PplWare Mobile

O Sol numa Caixa: Inovadora bateria solar do MIT capaz de abastecer uma cidade pequena


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Rodrigo says:

    Teorias são muito bonitas. Talvez em 2050 concretizem esse projeto. Até lá já muitas alternativas foram desenvolvidas e muito provavelmente, como tantas outras teorias, nunca mais ouviremos falar deste projetos. O mundo hoje não tem tempo ou pachorra para teorias. Ou existem ou não existem.

    • Vítor M. says:

      Claro que era mais interessante ter já, concordo, mas tudo começa pelos projetos, pelo desenvolver das tecnologias disponíveis e resolver problemas estruturais até chegar a um produto final que o mercado “compre” para tornar vendável. Mas sem isto, nunca haverá evolução, este é a prova de conceito, é o estudo tornado real, sem ainda passar para o grande consumo, claro.

    • Toni da Adega says:

      Sim, vamos acabar com a investigação e com os cientistas. É tudo uma praga cheios de teorias.
      Até hoje não existe uma única coisa que tenha vindo dessa malta.

  2. joaquim says:

    “Uma única planta poderia permitir que uma cidade de 100 mil residências fosse totalmente alimentada por energia renovável.”
    Mas que raio é uma planta?

  3. AlexX says:

    Se voltassem a extrair energia da atmosfera não haveria necessidade em acumulá-la pois está sempre disponível 24h/dia. Tesla recuperou esse projecto do passado com a torre de Wardenclyffe e uma empresa norte-americana voltou a recuperar a mesma ideia desde há uns 3 anos. Quando será essa energia ilimitada disponibilizada ao público? Jamais. A não ser que encontrem forma de cobrar por ela.

    • rui says:

      watt??
      o vlad também aparece como vampiro em muitas ficções e também há documentários de ficções.

    • Pedro Fonseca says:

      Alex estás equivocado. A Torre de Wardenclyffe não se destinavca a retirar energia da atmosfera mas sim a emitir radiação electromagnética. E também não existe eneegia ilimitada e gratuita. Para a Torre de Wardenclyffe funcionar como distribuidora de energia terias que lhe fornecer energia, ou seja não é gratuita.
      Mas sabes, Alex, distribuir energia por kilimetros sem fios já existe nos nossos dias e está nos bolsos de cada um de nós. Sempre que atendes umas chamada telefonica ou usas as internet no teu smartphone está a receber essa informação através de ondas rádio que não são mais do que energia a ser transmitida pelo espaço que nos rodeia sem precisar de fios. Mas… o fluxo de electricidade induzido por uma onda de rádio na antena que o recebe é tão minusculo que é impraticável para a transmissão de energia para usos domésticos. Aumentar a potência do emissor de forma a que a radiação transmitida tivesse potência suficiente no receptor levanta questões de eficiencia, de segurança e de saude publica. Primeiro, ao emitires radiação em todas as direcções estarias a desperdicar imensa energia já que não terias receptores em todas os pontos possiveis. Segundo, radiação electromagnética transmitida sem fios vai gerar fluxos eléctricos em qualquer material com características receptoras. Não queres, com certeza, apanhar um “esticão” porque a bracelete do teu relógio ou o ouro do colar da esposa recebem electricidade!
      Sei que pode haver também questões com a ionização da atmosfera pela radiação mas não estou tão dentro desse assunto para comentar.

      • Sujeito says:

        Pedro, a tecnologia do Tesla destinava-se a retirar energia da atmosfera e posteriormente transmiti-la sem fios. A dita torre foi um protótipo, pressupondo-se que faltariam vários passos para finalizar.

        • Pedro Fonseca says:

          Não, não se destinava a recolher energia nenhuma. Isso são teorias recentes que querem descobrir em Tesla coisas que este nunca fez!
          https://pt.wikipedia.org/wiki/Wardenclyffe_Tower
          E já agora, pode explicar aqui à gente que energia se tira da atmosfera. Térmica? Rádio-eléctrica?
          Porque começa a entrar naquele campo do conceito abstracto de energia que não sabem explicar!

          • Sujeito says:

            Eu? A conversa rapidamente iria descambar para a minha insuficiente explicação ao invés do verdadeiro tópico. Pergunta-lhe a ele, seria a pessoa mais indicada.

            Não são “teorias” recentes. O trabalho dele foi buscar muito às personagens do oculto e seus devidos conhecimentos, inclusive de épocas ancestrais.

            Esquece a wiki. Tens documentos, tens análises ao trabalho dele, tens diários, tens paralelismos, comparações ,testes e, pasmemo-nos, deduções.

            Se parece um pato , soa a pato e sabe a pato…talve seja mesmo um pato.

      • AlexX says:

        Correcto Pedro, mas foi Tesla quem afirmou que com aquele projecto podia abastecer o mundo de energia. Ok, talvez não fosse apenas com uma central e na época o consumo energético era mínimo, pouco mais havia nas habitações mais gulosas que luzes, um frigorífico e um rádio. Mas à semelhança de Wardenclyffe, existem cúpulas e torres espalhadas por todo o mundo que pela sua simetria e materiais indiciam que fossem algo mais que somente arquitectura. Ou as lareiras dos grandes salões com duas peças metálicas no interior artisticamente trabalhadas a lembrar bem mais um ânodo e um cátodo que meros adornos. Mesmo quando desenterraram a famosa bateria de Bagdad, não creio que fosse um protótipo ou a excepção, já usamos electricidade há talvez milhares de anos. Resta saber como a obtiam e com que finalidade a usavam. Quando vêm à luz projectos como o do artigo, questiono até que ponto é realista ou qual o custo em construir um tanque gigantesco em grafite e enchê-lo com silício, mesmo que a grafite não sofra corrosão. Haverão formas mais simples, eficientes, baratas e limpas para obter energia que estão e vão continuar em segredo.

  4. Lucas says:

    Logo, logo, não precisaremos mais do Sol.

  5. André Moreno says:

    Huawei P20

  6. Gustavo Rodrigues says:

    O Sol numa Caixa: Inovadora bateria solar do MIT capaz de abastecer uma cidade pequena

    Huawei P20

  7. Brunoor7 says:

    Sensacional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.