Quantcast
PplWare Mobile

E se o iPhone se transformasse no touchpad do MacBook?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Maria Inês Coelho


  1. Nope says:

    Título: “E se o iPhone se transformasse no touchpad do MacBook?”
    Texto:”O iPhone poderá vir a assumir o lugar do trackpad. Desta forma poderia servir para controlar o computador”

    Não é nada disso. A patente é sobre um equipamento acessório que estende e expande as funcionalidades de de um iPhone ou de um iPad. Não se pode ver:
    – A primeira imagem como um Mac com um iPhone a servir trarckpad/touchpad, como diz o título do post. Tem que se ver um equipamento que permite ampliar o ecrã do iPhone e tem um teclado.
    – Nem a segunda ima gem como um iPad colocado ao ecrã de um Mac 🙂

    • Vítor M. says:

      Não concordo. A patente mostra um conceito novo, tanto poderá ser um acessório para acoplar a um computador como poderá ser um acessório que combina o iPhone o iPad, juntamente com um teclado. Mas sabemos o quanto são ambíguas as representações gráficas da Apple, por serem públicas.

      • Anti-Obnóxios says:

        Vitor, o asus padphone, já tinha começado a explorar este conceito ; alias o tef ate era o coraçao dos sistema. E se este falhasse, “xau laura”.
        Aqui será coraçao e acessorio, so acessorio, apenas complemento ? É que andar com um ipad e uma simples carcaça, la se vai a portabilidade nata.
        Mas é um facto, qdo eles pegam em algo base, é para a fazerem evoluir.

        • Vítor M. says:

          Se pensarmos no que algumas vezes foi feito, a Apple poderá agarrar num conceito já usado, explorado de forma menos popular e, recorrendo aos seus equipamentos, transformar num conceito integrado e pratico. Mas, como dizes, poderá não estar a descobrir a pólvora, apenas a usar a mesma dentro do ecossistema com muita utilidade.

      • Guiomar says:

        Vitor, se leres a patente esta diz claramente que se trata apenas dum acessório incapaz de funcionamento computacional independente, que se liga ao aparelho móvel (smartphone, tablet), ou seja, a patente exclui que aquilo se trata dum computador portátil, apenas a forma do acessório é que se pode assemelhar a um portátil

        • Vítor M. says:

          O acessório que poderá ser parte, poderá ser o computador em si num teclado físico. Usando as capacidades do ecrã como touchpad. Poderá ser mesmo um complemento ou algo completamente diferente, como sabemos, as patentes da Apple escondem sempre a parte fundamental.

          • Guiomar says:

            Vitor, qual é a parte de “acessório incapaz de funcionamento computacional independente” que não entendes?
            A patente diz especificamente que o acessório não funciona sem o smartphone ou tablet, acrescentando que são estes que controlam o acessório (não o contrário), logo o acessório não é um computador! A patente não é vaga neste aspecto, muito pelo contrário, é muito específica!

          • Vítor M. says:

            Não sabes ler o que escrevi? Não deixei essa hipótese de lado, poderá ser um complemento, mas não é de excluir que poderá ser mais que isso, contudo e como referi, poderá ser um acessório (mas não excluo o facto de poder ser o próprio equipamento parte do poder computacional).

            Como podes ler na patente: “An electronic accessory device, comprising: an operational component that provides an output to a user; a housing carrying the operational component….”

            Portanto, poderá ser um acessório que permite acoplar um dispositivo electrónico que poderá ser daí que tem o poder computacional, como poderá ser uma extensão para algo mais… é vaga a informação.

          • Guiomar says:

            Vitor, é escusado, contigo é impossível! A patente é muito clara em definir isto apenas e só como acessórios sem funcionamento independente, controlados por um smartphone ou tablet. A informação não é vaga neste aspecto, não deixa em aberto a possibilidade de ser ao contrário, não abrange não ser um acessório dependente ou situações em que não é o smartphone ou tablet a controlar.

          • Vítor M. says:

            Não inventes. Está lá referido, lê e está referido que é perfeitamente possível ser um dispositivo electrónico acoplado. Está lá, não andes à volta da mesa. Pode ser, tal como a parte gráfica mostra, um acessório que liga à parte electrónica. Ora dizes uma coisa, depois já dizes outra.

            Interpreta o que lá está escrito e desenhado, nem pelos desenhos?

          • ananas says:

            Ora dizes uma coisa, depois já dizes outra. Conceito é novo ou usado? 😉

          • Vítor M. says:

            Repara que eu referi que, o conceito no ecossistema é novo, mas, tal como noutras tecnologias, fora do leque de produtos e serviços Apple, pode já existir de forma diferente. Dou-te um exemplo: o Touch ID no iPhone, no iPad e agora no MackBook Pro, a leitura de impressão digital para dar acesso ao dispositivos, não é um conceito novo, mas a Apple introduziu-o no seu ecossistema como nunca ninguém o conseguiu fazer… então no MacBook Pro é fabuloso. Além de desbloquear o dispositivo permite uma segurança até no momento em que podes usar para comprar ou ter acesso a aplicações de terceiros. Percebeste?

      • Katie Alves says:

        Vítor, pelo que sei de uma fonte próxima, e pelo que li num dos primeiros artigos e tendo em conta as patentes o conceito é mesmo num accessório em que se encaxaria o iphone/ipad e este se tornaria num portátil em que o iPhone, no seu caso, seria tanto o trackpad como até mesmo o processador/gpu do portátil e até mesmo o iOS seria o sistema operativo mas mais num aspecto de MacOS. Quanto ao iPad este serviria tanto para processamento como para ecrã. O conceito de ser apenas “trackpad” é muito limitado. A Samsung também estará a preparar um conceito interessante…

        • Vítor M. says:

          As imagens eo descritivo deixam muitas opções em aberto, pode se muita coisa, mas parece natural que a Apple possa fazer algo, dentro do seu ecossistema, que outras marcas já tentaram: tirar proveito dos seus dispositivos mas conceitos novos dentro do que a Apple oferece.

  2. Daniel says:

    Certo… depois ligam, ficamos sem touchpad ? Much Pro, much wow…. que mentes brilhantes.

    • Joel says:

      Sim, porque até nem podes usar o computador para fazer/receber a chamada…

      Much wow, essa mente brilhante…

    • Guiomar says:

      A patente fala apenas em acessórios para o smartphone ou tablet, não diz que um smartphone se transforma num touchpad para um computador portátil – o único “computador” é o smartphone.

    • Hugo says:

      É por causa de pessoas como tu que ainda existem tribos a viver em cabanas.
      O conceito é genial. Pode não ser, ainda, perfeito mas certamente abrirá caminho para outros projectos interessantes, ou não, mas isso só saberemos depois de arriscar o primeiro passo.

      • Phoenix says:

        A ideia é denial pois é.
        Mas o meu asus faz isso apenas com a app oficial da asus, apenas temos de ligar o smartphone por bluetooth ao pc ou ligá-lo á mesma rede wifi.
        Na prática faz o mesmo e por aqui já se usa á 3 anos!

  3. Rui Afonso says:

    Retiravam uma peça barata e substituíam por uma muitíssimo mais cara. O iPhone é muito caro para touchpad. E para ter um desses Macbook implicava ter um iPhone… E se o iPhone se avaria, ficamos sem touchpad… Parece uma ideia parva, mas que tem tudo para vingar no “mundo Aplle”, refiro-me àquele em que muitas pessoas podem não ter dinheiro para a comida mas têm que ter o último modelo na mão!

  4. irlm says:

    invenções da Apple:

    1- pen stylus
    2- teclado no ipad
    3- AR/VR
    4. quick charge
    5- continnum***
    5- ???

    • Unix says:

      1-airdrop
      2-pagamentosNFC
      3-retina display
      4-touchID
      5-camera dupla com zoom
      6-slowmotion 240fps
      7-primeiro smartphone com waterproof
      8- focusPixels
      9-multitouch
      10-tablets
      11-siri (primeira assistente inteligente)
      12-usbC
      13-ultrabooks (air foi o primeiro)
      14-forcetouch
      15-applehealth
      Tantas coisas em que a Apple foi pioneira e os outros copiaram..

      • ptpedropt says:

        1-bluetooth?
        2-google wallet
        3-“telas LCD que apresentam uma densidade de pixels suficiente para o olho humano não ser capaz de perceber a pixelação”
        4-https://www.ifsecglobal.com/wp-content/uploads/2015/01/Biometrics-1024×768.jpg
        5-Leica, Huawei P9
        6-slowmotion 240fps é uma invenção?
        7-não é waterproof
        8-lol
        9-Parabens!
        10-tablet pc
        11-nao foi a apple que inventou foi Dag Kittlaus
        12-Universal SB-C
        13-ultrabooks continua a ser um laptop
        14-jack 3.5mm tem mais utilidade
        15-applehealth, …

        “nada se inventa tudo se transforma”

      • Minuto Geek says:

        Se ignorância pagasse imposto estavas a dewver a meio mundo! Vamos questionar os pontos e não o teu intelecto: 2 – Pagamento NFC (Não, não foi a Apple… Googla e aprende); 5 – Lamentavelmente a câmara dupla apareceu antes de a Apple a usar…; 7 – Primeiro Smartphone à prova de agua!!! A sério? Em que planeta vives?; 9 – Multitouch… errado novamente… já existe há muito e inclusive em processamento multi e paralelo de APPS… entretanto, perdi a vontade de escrever mais pois este teu post é absurdo…

      • Vlad says:

        1 – Android Beam, Wi-Fi Direct.
        2 – A Google Wallet já permitia fazer pagamentos via NFC.
        3 – Sony Ericsson Xperia X1.
        4 – Correcto
        5 – LG G5
        6 – A sério? Já existiam smartphones capazes de filmar a 240fps antes da Apple. Ainda com o iPhone 7 a Apple suporta 240fps apenas a 720p quando já existem marcas que suportam a 1080p.
        7 – O primeiro smartphone da Apple resistente à água é o iPhone 7. Já existem marcas que fazem smartphones resistentes à água faz anos.
        8 – A Samsung foi a primeira a usar a tecnologia com o Galaxy S5.
        9 – Depende, se estiveres a referir-te exclusivamente a smartphones, sim, se for a telemóveis no geral, não.
        10 – Errado, já existiam tablets Android, Windows entre outros
        11 – Siri foi uma tecnologia adquirida com a compra da Siri Inc da SRI International e não desenvolvida pela Apple.
        12 – Como é que se pode estar tão errado. A Apple não inventou o USB Type-C, embora estivesse envolvida no seu desenvolvimento. Nem muito foi a Apple a empresa que mais contribuiu com engenheiros para este standard.
        13 – Sim, a Apple foi a primeira a lançar um produto que utilizava o trademark da Intel. No entanto já existiam computadores mais finos que o MacBook Air antes de este ser lançado. Aliás o MacBook Air nunca foi o computados mais fino do mercado, contrariamente do que foi bradado.
        14 – Correcto
        15 – Correcto

        Das 15, apenas 3/4 foi a Apple a primeira.

        • Guiomar says:

          9 – Acho que estás a confundir uso de ecrã capacitivo com funcionalidade multi-touch. Um aparelho ter ecrã capacitivo não significa que tinha multi-touch. O iPhone foi o primeiro aparelho móvel com multitouch.

          13 – O MacBook Air apareceu alguns anos antes da Intel criar a trademark e as especificações ultrabook, e nunca usou o trademark. Foi com base nas características do pedido da Apple para o processador do primeiro MacBook Air, e depois do sucesso do 2º MacBook Air que a Intel criou a especificação ultrabook, que se assemelhava imenso às características do MacBook Air.

          • Vlad says:

            Lamento mas o multi-touch não foi usado pela primeira vez pela Apple.

            Tens razão MacBook Air foi lançado antes do ultrabook. Mas pouco significa, porque tal como disse já existiam portáteis finos. Incluindo já existia um portátil mais fino que o air. Ou seja, o air nunca foi o portátil mais fino.

          • Guiomar says:

            Vlad, eu disse “o primeiro APARELHO MÓVEL”, no seguimento do que disseste ” se for a telemóveis no geral, não”. O multitouch que existia era em aparelhos de maiores dimensões.

            Significa tão pouco que a Intel criou e financiou o uso duma nova especificação de computadores portáteis!!! O sucesso 2º MacBook Air veio de ser fino sem grande sacrifício no desempenho. Quereres reduzir a questão a não ter sido o mais fino de sempre é passar completamente ao lado do porquê da existência do formato ultrabook!

          • Vlad says:

            O ultrabook é basicamente um subnotebook de topo, algo que já existia bem antes do a ir e do ultrabook.

            O multi-touch da Apple nem sequer foi desenvolvido por eles, mas sim comprado.

          • Guiomar says:

            Não Vlad! Os subnotebooks tinham processadores fracos, pouco desempenho e versatilidade. A lógica dos ultrabooks era não ter esse sacrifício no desempenho, conseguindo um meio termo. Os números falam por si, em termos de importâncias das categorias.

            O que eles compraram foi uma empresa que desenvolvia teclados e trackpads multi-touch. O multitouch em smartphones foi desenvolvido dentro da Apple – uma coisa é ter um aparelho ligado a uma porta USB e que serve de teclado ou trackpad, outra é miniaturizar ao máximo e reduzir consumos para funcionar num pequeno ecrã de interacção directa com o interface dum sistema operativo, alimentado a bateria, sem latência muito perceptível entre interacção e mudança na imagem, ao ponto de ter interacções bastante mais avançadas do que o que se conseguia no trackpad multitouch dum MacBook da altura.

    • Miguel says:

      5 – iris scanner
      6 – 3d touch
      7 – Dual Lens
      7 – Auriculares Por Bluetooth
      8 – ??? a caminho – transferência de fotos por bluetooth.

    • Unix says:

      1-airdrop
      2-pagamentosNFC
      3-retina display
      4-touchID
      5-camera dupla com zoom
      6-slowmotion 240fps
      7-primeiro smartphone com waterproof
      8- focusPixels
      9-multitouch
      10-tablets
      11-siri (primeira assistente inteligente)
      12-usbC
      13-ultrabooks (air foi o primeiro)
      14-forcetouch
      15-applehealth

  5. Jot says:

    Fantástica inovação!…. ora bolas já faço isso à muito tempo com o meu Lumia 950 XL, quando ligo a um écran posso-o utilizar como touchpad a única diferença é que não encaixa no teclado do Surface, mas bolas o teclado já tem touchpad… inovação da treta e penso que a Asus à uns anos atrás já teve algo parecido “AsusTransformer”

  6. Francisco Luciano says:

    KDE Connect já faz isso no linux…

  7. Dope says:

    Mais uma fantástica “inovação”!!!
    À anos que utilizo o meu Android como touchpad/rato e comando para jogar.
    Sem dúvida que esta “inovação” surpreendente irá ser um dos melhores feitos de sempre.

    • Nope says:

      É sempre preciso usar a “dúvida metódica” (Descartes). Será que a Apple era tão estúpida que em vez de um trackpad num Mac criava uma cavidade para encaixar um iPhone para servir de trackpad?

  8. B@rão Vermelho says:

    A Asus há já algum tempo que tem este conceito, telefone e tablet.

  9. Carlos V says:

    Nao parece inovacao.
    Por isso o conceito é msis geral. Demonstra no entanto sagacidade e visao futura.
    O mercado das patentes nao é apenas psra quem inova, mas para quem tem dinheiro para as manter durante anos e assim controlar eventuais solucoes de outras empresas ou receber dinheiro pela utilizacso do conceito futuramente. Uma boa patente normalmente é generalista. Tenho colegas q registaram patentes generalistas de outro ambito, mas so as conseguem manter durante alguns anos. Se nao ganharem pilim por elas, adeus.

  10. censo says:

    Nada disso. O Mac só vai passar a funcionar se tiver um iPhone agarrado…

    • Guiomar says:

      Mas não é um Mac, é um acessório para o iPhone que o iPhone controla!

      • Vítor M. says:

        Aaa então controla e tem poder computacional sobre o acessório? Tu não me digas 😀

        Dás uma no cravo e outra na ferradura 😀 é como eu digo 😀

        • Minuto Geek says:

          Para clarificar e acabar com a birra entre os dois: É um acessório electrónico sem poder de computação, esse, virá da acoplagem do iPhone no “cassette player”… Vai proceder ao carregamento da bateria incluída, aumentando a capacidade de uso do aparelho cujo cérebro é o Iphone… Não é mais nada do que isso, é no fundo um Asus Pad Phone mais evoluído e da marca da maçã! Não concordas, live with it…

          • Vítor M. says:

            Hehehe pois está claro, será mais ou menos isso sim. Mas está lá tudo explicado. Vamos esperara que não seja “a tranca da porta” 😀

          • Guiomar says:

            Minuto Geek, exacto!
            Vítor M., está lá tudo explicado na patente, não aqui, que lança confusão ao falar que se liga a um MacBook.

          • Vítor M. says:

            Deixa a suposição que poderá ser, vistas as imagens. Quem faz afirmações distrataras és tu, que afirmas com convicção que não é nada do que as imagens mostram. Não sabes ler o texto?

            Se olharmos para o passado, tendo em conta as patentes na resgistas e apresentadas anos antes de sair o produto, vamos que há muito mais para lá do que é descrito. Mas isso tu não pecsbes. 🙂

          • Guiomar says:

            Vítor M., o que digo é o que patente diz nas descrições das imagens. Tu em vez de ler a descrição que a Apple dá, vens com histórias sobre o que te parecem as imagens, a tua invenção… Diz claramente que o acessório mostrado nas imagens não consegue funcionar sem o iPhone ou iPad, e que o acessório é controlado exclusivamente pelo iPhone ou iPad.

          • Vítor M. says:

            Então estás a dizer que o acessório tira partido do poder computacional do dispositivo?

          • Guiomar says:

            Vítor M., what? Se o acessório é controlado pelo iPhone não é o acessório que tira partido de nada, é o iPhone que tira partido do teclado e ecrã do acessório. iPhone – host!!!

          • Vítor M. says:

            Acessório, logo como é ligado ao iPhone e tem um ecrã, como podes ver na imagem, há interacção entre ambos. Fácil de perceber. E mais, na descrição refere o dispositivo electrónico, tu é que dizes que não.

          • Vítor M. says:

            Guiomar, só tu entendeste isso, repara que todos os que viram a patente e leram os pressupostos têm todos a mesma leitura:

            http://mashable.com/2017/03/23/apple-iphone-ipad-macbook-dock-patent/

            Só tu foste o clarividente!!!

  11. Unas says:

    bom dia, esta “inovação”ou “visão futurista” foi descartada por a Fujistu em 2012, ainda existiu um prototipo podem encontrar a informação online fazendo uma rápida pesquisa. O Que para variar me espanta é em 2012 este conceito que é interessante obviamente foi descartado por não haver interesse do publico, mas aposto que se a Apple avançar também com um prototipo como a Fujisto fez em 2012 vai ser uma loucura e vender melhor que pão quente.
    O sucesso não está no conceito ou na inovação ..o sucesso está no branding e marketing.

  12. Dani says:

    A Logitech lançou o touch mouse que fazia isso praticamente desde as primeiras versões do iOS.

  13. Carloz says:

    Isto nao é nada mais do que uma Capa para o iPad com teclado, emq ue se pode ligar o iPhone para fazer de mousepad.
    Não é um Computador novo. Vejam vem a imagem. é apenas uma capa, como imensas que existem com teclado, com a diferença que agora o rato iria passar a gastar a bateria do iphone, assim quando o iPad ficar sem bateria, verás que também ficaste quase sem bateria no iphone, porque ter la um mousepad como existem em capas tipo as do Surface é demasiado banal para a Apple. Para quê ter um teclado fino e leve quando se pode fazer ficar dependente do telemóvel? lol

    • Guiomar says:

      Nenhuma das imagens apresenta essa possibilidade, de ter uma capa para iPad ao mesmo tempo que se encaixa um iPhone para trackpad. Apenas mostram possibilidades de diferentes acessórios para um iPhone ou um iPad.

  14. David says:

    Eu acho que essa será a resposta da Apple ao All in One dos concorrentes, e ao Surface em particular, sendo possivelmente esta patente representativa do que irá ser o Macbook no futuro. Para mim a Apple irá vender o conjunto completo.

  15. Knox says:

    800€ para ser um touchpad….. qualquer dia vem com um gancho e vai servir tambem para pendurar quadros e casacos.

  16. Joao Miguel says:

    E quem nao tiver iPhone não pode usar touchpad de um macbook ?

  17. André says:

    Já removeram o jack de áudio dos iPhones. Agora é só um passinho para também removerem o touchpad dos macs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.