Quantcast
PplWare Mobile

Square Stand – Reinventaram a Registadora

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Sharp says:

    Empregados e clientes a mexer no ecrã, deve ficar bonito aquilo.. pessoalmente, como cliente, não ia gostar muito de colocar lá o dedo.

  2. André says:

    Como é que podem lançar isto sem suporte para pagamentos com NFC. Aqui ainda não foi, a nível pratico, implementado, mas nos EUA em todas as lojas de renome já existe essa opção de pagamento. Um grande erro deste produto.

    • Vítor M. says:

      NFC? Existem muitas outras tecnologias para lá do NFC. E se reparares, para já, e repito, para já, o NFC tem sido marginalizado, pouco ou nada tem sido projectado para essa tecnologia.

      No futuro pode ser propagada e ter muita serventia, mas pelo preço de implementação, a sua acção tem sido muito lenta. Há métodos bem mais baratos e igualmente práticos.

      • André Sousa says:

        achei caricato quando fui com a namorada comprar um novo telemovel ela escolheu o Lg L5 e não é que traz NFC Technology? e ainda traz um cartão com um carro desenhado que nao sei bem para que é

    • eduardo says:

      :S
      O NFC nos Estados Unidos ainda está longe de existir em todas as lojas de “renome”. Estão mais adiantados do que na Europa mas como ainda não há um standard para os protocolos de pagamento bancário – Visa, Mastercard, etc, cada um tem o seu, isso dificulta a escolha na implementação de infra-estrutura necessária nas lojas. E nem todos os telemóveis com NFC acabam certificados para uso em pagamentos, o que só vem confundir mais.
      Para além disso o cartão continua a ser a forma de pagamento preferencial, pois toda a gente continua a ter cartão! Sendo o uso de pagamento por NFC tão marginal, de modo algum se pode ver isso como um erro.

  3. Almeno Rocha says:

    Esse equipamento aqui não será fácil implementar… Devido ao Software e à existência da certificação… No entanto já existe software Português para Android certificado e soluções parecidas… Também já temos soluções clouding muito boas… Isso será uma solução que mesmo que chegue cá não terá sucesso… Digo eu que conheço bem demais esta área de negócio!

    • Vítor M. says:

      Não sei se terá ou não, até porque não sabemos visto termos um mercado que está a mudar. As empresas estavam agarradas aos métodos mais tradicionais e agora estão a preferir novidades mais económicas e flexíveis, como falaste e bem em soluções cloud, o que me leva a acreditar que estas e outras soluções parecidas podem perfeitamente ser bem recebidas (se podem aceitar as baseadas em Android porque não podem aceitar as baseadas em iOS?!?!?!).

      O facto de não ser fácil implementar, também não é difícil, até porque há empresas a trabalhar nesta área, conheço algumas e, portanto, este é apenas um exemplo do que em breve poderemos ver em moldes semelhantes com branding nacional (a certificação não é difícil, basta obedecer aos critérios estabelecidos pela DGCI).

    • eduardo says:

      Esta tipo de solução já existe há muitos anos! Esta companhia começou com o iPhone e depois implementou no iPad.
      Obviamente que este produto em concreto não tem aplicação em Portugal pois o software foi pensado para legislação americana. Mas bastaria alguém em Portugal querer e implementava para ter certificação Portuguesa. Aliás já há alguns especializados para Portugal, ex: Tapinvoice

  4. A, Lopes says:

    Aqueles efeitos quando se selecciona o produto, pelo menos a mim, parecem-me desnecessários e contra produtivos.

    O pplware podia era fazer uma análise de vários softwares de facturação. Fica aqui a sugestão.

    • Vítor M. says:

      Temos falado no Colibri, até porque é dos poucos que está preparado para várias plataformas e oferece uma versão gratuita.

      Temos falado desde há anos para cá no Projecto Colibri. Depois, há muitos mais, verdade, mas ao preço que pedem ao mercado… até é um abuso falar deles!!!!

      • dbrenha says:

        sem querer fugir muito do tópico, mas fugindo, o projecto colibri não tem uma frontend touch pois não? Seria uma evolução boa ao produto.

        • Vítor M. says:

          Por acaso já sugeri ao Luís essa funcionalidade (para toda a aplicação) e ele disse que está em desenvolvimento, embora que a api disponibilizada na versão 8 seroa para dar “asas” a quem quisesse criar módulos em cima do Colibri.

          Mas está para breve uma versão com novidades muito interessante.

      • Pedro says:

        Não sei porque falam tanto no projeto Colibri!! Já experimentei e nunca vi software tão ruim. A usabilidade é muito fraca e é lento além de baseado numa base de dados menos conhecida no mercado. Pode ser que as novas versões estejam melhoradas, mas a que experimentei não era boa, mas para produto grátis não se pode pedir muito!

        • Vítor M. says:

          Notei um dado importante neste teu comentário: ignorância (no sentido de não conheces o produto correcto).

          Não leves a mal mas só isso explica dizeres que é baseado numa base de dados menos conhecida, quando ele suporta várias, entre elas as mais poderosas e modernas. Coisa que nenhuma outra solução contempla em Portugal.

          Depois de ser lento, mentira, é bem mais rápido que as soluções da Sage, PHC e Primavera Software.

          Depois outra incongruência é dizeres que estiveste a experimentar uma versão antiga, qual a 5????

          Sabias que já vão na 8?

          Tipo, instalaste e depois? Usaste a versão free? O que conheces de toda a tecnologia open source usada, do suporte multi-plataforma, do suporte multi-base de dados, e na api que disponibilizaram para recriar em cima da suite.

          Não me parece que conheças o produto. Primeiro usa, testa, instrui-te e depois verás como estás enganado 😉

  5. PopCorn says:

    Isto era tudo muito inovador se já não tivesse visto algo muito identico numa feira a ser utilizado por uma vendedora ambulante. Não tinha exatamente esta aparencia mas era bem parecido e tinha tb uma pequena impressora termica ao lado.
    Os tugas sempre à frente.

    • Ricardo Dias says:

      Discordo plenamente, não tem segurança nem é pratico, é só mais um brinquedo i-tech do que algo realmente útil, isto porque continuas a precisar de um local para guardar dinheiro e ainda precisas de rodar o ecrã para o cliente pagar.
      Para não falar de que uma assinatura com o dedo é em nada segura, porque primeiro não se assemelha à assinatura feita por uma caneta, e segundo o PIN nunca é divulgado, já a assinatura é, e pode ser duplicada.

      Considero um pedaço de tecnologia hipster.

  6. Shop says:

    É parecido com os terminais do MB, não?

  7. Jorge Pereira says:

    A sério? Sou só eu que acha isto uma banhada? Vamos por partes: isto é o que se vê. E o que não se vê? Onde está a impressora para o ticket? E onde está a gaveta para guardar o dinheiro? Portanto continua a ser preciso ter objectos separados… E os fios? Já alguém viu um ipad aguentar as horas de funcionamento de uma loja sem ser preciso carregar? E como funciona os cartões de débito? Vamos meter o nosso código num aparelho que não é feito por bancos e que tem capacidade de memória? Já agora, o iPad 2 wi-fi custa 399$. Como é que eles vendem um ipad, com uma stand e um software por menos do que o ipad só? Ou o ipad é pago à parte, aumentando para 698$ o preço?

    Mas já agora, não vejo grande inovação… O café onde vou, a pessoa que me atende à mesa regista o pedido num tablet e depois dirijo-me ao balcão para pagar…

    • Nitidamente não sabes quanto custa um POS dedicado (ex: IBM ou Toshiba que rondam acima de 1500e) + o software de retalho.
      Infelizmente em Portugal só existe um para o iPad e está focado em restaurantes.

      Não só o iPad é mais barato que um PC normal como MUITO mais barato que um POS, como tem bateria, como o ecrã é incivelmente resistente e o iOS é incrivelmente robusto.
      Depois se avariar é fácil a troca até dá para enviar num envelpe, ou ir a Worten e comprar outro.
      Qualquer impressora epson com interface de rede da para comunicar com um iPad por Wifi.
      Não precisas de enfiar o cartão no iPad só no TPA e esse já é separado! Mas tb há leitores.
      E qualquer leitor de código de barras por BT da para comunicar por iPad.

      Infelizmente grande parte do software de retalho em Portugal é uma treta e obria a licenças de windows e de servidor e de SQL e como de segurança tb é bem são mauzinhos precisam de VPNs MPLS para poderem comunicar decentemente com o servidor…

      Colocar um software de retalho num iPad é espectacular principalmente se colocarem a funcionar decentemente offline e online.

      E nos USA existem bem mais alternativas é só procurarem.

  8. okapi says:

    Eu em 2011 quando andava à procura de uma solução para um amigo vi na altura o eTab ( http://www.e-tab.com) de uma excelente ideia e hoje, tentei aceder ao site e não abre. Tudo indica que a empresa morreu/ou mudou de nome e este vem em um derivado desse software que tinha os seus modulos. Mais noticia aqui: http://prn.to/ioow3k

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.