Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Código QR usado para prevenção epidémica

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Awake says:

    Ainda bem que eram apenas teorias da conspiração daqueles negacionistas chalupas, imaginem que se tornaria mesmo verdade, assim como a ID Digital e o sistema de créditos..

    Até ver o que começou na china e, sem qualquer oposição, se esta a arrastar para a UE:
    – Pandemia
    – Obrigatoriedade de mascaras
    – Confinamento
    – Restrições de circulação
    – Certificados digitais / passes de circulação ou acesso
    – Sistema de créditos (em testes, para já apenas voluntários)

    Mais se seguirão

    • Mr. Y says:

      Acho que não devo viver na mesma UE que tu pois vejo essas restrições, neste momento, a serem reduzidas

      • Awake says:

        Infelizmente apenas foram reduzidas temporariamente (tal como no passado), assim como o certificado, que além de não ter sido útil no controlo da pandemia (pelo contrário), acaba de ser prolongado por mais 1 ano…

        Esperemos que não passe disto, “conspirações” e tudo regresse ao normal…ou ao “novo normal” como lhes chamam.

        • Mr. Y says:

          São conspirações porque o propósito não é o “controlo das massas” (o que quer que isso que queira dizer…) Podes achar a medida exagerada mas isso é outra questão.
          Uma analogia absurda: compras um bilhete de futebol e não achas que no estádio vai haver corredores para as pessoas passarem e catracas para validar o bilhete?

          • Joaquim Sobreiro says:

            Tão absurdo como o controle dos acessos ao futebol ser feito no futuro dessa forma de validar entradas

          • Mr. Y says:

            @Joaquim Sobreiro
            A analogia ao jogo de futebol foi para indicar que em quase há necessidade de haver algum tipo de controlo senão é uma confusão.
            Passando para uma pandemia mundial é perfeitamente aceitável que haja controlo e medidas preventivas para se tentar conter o contágio. Daí a dizer que há um “controlo das massas” é um delírio.

            Podes achar que há um exagero mas isso é outra história…

          • Marco says:

            Verdade… analogia mais absurda que essa é difícil!
            Comparar um local (não publico) onde irá acontecer um determinado evento pago, e que este careça de certificação para legitimar a entrada, com o facto do governo ter acesso directo à tua localização e estado clínico, em tempo real, e ainda o poder de determinar se podes ou não fazer o que o mesmo determina… A mim parece-me que isso SÓ quer mesmo dizer: “controlo de massas”!

            Aliás… A verdadeira questão é (mantendo a analogia), mesmo que qualquer um de nós decida comprar bilhete para ir ver o jogo, e este ser obviamente válido para entrares no estádio, podes ter sempre depois, o código do governo a dizer que não és um cidadão exemplar o suficiente para te deixar ver o jogo!

            Conspiração ou não, eu a isto chamo Tirania… Democracia não é certamente!

          • Mr. Y says:

            @Marco eu próprio disse que era uma analogia absurda. O ponto é que precisas de um sistema de controlo, definir regras de circulação e validação dos bilhetes, por exemplo.
            Isto é uma analogia e acho que percebes onde quero chegar e fazer o paralelo com a pandemia. Vais dizer que também é um “controlo das massas”?

            Quando tens uma PANDEMIA MUNDIAL os governos têm o poder e o DEVER de tomar medidas de EXCEPÇÃO para tentar conter o contágio. Daí a dizer que os Governos querem controlar e manipular as pessoas é um delírio e distorção das coisas.

            Podes discordar das medidas mas isso é outra história…

  2. Ru says:

    “Infelizmente, o uso dessas aplicações/plataformas nunca teve muito sucesso.”
    O único sucesso que desejo a este tipo de controle, é zero. Como é possível concordarem com isto?
    O pior de tudo, é que não é algo que possa funcionar para quem quer, apenas. Por causa desses daqui a uns tempos andaremos todos de “trela”.

  3. Antonio says:

    Não pode ser! Mas não era só uma teoria da conspiração? 🙂

  4. Profeta says:

    Deem-lhes tempo.

  5. Mr. Y says:

    Já são tantas as teorias que nem sei. Qual é esta que foi novamente validada?

  6. Joaquim Sobreiro says:

    Engenharia Social numa das suas vertentes. Tal como o previsto e a/de nunciado.

  7. Leo says:

    Mais uma app para recolha e venda de Dados…
    Como é que alguém sem interesses pode compactuar com isto?

  8. João Seabra says:

    1984 o Big Brother cuida de ti ! mas quem cuida do big brother ?

  9. Joaquim Sobreiro says:

    Com os medos incutidos permanentemente pelos meios de comunicação subsidiados pelos promotores da verdade única, exclusiva e indiscutível, estamos vendendo a liberdade por uma segurança prometida. Sem entender que sem liberdade não há segurança, apenas haverá ditadura. Aplicada pelos governos a soldo das grandes corporações.

    • Mr. Y says:

      Lá vens tu com a história dos medos! Mas quem é que está a provocar medo? Dizer os factos é provocar medo? Sugerir medidas de prevenção é incutir medo?

      Então para ti nem se devia falar do assunto? O teu raciocínio lógico não faz sentido nenhum. Associar prevenção e divulgação a incutir medo é um salto muito grande…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.