PplWare Mobile

Microsoft reage à “falsa app” do Chrome na loja do Windows


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.
Por Tomás Santiago para Pplware.com

Destaques PPLWARE

36 Respostas

  1. eu says:

    Querem o browser deles na loja da MS mas não se deram ao trabalho de fazer uma dedicada conforme as regras, nem sequer uma versão convertida, utilizando a ferramenta de conversão.
    Isto vindo de uma das 10 maiores empresas de software do mundo, é de muito baixo nível.

    Por outro lado, todos estão a bater na Google mas foi a Microsoft que tapou os olhos e deixou que isto acontece-se.
    Se fosse um programador independente era logo barrado mas com veio da Google, tudo bem.
    Deu barraca e sacudiram o capote.

  2. Mário says:

    Esta Google é muito parva realmente! Mais valia estarem quietos!

  3. Adolfo Dias says:

    Uns brincalhões.
    Era agora a Microsoft desenvolver uma App para Android, para instalar o Windows 🙂

  4. ah e tal... says:

    esta treta das apps é uma palhaçada!

    • AqueleGajo says:

      Sendo eles donos da store acabam por poder monopolizar o que outros podem lá meter ou não. No futuro só as maiores empresas terão mercado enquanto que as pequenas tentam entrar por via destas stores.
      Acho bem terem uma store com aplicações que são testadas e tem de passar por uns standarts mas existe sempre a possibilidade de os conteudos serem filtrados pelos donos dessas stores.

  5. Pedro says:

    “O Chrome, por outro lado, não pode correr em computadores com Windows 10 S, e a Microsoft nunca o permitirá porque pretende que os utilizadores utilizem as aplicações nativas do Windows 10, como por exemplo, o Edge.”

    “Nunca o permitirá”?! WTF?!

    A única coisa que a MS exige é a utilização de um dado motor de renderização, tal como a Apple faz na App Store (exigência essa que a Google respeitou ao lançar para iOS o Chrome a correr o motor do Safari).

    Isto é apenas mais um episódio triste protagonizado pela Google relativamente à MS (basta pegar no caso do Youtube e ver o que foi feito com o Windows Phone e é feito hoje com a Xbox).

    Triste ver estas atitudes a ser praticadas por pessoas crescidas.

  6. Pedro says:

    Era fazer uma app para o Firefox (correcta), para mostrar a google come se faz.

  7. CS says:

    Pode ser uma brincadeira de mau gosto mas também pode ser uma espécie de protesto contra a Microsoft por não permitir o Chrome na Store.

    • JJ says:

      A Microsoft permite… mas tem de seguir as regras da Store.
      Assim como a Google segue as regras da AppStore e a propria Microsoft segue as regras da AppStore e da Google Play.

    • Toder says:

      e porque iria de o permitir? se a google quer trazer o seu browser para a store então tem que o fazer com o motor da ms tal como a apple exige e tal como a ms fez o seu edge browser para android baseado no chromium, não que a google exigiu mas so dei o exemplo

  8. Eric Mac Fadden says:

    É praticamente uma afronta à M$, da mesma maneira que fizeram com o app do YouTube para o WP….

  9. Joao says:

    E alguem usa apps no windows? Usem ipad se querem apps de jeito e windows ou mac para programas x86. Windows sempre foi uma tristeza em apps como comprova o falhado windowsphone e os seus users inexistentes

    • Victor F. says:

      Eu ainda existo e olha, para fazer chamadas é espetacular! Ainda se faz disso nos telemóveis de 900€?

    • Hugo Gomes says:

      Eu tenho um lumia 630 e ate é porreiro so sinto falta é de algumas apps mas para o que faço no dia a dia tenho tudo. So tenho aqui instalado o whatsapp e o ppleare mais nada o resto ja vem com o sistema

    • JJ says:

      Sim usa-se…
      Do calendário, do correio, da metrologia. Por vezes as das noticias. E ainda o OneNote. Também o Word/Excel Mobile no tablet Windows.
      E talvez mais uma ou duas…

  10. TekMan says:

    Com isto a Google reconhece que é importante estar na loja Windows (tal como a Microsoft percebeu há muito a importância de estar na Google Play).
    São mais de 600 milhões de máquinas Windows 10 (mais as Windows 8 e 8.1), portanto é natural que a Google venha a lançar apps a sério na loja e quem ganha com isso são os utilizadores.

    • Sujeito says:

      A google está bem melhor do que a Microsoft nesse aspeto. Não precisam da Store e é isso que lhes estão a dizer. Já a Microsoft não consegue arrancar com a Store como gostaria.

      • Toder says:

        no dia de hoje sim tens razão, mas para o futuro nope! não sei se reparaste mas o windows 10s não aceita aplicações fora da store, portanto serão utilizadores sem poder utilizar o chrome, agora imagina todas as maquinas bloquearem o chrome, coisa que não vai acontecer claro mas imagina, o chrome é o mais utilizado browser no windows, portanto a google não pode ignorar, tal como a ms ignorou o android e agora viu-se

        • Sujeito says:

          Eu penso que a Microsoft está em maior alhada que o Google nesse aspeto.

          A ideia deles em só permitir Apps da Store (no windows 10 S) vai sair-lhes pela culatra e não ter grande adesão. A maioria dos compradores não sabem desse pormenor e sentem-se enganados/limitados num dispositivo que é bem caro para a atualidade.

          A ver vamos, é deixar passar uns anitos e vemos o resultado da coisa.

          • Toder says:

            Eu tambem nunca iria optar pelo windows s quando posso ter o pro, mas agora o windows s pode sair-se bem nas empresas onde muitas empresas so querem que seus trabalhadores utilize determinadas ferramentas e nao lhr permitir instalar outras coisas, isto poderia ser bom ou não veremos. num laptop não faz muito sentido tambem, mas olha para o chrome pc da google da-se bem nas escolhas, outra area onde o s pode sair-se bem pois limitam o que os alunos podem instalar. outro ponto mais forte de todos seria um surface phone com esse windows s e nao windows mobile, ai a coisa poderia mudar muito, mas sim veremos nos proximos anos

        • stealth says:

          e achas que o windows com mais alergia a seguir ao vista e millennium sai por cima?! boa sorte

  11. Luis Santos says:

    Gostava de saber qual era a reação da google se a MS fizesse o mesmo com as apps que disponibiliza na play store .
    Infelizmente fui “obrigado”a migrar para android ,devido a uma queda do meu 950xl .Quem diz que o android é simples e o Wm10 é complicado ,devia de ser fuzilado .
    Nunca vi um sistema tão confuso como o android (oreo ) .A user interface do WM10 bate a anos luz o user interface android

  12. sakura says:

    leva a que é impossível instalar o Firefox 64 na ultima fast build (17063)pro…….
    pelo menos na minha maquina.

  13. zé tuga says:

    uma brincadeira engraçada, mas da minha perspectiva, isto é tudo uma factochada entre os grandes, e a meu ver o windows 10s vai ser outro fracasso por depender unicamente da store, já tentaram anteriormente e ninguém quis uma versão limitada, e acabaram com a dita, e esta vai acontecer o mesmo…

  14. Roberto says:

    Parece me que a Google pela as últimas atitudes, deve ter sido comprada pelos russos. lol

  15. Pedro Silva says:

    Windows 10 e afins, para quem precisa de um pc para trabalhar é simplesmente o pior de sempre, nem millenium e muito menos o “subavaliado” Vista são tão maus… Cada actualização no W10 é ter que perder horas para recuperar chaves pagas dos programas profissionais para poder trabalhar de novo. Conclusão, comprei pc com Windows 7 e tudo funciona sem espinhas, o novo portátil vou prepara-lo para o vender

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.