Quantcast
PplWare Mobile

Comprimido contra a COVID-19 da Pfizer aprovado pela EMA

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Zé Cabra says:

    Querem ter “corpo” imunizado ? Começem a ter uma alimentação mais saudável .

    Procurem por : alimentos que fortalecem sistem Imunitário .

    O Alho deve fazer parte da lista , é um dos considerados alimento medicamento.

    de resto pelo que começo a ver à minha volta , quem levou vacina , uma por outra ficou com mazelas … tenho o meu pai como exemplo. Segunda dose e um mês depois teve de deixar de trabalhar… permanentemente.

    • Zed says:

      E andamos nós a gastar milhões nos hospitais, e restante SNS, e na formação de profissionais de saúde e indústria farmacêutica. Mais valia gastar uns milhares em hortas e talvez uns nutricionistas.
      Só alguém que não sabe como funciona/o que é o sistema imunitário e um virus/bactéria/doença pode afirmar tais disparates. São os mesmos que enfardam calcitrin com fatura para não ficarem com osteoporose.

    • Há cada gajo says:

      E deixou de trabalhar porquê ? Caíu com o teu cheiro a alho?

    • airtup says:

      E ainda afasta os vampiros…

    • David says:

      @Zé
      Cada caso é um caso, o teu pai aconteceu isso é justificamos tudo as vacinas e ao vírus etc… há milhares de vírus no nosso meio que não os conhecemos e claramente pelo estilo de vida saudades muitos deles são ineficazes mas outros infelizmente atacam pessoas mais frágeis mesmo tendo vidas saudáveis!
      Não podemos generalizar tudo daí que uma vacina, leva tempo a que seja preparada… muitos estudos feitos, muitos testes feitos… hoje temos tecnologia para reduzir tempo em relação a preparação da vacina mas mesmo assim requer cuidados pq cada humano é diferente éticos reagimos diferente…
      Com um estilo de vida saudável por exemplo os meus pais resistiram muito melhor as vacinas que eu, sendo que eles estão já com quase 80 anos levaram as três doses e tb a vacina da gripe!
      Por isso @ze tudo é subjectivo… poderíamos dar N medicamentos mas lembra-te eu hoje temos uma esperança de vida superior à que tínhamos na época em que vivíamos somente das plantas…
      Há negócio? Claro… fazemos negócio com tudo pq nos foi incutido… mas não podemos apenas depender apenas de que a boa alimentação resolve… ajuda, quando ajuda… Somente

  2. Sujeito says:

    Não foi aprovado. Isso é desinformação. Recebeu autorização de emergência, que é condicional.

  3. João says:

    Em situações de emergência…..? Com esta endemia tão cedo não poderemos usar. Pelo menos enquanto não tiverem uma autorização regular para uso em situação normal.

  4. Zed says:

    Será que aqueles que recusam a “vacina de emergência criada à pressa só para dar lucro ás farmacêuticas” também vão recusar este “medicamento de emergência criado à pressa só para dar lucro ás farmacêuticas” quando forem parar ao hospital?

    • Há cada gajo says:

      Claro que vão recusar. Onde é que já se viu alinhar com aqueles que só querem dar lucro às farmacêuticas. Eu até acho que deviam acabar com as farmacêuticas e com a farmacologia. Com a nossa capacidade de reprodução, para quê usar fármacos ? Não se percebe !

      • Zed says:

        Vão, vão… 😀
        Nada como um internamento para acabar com o negacionismo. Cohneço alguns “convertidos” assim. É como aquela frase: “Paredes de hospitais já ouviram preces mais honestas do que igrejas”.

      • Memória says:

        Oiçam lá vocês os dois que parece que são especialistas da coisa, pode ser devido à minha enorme capacidade de reprodução , mas nem sequer uma **** duma constipação consigo apanhar, para poder finalmente disfrutar dos tais fármacos milagreiros logo que for parar ao hospital.

        Vocês já alguma vez conguiram *curar* uma constipação?

      • Luís Costa says:

        Sendo que a pfizer tem uma fama imensa em fazer porcaria com os seus medicamentos (não foi nem uma nem duas vezes que foi julgada a pagar biliões) toma todos os que tu quiseres.. até porque tomar comprimidos só porque sim faz imensamente bem

  5. TslaBull says:

    Mais um crime… enfim, tantos medicamentos que já foram mais do que provados que ajudam bastante na fase inicial da doença, mas sempre rejeitados pelas autoridades! Será por sem muito baratos?
    Agora a Pfizer fez um medicamento, ahhh este sim é muito bom vamos dar autorização de emergência também! Este mundo está ao contrário e anda tudo a dormir…
    https://www.bmj.com/content/376/bmj.o102Porque é que as farmacêuticas não divulgam todas as conclusões dos estudos feitos e pagos por eles?

  6. jorgeg says:

    Pfizer?! E a Purdue modernizada.
    cucurucuuuu!

  7. Memória says:

    Esta questão das vacinas e dos fármacos é muito mais complicada do que os simplistas nos querem fazer acreditar.

    Li agora um artigo de 26. dec 2019 de um conceituado jornal dinamarquês, que relata estudos feitos ao longo de muito tempo (40 anos de estudos) que acho que vale a pena ler.
    https://www.sciencenews.dk/en/vaccines-an-unresolved-story-in-many-ways

    . . . Desde há 40 anos, os pesquisadores dinamarqueses do Statens Serum Institut e da Universidade do Sul da Dinamarca mostraram que as vacinas contra tudo, desde a poliomielite e a varíola até a malária e a tuberculose, têm efeitos de saúde benéficos e prejudiciais que não são relacionados com as doenças das quais as vacinas protegem.
    . . .
    De fato, sua pesquisa mostra que algumas vacinas protegem contra doenças completamente diferentes do que as para as quais são projetadas. Infelizmente, outras vacinas estão associadas ao excesso de mortalidade contra doenças não relacionadas.. .

    O artigo relata também o que se passou em Guiné-Bissau com as vacinas do Sarampo.

  8. TslaBull says:

    Pplware, vejam esse link que postei e pensem em fazer im artigo sobre isso sff

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.