Quantcast
PplWare Mobile

CEO da iFixit critica a Apple e Samsung por dificultarem a reparação dos equipamentos

                                    
                                

Fonte: ZDNet

Autor: Marisa Pinto


  1. David Guerreiro says:

    E a tendência é piorar. Cada vez vão emparelhar mais os componentes o que impossibilita reparar fora da assistência oficial.

  2. pedro says:

    com politicas dessas são 3 marcas para esquecer em termos de hardware …

  3. Bonzo says:

    A sério’ Quem diria…

  4. Bonzo says:

    A sério? Quem diria…

  5. Manuel da Costa says:

    A Apple foi a precursora desta situação. Ao fazer alterações específicas obriga os clientes a pagar, os 60 euros para o orçamento e poderem ter de pagar 600 euros pela reparação, além dos extras para a troca da bateria, caso já tenha mais de 2 anos. A outra opção é o pagamento dos 493 euros (creio que já existe um mais barato) para ter 5 anos de garantia (écran tem 363 dias de garantia e a bateria 60 dias, esses ficam na mesma) dentro do “Seguro”. A Samsung viu que a Apple estava a fazer mais de 800000 milhões de dólares, com essas operações, também o começou a fazer. A Microsoft é normal que o faça, o Surface foi montado para ser de uso único.

  6. Steve Robs says:

    Mas depois a versão oficial é que são todos muito amigos do ambiente …. vejam lá que até deixaram de colocar os carregadores nas caixas para não prejudicar o ambiente ….. HIPOCRISIA!!!

  7. fasdaw says:

    iphone e o unico smartphone do mercado com materiais reciclaveis que n prejudica o ambiente e a unica empresa com C02 zero na sua producao. A Apple é o exemplo que todas querem e devem seguir!

    • Hélio Musco says:

      Manel, ninguém está a falar se usam ou não materiais recicláveis, mas sim se as empresas querem ou não que os seus produtos sejam reparados mais facilmente.

    • João Machado says:

      O que se está aqui a discutir é que o processo de reparação é tao difícil que só na marca é que é feito.
      Na marca tem um custo estupidamente alto e muitas vezes as pessoas preferem deitar os produtos fora e comprar novo. Isto gera desperdício.
      Se se quiser informar melhor é só procurar no Google por Louis Rossmann Right to Repair.

  8. Santos says:

    Já alguém por aqui tentou comprar alguma peça da ASUS?
    Eu já tentei para um PC, mas a resposta foi: “Lamentamos mas só vendemos aos fabricantes e distribuidores de material informático.
    Solução, mandei vir da China e problema resolvido.
    A partir daí ASUS em minha mão pago com meu dinheiro nunca mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.