Quantcast
PplWare Mobile

Dica: Colocar o Pipplware no Raspberry PI usando um Mac

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Rascas says:

    Só uma nota, se tiverem feito o update para o Pipplware 1.3 não precisam de seguir o guia indicado para usarem o AirPlay, pois este já se encontra instalado e configurado, basta apenas activarem o serviço.

    Podem activar o serviço em “Enable-Disable Modules” no menu inicial. Os serviços a activar são o “shairport” e o “avahi-daemon”.

    Podem tb activar o serviço “netatalk” caso pretendam usar o Pipplware como Time Capsule. Também já está incluído o suporte a sistemas de ficheiros Apple como hfs+ e exfat.

    • Corbusier says:

      Rascas podes explicar melhor como fazemos para configurar o Time Capsule no PI com Pipplware 1.3?

      Obrigado

      • Rascas says:

        Bem vou explicar então por alto, se tiveres alguma duvida podes colocar aqui.

        1º tens de ter um disco externo formatado hfs+ para ligares ao Pi. Tb pode ser formatado em ext4, mas depois se quiseres ligar o disco directamente a um Mac, este não vai conseguir ler nem escrever dados no disco sem a instalação de um programa adicional. Se usares ext4 é provável que seja mais rápido.

        3º Tens de criar um mount point no Pi. O melhor será editando o ficheiro /etc/fstab para que o disco seja sempre montado qnd reiniciares o Pi.
        Na próxima versão do Pipplware, 2.0 isto será feito automaticamente.

        3º Tens de activar os serviços “avahi-daemon” e “netatalk” como já foi referido.

        4º Vais as definições do Time Machine no Mac e seleccionas o disco do Pi.

  2. Glitchmaker says:

    Um pouco off-topic, mas voçês podiam referenciar a apresentação do RaspPi Compute module : http://www.raspberrypi.org/raspberry-pi-compute-module-new-product/

  3. João Dias says:

    Uma dúvida. É sempre necessário meter os zip’s no sdcard para fazer update ou a distro vai buscar directamente?

    Eu tenho a versão 1.0.
    Há muitas diferenças para a versão 1.3?

    • Rascas says:

      No ficheiro zip do update tem o changelog. Já agora fica aqui:

      Changelog:

      Update 1.3

      – Migração do sistema para o repositório da distribuição Pipplware
      – Update ao librtmp
      – Adicionado um programa (bootmenu) e uns scripts para alterar o boot por defeito

      Update 1.2

      -Adição de suporte de alguns serviços para melhor integração com dispositivos apple como por exemplo o avahi, netatalk e airplay.
      (Para activarem o netatalk ou o shairport, precisam de activar tb o avahi-daemon)
      -Suporte para o Boblight

      (estes serviços são instalados mas ficam desactivados. Para os activarem basta ir a “Enable-disable modules” no menu inicial e activarem o que quiserem)

      – Elimina a entrada “Shutdown” no menu inicial (se quiserem desligar o RPi carregem em Ctrl)
      – Adicionadas umas optimizações

      Update 1.1

      -Corrige o problema do XBMC não montar pens, drives externas.
      -Melhor funcionamento do XMBC quando executado pelo emulationstation (O emulationstation é o programa que contém o Menu Inicial com as aplicações)
      -bump number do pacote udisks de modo a que os updates não façam override.
      -Remove o Superepo – Causa conflitos com outros repositorios como por exemplo o wareztuga.
      -A adiciona uma nova entrada no Menu Inicial – 8 Update System – que como o nome indica é para fazer updates ao sistema

      A partir do update 1.3 não será mais preciso updates manuais, basta apenas fazer o “Update System”

  4. Redin says:

    Das duas, uma. Ou compro um novo equipamento de “Home-cinema” com entradas hdmi ou entao vou ter de esperar por um novo modelo do RP com saídas de som digitais para usar no meu velhinho “Home-cinema” 5.1 da Sony e que funciona 5 estrelas.
    Outra possíveo solução, será vender o meu para comprar outro. Lá terei de fazer uma visitinha ao OLX ou Coisas.

    • Rascas says:

      Provavelmente já sabes isto, mas se a tua TV “passar” mais que 2 canais, podes ligá-la pela saída digital óptica ao teu sistema de som.

      Podes verificar isto num terminal do Pi com:
      tvservice –audio

      • Andre Andrade says:

        Qual a tv que passa mais de dois canais pelo SPDIF de sources HDMI???????????

        Conhecem alguma????

        É que te tudo que vi ate hoje apenas sai som multicanal, no som que é produzido pelo decoder da TV ( filmes atraves de pens usb ) e canais digitais com som multicanal…..

        tudo o resto, Playstations, dvds, bluerays, etc…. entra 5.1 e sai stereo pelo SPDIF!!!! Infelizmente!!!

        Mas corrijam-me se estiver errado pf!

        • Rascas says:

          SPDIF suporta som com + de 2 canais, mas não TrueHD por ex., por não ter largura de banda suficiente.

          Mas só algumas TVs passam 5.1 de hdmi para SPDIF, geralmente de gama média/ alta.
          Conheço quem tenha uma Sony que faz isto confirmado por mim.

          No raspberry dá para verificar isto com o comando que referi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.