Quantcast
PplWare Mobile

Bezos oferece à NASA 2 mil milhões de dólares para missão à Lua

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Joao Ptt says:

    Não se importou, aparentemente, muito com as más condições de trabalho dos trabalhadores da Amazon, mas depois pode andar a esbanjar para ir para o espaço, não prevejo coisas boas para este artista.

    • Estefâneo Empregos says:

      Trabalhou na Amazon?

      • kodiakshadows says:

        Defendes tanto assim, e tu trabalhastes na Amazon? Em qual Armazem? Vai á Uk e pergunta, caso não tenhas ninguém te posso apresentar quem lá trabalhou e trabalha. Não defendas aquilo que desconheces. A última noticia da Amazon, destrói bens alimentares dentro do prazo e não só, em vez de ofertar ás associações de caridade já que os impostos que ela paga são quase nulos.

        • David Guerreiro says:

          A culpa não é deles, é dos governos. Se doar paga imposto, se der quebra não paga.

        • Zé Fonseca A. says:

          Doar também tem custos, destruir sai mais barato.
          Já tive muitos amigos que back in the day faziam férias de verão a trabalhar nos armazens, nunca se queixaram, é o que é um armazem, trabalham por volume, quem não quer pode saltar fora, se lá ficam é por algum motivo, até porque oportunidades de emprego não faltam.

        • ASilva says:

          “Ofertar” o que é isso? Novo arcodo ortográfico?

    • Realmouro says:

      Ele forçou alguem a trabalhar na amazon ?

  2. Miguel says:

    Isto significa que vão poupar o dinheiro ao não pagar impostos?

    “Numa carta enviada à NASA, Bezos refere que a Blue Origin renunciaria aos pagamentos no atual ano fiscal e nos próximos, num valor de até 2000 milhões de dólares.”

  3. Honorato says:

    Se distribui-se esses 2 mil milhões pelos trabalhadores da empresa dele é que fazia bem. O pessoal em 1961 já não foi a lua é preciso ir lá outra vez fazer o quê?? Porque não fazem a viagem a partir da estação espacial era mais rapido

    • João says:

      Tá aí um belo comentário, não haja dúvida…

    • Joao Cordeiro says:

      Vão lá para estudar melhor a Lua. Perceber se podem fazer la uma cidade.
      Pois com a gravidade bem mais baixa e sem atmosfera era o sítio ideal para fabricar e lançar naves espaciais.

      Não, nao era mais rápido lançar nada da estação espacial.
      Primeiro porque não há la nenhuma nave capaz de aterrar na lua, nem astronautas treinados para essa missao.
      Depois porque para por uma nave a atracar com a estação espacial gasta mais combustível e tempo que ir direto à Lua.

  4. David Guerreiro says:

    Mesmo com esse incentivo a NASA teria de gastar mais uns quantos mil milhões, com o projeto dele.

  5. Goncalo says:

    Perdeu a proposta contra a spacex e agr vai pagar à nasa só para a nasa aceitar a proposta dele ahah isto é muito bom

  6. Luisão says:

    Estamos num planeta em que há muita coisa por explorar, descobrir, inventar e proteger. Mas gastam milhares de milhões para ir ao espaço, à lua, a Marte, etc. enquanto o nosso próprio planeta passa por alterações climáticas graves, problemas sociais, guerras, pandemias e outros problemas de saúde que uma parte da população mundial não tem acesso a tratamento ou diagnóstico.
    Se nem o nosso próprio planeta nós cuidamos o que é que vamos fazer para os outros?

    • Zé Fonseca A. says:

      O que não falta é dinheiro para isso tudo que enumeras, apenas exploração e investigação maritima fica aquem do que devia ter, já exploração espacial esteve morta durante décadas e precisamos saber mais e evoluir mais.

  7. MACnista says:

    ÓÓÓÓÓ que pena julgava que era para combater a fome nos países africanos e não só!!!

    • Samuel Rodrigues says:

      O dinheiro é dele então ele gasta como quiser, e outra já que se preocupa com a fome do mundo vá fazer alguma coisa de util então! porque o jeff bezos já duou por exemplo
      A Amazon apoia o abrigo para sem-teto de Mary’s Place, e a família Bezos investiu mais de US $ 40 milhões em pesquisas sobre o cancro, Jeff Bezos, é o filantropo que mais doou em 2020, de acordo com o ranking anual Philanthropy 50 da Chronicle of Philanthropy. Bezos desembolsou US$ 10,1 bilhões para criar o Bezos Earth Fund….

  8. Silvio Pinto says:

    Entretanto 24.000 pessoas morrem de fome por dia

    • Miguel says:

      Assim se vê a ignorância e rebanho das pessoas. Só os EUA ganham por ano 3.7T $ em impostos, que equivale a 10MM por dia. Agora faz o exercício de juntar o valor combinado de todos os países do mundo e voltar a escrever essa frase.

    • MACnista says:

      … nem mais Silvio, nem mais!!! que infelicidade!!!!!!!!!!!!!!!!

      • Zé Fonseca A. says:

        Maior infelicidade seria se ninguém morresse, aí provavelmente em vez de viveres em 100m2 viverias em 32m2 e comias ração de combate e precisarias de mascara para sair à rua (off covid season).

    • Realmouro says:

      E tu preocupas-te muito com isso né? Quanta comida é que compraste hoje para dar ás pessoas que estao a morrer á fome no teu bairro?

  9. Ponhoca says:

    Adoro ver comentários das pessoas a julgar como os outros gastam o dinheiro que ganham…
    Se fosse vosso o dinheiro, garanto-vos que era gasto em erradicar a fome mundial e a salvar o planeta como se tem dito aqui, igual a todos os outros milionários fazem, só bilionários é que são uns marotos e não querem ajudar as pessoas.
    Lamentável mesmo.

  10. Demo says:

    Se ao invés do Bessos estivesse o Musk o comentários seriam certamente diferentes.

    • MACnista says:

      Ou não!!! agora és vidente?????????

    • Goncalo says:

      Mas o musk ganhou a proposta da nasa este como perdu ficou amuado e dá dinheiro à nasa só para aceitarem a proposta dele ahah claro que seriam diferentes este gajo quer ser o musk e não consegue ahah até o novo foguetao dele desistiu e foi copiar os processos da spaceX ahah

    • Miguel says:

      Pois é… os Geeks vêem-no como um Deus…
      Considero-me geek, mas já me fartei por acaso, já estive lá também

  11. Gustavo says:

    Acho muito bem que se gaste dinheiro na exploração espacial, em vez de guerras invistam no conhecimento

  12. Vi says:

    Vai por um armazem na Lua? Já brincou com todos os brinquedos na Terra.

  13. LA says:

    O gajo, que ficar à força, com o titulo de astronauta.

  14. Luis says:

    Entretanto, chego a este fórum e fico com a sensação que entrei em algo de adoração ao marxismo, cheira a comunista por aqui que até doi

    • Vítor M. says:

      😀 não, estás a misturar frustrações com conotações políticas. Mas não te iludas, não é aqui, (e aqui tens “meia dúzia” entre milhões) porque isto é o geral de Portugal.

      Há uma mão-cheia de malta frustrada, algo na sua vida fez com que não se dêm bem com o sucesso dos outros. Isso não é marxismo 😀 estás a dourar muito a pílula. Em Portugal, por falta de empenho, por falta de ambição e de visão, muitos (mas felizmente não são a maioria) deixaram de ter projetos de vida, dedicam-se a empurrar o dia a dia com a barriga e a criticar quem quer mais, quem trabalha para ganhar dinheiro, alguns muito dinheiro, para gastar no que lhes apetece.

      “O quê?, o vizinho comprou um Tesla? Ó vai ter de vender um rim”. “o Filipe comprou um iPhone topo de gama? Ui, mais um endividado na banca”. ” Olha só estes gajos de férias nas Maldivas… devem ter o cartão de crédito um ano para liquidar”.

      Estás a confundir, este tipo de malta são apenas ignorantes, por vezes perdidos do foco familiar.

      Mas calma, depois há uma franja deles que têm um pouco de razão:

      “Ai o Salgado foi de férias para a Sardenha?” E os que ficaram a arder com as falcatruas e estão a passar dificuldade?, Onde anda a justiça por cá?” “Ui, os tipos que devem aos milhões à banca não se lembram onde está o dinheiro e andam por aí à grande?”

      Exemplos que depois conseguem moldar a malta e estes passam a misturam tudo.

      Mas o exemplo vem de cima sabes e isso não é comunismo ou Marxismo, isso em Portugal acabou. Esses partidos e ideologias morreram, só que ainda não lhes disseram.

      Em Portugal sofre-se de memória fraca e de explicações do tipo pomada para as dores nas costas “Óh o presidente do meu clube tal gamou milhões? São todos iguais”. É a típica frase como se tudo ficasse justificado e perdoado.

      Isto é apenas malta atrasada, não tem nada disso “retórico” que disseste. Acredita.

      PS: mas esses frustrados são, aqui, felizmente, uma coisa residual. A grande parte dos visitantes tem curiosidade, têm opinião, são interessados, educados, pessoas que no seu dia a dia dão duro e querem mais, são ambiciosos.

      • klimane says:

        Ok, compreendo o ponto de vista.
        A mim o que me aflige não é os outros terem o que lhes custou e muito mas a falta de justiça que é muito grave.
        Quem comete ilegalidades deve ser punido. Há muitos que não o são.
        Hoje paguei isto, amanhã vou pagar aquilo e cumpro as minhas obrigações. Aqueles que usam de todas as táticas e subterfúgios para fugir às responsabilidades. Quem nos protege? Eu não sou comunista nem concordo com a ideologia mas alguém tem de servir de fiel na balança.
        Relativamente às frustrações, quantas pessoas conheces que trabalham todos os dias esforçadamente, que se levantam de manhã cedo ainda estás tu a dormir e se deitam depois de te deitares e nunca chegam a ter nada? Eu conheço bastantes. Não merecem ter alguma coisa? Não merecem respeito por respeitarem a lei e os outros? Por cumprirem com as suas obrigações morais e legais. Não são gente digna de se frustrar por trabalharem tanto e receberem tão pouco.
        Quer dizer um iPhone custa mais que o ordenado mínimo.
        Um carro são 8 anos a trabalhar e a juntar sem gastar.
        Um apartamento pagas quando morres.
        Não ficarias frustrado se trabalhasses até morrer e ainda não chegasse?
        O problema é que as pessoas veem aquilo que os outros tem e acham que é felicidade, porque lhes vendem isso todos os dias.

        • Zé Fonseca A. says:

          -Não ficarias frustrado se trabalhasses até morrer e ainda não chegasse?

          Só tenho uma coisa a dizer, trabalhasses mais. As oportunidades são para todos.
          Posso comprar um iPhone por mês sem tirar comida da mesa, comprei o meu primeiro carro a pronto aos 23 apenas com trabalho, acabei de pagar a minha primeira casa aos 35 anos de idade, hoje em dia tenho 4 100% pagas (apenas uma foi herdada).
          Tive de trabalhar para pagar os meus estudos, não nasci em berço de ouro nem tão pouco tive pais ricos ou ganhei a lotaria, imigrei e trabalhei, chegava às 17h e continuava a trabalhar, nunca dizia que não a mais trabalho. Não dá para todos mas certamente dá para quem quer e não fica na cadeira a inventar desculpas e a dizer que é tudo uma injustiça.

          • klimane says:

            A vida é feita de oportunidades e escolhas e a sorte não é igual para todos. Lutaste, correram bem as coisas e as dificuldades foram transpostas, parabéns mereces mas não podemos julgar todos os que não conseguem pela mesma bitola. A vida nem sempre é fácil. A cor da pele, a inteligência, a saúde, a família, os amigos, os conhecimentos, a forma como foste criado/educado, a zona onde vives, o país onde nasceste, a língua que falas, etc… parecem desculpas? Mas não as sentistes na pele. Quantos ficaram pelo caminho? Muitos não conseguiriam um décimo do que conseguiste se tivessem a mesma oportunidade. São menos válidos do que tu? És superior? Os teus valores são melhores? Os teus iPhones valem mais do que uma cerveja ao fim da tarde com os amigos ou um passeio com a mulher que te acompanha há muitos anos e com quem partilhas a vida.
            Relativo.

          • Zé Fonseca A. says:

            Cresci num meio rural, com educação cristã. O meio, país, cor de pele, são apenas desculpas, as oportunidades criam-se, talvez a inteligência ou melhor a esperteza tenha algum impacto, mas mais que isso o que tem impacto é a personalidade da pessoa, se é alguém que se acomoda ou quer fazer alguma coisa da vida, vindo de uma familia de agricultores e tendo crescido à volta de pessoas que não tinham muito e viviam de tostões contados que nem para passar férias ou fazer face a uma emergencia dava, decidi que não queria viver a minha vida dessa forma e fiz-me à vida.
            Não acredito que tive nenhuma oportunidade que não tenha sido criada por mim com muito esforço.
            Não é certamente por ter iPhone ou A B C que deixo de viver a minha vida e estar com os meus amigos a beber uma cerveja no final de tarde ou passear com a minha mulher de há mais de 20 anos, possivelmente não o faço tantas vezes como gostaria, mas faço e aproveito cada momento.
            Condeno a ideia de quem vive de forma desafogada que é menos humano ou experencia as coisas de forma diferente, no meu caso só significa que trabalhei para isso e que por isso posso fazer o que bem entendo com o meu dinheiro, nem que fosse uma fogueira.

          • klimane says:

            A mim o que me faz confusão é o dinheiro ser tanto que dá para queimar num foguetão até ao espaço. Quanto dinheiro é suficiente para uma pessoa só? Quanta riqueza pode um ser humano acumular até dizer. Chega!
            Somos 7 biliões. Todos vivemos cá.
            Não há limites?
            Queimar 10 biliões de dólares para percorrer 100km é razoável mesmo que tivesse dinheiro infinito?
            Posso açambarcar até que a fonte seque?

          • Zé Fonseca A. says:

            Somos 7 biliões mas não deviamos ser, é precisamente por sermos muitos que existem grandes fortunas, quantos mais formos e mais consumidores/capitalistas formos maiores serão as fortunas de quem já é afortunado, isso verificou-se com a amazon e o covid, assim como todas as empresas de tech.
            Enquanto não existir limites às populações as diferenças vão cada vez tornar-se mais acentuadas.
            A mim não me choca nada, cada país tem a missão de aumentar o PIB, mudar a balança das exportações, fomentar riqueza, 95% dos países vive assim e quem ganha pode e deve fazer o que bem entender com o dinheiro.
            Os pobres e oprimidos têm muitos apoios, hoje em dia só passa fome quem não quer pedir ajuda.

        • Vítor M. says:

          Há aqui considerações importantes a fazer. Primeiro, nunca, em caso algum, as pessoas devem ser julgadas pelo o que compram custe o valor que custar. Mesmo que o bem que compram seja um, dois ou 10 salários de outras pessoas. A liberdade de cada um permite que decidam o que fazer com o seu dinheiro, que o ganham de forma honesta. Atenta aqui ao que dizes:

          Relativamente às frustrações, quantas pessoas conheces que trabalham todos os dias esforçadamente, que se levantam de manhã cedo ainda estás tu a dormir e se deitam depois de te deitares e nunca chegam a ter nada? Eu conheço bastantes. Não merecem ter alguma coisa? Não merecem respeito por respeitarem a lei e os outros? Por cumprirem com as suas obrigações morais e legais. Não são gente digna de se frustrar por trabalharem tanto e receberem tão pouco.

          Se não merecem? Claro que sim, merecem o que todos os outros que se levantam mais tarde ou que até levam a vida a dormir, de forma honesta merecem quando cumprem o seu dever de cidadania, isto é, um país digno, justo e que promova a liberdade de cada um. Não podemos nunca tabelar as coisas por baixo, cada um sabe de si. Eu quero tanta coisa que não posso ter e nem por isso “ataco” quem quer que seja porque conseguiu e eu não. Meu amigo, é a vida. Agora, sinto-me injustiçado quando esse “conseguir” é à minha custa, à tua custa e à custa de milhões de portugueses cumpridores, isso sim, a mim isso custa-me.

          Sabes que se não fosse esta roubalheira que nos impuseram depois de nos dizerem que conseguimos a liberdade de abril de 74, este país poderia ser um paraíso. Pensa bem, tem os tudo para sermos um país com uma excelente qualidade de vida. Muito sol, praias fantásticas, um clima fabuloso, temos montanhas lindíssimas, ilhas de sonho, temos apenas uma fronteira terrestre com Espanha, dominamos a arte de cultivar, de produzir da terra, sabem os fazer navios, temos dos melhores engenheiros do mundo, somos um povo que bem acolhe…. mas temos muito larápios nos lugares onde passam as notas. Esse é o problema. Depois, temos também muita gente que não quer evoluiu.

          O resto são resultados destas governações danosas.

          • klimane says:

            E então os que são eleitos para governar em alternância são uma corja que só sabe roubar e eu vou desperdiçar os partidos de esquerda porque a filosofia é antiga e anacrônica? Bem haja ao PCP e o Bloco de Esquerda e os outros que estão lá para berrar. Se não os tivéssemos este país era uma república das bananas tal é a mediocridade dos políticos que temos.

          • Vítor M. says:

            Esquerda? Isso não é esquerda. Isso é um engano cerebral. Deixa lá isso.

          • klimane says:

            Então diz lá a quem confiavas o fiel da balança?

        • Realmouro says:

          ”quantas pessoas conheces que trabalham todos os dias esforçadamente, que se levantam de manhã cedo ainda estás tu a dormir e se deitam depois de te deitares e nunca chegam a ter nada?”

          Isso soa como uma escolha. Se trabalham tanto quanto dizes e não têm nada, das duas uma, ou escolhem trabalhos de porcaria , ou são escravos.

          • klimane says:

            Assim de cabeça consigo enumerar muitas profissões ESSENCIAIS à vida moderna mas que não precisam de grandes qualificações e garanto-te que se trabalhares 50 anos na mesma profissão e começares com nada, com nada morres.

          • klimane says:

            E poder escolher às vezes é um luxo!

      • Luís says:

        Volto a afirmar o que disse no primeiro comentário, existe e está bem presente o sentimento comunista em Portugal.. exatamente como tu descreveste, “aquele gajo tem uma coisa nova? Deve ter chulado o raio dos pobres, tem de dividir connosco que não fazemos nada mas pensamos que estamos no pleno direito de retirar o que é privado aos privados”

        • Vítor M. says:

          Achas que isso é comunismo? Não é estupidez apenas? Um atraso?

          • Luís says:

            Tanto dá para um como para o outro.. o sentimento comunista de que a riqueza “deve ser para todos” e os que tem um pouco mais é porque são isto e aquilo, que é exatamente o que se relatou aqui, bem… será que ser comunista é ter um atraso? (estou só a ser mauzinho :D)

          • Vítor M. says:

            O comunismo morreu há muito. Apenas se mantém em Portugal esse grupo de povo por questões imobiliárias, por questões de participação em lugares na assembleia da república que paga bons salários e na comissão europeia que paga melhor. Essa malta não tem espírito comunista, porque atualmente, o comunismo só pode ser visto como uma perturbação intelectual. No passado, bem lá atrás, OK, a sociedade era diferente, havia escravos (até intelectuais) no verdadeiro significado da palavra, havia exploração infantil, havia exploração das mulheres. A sociedade, mesmo com muitos problemas, está muito diferente dos ideias comunistas. Até a China já se adaptou, apesar de ainda manter a aura comunista da opressão e do regime pseudo-totalitário.

            “será que ser comunista é ter um atraso?” Não, o atraso não é o ser comunista, o atraso é as pessoas comportarem-se como se hoje houvesse comunismo. Esse é o atraso. “Vamos tirar ao rico para dar ao pobre, vamos carregar as empresas de impostos para pagarem mais ao estado para o estado dar mais subsídios, vamos exigir o aumento dos impostos, os patrões não podem ficar ricos, têm de ser escravos dos funcionários, do estado e do regime.” Isso é o atraso que se verifica nos que ainda hoje se julgam comunistas.

            “O comunismo é uma ideologia política, social e económica contrária ao capitalismo, na qual se estabelece uma sociedade igualitária.” Uma sociedade igualitária para estes novos autointitulados comunistas é quem trabalha muito ganhar o mesmo como o que trabalha pouco ou que simplesmente não trabalha. Isso não um atraso graves?

    • JM says:

      “Cheira a comunista”? Por acaso és da pide? Não sabes que estás num país onde todos podem exprimir as suas posições políticas? Até um direitinha chorão como tu?

      • Realmouro says:

        ”Cheira a comunista”? Por acaso és da pide?”
        Como se os comunistas fossem fãs de liberdade hahahaha

      • Luís says:

        A PIDE há muito tempo que já não existe.. já o cheiro a comunista que também é o outro lado da moeda de coisas idênticas a PIDE existe e está bem presente em Portugal.. descansa que Portugal não deve nada de nada aos comunistas nem muito menos a liberdade

  15. Tiago says:

    Eu adoro o comentário dos portugueses invejosos. Já agora, o dinheiro é dele, faz o que quiser. Pagando muito ou pouco, dá trabalho e paga o estipulado por lei. Já estou farto de ver pseudo patrões com o dinheiro dos outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.