaixo dentro de pouco tempo.

    • Ricardo says:

      “E podem vir com a conversa que é bom (porque é em várias coisas, especialmente a autonomia), agora para mim no dia a dia não funcionou.”

      Parece-me que as reviews foram mal consultadas…

    • Nuno T. says:

      imagino que serás capaz de dizer quais são as “apps específicas” para que outras pessoas evitem cometer o mesmo erro!

      • Xaikkul says:

        Existem tantas que não vale a pena elaborar… Só mesmo quem tem palas é que acha que o M1 corre tudo.

        • Nuno T. says:

          Se existem tantas certamente serás capaz de dar um exemplo!
          Nunca ninguém assumiu que o M1 corre tudo, até porque a própria Apple avisa que há coisas que não podem correr em emulação!

    • Miguel A. says:

      Das duas uma: ou estás a espetar uma pêta ou fizeste nabice. Nas aplicações mais comuns a emulação é mais rápida do que um processador médio x86. Se usas coisas muito específicas (por exemplo, suite da Adobe) já devias saber que a versão arm só sai para o ano que vem, sendo que compraste demasiado cedo.

      • Xaikkul says:

        Não, não está a espetar petas… Existe um sem numero de aplicações que não correm no M1

      • Galo says:

        “emulação é mais rápida do que um processador médio x86. ” – ahahahaah menos por favor.. nao generalizar.

        “Se usas coisas muito específicas (por exemplo, suite da Adobe)” ahhahaha…Suite da Adobe é muito especifica?!?

    • IAndroid says:

      O que estas a fazer é desonesto. Como é normal, numa mudança de arquitetura, nem todas a aplicações são instantaneamente convertidas, logo é norma que nestes primeiros tempos não consigas correr algumas aplicações nativamente, no entanto tens o emulador, que segundo ja ouvi dizer consegue ser mais rápido que muito x86.
      Quanto às reviews, epah, estas a ser ingénuo. Nenhum sistema do mundo é perfeito, uns são bons numas coisas, outros são noutras, neste caso é igual.

  6. Toni da Adega says:

    E não esquecer que a equipa responsável pelo desenvolvimento dos processadores do iPhone e M1 agora estão na Qualcomm.

    Só é bom para a concorrência, daqui a uns tempos o mercado deve abanar um pouco.

    • Nuno T. says:

      O que dizes não é correcto!
      A Qualcomm comprou a Nuvia que foi fundada por 3 ex-empregados do grupo de processadores da Apple e Google, um deles tinha tido um cargo importante no desenvolvimento de alguns processadores do iPhone. A equipa responsável pelo desenvolvimento (centenas de engenheiros) continua na Apple.

      • Toni da Adega says:

        Dizem que era o Arquitecto principal da Apple e responsável pelo desenho do SOC A-series da Apple.
        A ele juntou-se o Engenheiro principal da ARM.

        • PC says:

          Primeiro afirmas e agora “dizem que”, nao fales do que nao sabes para evitar fazer essas figuras.

          • Toni da Adega says:

            É o que dizem nas notícias. Mas na volta deve ter sido o pessoal da limpeza.

          • Galo says:

            Neste caso, como em muito, a verdade está no meio…obviamente que a grande parte da equipa de desenvolvimento do M1, se manteve na Apple. Mas também é verdade que pelo menos um dos responsaveis do M1 passou para a Qualcomm. Muito know-how vai andar a transitar.

        • Nuno T. says:

          Isso é o título duma das pessoas, não é uma equipa, e acima dele ainda havia/há outros na Apple. Convém lembrar que nesta indústria as pessoas vão entrando e saindo com regularidade, todas elas extremamente competentes e com grandes contributos para os produtos desenvolvidos – já outros ocuparam o cargo que ele ocupou na Apple.

    • PC says:

      Toni estás enganado, a equipa continua toda na Apple e os melhores engenheiros do android como o criador do HDR+ passou para a Apple para criar a melhor camera do mercado em parceria com a adobe.

  7. Miguel A. says:

    Ou Intel acorda para a vida e lança processadores completamente revolucionários (que não me parece) tentado esticar o x86 por mais umas décadas, ou mergulha no arm e passa a ser mais um player como os outros. Tempos engraçados estes….

  8. David Guerreiro says:

    Eles têm de fazer melhor do que a Apple e a AMD também, porque até agora andam a comer pó

    • PC says:

      A AMD fez tremer as vendas dos desktops mas a intel nao ligou, as consolas foram todas para AMD mas a intel nao ligou muito porque dominava os laptops até a Apple aparecer com o m1….e agora estão mais entalado que nunca! A Apple descartar a Intel foi o verdadeiro coelho tirado da cartola que ninguem espera, de tal forma que os 12th gen da intel ja vao ser hibridos com arm mas tem um problema. So saem em 2022 e vao ser inferiores ao m1, e em 2022 a Apple ja tem 3nm e uma performance a triplicar os M1. A intel simplesmente vai passar um muito mau bocado.

  9. Xaikkul says:

    Finalmente a Intel tem um CEO que sabe o que quer para a empresa e sobretudo sabe quais os erros do passado.
    Vejo a Intel daqui a 2 anos a ultrapassar a concorrência com um grande avanço.

  10. Elkido says:

    Melhores que os da Apple?O M1 da Apple é um dos melhores processadores do Mundo e é baseado em tecnologia ARM V8.Nem mesmo os X86 lhe chegam aos pés

  11. ... says:

    Isto para não falar que o M1 é o chip de entrada da Apple, como o i5 é pra Intel.
    Quando a Apple lançar um iMac ou Mac Pro aí sim é que se vai ver os verdadeiros processadores da Apple.

  12. Reis says:

    O ultimo e mais caro cpu não é assim tão bom o suficiente? Àquilo é um foguetão.

  13. ToFerreira says:

    De vez em quando é preciso um player novo para mexer com um mercado entorpecido. Temos aqui a Apple, e a Tesla no mercado automovel, como exemplos.

  14. Estefâneo Empregos says:

    Este Sr. Pat Gelsinger fez-me lembrar o Jorge Jesus quando foi reapresentado no Benfica e disse “não vamos jogar o dobro, vamos jogar o triplo”.
    Sonhar não custa, pode ser possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.