Quantcast
PplWare Mobile

MB WAY: criminosos estão a usar esquemas mais elaborados

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Black Russian says:

    Adoro dar códigos falsos de levantamento a burlões que me aparecem OLX……é ouvi-los ao telefone a “anhar” e eu a tentar conter o riso…………..

    • Dodi says:

      LOL

      Tal e qual… Hoje me dia a PSP não apanha os burlões todos, só se não quiser. Basta passar uma semana a anunciar um produto caro, que aquilo parece mel. Vem todos lá ter e alguns nem escondem o numero de telefone.

      E a velocidade que eles ligam, é impressionante, só devem viver disso essas desgraças!

      • David Guerreiro says:

        Às vezes nem precisa ser caro, eles já se dão ao luxo de ligar para coisas baratas. Os números de telefone muitas vezes são descartáveis (tipo Lycamobile), sem possibilidade de saber a quem pertence.

      • Manuel da Rocha says:

        Usam cartões descartáveis.
        Podem ser comprados em qualquer loja “asiática” por 5 euros, com 5 euros carregados. Até os telemóveis que usam são daqueles que compram nos CTT, por 20 euros. Usam umas dúzias de cartões, o telemóvel é deitado para o lixo. Basta enganar uma pessoa que já pagam 3 meses de operação. Até aqueles cartões normais, é possível carregar num payshop, sem dar qualquer identificação.
        São apanhados, vão ao tribunal e fazem como o Rui Pinto: “Não falo.” Aparecem advogados, ás paletes, para os defender e o processo demora 5 anos a chegar a julgamento, onde levam 6 meses, de pena suspensa, já concluída. E podem continuar.

    • cs says:

      A brincadeira pode ser engraçada, mas cuidado porque podes acidentalmente dar um código válido de alguém que esteja activo nesse momento. Não é muito provável mas não é impossível

      • Manuel da Rocha says:

        Acertar num código activo, é como acertar em 5 números do Euromilhões gastando 2,50 euros. Pode tentar biliões de biliões de vezes que não acerta. É possível, mesmo assim, é tão improvável que pode fazer, sem problema.

  2. Jorge says:

    aahahahahah que grande ideia, normalmente faço me passar por parvo e dizer no final que sou policia e aí os gajos até tremem, mas essa não fica nada atrás haahahah

    • It's Me Mickey says:

      Dude, não se confessa crimes on-line…

    • B@rão Vermelho says:

      Talvez ser obrigatório só conseguir aceder à aplicação com impressão digital, ou receber um SMS que alguém está a tentar levantar dinheiro e ter de ser aprovado com a digital.
      Eu estou neste momento de férias na Malásia e carrego ó Revolut sempre com cartões virtuais pelo MB WAY e pede sempre as minhas digitais,

    • David Guerreiro says:

      Eles não temem a polícia, porque simplesmente estão impunes. A polícia apanha-os, leva-os a tribunal e saem de seguida com TIR, para continuar a atividade criminosa. São crimes que não dão direito a prisão preventiva, e como tal, eles estão-se nas tintas. Já que vão a julgamento depois, perdido por 100, perdido por 1000.

  3. Popopopo says:

    Puniçao fisica… Zas… Acaba logo o esquema!

  4. Pedro says:

    “Não porque a solução tenha algum problema de segurança” obviamente que o volume de burla está relacionado com a fraca implementação em termos de segurança. Quem decidiu reduzir os requisitos de segurança para incentivar o uso simplificado devia igualmente ser responsabilizado.
    Banir o MBWay!

    • PeFerreira says:

      Claro, bora eliminar tudo o que apresenta risco para pessoas sem 2 dedos de testa. Já agora os talheres do restaurante serem de bambu ou plástico e tudo ser redondo para não bater com a cabeça nos cantos.
      Cada uma…

      • Pedro says:

        Não me parece estatisticamente válido que todas as centenas de vitimas de fraude com MBWay não tenham pelo menos 2 dedos de testa…
        Se substituirmos a faca habitual em todos os restaurantes por uma extremamente afiada vamos certamente ter mais acidentes. Devemos fazer essa substituição?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.