Quantcast
PplWare Mobile

Tap to Pay: Em breve, o iPhone poderá receber pagamentos de forma direta

                                    
                                

Fonte: Apple

Autor: Pedro Simões


  1. KodiakShadows says:

    Se é o que eu penso, nada de novo, o WeChat na China já o faz á muito.

    • Tadeu says:

      pelo o que dizes isto não é o que pensas

      • Galo says:

        Google Tez Payment? que surgiu há uns 5 anos atrás?

        • Tadeu says:

          “pelo o que dizes isto não é o que pensas” parece encaixar perfeitamente mais uma vez!
          Estamos a falar duma funcionalidade a nível de hardware/APIs, não dum serviço. É sobre o iPhone passar a poder ler cartões de crédito ou outros smartphones para pagamentos por NFC. É algo pensado em primeiro lugar para tornar um iPhone num possível terminal de pagamentos no comércio, como lojas, sem necessidade de hardware extra acoplado – há empresas que já usavam iPhones como terminais mas precisavam de hardware extra. Por outras palavras, não é algo para as pessoas comuns usarem nos seus iPhones, pelo menos por enquanto!

          • Galo says:

            pois..entao não percebi (embora nao tenho dedicado mais de 2 min a ler sobre este “novo” serviço). É que tinha percebido que era assente em NFC! O envio de €/pagamento, a leitura de cartão de credito wireless etc, via NFC, já existe no mundo android ha muito!

          • Tadeu says:

            Galo, não disse que a Apple era a primeira a possibilitar o uso de smartphones como terminais de pagamentos, apenas frisei que não era o tipo de coisa que as pessoas estavam a dizer.
            Devo no entanto dizer que no mundo Android serviços que usam smartphones como terminais de pagamento NFC sem hardware adicional é algo relativamente recente (2020) já que é algo que requer certificação, e cada serviço tem que desenvolver nas suas próprias apps soluções de pagamento seguro.
            Neste caso o que a Apple está a fazer é disponibilizar a esses serviços de pagamento, APIs no iPhone já pensadas para pagamentos seguros.

          • Galo says:

            Tadeu a tua resposta não sendo objetiva, pode ter todas as interpretações, nomeadamente a de que era algo novo. Talvez pudesses ter explicado melhor ao colega o teu ponto de vista…

            O hardaware já existia…e 2 anos em tecnologia pode ser considerado muito tempo, dependendo do ponto de vista 🙂
            Mas isto é um aparte. Quando mais soluções houver para o utilizador melhor.

  2. Luis says:

    então e o recibo da transação “em papel” como prova de pagamento realizado com sucesso?

    • TiagoC says:

      Para quê em papel?
      Bem vindo ao mundo digital

      • LarilasOS says:

        Eu já estou farto desses papeis de faturas…cada vez que vou comprar algo, faço scan da fatura e coloco num programa chamado “Recipt”, assim, sempre que precisar da fatura, lá está ela…fácil de ser pesquisável porque o programa tem OCR…é que tipo…esses “papeis” comprovativos com o tempo vão perdendo a tinta…e é tudo muito bonito o papel mas um dia quando mais preciso da fatura da máquina de lavar a roupa que foi comprada na JOM e não na Worten e ainda está na garantia…oh ta bem abelha! é o encontras!
        Ah, e isso do digital também é tudo muito bonito mas, se fores carregar o passe social (o Viva Viagem) convém teres sempre o “papel” comprovativo contigo…(até no próprio papel está lá a dizer: Este comprovativo tem de acompanhar o título de viagem) para o caso de o fiscal não conseguir “ler” o passe, ele vê esse “comprovativo”

        • Pedro says:

          Isso faz backups em algum lado para o caso de perderes o telefone ou avariar?

        • LarilasOS says:

          “Isso faz backups em algum lado para o caso de perderes o telefone ou avariar?” Não, Pedro…isso é uma app para MacOS (não iOS)…e guarda tudo num formato proprietário lá na pasta dos documentos…podes sempre fazer backup desse ficheiro pra onde quiseres (pen drive, disco USB, cloud, etc) mas sei que há serviços pagos que permitem fazer a gestão desses “papéis” sem precisar de instalar nada…é tudo via browser

        • Pedro says:

          @LarilasOS obrigado pelo esclarecimento.

    • Luis says:

      Ui… tão avançados que eles são….
      Não falava da factura. Esta vai automaticamente para uma app ou histórico. Falo do papelinho para não estar sempre a consultar o telemóvel. Quem já esteve por exemplo no temple bar em Dublin sabe do que falo.

  3. LarilasOS says:

    Desculpem lá o offtopic mas já agora, oh pessoal das maçãs…digam-me uma coisa já que percebem mais do assunto que eu…eu gosto muito da “Navegação por gestos” no Android…e sei que no iOS sempre existiu…MAS…no Android (pelo menos no Xiaomi que eu tenho), eu para “andar para trás” posso simplesmente puxar do canto esquerdo para a direita OU do canto da direita para a esquerda..
    Infelizmente, no IOS isso simplesmente não dá…não sei que raio de deficiência é essa mas tipo…não dá…o que torna difícil o uso do iPhone com a mão direita por exemplo…e eu pergunto…há alguma app que permita “colocar” essa “feature” ? Grácias!

    • LarilasOS says:

      Vai lá navegar nas “Settings” (aquela aplicação da roda dentada” a ver se consegues “andar pra trás puxando da direita pra esqueda ao invés de da esquerda pra direita…secalhar pra quem tem iPhone normal, consegue na boa…mas para quem está a pensar em adquirir um iphone pro max a coisa muda de figura porque a minha mão direita não é grande o suficiente para chegar com o dedo até à area esquerda do iPhone..
      estou a ler aqui no redit: https://www.reddit.com/r/iphone/comments/je5ux8/unpopular_opinion_the_go_back_gesture_is_more/

      A malta está toda a queixar-se disso…que no Android isso é mais “ergonómico” do que no iOS…mas ao que parece, tem a ver com a aplicação onde estás

      • Tadeu says:

        seria complicado/confuso andar a trocar esse gesto quando o gesto que tu queres fazer já é usado para outra coisa nalgumas circunstâncias. Ficaria contra-intuitivo

        • LarilasOS says:

          É assim, podes ter sempre a opção para “Ativar” ou “Desativar” indo até ao “Acessibilidade”…da mesma forma que também lá tens a opção para o iPhone ou a Siri te “ditar” o que está escrito no ecrã…ótimo para os invisuais por exemplo!

        • Tadeu says:

          LarilasOS, pensa um pouco no que disse, o gesto que queres usar já é usado para outra coisa! Não é uma questão de activar ou desactivar, é uma questão de lógica do interface já implementado obrigar a ter que ser reformulado.

  4. LarilasOS says:

    Tadeu, então para que serve o swipe from right edge to left edge no iPhone…visto que eu não tenho um para comprovar…apenas fui na loja e reparei que o raio do iPhone 13 pro max não faz isto simplesmente que eu acabei de gravar no meu Redmi note 9s… https://drive.google.com/file/d/1wLAraaTrUOGI9VsfqWoqiMQ6Uzonuem_/view?usp=drivesdk

    Com iOS apenas tenho o iPad Air 4 que acredito não fazer sentido ter essa “possibilidade”…mas no iPhone 13 pro max faria todo o sentido…basta pesquisares aí nos YouTubes da vida a quantidade de pessoas que se queixam da “usabilidade” do iPhone pro max…e que preferem o pro…o problema é que o pro max tem uma bateria maior…e quem precisa de bateria maior…tem de se adaptar ao pro max e ter uma mão gigante! Se ao menos tivesse o “go back” no sítio onde mostro nesse vídeo, já quebrava galho ..isto porque se seguras o telefone SÓ com a mão direita, dificilmente consegues “alcançar” o “go back”…então pra um maneta (não é o meu caso…era apenas hipoteticamente falando) pior ainda!

    • Tadeu says:

      o outro swipe faz o movimento oposto em vários programas, ir para a frente.
      A isto se soma o facto do interface estar pensado para funcionar dessa maneira – as dicas visuais do interface acompanham o movimento do dedo, comporta-se como o deslizar de página… Ou seja, seria preciso reformular o interface para ser minimamente intuitivo fazer esse tipo de mudança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.