Quantcast
PplWare Mobile

Cientistas querem usar uma ‘serpente gigante’ para limpar os oceanos

PUB

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Miguel says:

    Acho muito bem que se faça alguma coisa

  2. Alpha says:

    Que é um problema haver falta de civismo por parte das pessoas relativamente ao lixo é uma verdade, agora este fatalismo de que parece que estamos perante o fim do mundo não só é exagerado como cometemos o erro básico referir frases do género: “não precisamos já de estudos científicos para perceber que o ar que respiramos não tem a melhor qualidade…”.

    • Joao says:

      tu nunca deves ter saido de Portugal…e Portugal nem é bom exemplo nas limpezas, basta olhar para o chão das nossas ruas.
      Vai passar férias a Marrocos e estas a nadar com peixes e sacos de plastico ao mesmo tempo. Tens que te desviar dos sacos. Nas ruas sao 30km de lixo seguidos dum lado e de outro.
      Quem diz marrocos diz todos os paises a volta, quem diz Africa diz America latina, quem diz America latina diz China, ou India ou Paquistao que os 3 tem 2/3 da populacao mundial….e civismo que falas….é relativo…a cultura deles nao é bem igual a nossa. nao digo que sejam porcos…sao culturalmente diferentes….deitam uma coisa para o chao…e esperam que alguma divindade faça desaparecer…aqui tambem tem umas aves raras que pensam o mesmo.
      E isto é problema que nao se resolve em 1 nem em 10 anos….sao mentalidades que demoram geracoes e entretanto bilioes de toneladas de lixo nao biodegradavel adicionado ao nosso querido planeta. Fazer alguma coisa é obrigatorio…nao é um capricho de alguns.

    • Não Interessa says:

      Não é o fim do mundo, mas quando o plástico começa a chegar à comida que põe à mesa e dás aos teus filhos, dá que pensar não?

      https://www.youtube.com/watch?v=ZFgpudNSArI

      • Vítor M. says:

        Sem dúvida. Bom vídeo e é uma questão muito pertinente.

      • Wishmaster says:

        O plástico já te chega à mesa todos os dias. Com a quantidade de fertilizantes e outros produtos químicos que nos rodeiam, seja na alimentação seja nos restantes bens de consumo, ainda acreditas que o pior vem aí? Não.
        O pior já nós temos. Não é por acaso que a avalanche de cancros chegou para ficar.

        • Mr.T says:

          A avalanche de cancros chegou em grande parte devido ao envelhecimento da população e à esperança média de vida ser superior quando comparada com o passado e continuar a aumentar. Se reparares o cancro acontece mais nas populações mais desenvolvidas, nos ditos paises desenvolvidos. Nos paises de “3ºmundo” não existe tanta incidencia de cancros, precisamente porque morrem mais cedo devido a outros problemas.

  3. Alexandre says:

    A malta preocupa-se com os danos que a “serpente” pode vir a causar, mas não pensão nos danos que a Poluição está a causar à vários anos.

  4. Hugo says:

    Desejo a melhor das sortes para este projecto.

  5. Pedro Fernandes says:

    A Questão passa pelo o seguinte, o que fazer ao lixo que é apanhado!!!! No meu ver o grande problema passa simplesmente pelas grandes Marcas, o que antigamente ao comprar durava pelo menos à volta de uns bons largos anos agora dura meia dúzia quando avaria a resposta é mais vale comprar um novo pois com o preço que vai gastar arranjar ou então o seguinte já não temos peças pois já é antigo, na questão dos Plásticos é mais complicado todos sabem que um plástico demora em média imenso tempo a desaparecer, já agora aproveitando para falar em borracha no caso dos Pneus é bom que ninguém se lembre de ir fazer uma visita ao fundo dos Oceanos acredito que deve encontrar algumas surpresas.

  6. Wishmaster says:

    “a interferência com a vida marinha.”
    É mesmo uma ideia peregrina…E estúpida…Como se antes dele ainda não tivessem pensado nisto. Vai ser tipo “arrastão” e para as espécies marinhas ainda é pior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.