Recorde e reveja tudo o que a Apple apresentou na Keynote


Destaques PPLWARE

67 Respostas

  1. Ragnar says:

    Gostaria de ver o iPad Pro com uma versão touch do OS X e com processadores compatíveis. Não vejo como pode concorrer assim com o Surface e com o Windows 10.

  2. MaRio says:

    Ficou apenas a faltar uma atualização para o meu vidro partido. Isso é q era top.

  3. Mikes says:

    Foram 2 horas de stand-up comedy… por vezes chatas.

    • FG says:

      Aí foram?

      Então porque é que viste?

      Foste obrigado?

      Quem desdenha quer comprar, não é…

      • miguel says:

        Claro quem desdenha quer comprar..

        Ja ha filas na loja da Austrália, para comprar o iPhone.. a fila ja dura mais que a bateria do iPhone.
        Quando se pensa que as pessoas conpram porque é um equipamento bom, ve se estas notícias.
        E uma pessoa repara nao, nao é por ser bom, é so mesmo para mostrar, afinal é so um telemóvel..
        Se fosse para comprar bems essenciais, a fila ia ser muito menor.
        É ridícula as pessoas que fazem isso. As pessoas nao trabalham? Nao teem vida? Ou a vida delas resume se a ter um iPhone novo paramostrar a malta?
        É porque duvido que seja só pessoas para fazer negócio que estejam la aa porta a dormir

      • Mikes says:

        Porque gosto de ver stand-up comedy.

      • TR says:

        Sinceramente quando estou a trabalhar gosto de ter sempre “ruído de fundo”, seja televisão, seja radio, ou sejam programas de stand up comedy!

  4. Miguel Costa says:

    Não sou fanboy de nenhuma marca, só acho muito estranho o pplware colocar neste artigo: “o iPad Pro prepara-se para ser uma ferramenta de trabalho única” e noutro artigo sobre o iPad Pro também terem colocado a frase “este iPad é de longe o melhor equipamento que a Apple produziu”.
    Sinceramente não vejo porque é uma uma ferramenta de trabalho única e não concordo em nada que seja o melhor equipamento que produziu, não é por ter mais desempenho que é melhor na minha opinião…

  5. Rodrigo says:

    Só gostava que apresentassem de vez um teclado periférico para os macs com bateria em vez de pilhas. Só isso.
    Que o iPad seja Pro, ou que o iPhone agora funcione à força, para mim é muito bonito, mas queria mesmo era não ter que comprar pilhas para usar o teclado deles.

  6. lima says:

    Nada de novo….. A Apple está sem ideias, e as “novidades”como a Stylus Pen de 99€ , que é apenas mais uma cópia do que os outros fazem à anos.
    iPad Pro? O Surface é de longe superior em absolutamente tudo….
    Apple TV? Who cares?

  7. António Batista says:

    – Gostei da apple tv, em especial do comando
    – O upgrade ao iphone é isso mesmo, um upgrade
    – O upgrade do ipad mini é isso mesmo, um upgrade
    – O ipad pro, para mim foi a grande desilusão, porquanto a denominação “Pro” é apenas marketing, dado que não há nada que possa fazer com o IPAD Pro que não faça com outro ipad (e, em larga medida, até com o iphone). Não gostei do teclado (felizmente alguem vai fazer melhores que sejam compatíveis) e o pincel é mais uma caneta como tantas outras que há por ai.

    A apple, em minha opinião, da mesma maneira que aumentou agora o tamanho do IPAD (e já o tinha feito em relação ao iphone) vai ter que introduzir um sistema touch no MacBook Air e a possibilidade deste se converter em tablet (retirar, rodar o teclado, etc.), caso contrário, perderá o comboio e só os fãs se manterão na APPLE neste segmento.

    Por último, acho que o apple watch tambem está no bom caminho e é o melhor relógio inteligente do mercado.

  8. KikoFHM says:

    Gosto de todas as marcas e não defendo nenhuma em concreto. Apenas e apenas só defendo a minha carteira, não por falta/necessidade mas sim porque embora tech geek não sou adepto de gastar dinheiro por gastar…

    Apenas faço uma questão que me preocupa ou poderá preocupar…
    o que irá acontecer ao macbook air de 12 polegadas? será que foi um fiasco? com a nova gama deste tablet Pro, que vai rivalizar com o surface (que quando saiu foi ridiculizado pelos Apple fans… agora com um produto identico já é a maior iluminação da vida deles), o que irá acontecer aos macbook pro de 13 polegadas?
    entendo que tudo tem o seu segmento de mercado mas… fica as minhas dúvidas/certezas…

    uma coisa é certa
    o Surface Pro ganha em claro face a este iPad Pro por uma razão muito simples, aplicações!
    enquando no ipad teremos uma app store identica como temos no iphone + ipad
    no surface temos o OS do windows a correr as apps que temos em PCs e Desktops… apoio-me nesse ponto a favor que é o maior trunfo de momento do surface.

  9. Pedro Torres says:

    Fui e sou utilizador de equipamentos Apple, agora também utilizador de equipamentos com Android e só tenho a dizer que…

    …muitas das utilidade se não todas as que aqui são descritas como o “novo mundo” já as utilizo à muitooooo. Querem um exemplo simples. O “tijolo” que se tornou à muitooo a minha AppleTv3….basicamente a minha TV Sony Bravia, já trás um comando em tudo idêntico ao “novo” comando da nova APTV4…Siri…a minha Sony tb já faz buscas PRECISAS e em bom português. Disponho de AndroidTV e isto é basicamente um espetáculo. Posso instalar aplicações diretamente na minha TV e até o NETFLIX já lá está por defeito….agora é colocar os dados de acesso (assim ele esteja disponivel no próximo mês de outubro) e voilá….mais magia cá em casa!!! 🙂

    Como dizia no inicio, sou utilizador de equipamentos Apple (APTV, MACBOOK, IPAD, etc…) à muito tempo, por isso acho que a minha opinião é neutra quando digo que a Apple em determinadas e muitas coisas…..anda sempre atrás!!! Até a minha Sony Bravia 4k 55” já dispõe de algumas das “novidades brutais” que agora foram apresentadas pela Apple…..dasssssssssssss

  10. Manuel says:

    Contributo de Apple Fanboy.

    1 – também preferia o iPad Pro com OSX, a parte positiva é que assim já não vou trocar o meu air 2, sempre poupo uns trocos.
    2 – O Surface é sem dúvida uma máquina, sempre o admiti, mas é um produto diferente, é um mono, o iPad é outra guerra. Conhecem alguém que transporte o Surface dirimente na carteira, tal como faço com o iPad? Pois é…
    3 – por experiência, e é isso que 99% dos comentários do pessoal com azia não percebe, é que os equipamentos Apple funcionam, ou seja, há montes de canetas para iPad no mercado, mas o iPad não está preparado para usar a referida, por esse motivo a Apple não a aconselha. Com o Pro, a Apple lançou uma caneta, vamos testar primeiro, mas por experiência como usuário, será certamente um sistema totalmente funcional sem problemas e sem truques. O que abrirá certamente a porta a novos mercados. Na minha área por exemplo, vai ser possível escrever música com a mão, tal como acontece com o Surface, só que desta vez como uma jóia que transportamos facilmente que liga sem precisar iniciar sem truques, e para nós usuários Apple, e nisso não há concorrência, tudo sincroniza sem erros e comodamente, começamos no iPad terminarmos no Mac, visualizamos no iPhone…

  11. Manuel Martins says:

    Não chega de páginas e página sobre a apresentação de ontem?

  12. RF says:

    RIP Steve Jobs! Bem falta fazes…

  13. Bernardo says:

    O Microsoft surface

  14. ricardo says:

    Não sei como podem dizer que o grande trunfo da noite foi o ipad pro. Enfim. Os analistas da Sapo andam todos por fora disto. Numa altura em que o surface pro oferece tudo o que esta no ipad “pro” ele so não o lançam com o Mac Osx para não dizer que foi uma copia brutal do surface. Com teclado, lapis, e com o Mac Osx eu comprava. E encostava o meu portatil. Porque depois já ia ter, um tablet, um portatil, e basicamente um computador! Tudo o que o utilizador precisa. Agora vê se ipad mini, ipad air, ipad, ipad pro. A Apple esta a entrar na onda de lançar muitos produtos. Então a Apple tv, não faz nada que o meu kodi não faz, já para não falar que os conteúdos dentro da Apple tv devem ser bem pagos. Aquilo tudo conectado ao itunes, deve ser cada preço para visualizar algo. As pessoas tem isso de graça em casa agora. A pessoas que já não querem saber, so por ser Apple já esta. Falou se ai que não se vê ninguém com o surface na mão? Eu quero ver quem e que vai sair de casa com a televisão na mão a partir de agora( ipad pro).

  15. JM says:

    Ainda não foi desta vez que passa a ser possível ter um duplo sim nos iPhone para se ter de deixar de andar com dois telemoveis e também ter mais de um utilizador nos iPad….é que lá em casa ter o resto da familia a mexer nele é uma salganhada. 🙁

  16. Prim says:

    “apresentar produtos únicos.” quais?
    “Há já vários dias que se falavam das muitas novidades que poderiam surgir no evento… com o hábito que existe por parte da Apple de não deixar sair informações… a Apple, mais uma vez, surpreendeu tudo e todos e” apresentou tudo o que se dizia há muito, incluindo aqui no pplware, fruto das informações que “não” foi deixando sair.

  17. David says:

    Acho que a maioria apenas faz hate comments, independentemente de ser cópia ou realmente inovação única, a verdade é que apresentaram algumas coisas interessantes. Fiquei bastante impressionado com as ferramentas da Adobe no iPad Pro e mesmo com as novas funcionalidades do Office no iOS.
    Preços de loucos é certo, mas só dá que quer, tivesse eu dinheiro em barda e comprava um iPad Pro.

    Acho que perdem demasiado tempo a defender a “honra” do vosso OS e a mandar abaixo o da concorrência. Mas isto também é chover no molhado, o que não falta é um ou outro utilizador a pedir mais bom senso e objectividade…

    Tenho o OnePlus One e iPhone 4S ainda com o iOS 7. Android melhor numas coisas, iOS melhor noutras…é como em tudo.

    • Mota says:

      +1

      Concordo. Mas como tech geek é preciso analisar que não houve nada de novo. Basicamente melhoraram o que já tinham e fizeram bem mas.. não é inovação, de todo.

      Gostei da câmera particularmente do iphone, mas de resto não vi nada que gostaria de ter. E apple é conhecida por impulsionar tecnologias, certo?

    • Miaggy says:

      Pois eu não fiquei nada impressionado. Por outro lado não me admira nada que a MS tenha contribuído para o office neste “pro”. O melhor tablet para correr office continua a ser o surface. Até me atrevo a dizer que quer o surface 3 quer o pro3 são superiores a este iPad para este fim. Além disso ganham em ter mais equipamentos a correr Office, levando esta a ser uma suite de produtividade popular e a perdurar no futuro. Ninguém dá nada a ninguém, aposto que a MS sabe exactamente o que está fazer ao ter contribuído para este ipad pro

  18. NP says:

    Eu gosto de ler os comentários do pessoal em 2007 quando saiu o iPhone 😀

    “Esse iPhone da Apple é um fiasco, e se se confirmar que a bateria só dura 16h, então nem sequer chega aos calcanhares de equipamentos de hoje, como um Qtek S200, que é tudo igual ao telemóvel da Apple.”

    “iPhone é uma “trademark” que pertence a cisco desde 1996. O primeiro iPhone a sair ŕ da cisco, por isso acredito que isto vá dar bronca das grandes. Qt ao tlm tá mt bonitinho e tal, mas para a nokia a apple nao tem qq chance. O novo nokia que vai sair pelo preço aproximado de 500 euros bate o da apple aos pontos. Desde uma camara de 5mp, gps, wireless, bluetooth e a fiablidade de um nokia. Eu sou pro Apple, mas naquilo que eles sabem fazer.”

    ahahah 😀

    https://pplware.sapo.pt/apple/apple-lanca-iphone/

    • Mikes says:

      A parte ridícula da coisa é que efectivamente os Nokia eram melhores que o iphone, mas de longe.
      Fui o touch que fez a diferença…

      • NP says:

        Eu concordo contigo, foi o touch que fez a diferença. Se reparares, o Steve Jobs quando apresentou o iPhone, começa logo por dizer que quando é lançado nesta industria um produto “revolucionário”, a forma de como o utilizador interage com o dispositivo, faz toda a diferença. A Apple foi esperta em ter pegado naquilo que na altura a Nokia não apostou, um “bom” touch screen.

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        … multi-touch (touch já havia – pressionava-se o ecrã com um pauzinho, o stylus)

        Por acaso dei conta dos anos que a Nokia levou até ter uma imitação do multi-touch. Não foi a única. A Blackeberry quando lançou o seu primeiro “uma espécie de iPhone” (de nome Storm), ao fim de 15 meses de desenvolvimento, foi uma cagada em três actos.

        Vendeu bem – e não houve um que não tivesse sido devolvido, o que a fez perder para cima de um fortuna. Além disso, arruinou completamente a imagem junto dos operadores e do público.

        Dos tubarões que havia quando saiu o iPhone – Nokia, Samsung, Motorola e Blackberry, só sobrou a Samsung – porque se soube agarrar ao Android (ou o Android à Samsung).

        Mas não foi apenas uma questão de hardware – ecrã multi-touch – passou sobretudo pelo SO.

    • JS says:

      Eu fui, inclusivé, responder a alguns daqueles comentários super antigos que diziam que o iPhone não íam vingar.
      Simplesmente perguntei o que será que acham hoje quando olham para aquele que se tornou o smartphone mais comentado e aguardado do ano.

  19. ... says:

    Agora existe um Apple belt também?

  20. Miguel says:

    Quando é que deve baixar o preço dos modelos antigos, nas lojas físicas em Portugal? Vejo que no site da apple já baixou, mas nas outras lojas físicas, alguém tem alguma ideia? Obrigado.

  21. Goliver says:

    Foi só impressão minha ou no video de apresentação do iPad Pro, a utilização da caneta obriga a que a mão esteja levantada da superfície?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.