Quantcast
PplWare Mobile

macOS Monterey: Nem todas as funcionalidades vão chegar aos Mac com processador Intel

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Há Cada Gajo says:

    Eles querem lá saber do consumidor !

    • rodrigo says:

      lol ‘e por isso que o iPhone 6S de 2015 (6 anos!!) ainda vai receber o novo iOS 15. Nao querem mesmo saber do consumidor.

      • scp says:

        É por isso que nalgumas dessas atualizações foram incluídas maneiras de limitar a autonomia dos aparelhos para levar o consumidor a comprar um modelo mais recente.

        Mas… O que tem o teu comentário a ver com o novo OS para Mac limitar os Macs antigos só porque não estão com o novo chip. Isso é literalmente a não querer saber do consumidor e a levá-lo a comprar uma máquina nova só para usufruir por completo do novo OS.

        • Estefâneo Empregos says:

          Usei um Iphone 5s ainda à bem pouco tempo e não senti nada que estivesse a limitar o funcionamento do telefone, seja de performance ou bateria.
          Por essa lógica então a Samsung e outras marcas fazem o mesmo que disse em equipamentos com 2 anos de vida ou menos.
          Convém falar daquilo que se sabe…

        • Rodrigo Da Silva says:

          Nao sei se estas a falar a serio ou se estas nos a trollar…

          Mas estas mesmo a falar da Samsung que foi processada em $5.7 milhoes por limitar os seus telemoveis? Ou achas que essas coisas so acontecem com Apple?

          Como podes esperar que os antigos Macs pre-M1 corre todas as funcionalidaes se nao tem processamento para fazer tal?

          ‘E como estares chateado pq os Macs antes de 2011 nao poder usufruir da tecnoloigia bluetooth com o novo MacOs.

          • Nuno says:

            A apple tambem pagou multas por isso, e como é que os os mac pre-m1 não têm performance se sempre a tiveram ahah

          • Estefâneo Empregos says:

            Se o sistema operativo é ARM-Based como é que os Macs com processadores Intel que são de outra arquitetura vão ter acesso a todas as novas funcionalidades se não foram desenvolvidos sobre eles?
            É normal que isso aconteça.

  2. Some_IT_Guy says:

    É para força a venda dos M1, obviamente, pois não vejo limitação ao nível de desenvolvimento.
    Sacar dinheiro a todo custo, num quadro de ganância que a Apple já nos habituou

    • Tadeu says:

      eu vejo a limitação! São quase todas funcionalidades usadas nos outros sistemas da Apple que usam processadores da mesma família do M1, recorrendo a módulos no SoC que não têm equivalente nos modelos com processadores Intel (ex: o DSP, o Neural Engine). Ou seja, isso requereria reescrever esse software completamente para ter algo parecido em macs com processador Intel, com provável pior performance.

      • Some_IT_Guy says:

        Quer dizer… eles rescreveram todo MacOS para o M1 e não conseguem adaptar estas novas funcionalidades banais nos chips Intel… deltalhes de mapa, modo retrato no face, blur de fundo… Não me digam que é devido a performance…
        tá bem bem, tá…. conta lá outra estória

        • Tadeu says:

          Banais? empresas de smartphones (como a Apple) andaram anos a investir no hardware e software para criar efeito bokeh realístico, a Apple em particular a investir em processamento para visualização do efeito em tempo real, e tu vens para aqui dizer que era banal criar o mesmo software para um processador Intel que não tem um DSP dedicado? Não é banal… e isso é facilmente comprovado pelo o que acontece nos programas tipo Zoom que tentam mascarar o fundo, em que, meia volta, se uma pessoa se mexer parece que parte do corpo desaparece.
          Não se recria facilmente software para outro hardware que não tenha características equivalentes.

          • scp says:

            Ok ok.. então cala-te e desembolsa mais 1500€ pelo novo iMac para teres um efeito mais realístico nas tuas conferências do Zoom.

          • Tadeu says:

            scp, o que é que tu andas a fumar? porque carga de água é que haveria de ir comprar um novo mac por um pedaço de software para coisas acessórias? Serás assim tão incapaz de tolerar diferenças?

          • Some_IT_Guy says:

            A meu ver, a maioria das novas funcionalidades cortadas pode ser feita em qualquer tipo de arquitetura de CPU, mas posso até dar aceitar estes cortes para qualquer coisa que envolva unidades de computação “neurais”, pois um gpu com tensor cores permite o processamento de redes neurais de uma maneira eficiente e para além de conseguir lidar com Modelos ML. Mas não há gpus com tensor cores compatíveis com Mac x86…

            Mas o que não me deixa dúvida que é puro marketing, são estes cortes:
            – Detalhes do Apple Maps em cidades como São Francisco, Los Angeles, Nova York e Londres
            – O Live Text. Existem vários programas para MacOs que fazem isso. O Text Sniper é um excelente exemplo.

            Este é um sinal CLARO que a Apple vai abandonar os Macs X86 e forçar vendas dos M1

          • Tadeu says:

            Some_IT_Guy, e tu achas que o LiveText não usa o Neural Engine da Apple para reconhecimento automático de todo o tipo de texto? Pensa outra vez. Vê se entendes que a Apple tem investido imenso em hardware e software para processamento de imagem e AI, soluções essas que não são compatíveis com os Mac com Intel. Ter hardware dedicado é mais eficiente e permite obter melhores resultados.
            Também poderias tentar renderizar jogos com um CPU, mas certamente não vais gostar do resultado ou da performance!

            “um sinal CLARO que a Apple vai abandonar os Macs X86 ”
            A Apple já disse que ía deixar de haver Macs x86, não são precisos sinais.

        • Fábio says:

          Há coisas que nunca percebi muito bem na Apple, em 2012 estive a fazer um trabalho que precisava de dual boot (aplicações especificas para diagnostico de centrais de telecomunicações), apesar do processador do meu Macbook Late 2009 que tinha na altura ser um Core2Duo de 64 bits , nunca percebi porque motivo só o Windows 7 de 32 bits era suportado.

      • Toni da Adega says:

        Ou seja a Apple anda a vender máquinas que custam dezenas de milhares de Euros, dezenas de cores e TB de RAM e vai-se a ver nao suporta algumas funcionalidades por falta de processamento…..

        • Tadeu says:

          por falta de hardware equivalente… mais núcleos de processamento não vão mitigar o facto da máquina não ter um DSP ou um neural engine sob os quais a Apple construiu o seu software! É assim tão complicado de entender?

  3. David Guerreiro says:

    E vai continuar assim, dentro de poucos anos, deixam de suportar novos SOs nos Intel, quem tiver Intel fica parado. Isto é um comboio que iniciou a viagem e já não volta atrás, o futuro serão mesmo os SoCs proprietários Apple.

    • Polo says:

      O passado também era power pc

    • Some_IT_Guy says:

      Acredito que a próxima versão deve ser a última a suportar Intel. Não ponho em causa esta evolução, mas acho que é puro marketing estas funcionalidades não estarem disponível nos chips Intel, para assustar a clientela e força transição (venda) para o M1

    • Fábio says:

      Exato, aconteceu o mesmo com os PowerPC.
      Max OS X Tiger (2005) – Power PC e mais tarde Intel
      Mac OS X Leopard (2007) – Disponivel para Intel / Power PC (ainda me lembro do grande tamanho das apps por serem universal binaries)
      Max OS X Snow Leopard (2009) – Apenas para Intel.

    • Samuel MG says:

      Quem tiver Intel pode sempre usar o Linux, versão mac 🙂

  4. jorge says:

    Todas as marcas fazem o mesmo ou até pior, digam-me qual sistema operativo da mais atualizaçoes e por mais tempo.

  5. Tabonitota says:

    Obrigado Apple. Um MacBook Pro de 2018 semeasses funcionalidades por ser Intel. …. Pfffff

  6. Ace says:

    Pois, e quem comprou um MacBook finais 2019, que ainda pensava “é um investimento para durar uns bons anos”:
    Não tenho qualquer interesse em fazer upgrade tão cedo.

    • Ace says:

      O emoji do palhaço ficou atrás.

    • Rodrigo Da Silva says:

      Certamente que vai durar uns bons anos! Certamente que ainda vai receber actualizacoes durante anos e anos e ira funcionar perfeitamente.
      Neste momento tenho um macbook pro de 2014 e ainda corre forte. So irei comprar um novo quando este der o berro..e o novo sera um M1 porque sao vastamente superiores aos restantes.

  7. sayWhat says:

    Há e tal suporte até 10 anos… Macbook comprado em 2019 e já não recebe novas funcionalidades básicas.
    Nunca mais vêem um cêntimo meu.

  8. Du Santos says:

    Mais uma maneira de fazer o consumidor final gastar uma quantidade absurda de dinheiro para ter um Mac.

  9. vasco says:

    eu tenho o MacBook Air de 2017 e tem todas as opções que dis la em cima ,como o exemplo do maps ,o FaceTime também esta diferente,naos ei onde foram buscar este texto ridículo ,

    • Vítor M. says:

      Vasco, o teu Mac de 2017, infelizmente, não receberá todas as novidades do macOS Monterey. Olha logo uma que já não vais ter, a de fazer o restauro de fábrica como se faz num iPhone, por exemplo, porque o teu MacBook Air de 2017 não tem processador o processador Apple T2 Security. Vê aqui https://support.apple.com/pt-pt/HT208862 que não vais encontrar o teu.

      Por isso, este texto não tem nada de ridículo, tu é que não estás devidamente informado 😉 e nós estamos.

  10. vasco says:

    essa noticia é igual aquela que saiu a pouco tempo que dizia que iPhones como 6s e se ficariam de fora do iOS 15

    • Vítor M. says:

      Não digas disparates. Lê o outro comentário que fiz ao teu outro comentário com disparates.

      • vasco says:

        disparates foi so conseguires apresentar essa novidade que o 2017 não vai ter,voçes também estavam muito bem informados ,quando diziam que o iPhone 6s ficaria sem suporte etc,a esta hora a intel ri dos processadores da apple, se eu digo muitos disparates é porque sou muito leigo sobre tais matérias,eu apenas comento ,como comentei quando foi o suporte do iPhone etc

    • João says:

      Não fica fora do IOS 15, mas fica fora de todas as novas funcionalidades do IOS15.
      Digamos que é uma forma de dizer que o sistema é atualizado, sem que ele seja mesmo atualizado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.