PplWare Mobile

Vai comprar um Disco Rígido Seagate? Pense duas vezes…


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Marco says:

    do estudo acho que se pode concluir que não houve grande investimento em WD, ao contrário do investimento em seagate e hgst.

    • Mario Alface says:

      Mais valia estares calado e n seres palerma, Seagate uso ha 15 anos e nunca deu problemas ao contrario de WD

      • Bob says:

        Mario, e mais valia olhar para o gráfico, e perceber que só têm 2 modelos da WD, logo, o que o Marco diz… é apenas o que se verifica.

      • Marco says:

        Não digo que o seagates são maus, já sabia que iria alguém pegar nisso – básicos-, perde 5 minutos e olha para a tabela do ano passado e olha para a tabela deste ano. Vais verificar que os WD sairam do relatório, se seguires o link do artigo tens lá a própria empresa a dizer “Bye WD 3TB”, “Hello HGST 12TB”. Se eu tivesse no lugar deles e analizando os documentos produzidos por eles, não comprava mais WD e insvestia em seagate e hgst que foi o que fizeram estes trimestre.

        Agora respondendo-te na mesma moeda, se não fosses cego tinhas visto que tive problemas com WD (primeiro comentário), se soubesses ler e tirasses a palas terias visto que não falei mal da seagate apenas constatei o fucking óbvio.

      • Jorge Rodrigues says:

        Parabéns para si.
        Os 2 discos Seagate que tive deram bronca.
        Um dos quais caríssimo por ser para Mac que deu raia meses após o termino da garantia, nada grave … era só os discos dos backups …
        portanto Seagate Não Obrigado.

      • BC says:

        Eh la… já vale insultos, aqui?

      • Hugo says:

        Ah pronto, nesse caso, e sendo que tu és a referência de toda a amostra de utilizadores, não ligaremos a este estudo mas sim à tua afirmação sem argumento.

      • Balmer says:

        Mario, conta lá como é que é ser analfabeto, mas tentar passar por um especialista contratado pela Seagate?

        Não sei se o teu comentário se destinava ao comentário do Marco em que ele responde à pergunta da noticia – Em que se questiona se já houve alguem com discos avariados e se sim qual a marca – Em que ele diz que sim, e terá sido um WD; o que nesse caso gostava de saber que truques de magia fizeste para garantir que um disco da WD nunca se fosse avariar nas mãos do Marco (Aparentemente não teve sucesso); ou se foi em relação à analise dele do quadro apresentado onde se ve claramente que a aposta foi muito mais forte em Segate e HGST do que WD, em cujo caso devias é ter ficado completamente calado.

        Dito tudo isso, até agora o unico disco que me falhou apesar de ser Seagate foi praticamente DOA, de resto tenho apostado em WD mais porque numa altura em que todo o equipamento que vinha à rede era peixe lá apanhei uns WD e sempre me serviram bem, portanto até algo neles me desapontar…

      • Toni da Adega says:

        Nao possuis capacidade para analisar uma tabela e depois os outros é que sao nao sei o que. Ora tenta ler o comentário e a tabela nas devagarinho e de forma correcta.

      • paulo martins says:

        nem mais…
        eu sempre tive,e agora montei pc novo com um igual.
        e nao tenho razao de queixa,pelo contrario.
        a versao que possuo e a versao, da seagate barracuda sata III 3tb 7200rpm.
        e ate agora 5 estrelas.

  2. André Fontes says:

    Para quem comprar um Seagate o meu conselho é comprem outro para fazer backup do backup (Seagate), tive dois e foram os dois de vela, um consegui recuperar outro foi mesmo um problema mecânico perdi algum lixo.

    • Bob says:

      Regra 1:
      Tudo avaria.
      Regra 2:
      Não esquecer a 1 🙂

      Obviamente, nenhum disco dura para sempre. E quase tudo é fiável, até certo ponto.
      Dados críticos, é ter sempre 2 cópias, e nunca no mesmo sitio físico.

      • Marco says:

        Regra dos backup para quem dá valor ao que tem no disco.

        — copia e cola de um site —
        3 cópias dos seus dados (incluindo a cópia original, ou seja, dois backups);
        2 tipos de mídias diferentes onde seus bakcups serão armazenados;
        1 dessas cópias deve ser em um local externo (nuvem, site backup ou locais de armazenamento de fitas, por exemplo).

      • André Fontes says:

        Foram os dois com os porcos no final da garantia, é suposto durar um bocadinho mais acho eu lol Tenho discos de outras marcas com muitos anos e ainda funcionam.

        Já agora eu não tinha dados críticos nos discos, eram apenas algumas fotos, filmes, series e afins, nada importante, obviamente que quando se trata de dados sensíveis seja que marca for é preciso ter mais cautela.

  3. LG says:

    Uma vez falhou me um disco de 120GB da Hiatchi (hoje, HGST). Era de 2003 e nessa altura era dos maiores disco (em termos capacidade para consumidores normais).

    Utilizava o como disco externo num chassis USB (e admito, pela falta de cuidado que dei até admiro ter durado tanto).

    Semi-offtopic: Alguem sabe se é possivel passar 4 discos em RAID1 para RAID5? Ou é necessário reformatar e limpar os discos?

  4. Não Interessa says:

    Curiosamente o único disco que me morreu até hoje era um Seagate Barracura de 1TB.
    Falhou ainda dentro da garantia.

  5. Mateus says:

    Pplware, vocês sabem analisar tabelas e o que são percentagens?

    Foi um modelo da western digital que foi uma catástrofe seguido de 2 Seagate. Não interessa que tenha mais discos porque a análise é percentual! Se tiverem 2 discos e um falhar são 50%, se tiverem um milhão e 10 falharem é muito bom. De resto presume -se que as condições são as mesmas óbvio mas falta aí indicarem se a carga de trabalho é a mesma: se os servidores onde estão os Seagate tiverem 10x mais carga que os over estão os da western, então é de esperar que se estraguem mais rápido.

    O valor em falta é discos estragados por Petabyte escrito.

    • Pedro Pinto says:

      Não fizemos a análise em percentual! O que importa mesmo é quantos discos falharam. No caso da Seagate, apesar de terem muitos, falharam muitos.
      Quantos às condições, referimos isso no texto.

      • PauloM says:

        Pedro Pinto, mas aqui o fundamental é fazer a análise percentual… Ver as falhas sem ter em conta a dimensão não serve de nada. Nada mesmo… um disco X que avariou 500 em 25.000 é pior ou melhor que um Y que avariou 300 em 1000? Pois… Sem ver o percentual, o Y é claramente melhor né? Enfim… Ou seja, sem ver o percentual não só não vale a pena como nos pode induzir em erro crasso

        • Pedro Pinto says:

          PAuloM, percebo o que queres dizer, mas o que a variável dimensão tem de relevante para as falhas? Se avariaram 10…foram 10…(não foram 10 por serem 5000). Podias apontar a questão das horas, aí sim. Se um disco avariou porque tem claramente mais horas de vida que outro…por aí tudo bem.

          • André Fontes says:

            Avariarem 10/10 ou 10/5000 é muito diferente… Já nem pego pelas horas de utilização por ai então parece-me ainda mais evidente.

          • Pedro Pinto says:

            Volto a referir…discos avariados!

          • André Fontes says:

            Eu entendi o que estás a dizer, o que quero dizer é que avaliar a fiabilidade tendo em conta apenas os discos avariados não é correto.
            Essa conclusão deve ser retirada com base no Annualized Failure Rate e nesse parâmetro quem apresenta o pior resultado é um disco da Western Digital (mesmo que queiras fazer uma media incluindo todos os discos da marca continuas a ter a Western Digital como marca menos fiável).

          • Bob says:

            Pedro, o Mateus tem razão….
            O único dado relevante, é a percentagem de discos avariados, mediante o total da amostragem! 🙂
            Como no meu comentário abaixo, tem essa conta, é so ler.

            E sim, uma análise ainda melhor, era ter os dados de horas de uso, e calcular a falha assim. Mas confesso que não sei se tiveram isso em conta, ao calcular o AFR.

            No minimo, prefiro os meus cálculos 😛

      • Joao says:

        Desculpe Pedro mas discordo. É preciso comparar alhos com alhos. Isto é como dizer que a Shingzoa é melhor porque tem zero falhas, apesar de o estudo ter zero discos da marca…
        Nesta tabela, até parece que é a WDC que tem uma Annualized Failure Rate maior, mesmo fazendo incluindo todos os modelos em teste.

        • Pedro Pinto says:

          João o que foi avaliado foi o numero de discos avariados. Não sabemos as variáveis associadas, por isso não há padrão. Repito, apenas o numero de discos avariados.

          • PauloM says:

            Não percebo o porquê de tanta teimosia, Pedro… Não te interessa qualquer outra leitura que não a percentagem (rácio). O número de discos avariados, volto a repetir, tanto não serve de nada como nos pode induzir em grande erro!

  6. CS says:

    Mais uma vez o vosso artigo mostra que não fazem sequer uma analise da informação que copiam dos outros sites.

    Se analisassem a tabela, iriam verificar que as taxas de Seagate com falhas apresentam-se com valores de unidades em deploy nos milhares de unidades, ao contrario dos WD que apresentam centenas se tanto.

    Claramente a única informação que se consegue obter aqui, é os patrocínios que estão a fazer a alguma marca ( Possivelmente a WD ) e que nem sequer tiveram a coragem de dizer que estão a receber dinheiro.

    Claramente não vale a pena receber noticias deste site, porque não temos informação fiável.

    • Pedro Pinto says:

      É verdade, fomos apanhados! Copiamos do site que apresentou o relatório…pedimos desculpa 🙂 Venha de lá esse patrocínio, que bem falta faz! Podem pagar ao Petabyte…mas em euros 😀

    • Rogerio Sameiro says:

      Podes atirar-te para o chão e rasgar-te todos pela Seagate CS que isso só mostra como és cego ou pago.

      Porque se olhares bem para o estudo e analisares os resultados do ponto de vista da confiabilidade dos discos rígidos por fabricante, veras que realmente em termos gerais a Seagate tem uma percentagem boa mas por outro lado e aqui sim concordo com o pplware a HGST, que se percebes alguma coisa saberás que é a antiga divisão de armazenamento da Hitachi, comprada pela Western Digital em 2012, destaca-se devido à sua taxa de erro muito baixa e por isso são muito melhores que a Seagate.

      Artista que tu és 😉

  7. n0ip says:

    Comprei 2 Seagate e ambos avariaram… Tenho agora dois SSD Goldenfir e não podia estar mais contente.

  8. Tiago says:

    Sim, tive um WD que avariou em menos de 10 utilizações.
    O problema foi que serviu para copiar todas as fotos que tinha em vários PCs (backup). Escusado será dizer que perdi todas as fotos que lá estavam sendo que 2 anos delas não existiam em mais lado nenhum. As fotos dos 2 primeiros anos da minha 4ª filha foram todas à vida e a WD propôs-se a “tentar” recuperá-las pela módica quantia de 150€ sem garantia de sucesso e sem retorno do valor.
    WD cá em casa nunca mais.

  9. Rogerio Sameiro says:

    Pode ser uma coincidência mas o único disco que me deu problemas foi um Seagate. Gosto dos produtos até mas desde que troquei para WD e Samsung (ssd) nunca mais houve stress.

    • Mateus says:

      Eu tenho hdd de pelo menos 4 marcas diferentes. Zero hdd queimados. Tenho SSD de 3 marcas diferentes. Zero queimados.

      O único que tenho queimado são pen usb e um MicroSD de uma marca chinesa QUMOX ou algo assim.

  10. CRistiano Venâncio says:

    Ainda uso o meu Quantun Big Foot e não queixo-me! Já o caviar ( WD)… nem pensar! LOL

  11. Pedro says:

    Na empresa, o único disco a dar problemas criticos nos últimos 3 anos foi um WD.

  12. BC says:

    Lógica do pplware:
    50,000 discos da seagate e avariam 10.
    1000 discos da WD e avariam 9.
    Conclusão: a seagate é pior.

    Vá lá… sejamos sérios, sim?

  13. Constantino says:

    HGST —-> a Western Digital Brand …. está escrito na etiqueta do disco na imagem….

  14. Bob says:

    A bem dizer, o que faltava no artigo, era uma percentagem real de falha, com base no total de drives de uma dada marca. E note-se que Seagate, são 76387….. com HGST em 20946.

    Ainda assim, consegue-se perceber que a taxa de falha foi:
    Seagate – 0.138 % de um total de 76387 drives
    HGST – 0.0907 % de um total de 20946 drives
    WDC – 0.454 % de um total de 660 drives
    Toshiba – 0% de um total de 191

    Apesar da taxa de falha ser maior na Seagate, nem a 0.2% chega! E isto contas em cima do joelho.
    Até se podia calcular a taxa de falha com base no total de horas de funcionamento 😛

    Podes actualizar o artigo e incluir isto Pedro 😉

  15. Alex says:

    Nota:
    Ponto 1: convém ver em que sector de mercado esses discos se inserem;
    Ponto 2: convém ver o numero discos e o tempo de funcionamento que os seagate têm versus outros;
    Ponto 3: Não podem comparar material do sector a que esses modelos que estão presentes no grafico(enterprise) com modelos destinados ao consumidor final;
    Em suma podemos concluir que o titulo do artigo deveria ser actualizado para:

    Não vai comprar Discos Rígido Seagate para o seu servidor? Pense varias vezes…

  16. jaugusto says:

    Tenho um toshiba com 3 /4 anos, comprei com algum receio pois todo mundo se queixava deles e o raio do disco até hoje nunca mais avaria para tb dizer mal!!

  17. Chevichev says:

    O meu primeiro disco avariou… tinha 20MB…
    Agora discos avariam mais ou menos conforme os modelos ( nas marcas mais comuns ) a questão da marca não se põe, apenas o modelo

  18. Luis says:

    Os HDDs duram mais que SSDs.
    Além de serem bem mais barato, o que adianta endeusar tanto o SSD, se a maioria tem 120 GB, 240 GB de SSD? Quer ver ter 1 ou 2 TB de SSD.
    Por isso é comum o povão misturar HDD com SSD, afinal não pode pagar por SSD de 1 ou 2 GB e sabe que ele dura menos, então é dinheiro perdido.

    • Rui says:

      E como chegas á conclusão que um SSD dura menos que um HDD ?
      Os SSD atuais ultrapassam 2 PB de escrita, o que significa que era necessário gravar e apagar 256GB por dia e o SSD iria funcionar durante 8.192 dias, 22 anos.

  19. RM says:

    Já tive um Seagate com o prato ligeiramente empenado! A cabeça roçava num sítio, só vendo para acreditar que poderia ser possível. Terá sido resultado de temperatura interior demasiado alta ?

  20. Rui says:

    Tive 3 discos Toshiba avariam os três! Felizmente em matéria de portáteis são à prova de bala em discos são uma desgraça.

  21. ok says:

    Antes Seagate que toshiba!

  22. JCFB says:

    4 seagates aqui. 2 deles com mais de 10 anos e zero problemas até agora.

  23. Nokas says:

    WD não vale um corno. Assistência menos que zero. Fujam desta marca.

  24. Tiago says:

    Eu senti isto à bem pouco tempo, tenho uma cloud da Seagate e ao fim de 14 meses ela morreu por completo e eu acabei por perder todos os meus dados…. nem a empresa que contactei para os recuperar os meus dados o foi capaz de fazer dado o estado do disco…
    Tenho discos com mais de 10 anos da hitachi e zero problemas, tenho um servidor multimídia montado com discos wd green à mais de5 anos e nenhum falhou.
    Com tudo isto só tenho a dizer que estou arrependido da compra que fiz

  25. z/OS says:

    Já tive problemas com discos quase novos, da Seagate e da WD. Tiveram que ser trocados pela marca. Tive um outro problema num Seagate em que o disco dava erros e ouvia-se um barulho parecido com um relógio de pêndulo. coloquei-o durante 3 meses num quarto fechado com um desumidificador a funcionar. E no final consegui recuperar todos os dados, além de que deixou de fazer o tal barulho.

  26. rodrigo says:

    HD, WD e Samsung não prestam WD mesmo tenho pilhas e pilhas destruídos e novo ainda faz barulho demais Seagate de vários que eu tive 1 deu defeito e me deram outro novinho garantia de 2 anos

  27. Alexandre Oliveira says:

    Tenho 2 WD no lixo neste momento (literalmente pois andei a fazer limpezaesas), um de 1TB e outro de 250GB, mas curiosamente liguei também os antigos de interface IDE, e ambos funcionam, resta dizer que são 2 Seagate Barracuda, um de 120GB e outro de 160GB (logo pelas capacidades já se está a imaginar o tempo que têm, e curiosamente um deles com um uso de 1500 e tal dias ligado (era de um dos meus PC’s que estava dia e noite ligado a “seedar” músicas no Napster).

  28. Paulo says:

    Já tive problemas com todas as marcas e tipo, desde scsi, ata, sata SSD , IBM, Maxtor, seagate, wd…. nenhuma é 100% fiável nem isenta de problemas é tudo uma questão de sorte e evitar problemas (elétricos, pancadas) todos funcionam bem até um dia.

  29. Rogério says:

    Já tive vários Samsung com falhas graves porém como eram de notebook, pode ter sido causadas por algum baque, e já tive uns dois ou 3 da WD que vem de fábrica nos computadores da Dell e apresentaram falhas sem levarem baque mesmo assim prefiro os da WD pois tenho muitos funcionando até hoje muito bem

  30. Tiago says:

    “Quer ler um artigo técnico sério, informado e isento, escrito pelo autor Pedro Pinto? Pense duas vezes…”

  31. David Guerreiro says:

    Uma coisa que aprendi com a minha experiência, é que todos falham, uns mais do que outros. Vi uma taxa de falhas acima do normal nos WD Green 3.5″ e nos Hitachi 2.5″ slim, fora isso já apanhei de tudo um pouco com avarias. A pior experiência que já vi, foi um WD Blue que foi enviado para RMA para a WD, enviam uma unidade recertified que dura 1 mês. E a qualidade dos HDD já não é o que era. Conheço pessoas com discos rígidos Samsung aí com uns 10 anos e funcionam na boa, com muitas horas de utilização. Hoje em dia, um disco rígido do nada começa a falhar.

  32. Carlos Silva says:

    De todos os discos que tive, tanto a nível pessoal como profissional, avariou um Samsung e vários Seagate. Os melhores foram até hoje da WD.

  33. Márcio Barbosa says:

    Adquiri 2 TOSHIBA de 3Tb em maio desse ano, hoje pedi a troca de uma unidade que está apresentando quase 400 setores com defeito.

  34. falcaobranco says:

    Até hoje sempre tive discos seagate e inclusivé um deles comprei estragado, mandei para a Seagate na Holanda e eles deram-me um novo que ainda hoje… está a bulir no pc sem problemas nenhuns.

    E ainda para mais isso são testes em datacenters…não são em portateis ou desktop’s…temos que ter em atenção isso… e mesmo assim um WDC com 4.64% de erro…

  35. Telmo M. says:

    WD já me falhou. Comprei um WD Bluetooth

    • Telmo M. says:

      Correção (e continuação): comprei um WD Blue de 4TB e falhou logo de início. Nem uma semana durou. No entanto unidade de reposição que veio (pela loja onde comprei) já durou uns 3 anos sem problemas.

    • Telmo M. says:

      E também tenho Seagate. Felizmente estes têm funcionado bem até agora. Um é de 2TB e outro de 500GB (ou menos).
      Tenho também um Hitachi de 1TB e não é de confiança. Falhou, mas depois voltou a funcionar bem mas deixei-o afastado de funções delicadas.

  36. Ze Cabra says:

    É só iluminados com a 4ª classe!
    Dos 97600 HDD’s , 76419 são da Seagate, isso significa que são 78% da totalidade dos discos rígidos, como não haviam de ser os que apresentam um maior numero falhas num resultado total não ponderado!?
    Eu como um frango, tu não comes nada, em média comemos 1/2 frango cada um…
    Nem sei como se dão ao trabalho de publicar este tipo de lixo….

  37. Daikoni says:

    Pessoalmente prefiro marcas de HDD’s como Toshiba ou Western Digital, e infundado ou não, mas nunca fui muito de Seagate porque chegou a ser uma marca algo problemática (algo que poderá estar corrigido nos dias de hoje, e até ser bastante melhor).
    Agora relativamente a este estudo, por aquele gráfico, se entendo bem o que ali está, o “estudo” não tem qualquer relevância.
    Toshiba: 4k+13k dias (e baixo número de drives testadas), valor insignificativo, e quase sem uso / tempo de testes, ter 0 de falhas diz 0. Mal seria se tivesse com tão pouco tempo de testes.
    HGST: Tem um único disco com dados relevantes, que parece de facto ter falhas inferiores a um Seagate com número de discos e dias testados equivalentes (3x menos), mas como é apenas um modelo, e não sabendo as circunstâncias de uso de cada, é impossível falar.
    Seagate: Bastantas mais falhas, mas tem muitooooo mais drive days, sem comparação possível, perfeitamente normal que também tenha várias vezes mais erros que as restantes.

    Apesar de a minha opinião relativamente à fiabilidade aqui indicada das marcas ser a mesma, não acho que deva ser avaliada por um análise com esta discrepância de dados. Não faz qualquer sentido, e no mínimo, é injusta.

  38. KodiakShadows says:

    Tenho Seagate e WD. Não são recentes , têm já uns anitos. Seagate ZERO problemas, WD Black como tem uma garantia de 5 anos já foram 3 vezes substituidos. Saber qual o melhor? Acho mesmo que é uma questão de sorte. Já o meu SSD Crucial com 3 anos sem uso intenso , onde só tem o SO instalado e uns 6 programas de maior uso e já só tem 90% de saúde. Melhor mesmo é pensar em trocar ao fim de 3 anos do que entrar em paranoias.

  39. Anderson Araújo says:

    Bem, posso dizer que é relativo, pois depende da região. Nas Américas, a Seagate tem maior penetração de mercado (uma vez que parte da produção vem de Manaus/BR e que ela é dona da antiga divisão de HDs da Samsung, estes sim, eram bem problemáticos). A qualidade dos itens vendidos na Europa pode ser bem melhor do que é visto por aqui, mas digo que é difícil ver HDs Toshiba ou Hitashi dando problemas após algum tempo de uso.

  40. Ramon says:

    Pelo q estou vendo e mais site de notícias que não checa as informações mais vou fala por esperiencia própria se a Samsung tive-se fabricado HDs até hj ela seria a melhor, siegate não presta da problema muito fácil, a WD um pouco melhor q a seagate mais com um detalhe se acabar a energia elétrica no meio do uso pode espera q vai da problema. Resumindo :na hora de compra um HD pesquise primeiro antes de comprar pq vendendor só que vender e passa qualquer coisa para o cliente.

  41. TheMagicMan says:

    Esse estudo é uma bela treta, basta um pouco de conhecimento em inglês pra notar isso…
    Nos modelos de 12Gbs eles tinham 25.000 drives da Seagate e somente 79 da outra marca, logo é óbvio e bastante intuitivo que os mais numerosos apresentem um grau maior de falhas no mesmo período

  42. Diego Henrique says:

    Vixxx deu ruim aqui….
    Acabei de comprar um HD externo e um interno de 1tb ambos da Seagate

  43. Daniel Terra says:

    Já tive muitos discos de diversas marcas. O único que me avariou foi justamente um Seagate!

  44. Salvad ados recuperação says:

    Sou proprietário da Salva Dados recuperação, especializada em recuperação de dados perdidos. Confirmo o que a matéria fala, pois 75% dos hds que recebo para recuperar dados são da marca SEAGATE. As séries mais atuais são as que mais problemas apresetam com pouco tempo de uso. Um dos ultimos modelos apresentados , o SEAGATE EXPANSION é o campeão atual de frequencia em meu laboratório.

  45. Luis says:

    no dia q comprei um hd da seagate a desgraca ja saiu de la cheio de badblock. uso ele assim ate hoje mas é uma travada braba ao acessar….só por deus irmao

  46. ANDRE LUIS FREY says:

    Tenho 4 Seagate de 1TB, 3 Toshiba de 1 TB, 500 GB e 160 Gb, o mais velho é o Toshiba de 160 GB com com 15 anos, seguido do Toshiba de 500gb com 10 anos e depois os Seagate com 8 e 6 anos. Dois Seagate já deram pau. Um está com algum erro de desempenho me avisando para fazer backup. Já os Toshiba, nenhum problema.

  47. kendimen.c says:

    Comprei um disco externo Seagate no dia anterior a este artigo :/

  48. Nuno Ferreira says:

    Caríssimos, tanta discussão sem lógica. Se repararem, o número de discos Seaggate é muito superior aos discos das outras marcas, logo, o número de drives que falharam teve de ser muito superior. Tanto tive discos da WD, Seagate e HGST e os únicos que deram problemas foram os WD. Ainda na semana passada comprei um Lacie 2big dock TB3 com dois discos da Seagate de 10TB cada. Confio totalmente na marca por nunca ter tido qualquer falha com a mesma.

  49. Tiago says:

    Por acaso, de todas as marcas de discos que já usei em cerca de 20 anos, os seagate são de longe os que mais me avariaram. E normalmente são avarias de deixarem logo de funcionar e de aceder aos dados. Devo ter tido 4 ou 5 discos seagate avariados. Tive um western digital avariado, mas que após mapear os sectores danificados, continuou a funcionar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.