Quantcast
PplWare Mobile

iPhone 7 é 2x mais rápido que os melhores Androids

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Nuno says:

    ” … á e tal o meu android tem 8 cores e 4gigas de ram .. ” eat’it and cry kkkk XD

    • Caramelo Voador says:

      LOL, tens uma máquina potente para fazeres chamadas e ir ao facebook… Tudo bem que é mais potente, mas em termos de funcionalidades do IOS, ainda está muito atrás do Android, seja com A10 ou não.

      • int3 says:

        Eu entendo a flexibilidade do android e a regidez do iOS. Mas tudo depende da forma como tu queres usar o telemóvel. Nem toda a gente anda a usar o android como fosse um PC na totalidade. Se calhar tu fazes isso, eu já o fiz num samsung que tive. Até máquinas virtuais tinha. Sejamos realistas. Tens um telemóvel que é para usufrir do que ele te dá. Maior parte das pessoas são nabas na parte técnica e não querem saber se o ficheiro XPTO.doc ou blabla.pdf. Só querem é que documentos funcionem. Queres enviar um documento anexo tens várias formas. Não é tão direto como no android onde tens um sistema de ficheiros completamente exposto às aplicações (uma forma de vulnerabilidade) e escolhes o ficheiro e envias mas no iOS não funciona assim. Mas faz exatamente o mesmo que é fazer chegar um documento a uma pessoa.
        Eu tenho um android e um iphone 5s. Uso os dois da forma como quero.
        Por exemplo,
        O 5S posso ter 4G constantemente ligado para receber e enviar msgs por whatsapp e outras apps, receber mails etc e a bateria dura-me o dia inteiro.
        No android tenho que ter o 4G desligado porque se tiver ligado em algumas horas (em repouso) já me come bateria como tivesse a jogar no iphone…

        iOS ou Android são bastante bons mas usam conceitos completamente diferentes e eu sei que é muito estranho para gente como tu, e eu, que está à espera de enviar uma música em .mp3 para o amigo e não dá por exemplo…

        • Luis Borges says:

          Uau! Ate que enfim que alguem explica esta “materia” de forma coerente e simples. ‘E isso mesmo! +1

        • BMJ says:

          Gostei do teu texto, só faço um reparo, o que reportas do 4G deve ser problema desse telefone, eu tenho sempre o 4G ligado e não noto isso. Esse reparo pode ser a nivel de telefone ou da imagem que vem com ele…..

        • Pedro Miguel Santos says:

          muito bem “dizido”…..

          +1

          (até ficou sem piu)

        • zrd says:

          não percebes mesmo nada. a culpa da bateria durar pouco é do google play services. engraçado dizes que tens um iphone 5s e a bateria dura um dia inteiro. depois dizes que tens um android mas não dizes a marca. tens mesmo que o pessoal goza

        • Bob says:

          Excelente articulação com bons argumentos 🙂

        • Miguel says:

          “Nem toda a gente anda a usar o android como fosse um PC na totalidade”

          Se querem usar um PC na totalidade = Windows 10 Mobile c/ continuum 😉

        • FilipeOS says:

          Bom texto, só aconselho a comprares um Nexus 6P antes de falares isso do 4G…. Comparas telemóveis sem o Doze com um iOS10 ou quase.

          • int3 says:

            Opa, a forma como eu contorno é forçar apenas 3G para baixo. O 4G come a bateria toda mesmo… 🙁
            Infelizmente não posso estar sempre a comprar telemóveis. Tenho o iphone que vai ser até ele não dar mais e tenho um da empresa que é um archos he 50b. preços totalmente diferentes eu sei e gamas diferentes. mas vai dando para o que quero.

      • MLopes says:

        se o hardware foi lançado há mais tempo e não é o último grito, o hardware é fraco. se o hardware bate tudo e todos, então é uma coisa esquisita chamada funcionalidades que ficam muito atrás dos outros..haja pachorra para tanta necessidade em se preocuparem com o que os outros têm, fazem ou gostam.
        get a life people!

      • Daniel says:

        Sabes que o iPhone é o aparelho portátil de jogos mais popular do mundo, não sabes?
        A performance é boa para essas pessoas, e para os programadores que querem fazer jogos ainda melhores

      • Miguel Marques says:

        Sempre que leio malta a guerrear sobre as capacidades do iOS e do Android fica-me sempre a dúvida.

        Gostaria que me explicassem de uma vez por todas o que é que o senhores do Android conseguem fazer melhor que a malta do iOS além das chamadas e afins!

        Tenho tido a experiência com a malta do Android, com a suas milénas de cores, buzinas, apitos e XPTO, que após algum tempo experimentação com roots e afins estão com os telefones na reparação porque acabaram por “brickar-los” ou pior torna-los completamente inutilizados devido à “liberdade” que tem com o seu terminal móvel.

        E sim, sei que vai haver malta a dizer que não sei do que estou a falar e que só um noob é que “bricka” o telefone.

        A verdade é uma só, e tenho um exemplo de um colega meu que é um defensor nato do Android e que num ano troca de telefone 2 ou 3 vezes porque nas brincadeiras algo acabou por correr mal e fica com um pisa papeis de 300 ou 400€.

        Já eu com o meu lixo do iOS tive o meu iPhone 4s sempre a trabalhar e a ultima vez que este esteve parado foi para levar uma bateria nova para ele ir para a minha filha quando comprei o 5S e ainda hoje funciona que é uma maravilha e sem stress!

        Outra das coisas é que o Samsung, ASUS, HUAWEI, etc são tão bons telemóveis que em coisa de meses desvalorizam que é uma coisa doida.
        Hoje dás cerca de 600€ por um Huawei P9 (Flagship da Huawei) passam 5 meses do lançamento e já encontras no mercado de 2ª mão por volta dos 350€-400€. é uma desvalorização em 45% e 40% em 5 meses.

    • kakka says:

      Num tablet ainda se compreende Hardware melhor e tal , agora num tlm para net e chamadas isso é uma grande treta , Mais vale comprar um tlm de 100€ e bem melhores que qualquer iphone…
      Esse resultados como sempre são adulterados como ja foi provado muitas vezes … alem do OS ser diferente , existem manhas para detectar um benchmark e aumentar os resultados , alguma vez a comprar caro mais vale comprar o ASUS zenphone 3 que ja vem com carteristicas do iphone 10
      ultimo cpu snapdragon 821 que aponte que é bem mais potente que essa treta do A10 , 6gb Ram , 256gb memoria interna expansível com cartão, dualsim e melhor ainda Android … é preferivel ter uma versão desactualizada do Android 4.2 do que a ultima do Ios que continua a mesma bosta de sempre … sem explorador de ficheiro , continua a nao ler mp3 e o OS que parece um tirado dum nokia antigo … acreditem no pai natal ou coelho da pascoa chamado Apple que vão longe … é so que dizer que tenho o ultimo iphone e tal … Eu dou-me ao luxo de dizer que tenho um wiko de 100€ que da p comprar 6 iguais pelo preço 1 iphodes , e comprei um bom tablet para ler e jogos…

      • mags says:

        é por comentários como teu que eu nem participo em discussões de ios/android ou apple/samsung… na primeira linha dizes que o hardware só é importe para tablets que não faz sentido num telemóvel e 3 linhas depois estás a dizer que é melhor comprar o asus porque tem mais ram, mais processador e mais memoria… independentemente da minha opinião e de concordar ou não contigo, a falta de coerência em comentários como o teu deixam me logo sem vontade de participar nestas conversas…

        relativamente ao wiko, é incrível, uma marca que prefere enviar para o mercado 2 modelos novos por mes e nao actualiza nem corrige erros dos modelos antigos é realmente o sonho para qualquer utilizador de smartphones… tive um que desligava sempre que lhe apetecia, tivesse 5% de bateria ou 90%… o meu sobrinho tem um que se lhe enviar uma sms com o caracter “=” o telemovel reinicia… wiko é um autentico luxo…

      • Daniel says:

        Em primeiro lugar: o A10 é o melhor CPU de smartphones do mercado neste momento. Isto é indiscutível. Vou voltar a voltar a repetir o que disse num outro post. Um CPU não é definido pelos cores e pela velocidade de rotação. É definido pelo número de transistors, caches, latências, tipo de arquitectura, die size, entre muitas outras especificações. A malta do Android fala como se fosse purista das especificações e depois não sai da superfície. E isto aplica-se não só ao CPU, como ao GPU, ecrã (este é o primeiro ecrã num smartphone com 10bit color), câmera (não é por acaso que a câmera do iphone só passou a ter de 12 mpx quando a Apple introduziu deep trench isolation nas lentes), storage (nunca percebi a tara por cartões de memória, quando não têm velocidade nem fiabilidade suficiente, no meu ponto de vista, para armazenarem ficheiros e aplicações importantes), etc..
        Eu compreendo. Os telemóveis android têm de correr na “spec sheet” para se evidenciarem da concorrência, porque não tem nenhum factor diferenciador. Para o bem ou para o mal, o iPhone não sofre esse tipo de concorrência porque tem um elemento diferenciador muito grande: o iOS. Logo, a Apple não tem de correr atrás da “spec sheet” e fazer cada componente melhor, mesmo que isso não se reflita nas specs finais. Um exemplo disto é a corrida às resoluções 4k nos smartphones, que parece a corrida à velocidade dos núcleos do CPU na década de 90. Escusado será dizer como é que isso acabou, porque toda a gente sabe da história.
        Em segundo lugar: o iOS lê ficheiros MP3, e se quiseres ter um explorador de ficheiros faz o download grátis da aplicação Documents by Readdle. Problema resolvido (a não ser para aquelas pessoas que não sabem o que são “extensions” no iPhone).

    • Alpha says:

      Já viste a diferença no multicore que referiste? Bom apetite!

    • Ricardo says:

      Bom. Ligo pouco aos benchmarks apesar de poderem dar uma ideia geral do equipamento. No entanto,temho como preferência reviews bem mais profundas a nível tecnico do componente,arquiteturas usadas etc. Nisso, o site anandtech é um exemplo. Quer o 6s,quer o 7, trazem disco SSD,embora TLC (uma vez que o sistema operativo usa pouca leitura e escrita aleatória mas sim sequencial), com uma variante do controlador de disco do macbook. Isto sim para mim importa e muito. Muda completamente a experiência de uso. Com o tempo as marcas que usam android irão usar coisas similares mas a nível tecnico,sem querer desmerecer ninguem ou marca alguma, a Apple está na vanguarda.

    • Luis says:

      De q serve tanto power se qualquer android a metade do preço executa tudo à mesma velocidade?

    • Marco Machado says:

      Primeiro o que conta é multi core e não single core pois o telemóvel tem mais que um e usa mais que um core.
      Segundo a diferença entre muti core do s7 para o iphone 7 é mesmo pequena e na minha opinião insignificante tendo em consideração que o iphone é 1 ano e meio mais novo que o s7.
      Terceiro tenho um P9 Lite que custou-me 260eur e podes ter a certeza que não é equivalente a 500eur mais lento, e à parte da camera slow motion (que não vale nada), também não acho que a qualidade da câmera seja 500eur melhor, aliás tenho modo manual e ainda tenho modos de pintura de luz.
      Para não falar da bateria, sim porque a minha não explode e com dados moveis ou wifi sempre ligados, ver 1h de series por dia, jogar um pouco, mensagens e e-mails constantemente, chamadas, facebook, instagram, snapchat, camera, uploads para o google drive, download de ficheiros de gb’s e mesmo assim dura-me 2 dias.
      Ou seja, gasta lá 750eur no Iphone e vais fazer o mesmo que eu, com praticamente a mesma rapidez e qualidade que eu com um Huawei de 260 eur. Eu cá prefiro gastar os restantes 500eur noutras coisas que fazem mais diferença do que a performance entre um e outro.

  2. MiguelDias says:

    O AnTuTu não mostra isso, o geekbenck não mostra isso, por exemplo o oneplus 3 existe uma diferença mas nunca o dobro.

    Amanhã sai o oneplus 4 e pronto deixa de ser o mais rápido e custa 3x menos.

    • nuno says:

      xiaomi mi5s…

      Duvido plenamente que os resultados práticos e veridicos sejam estes aqui apresentados.
      Em sites especializados nas comparações não é claro esta vantagem – ainda vai aparecer o Dieselgate dos telemoveis…

    • Trend says:

      Se o resultado é do Geekbench, como é que não mostra isso? Com OnePlus 3 é ainda pior no Geekbench 4. O Geekbench 4 veio mostrar que o snapdragon 820 não é assim tão bom no CPU, coisa que resultados reais já evidenciavam

  3. Luis says:

    Para quem compra ou avalia um smartphone pelo nr de cores ou quantidade de Mhz esta noticia deve ser um choque. Como tinha dito à uns dias atrás, o valor está em fazer mais com menos, e neste caso não é necessário ser exuberante com as specs para ser melhor que os outros.

    • Dumitru says:

      Pois, mas vesse que a nivel de multicore esta melhor que no multicore, coisa que o iphone é so um pouco melhor. Mas o que esperavam?! A apple faz o hardware e o software portanto devias estar melhor, coisa que no android é como o windows para desktop faz-se um OS mas instalasse em diferentes tipos de aparelhos! Mas bem mesmo assim acho que o android deveria utilizar melhor o hardware

      • Amélia Gerivaldes Castro Girão says:

        Vê-se no multicore … ou no multi-core…?

      • Trend says:

        O Geekbench não depende muito do sistema operativo, depende muito mas mesmo muito mais da forma como o CPU é gerido – velocidade de relógio, núcleos disponibilizados – e da optimização do código de cada versão do Geekbench.
        É no single core que se vê muitas das vantagens em boa parte das aplicações, pois a maioria dos processos não usam mais do que 1 núcleo, para além de que muitos dos processadores não conseguem manter todos aqueles núcleos a trabalhar no nível máximo durante muito tempo, isto é, a sua pontuação multicore é enganadora.

        • Alpha says:

          Não sejas aldrabão! O telemóvel está sempre a funcionar em multicore.

          • Trend says:

            Aldrabão? Tu teres a funcionar em multicore não quer dizer que: 1) que puxa por todos os núcleos, 2) que está a usar máxima velocidade de relógio em cada núcleo, 3) que os processos a correr são multiprocessador.
            Quando o Geekbench corre são testes multiprocessador que puxam por todos os núcleos, velocidade máxima permitida, mas são testes curtos. Se tiveres testes que duram mais do que alguns minutos já começas a ver problemas de throttling e até núcleos a desligar, isto é, deixas de poder atingir aquela performance máxima que foi identificada no Geekbench. Esta é uma crítica muitas vezes feita aos processadores usados nos aparelhos Android.

          • Alpha says:

            Vou repetir: “O telemóvel está sempre a funcionar em multicore.”
            Não quer dizer que: … 4) o FCP vai ganhar o campeonato este ano, 5) o rabo da Kim kardashian tem silicone, 6) sagres é melhor que super bock. [É a tua vez]
            Onde foste buscar os dados que te levaram a afirmar que “a maioria dos processos não usam mais do que 1 núcleo”? Isto, ignorando o facto de nunca teres so um processo a correr ao mesmo tempo.

          • Trend says:

            Alpha, por acaso já pensaste mais um pouco como é que os resultados do Geekbench são interpretados?
            “O telemóvel está sempre a funcionar em multicore.” voltas a repetir uma frase que não dá nenhuma informação relevante sobre os níveis de performance máxima, que é o que falei e que o Geekbench revela. Os pontos que indiquei caracterizam aquilo que é preciso para atingir essa performance.
            Não disse nada que significasse que só se tem um processo a correr ao mesmo tempo, mas haver outros processos não quer dizer que requerem processamento em paralelo, são apenas concorrentes nalguns momentos espaçados no tempo, necessitam muito menos tempo do processador, isto é, não é só por haver esses outros processos que se satura os núcleos do CPU e que com isso se atinge performance máxima, ou que se sai beneficiado por haver imensos núcleos.
            Resumindo, o ganho que se poderia ter naquele período viria mais de se ter um núcleo mais rápido para o processo prioritário que só consegue usar 1 núcleo, do que ter mais núcleos.

          • Alpha says:

            E tu a dar-lhe com o Geekbench…
            “É no single core que se vê muitas das vantagens em boa parte das aplicações, pois a maioria dos processos não usam mais do que 1 núcleo”
            De onde sairam estes dados?
            Haver outros processos a precisar de tempo de CPU mesmo que seja por pouco tempo torna o single core ineficiente, penso que percebes isso. De que serve ter um núcleo rápido se está constantemente em comutação de contexto? Pior que o facto do tempo de CPU necessário ser curto é ser frequentemente necessário, o que se consegue evitar com mais núcleos, deixando o outro para o processo que está a correr e sem necessidade de bloquear threads, que também não convém, como deves também perceber.
            Nunca pensei que ainda houvesse hoje quem defendesse o single core em relação ao multi… tens de me dar esses dados da maioria das aplicações hoje em dia executarem em single thread.

        • Trend says:

          Alpha, se tens problemas comigo em falar no Geekbench então estás na linha de comentários errada, pois o comentário a que respondeste primeiro centrava-se naquilo que o Geekbench revela.
          Por acaso já reparaste que se está a falar no contexto dos SoC actuais, que têm há muitos anos mais do que 1 núcleo?
          “não é só por haver esses outros processos que se satura os núcleos do CPU”
          Chego a referir-me a núcleos no plural.
          Não defendo em lado nenhum SoC single-core, defendo dar atenção à performance de processos em single-core que é donde muitas das aplicações poderão retirar vantagem no aumento de performance entre processadores.
          Também não disse que as aplicações executam em single-thread, falei em processos sem processamento paralelo, só num núcleo. As aplicações podem ser dividas em mais do que 1 processo (ex: lógica e interface, dependendo da estratégia do programador), mas acaba por ser só 1 desses processos que mais exige do processador a maior parte do tempo, podendo saturar 1 dos núcleos, e em boa parte das aplicações esse processo não tem como ser divido para paralelismo para poder obter ganhos do aumento de performance máxima multithread. Exemplo: motor javascript nos browsers. É aí que se verá o possível ganho para a aplicação, pois é aí que está o factor limitante, não no que acontece aos outros processos, que continuam a correr com o mesmo à vontade e sem grande ganho no outro núcleo.
          Percebeste agora?

          • Alpha says:

            Repetindo-me(/te) mais uma vez dados as tuas limitações:
            “É no single core que se vê muitas das vantagens em boa parte das aplicações, pois a maioria dos processos não usam mais do que 1 núcleo” Isto “centra-se naquilo que o Geekbench revela”? Não sabes a diferença entre um benchmark e as aplicações que se correm no dia a dia e que na tua opinião correm maioritariamente em single core – continuo à espera dos dados que suportam a tua aldrabice.
            Quanto ás vantagens de menos cores com mais velocidade ou mais com menos, já foi ultrapassada há uns tempos com a maioria das aplicações multi threaded, ao contrário do que advogas, pelo que dou por terminada a conversa pela minha parte.

          • Trend says:

            Alpha, agora eu é que não sei a diferença entre um benchmark e uma aplicação? lol. O que é que tu lês de cada vez que menciono medir performance máxima possível (em processos) quando falo no Geekbench?
            Citares coisas truncadas e ignorando o contexto dos comentários em que são escritas e respondidas, serve para revelar a tua arte de aldrabice?
            Ao contrário do que advogo…! mais coisas que assumes e que não digo.
            Isto não é uma discussão no vazio entre mais ou menos cores com mais ou menos velocidade. É uma discussão sobre importância de performance de processos em single core em processadores multicore, e a natureza dos processos que limitam a performance na maioria das aplicações.
            Se queres entrar numa discussão sobre processos com paralelismo (que vai além da mera concorrência), talvez devesses começar por questionar a problemática do throttling nestes processadores.

    • Mylittlelife says:

      Não interessa se tem 8 ou 4 core, tu podes ter 4 core grandes ou 8 pequenos e a performance ser idêntica.

      A questão é que em Android interessa mais vários core e no iOS mais single core.

      Agora a pergunta de 1 milhão: o que faz um utilizador com um iPhone 7 mais ou melhor que um utilizador com um iPhone 6? 2x mais velocidade para?

      Marketing …

      • MLopes says:

        então mas isso é válido para qualquer so, ios ou android, não vejo onde está o argumento…

        • Mylittlelife says:

          O argumento é exactamente isso: seja qual for o SO móvel, a partir do momento em que o aparelho está limitado ao uso que lhe damos (no caso dum smartphone chamadas, mensagens, web, email, face, multimédia e alguns jogos) chegas a um ponto em que a potência nao tem uso: 4K, potência dum desktop, dezenas de GB de RAM num smartphone? Ninguém vai correr CAD ou Maya ou programas de bases de dados empresarial num smartphone nos próximos anos.

          Marketing…

          • Trend says:

            E é só com CAD ou Maya que se precisa de potência de processamento? Não vês a evolução que tem havido com programas de video e imagem, etc, nos smartphones?

          • Luis says:

            O que dizes nem faz grande sentido, porque se fosse assim não havia evolução alguma. Continuava-mos só com o básico.
            A evolução da capacidade dos processadores tem impacto no consumo de bateria, na fluidez do dispositivo, tem impacto nas funcionalidades que são disponibilizadas pelo próprio SO e nas aplicações que são disponibilizadas por terceiros. Os jogos são o que mais “puxam” pelo hardware dos smartphones logo tem de haver evolução.
            Mais um exemplo, tenho um android de 2015, quad core com 1gb de ram, e passados uns meses cheguei à conclusão que foram 150€ para o lixo. Fluidez é coisa que não existe no smartphone, além de que a marca nem se dignou a lançar um único update. No entanto cá estou a pensar em fazer novamente a mesma asneira e comprar outro android para complementar o iphone (que não é dual sim)

          • MLopes says:

            até concordo contigo mas penso que o argumento de que uma boa parte destas necessidades resultam de politicas de marketing e de criação de necessidades é aplicável a todas as marcas. talvez ainda mais aos não iphone uma vez que esses utilizadores ligam, mais do que ninguém, às specs.

      • Trend says:

        Se tiveres 4 núcleos rápidos em vez de 8 mais lentos, significa que que nos processos que não usam vários núcleos terás vantagens na rapidez de processamento. Para além disso a ineficiência no multiprocessamento aumenta com o número de núcleos, pior ainda com processos diferentes concorrentes pois o normal é haver menos cache por núcleo.
        Se é “2 vezes” mais rápido então pode demorar 2 vezes menos tempo a realizar um conjunto de tarefas mais exigentes, só como um possível exemplo

      • Ricardo says:

        Para 90% dos users é igual ao litro. Mas para uma edição de musica ou video a nível portátil faz muita diferença. Eu aconselhava a veeem a arquitetura do chip A10 antes de se falar alguma coisa.

        • Anyway says:

          O engraçado é que isto, nos benchmark’s tem tanto score como um i7 6500u, por exemplo.

          Porque as marcas nao começam a por o a10 num pc’s deles? eram mais finos, mais baratos (um i7 6500u custa 365$), sem ventoinhas (Ainda mais finos) era brutal…

          Problema… ARM VS X86/64.. pronto, tudo dito… mas pronto, comparar isto a um i7.. nossa senhora

    • Filipe Teixeira says:

      Que contradição, então isto é fazer mais por menos?

    • MLopes says:

      nem mais @Luis, nem mais. o que interessa é o resultado final, como tantas vezes tenho dito

    • Hugo says:

      Essa é a teoria do “pago o que for preciso para ter a bicicleta mais leve”
      O factor determinante é sempre o €, a menos que andes em competições com o iPhone lol

      • Luis says:

        Nem por isso, o que eu disse é que com 4 cores (aparentemente só funcionam 2 de cada vez) o A10 bate toda a concorrência, que tem 8 e 10 cores, e que para compra em função do nr de cores o iPhone deveria ser mais barato. Eu acho que não, a investigação e desenvolvimento tb devem ser pagos… digo eu. Quem quer comprar barato já por aí N opções, e não censuro quem compra 😉

  4. Crow- says:

    Neste momento estão os iHaters a coçar a cabeça a tentar perceber como é que o android chinês do bufo com 8GB de RAM e 20 cores é uma lesma à beira do iPhone lol

  5. jaquim says:

    Bom investimento para minar bitcoins estes novos iphones… E para gaming claro xD

  6. Miguel says:

    Pronto. O dia vai ser de indivíduos anti-apple a esmiuçar argumentos para rebaixar o iPhone. Porque supostamente, na boca de muita gente, a Apple está a morrer e este iphone é um fiasco. Acho muito bem que este iphone apresente estes resultados. Se é caro, tem que apresentar resultados, não poder ser só nome. Aquilo que tenho mais curiosidade é o incremento de qualidade áudio nos phones lightning. Como qualquer bom músico sabe, o Jack 3,5 rouba muita qualidade áudio.

    • BMJ says:

      Nunca entendi porque se usou jack 3,5 e nunca se evoluiu (iOs ou Android), já que tanta coisa foi evoluindo, parabéns à Apple por ter tido coragem!!! lol

      • Marco Rua says:

        Rapaz, apple por ter tido coragem de quê? já á equipamentos para android sem esse jack a algum tempo. Tens o lenovo moto z, LeEco (Le 2, Le 2 Pro e Le Max 2) que tb nao tem. E há mais mas agora nao me lembro do resto

      • Trocato says:

        Qual coragem? Já viste o Moto Z?

        • sómaisum says:

          O LeEco, como falaram, sim, pode ser considerado.
          Já o Moto Z não acho que tenha se antecipado: mostraram um modelo em junho(?), e ainda não está a venda, só pré venda. Não é para arranjar desculpa, só um comentário.

          E 3 anos, se não antes, deixa de haver esse jack 🙂

          Houve uma altura que nem jack havia!

          • Marco Rua says:

            E digo mais isso do jack não existia antigamente, e como era feito essa ligação dos phones. Era pela entrada do carregador. Portanto nada de novo. Em relação ao moto z ja esta a venda, primeiro que o iphone 7

  7. Nelson says:

    Para mim o iPhone 7 só tem um problema como alguns modelos anteriores, pagas mais com menos hardware.

    • MLopes says:

      o erro está precisamente em pensar-se que se está a pagar hardware. tu não pagas o hardware, pagas um produto que na sua composição também tem hardware.
      o valor do produto é mais do que a soma das partes que o compõem. isto é assim com todos os produtos, telemóveis ou não. caso assim não seja o consumidor não compra e o produto é um fiasco

      • Alpha says:

        Bla bla bla, whiskas saquetas…
        O hardware é o responsável maioritário pelo custo de um telemóvel, que implica um custo individual em cada equipamento, o restante corresponde a custos diluídos pelos milhões de dispositivos vendidos. Pagas por “ar quente”, é o que é…

        • Ricardo says:

          E os 5 anos de suporte que ganhas tambem não se pagam?

          • Alpha says:

            “custos diluídos pelos milhões de dispositivos vendidos”
            Ou achas que desenvolvem um SO para cada iPhone individual?

        • MLopes says:

          conheces o preço de produção de um iphone ou de outro equipamento qualquer do género? será talvez à volta do 120/140 euros enquanto o preço final é de mais de 600 euros. no caso do iphone 7 cerca de 900 euros.
          agora explica-me lá como é que podes dizer com honestidade que o “responsável maioritário pelo custo de um telemóvel” é o hardware?!!!
          deixa de fumar essa coisa que faz rir porque anda a fazer-te mal e quem se ri é a malta que lê o que escreves 😉

        • MLopes says:

          não pagas “ar quente”. pagas a soma do valor intríseco com o valor extrínseco do produto

    • Luis says:

      Nelson, consegues detalhar melhor essa teoria do pagar mais com menos hardware? Falta-lhe alguma peça? É mais lento? tem menos funcionalidades? Ou isso que dizes é só por não gostares da marca e vens debitar alguma coisa?

  8. Zé Paulo says:

    Estou a espera do Pixel.
    IOS nunca mais.
    Trocar Android pelo IOS foi de uma grande infelicidade de minha parte.

  9. Pedro says:

    Como maior parte dos que compram os iPhones é mesmo para mostrar que têm iPhone, isto até é o que menos interessa. Até podia ser o mais lento.
    E mesmo com tanta velocidade, “iPhone doesn’t have jack”

    • Mota says:

      +1

      Eu uso Android e pouco me importa números. Eu dou mais valor à usabilidade. Portanto isto a mim, não me diz nada.

    • Carlos V says:

      Sim… E quem compra o S7 edge é para quê?
      Quem compra iphone compra o SO e o acesso à loja da Apple.
      O edge é o telele mais bonito alguma vez feito smo. Nao o compro porque tem mesmo android. Se tivesse outro SO como w10m, ios, ou mesmo tizen ou linux… Agora um SO da googletona de informacao pessoal… Nem pensar. Assim tenho de ficar no meu 640 xl. Apple é demasiado feminino fica para a esposa.

      • Pedro says:

        Também já vi muitos S7 para o mesmo efeito (entre outros).
        Por isso, é que tenho o meu tlm de 100€ há mais de 2 anos que serve para o que quero (só o gps é que podia ser melhor). Se não é para ter muito uso, não vale gastar fortunas.

    • int3 says:

      Estamos na era do wireless. Já temos ratos BT, teclados BT, auriculares BT, ou seja, tudo de forma sem fios.
      Acho que o jack 3.5mm esteja a morrer. Dá jeito em muita coisa, mas por exemplo no meu carro no rádio uso USB para dar música (melhor qualidadE) ou bluetooth (qualidade média) com o mesmo efeito. Mais tarde, vem sempre melhorias no bluetooth e a qualidade vai estar sempre a chegar à qualidade do cabo.
      Pensa bem nisso.
      E não precisas de ter aqueles fones de 180 euros para ouvir música… Tens outras soluções.

      • Anyway says:

        Desculpa ser mauzinho contigo, mas existe uma coisa que se chama “Limite dos seres humanos”. O que quero dizer como isto é, tudo por wireless vai e não vai ser nada bom. Devido à quantidade enorme de ondas que vai haver no dia de hoje e para mim, cabos é a melhor coisinha!!! Ligas o cabo e voilá, melhor / mais rápido / menos falhas etc etc etc.

        Fica aqui um artigo para lerem: http://www.dailymedicalcases.net/apples-new-wireless-headphones-emit-radiation-right-next-to-your-brain/

        Micro-ondas ali, a centimetros do teu cérebro. CABO !

        • int3 says:

          Isso já foi debunked à bastante tempo.
          as radiações EM são do tipo não-ionizante por isso não provoca cancro visto que não têm energia suficiente para arrancar os eletrões dos átomos (ionizar).

      • Pedro says:

        Tenho uns Sennheiser MX-375 que me custaram salvo erro 20 euros e que usam o tal “jack que está a morrer”.
        Quando vou para o trabalho, uso-os no meu tablet (android) no barco, no metro uso no meu iphone 6s e no escritório ligo-os ao portátil, basicamente tenho uns phones “universais” que funcionam em tudo.

        E em casa tenho uns Sennheiser PC-320 que partilho entre o pc e a tv da sala quando estou a jogar playstation 4.

        Por este caminho, daqui a uns anos vou precisar então de uns phones lightning para o iphone, talvez uns usb-c para o tablet e uns de jack 3.5mm para o portátil…

        Sim, também tenho aquela “pancada” evitar ondas wireless a mm do cérebro para além do facto de ter mais um equipamento para carregar a bateria para além do telemóvel e do tablet. Isto sem contar com o facto de ter de dar salvo erro 180 euros por uns simples phones quando podia comprar uns sennheiser por esse preço, mas com muito melhor som.

        • sómaisum says:

          Ondas wireless a cm do cerebro? Já levas com elas todos os dias, várias vezes, mesmo sem phones, e tas preocupado com essas?

          E imans a volta do cerebro, também não te faz mal?

          • Anyway says:

            Há uma diferença das ondas que vêm a kilometros (as que “levavos” todos os dias) e as ondas que um dispositivo produz a cm do teu cranio.

          • int3 says:

            @anyway
            Não. não há diferença nenhuma na distância. Se tens uma torre a 100kW de potência de radiação vais levar-la com uma potência menor mas com uma energia bastante elevada. Milhares de vezes mais que os BTs que têm uns meros miliwatts versus os kilowatts.
            Como disse, estas frequências não conseguem carregar energia suficiente para tornar-las ionizantes.

        • Anyway says:

          A cena é que uns fones wireless para ter a mesma qualidade de uns de cabo, pagas 4x/5x o preço a mais…..

        • Trend says:

          Tu não precisas de dar 180 euros para arranjar “phones” por bluetooth

      • Alpha says:

        Já tive teclado e rato BT, há uns anos atrás, agora voltei para os fios, o ser “mais evoluído” ou mais recente, não significa que seja necessáriamente bom. A tecnologia sem fios tem muitas desvantagens. Com tanta coragem e ainda não implementaram carregamentos sem fios nem carregamentos rápidos. Numas coisas dão passos maiores que as pernas noutras ficam presos ao passado.

    • MLopes says:

      acho que todos gostaríamos de perceber com que base estatística fazes essa afirmação ou se é só complexo de inferioridade.
      get a life, talvez aí deixes de fazer juízos de valor sobre os outros

      • Hugo says:

        MLopes infelizmente há mesmo muita gente que pensa assim. Claro está que não podemos generalizar, mas é certo que acontece muito mais com Apple e Samsung que outras marcas.
        O mesmo acontece com carros e roupas.

      • Pedro says:

        Não é complexo de inferioridade.
        Eu podia ter um iphone, não é por inveja e não porder comprar que não tenho. E sem prestações. Mas cada um faz o que quer desde que não interfira com os outros.
        Mas que é verdade que maior parte das pessoas compra certas marcas mais para mostrar que para mais nada é.
        Já vi muitos de iphone na mão a comprar eletrodomésticos dos mais baratos que existem. É que os eletrodomésticos não se anda com eles na rua a mostrar.

        e por falar em juízo de valor, o teu “get a life” foi um tiro no pé, pois acabaste tu de fazer um sobre mim. irónico, não é?

  10. censo says:

    Xiii….tanta vaidade para afinal fazer…chamadas telefónicas…e mensagens…

  11. zecatronix says:

    Neste caso os benchmark já tem toda a utilidade.

  12. JP says:

    Volta a guerra da treta. 99% das pessoas não precisa desse speed todo mas precisa sim que o sistema não encrave quando vê uns vídeos ou envia um email… Isso todos aqueles modelos na comparacao fazem bem
    A guerra nos computadores era igual há uns anos, hoje ninguém liga. Aliás a venda de pés com processadores fracos é significativo ativa.
    Ficam os gamers, contentes

  13. noob says:

    Sou noob. O que faz o single core e o que faz o multi-core? etc Quem me saberá fazer essa distinção humildemente?

  14. Ruben says:

    Então porque fazem comparações do s7 com o iphone 6s sendo que este támbem saiu mais cedo?
    Incrivel como conseguem arranjar sempre uma “desculpa/argumento” para este tema. Cada um compra aquilo que quer e pronto.
    Quanto ao facto das noticias do iphone, esta é a altura deles e daqui a uns meses as noticias voltarão ao normal.

  15. Alexandre says:

    Não percebo muito de cores e daí a minha questão (que até não está de todo relacionado com esta notícia).

    Supondo que temos um equipamento de 4 cores em comparação com um de 8 cores que possuem exactamente a mesma pontuação. Não é sempre preferível ter os 8 cores nem que seja por questões de gestão energética?

    Isto partindo do princípio que os cores só entram em funcionamento quando necessário .

    Está-me a parecer que um equipamento atinge a capacidade máxima quando os cores todos entram em funcionamento e estando este raciocínio correcto, a vantagem deste iPhone (apesar de me parecer um belo equipamento) é residual face à concorrência.

    Agradecia um esclarecimento se alguém não se importar, gostava de perceber melhor como funciona a coisa.

    • Anyway says:

      Para isso é que a Apple meteu dois low-cpu’s para ajudar nas coisas menos pesadas e gastar menos.

      Os 8, gastam todos o mesmo seja um programa/sistema leve ou pesado.
      O da apple, nas coisas mais basicas, gasta ainda menos porque usa os low-cpu.

      E agora para nós os todos, quase toda a gente faz algo básico durante o dia. Existe exceções, como é obvio, mas para quase todos, nos IOS/Iphone tens essa vantagem.

      Outra vatagem é que raramente usas sistemas multicore, existem alguns programas que tiram proveito disso mas não todos.

      • Mylittlelife says:

        Lol. Anyway: o sistema “Apple” é o mesmo que a maior parte dos fabricantes já usam à geracoes: Core “mini” e energeticamente optimizados para tarefas light e Core “performance” para tarefas pesadas. Qualcomm, Samsung, Mediatek, etc. já tem isso há tempos…

        Agora a questao é: tanta performance para? Se ao menos o utilizador tirasse vantagens disso como ecras QHD AMOLED ou jogos com qualidade PS3-PS4 é que era.

        Ai e tal tao potente como o MBA com i7… e? Para jogar joguinhos de smartphone e ir ao facebook? Isso até um SD 800 com 3 anos de idade faz com fluidez…

        Ai e tal nao precisa mais que 1 GB e dual core porque ao ser 64-bit está super fluído e optimizado….. ok entao agora para o mesmo já anda em Quad Core e 3 GB RAM? Atao a super mega optimizacao e 64-bit que nao precisavam de mais? E nao venham com a conversa das fotos que isso faz o circuito de imagem em tempo real e com um consumo mínimo de RAM.

        Marketing…

        • Anyway says:

          Estava a falar de energia, eu disse foi que a apple tem dois low-cpu’s para gastar menos em certas tarefas e aí podes ter um ganho de energia. Era disso que me estava a referir.

      • Alpha says:

        O sistema funciona permanentemente em multicore, pois apesar de alguns programas correrem apenas em single-core (cada vez menos), nunca tens só um processo a correr.

  16. cabecinha pensadora says:

    uma notícia para lá de EXPLOSIVA

  17. David Guerreiro says:

    Não percebo os comentários tipo “ah, agora chorem, os androids são mais lentos…”. Quem faz os SoC não é a Google, nem “o Android”, mas sim fabricantes como a Mediatek ou Qualcomm. Se esses equipamentos têm CPU mais fraco é culpa de quem os fabrica, não do Android.
    A diferença é que no iPhone a Apple controla desde o hardware até ao software, nos smartphones com Android já não.O hardware é de uma empresa, o software de outra.

  18. Ricardo says:

    “….ai e tal o iphone usa hardware obsoleto para a atualidade….” Looool

  19. RicardoMonginho says:

    hehehe. No fundo, fico muito feliz por ver que o meu One Plus 3 (399€) está no top 5 dos melhores do momento, ombreando com 4 concorrentes todos eles de valores acima dos 599. Muito bom! 😀 Continuem a fazer equipamentos melhores, sejam android ou iOS. Só faz com que a concorrência tenha de se aplicar. Não é apenas por ter android que digo isto: divirtam-se a gastar rios de dinheiro em equipamentos 😛

    • Co2 says:

      Compro um IPhone 7 por 700 euros e fico 3 anos. E você compra no mesmo período no mínimo uns 2 ou 3 aparelhos e gasta 1.200 euros. Afinal de contas aparelhos com Android é uma treta. Confesso que já tive é só perdi dinheiro.

      • Pepe says:

        Bom dia, no meu caso, comprei um google Nexus em 2014 e ainda o tenho em boas condições e a cumprir as funções para o qual o destino de forma discreta. Obviamente que foram surgindo N equipamentos entretanto, e com características muito interessantes, mas graças às actualizações e pelo fato de funcionar bem nunca senti a necessidade de o substituir.

  20. Pepg says:

    Só que apanhasse rede em sítios com pouca rede já era bom! Do 4 para o 5s e para o 6s foi sempre a descer, na captação de rede…

  21. iSad says:

    Hiya ja compro um. Nao espero mais um ano e triplica, 6 plus com IOS 10 e 5S e nenhum encrava.

  22. Marco says:

    Pessoalmente nunca tive nenhum IPhone, logo não posso dizer que não justifica o preço, que IOS é melhor ou pior que A ou B, mas certamente, e no meu caso Android dá-me outra “liberdade”, que o IOS e o IPhone em si não dá, nomeadamente, customização a nível de ROM, kernels, apps e funções portadas etc etc.
    Tenho tido vários Android, desde dual-cores, quad, octa, hexa… MTK e Qualcomm, baratos, intermédios, caros.
    Actualmente tenho um LG G4 e um Xiaomi Note 3 Pro, e à exceção da camera, e talvez o ecrã, o Xiaomi é bem mais interessante. Soc semelhante, e mesmo assim o Xiaomi bate o G4 em benchmarking, customizado então nem se fala. E por 1/3 do preço. Já ficou ” brickado” 7 ou 8 vezes, sem baseband, sem IMEI, e voltou sempre à vida.
    Já pensei várias vezes em IPhone, mas essa falta de poder alterar, melhorar, customizar, faz-me manter no Android.
    Lá está, cada SO, cada equipamento, tem os seus defeitos e virtudes, o que interessa é escolher aquilo que melhor assenta no uso que queremos dar.
    Cumps

  23. Jose says:

    é muita velocidade mesmo

    vou comprar 2, estou convecido

  24. Valadares says:

    Para consultar o e-mail e usar as funcionalidades básicas… Até qualquer Android serve perfeitamente.

  25. Pinho says:

    Só faço uma pergunta…..
    O que o Android faz que o IOS não faz ????? (tirando a parte da costumização do sistema).
    Obg.

  26. PGinTheHouse says:

    Esta titulo tem tanto de fantástico como de incorrecto
    A10
    Single Core -> 3285
    Multi-core -> 5285
    https://browser.primatelabs.com/ios-benchmarks

    Samsung S7
    Single Core -> 1806
    Multi-core -> 5228
    https://browser.primatelabs.com/android-benchmarks

    De qualquer forma, independentemente do fanatismo do pplware pela maçã, creio que devia de haver mais cuidado no que é escrito. O A10 é o melhor processador e mais rápido… é neste momento sem qualquer dúvida. Mas 2x mais rápido… santa paciência !

  27. steve jobs dead says:

    contra factos não à argumentação Apple é muito melhor

  28. daiquiri says:

    ???
    Não entendo. nas tabelas a cores onde aparece o s7 não aparece o iphone. Falam do geekbench cpu 4 e encontro o iphone 7 com 1259 pontos (https://browser.primatelabs.com/v4/cpu/search?utf8=%E2%9C%93&q=iphone+7)

    Onde está o resultado desses pontos todos? não encontro o link.

    (p.s. pplware, não há nada que possam fazer para o meu email não ficar encalhado em moderação todas as santas vezes?)

    • Trend says:

      lol, já reparaste que esse resultado é falso? Versão errada do sistema, L2 Cache errado e quantidade de RAM errada, a que se soma o nome de entrada errado – os modelos de iPhone 7 estão identificados no Geekbench como iPhone9,4 e iPhone9,3

    • Alpha says:

      Cria uma conta nova, faz 3 ou 4 comentários a elogiar a Apple e ganhas uns tempos de comentários sem moderação, funciona sempre. Por falar nisso, está na hora, que também já recomeço a ficar “em moderação”.

  29. Celso says:

    Cá vamos nós….

    Android e iOS possuem conceitos muito diferentes na hora de execução das apps. O multi core é mais importante em Android do que em iOS. No iOS o resultado single-core é rei e senhor.

    Mas, números à parte, utilizem o que preferirem e respeitem as escolhas do outros.

  30. jmmso says:

    Depois da eficácia invejável na actualização para o iOS 10 em 24h, surge agora mais esta notícia absolutamente “explosiva”. Tenho pena dos defensores do Android…

    • Hugo says:

      Vou te contar um segredo:
      Muita gente tem Android por opção própria. Não te inveja, nem a ninguém. A única pessoa que há aqui a convencer és tu. De que fizeste um bom investimento. Força nisso 🙂

      • jmmso says:

        Obrigado caríssimo, realmente o meu iPhone 6 com 2 anos e com o iOS 10 continua a “bombar”

      • Joao C says:

        Errado Hugo, tu que andas sempre aqui a comentar e presumo que les outros sites de tech basta ler os comentarios e sao muitos os que admitem ter android porque n podem comprar iphone…o unico topo de gama android que vende é da samsung (htc, lg, huawei, nexus n vendem nada de topos de gama, repito nada) e mesmo o da samsung ha inumeras pessoas a voltar ao iphone porque aquilo laga com o tempo.

        • Hugo says:

          Respondendo a ti e ao jmmo.
          Obviamente que há muita gente que não tem sequer pra comer…já todos sabíamos.
          Tenho Android. Podia comprar JÁ 10 Iphones e ainda me sobrava pra comer, comprar um carro e ainda ficava com € na conta…felizmente.
          Em relação ao “2 anos e com o iOS 10 continua a “bombar”…nos últimos 5 anos gastei +/- 450€ em telemóveis e o que tenho actualmente, segundo os benchmarks, dá baile ao Iphone 6.
          Podes ter feito uma boa compra, mas tendo eu gasto menos e tendo um telefone melhor acho que ainda fiz melhor compra não?

  31. Filipe F says:

    A pergunta chave… Correram Android no iPhone 7 e testaram? Ou pelo contrário correram iOS num telemóvel com Snapdragon 820 e testaram?
    Senão, como é que podem comparar 2 sistemas diferentes em hardware diferente?
    É como dizerem que o MacOS é mais rapido que o Windows.. Sempre foi verdade, até ao dia que meteram Windows 10 num Macbook e perceberam que não só o Windows no Macbook era mais rapido, como a autonomia era maior que a conseguida com o MacOS.
    Portanto são testes para vender, é o marketing da Apple, onde sabemos que o jornalismo se rende a troco de publicidade

    • Jorge Carvalho says:

      Essa pergunta não é a chave 🙂
      A compreensão do que é um benchmark é que deveria ser evidente 🙂

      Abc

    • Renato says:

      +1
      Gostava mesmo de ver um iPhone a correr o adroid XD.

      • Pedro says:

        Em teoria podes, o Android é só um SO (sem drivers) quem fabrica os drivers são as marcas de componentes por isso se tiveres todos os drivers para o Android dos fabricantes do hardware do Iphone então sim é possivel com algum trabalhinho. O problema é que não tens muitos drivers que eu saiba só o Wireless é que tem correspondente em Android.

  32. O Gajo says:

    Parece fácil. E por acaso é.

  33. str says:

    Mais rápido talvez mas o mais falado sem dúvida que é o Samsung Note 7, just saying eheheheheh, tava a brincar pessoal

  34. Pedro says:

    No maximo o iphone é 5% mais rapido que o saumsung s7… single core é 2x mais rapido, ok.
    Mas o Multicore nao é o que interessa?

    A10
    Multi-core -> 5285

    Samsung S7
    Multi-core -> 5228

  35. Rui Madeira says:

    Realmente a Apple atropelou a concorrência. Mas aqui a questão nem é comparar com os outros. Temos de olhar é para o iOS, para as apps que usamos é o proveito do serviço global.

    Isso é o que importa.

  36. el dizzy says:

    Compreendo em parte estas discussões acerca de sistemas e afins.
    Contudo, questiono-me acerca da escolha acertada. Vejo muitos comentários de supostos programadores a defender o android e windows… Quando vejo profissionais da programação e hackers a sério, vejo sempre a maçã.
    Afinal quem tem razão? Por que razão os melhores do mundo usam a maçã quando, na opinião dos “sabedores”, tudo o que é windows e android é melhor???

    • Rafael Encarnação Cardoso says:

      Por que o IOS é desenvolvido apenas para meia dúzia de telemóveis e todos deles, logo é um sistema mais estável.
      O Android é menos estável por que é desenvolvido para funcionar em milhares de telemóveis de marcas diferentes.

  37. David Ramos says:

    Tudo graças ao ios. Isto porque não dá para fazer grande coisa… É como pegar num Windows lento, desativamos alguns serviços e fica logo 2x mais rápido. Em termos de hardware não é melhor que a concorrência. Se fizerem jailbreak fica 2x mais lento lol. Mas a verdade é que para a maioria das pessoas o IOS é o ideal.

  38. Alpha says:

    Para além do telemóvel nunca estar a funcionar em single-core, que é feito do desprezo dos iFans por estes benchmarks? Já não perguntam se o “dobro da velocidade serve para ver um vídeo ou ouvir uma música em metade do tempo”?

    • Caça patos says:

      Top, não fales muito alto que eles ainda acreditam que estás a falar a sério.

    • Trend says:

      Parece que tens um problema em interpretar os resultados de benchmarks

      • Alpha says:

        Problemas de interpretação é contigo, não te tiro o lugar! Para além disso também tens problemas de memoria, pesquisa aí os comentarios nos artigos anteriores de benchmarks onde o iphone levava baile.

        • Trend says:

          Pesquiso o quê?
          Sim, tens problemas de interpretação, não fazes ideia o que é que o teste single-core do Geekbench é suposto medir. Não tem nada a ver com o telemóvel só funcionar em single-core, tem a ver com medir performance disponível para processos intensivos que só use um núcleo, que é o que acontece em muitas aplicações, por exemplo com motores javascript de browsers, etc

        • Anyway says:

          O trend tem razão, quando mais potencia ter um core, melhor é executar as funcões futuras… estas a usar 2 cores, depois uma app usa outro (se este “outro” for melhor, melhor sera para ti na execução), logo já tens proveito mesmo com os outros dois em multi-core.

          • Alpha says:

            Quanto mais “potencia” tiver um core, melhor é a executar uma thread, ou se quiseres um processo single threaded, que são (cada vez mais) uma minoria; para além disso, tens sempre vários processos a correr em simultâneo, se não tiverem nenhum core disponivel, ou recorrem a um dos ocupados o que é menos eficiente (e lá se perde a “potencia toda”) ou então fica bloqueado, à espera, o que como podes imaginar não é de todo desejável (imagina ouvir musica aos soluços enquanto fazes outra coisa qualquer no telemóvel).

        • Alpha says:

          “Pesquiso o quê?” Se provas fossem precisas dos teus problemas de interpretação… O quê? Pesquisa aí como se faz um bolo sem farinha, não foi disso que eu falei?
          Sim, é melhor em processos single thread, e esses são a maioria?? E enquanto corre esse processo intensivo, bloqueia os restantes (aka uniprogramação)? Continuas a fazer de conta (és bom nesse jogo) que não há sempre múltiplos processos a correr em simultâneo, que tiram partido do multicore.
          Se desconheces o multi-therading em Android:
          https://developer.qualcomm.com/blog/multi-threading-android-apps-multi-core-processors-part-1-2

          • Trend says:

            Isso de tu assumires coisas que não digo e ignorares outras que escrevo e o contexto em que se fala, tem muita “piada”.
            Sim, vais ter que ser muito mais específico com esse “o quê”, para se entender qual é esse suposto meu problema de memória sobre benchmarks. Parece que andas a atirar bolos à parede a ver se colam.

            Já por mais do que 1 vez que vens com essa de assumires que disse que só corre 1 processo de cada vez, nunca disse ou pensei tal coisa, isso nem sequer faria sentido pois os próprios sistemas operativos têm sempre dezenas de processos activos, é uma característica que já têm há décadas. Mas ter vários processos activos não quer dizer que estão constantemente a usar o processador e que requerem processamento paralelo e saturem os núcleos, ou que ter muitos mais núcleos melhora a performance – contexto os SoC usados nos smartphones têm há muitos anos pelo menos 2 núcleos.
            Haver esses outros processos não quer dizer que acabem por saturar um dos núcleos e afectem a performance do processo principal que corre apenas num núcleo. Haver esses outros processos concorrentes não te diz que vais obter ganhos por aumento da performance máxima multi-core dum novo processador, pois o factor limitante no processo principal naquele período é a performance
            de 1 núcleo.

          • Alpha says:

            Só por ser compreensivo com as limitações de outros, eu explico como se fosses uma criança (presumo que não sejas):
            Pesquisas o quê… ” pesquisa aí os comentarios nos artigos anteriores”, simples. Que comentários? “desprezo dos iFans por estes benchmarks”, como vês a interpretação era fácil por ser bastante directa, só tens saber de ler, experimenta!
            Restante comentário, respondido no outro comentário.
            Bom fim de semana.

          • Trend says:

            Alpha, finalmente dás a clarificação e finalmente se fica a saber que não tem nada a ver com o que digo ou com as minhas posições. Ou seja, areia para os olhos

    • Rosso says:

      Deves estar a fazer confusão Alpha. Para ver o video ou ouvir musica tens os “cores de apoio” que pouco gastam de bateria. É provável que os principais nem saiam do ralenti. É so vantagens! 😛

  39. Daniel says:

    O A10 é o melhor CPU de smartphones do mercado neste momento. Isto é indiscutível. Vou voltar a voltar a repetir o que disse num outro post. Um CPU não é definido pelos cores e pela velocidade de rotação. É definido pelo número de transistors, caches, latências, tipo de arquitectura, die size, entre muitas outras especificações. A malta do Android fala como se fosse purista das especificações e depois não sai da superfície. E isto aplica-se não só ao CPU, como ao GPU, ecrã (este é o primeiro ecrã num smartphone com 10bit color), câmera (não é por acaso que a câmera do iphone só passou a ter de 12 mpx quando a Apple introduziu deep trench isolation nas lentes), storage (nunca percebi a tara por cartões de memória, quando não têm velocidade nem fiabilidade suficiente, no meu ponto de vista, para armazenarem ficheiros e aplicações importantes), etc..
    Eu compreendo. Os telemóveis android têm de correr na “spec sheet” para se evidenciarem da concorrência, porque não tem nenhum factor diferenciador. Para o bem ou para o mal, o iPhone não sofre esse tipo de concorrência porque tem um elemento diferenciador muito grande: o iOS. Logo, a Apple não tem de correr atrás da “spec sheet” e fazer cada componente melhor, mesmo que isso não se reflita nas specs finais. Um exemplo disto é a corrida às resoluções 4k nos smartphones, que parece a corrida à velocidade dos núcleos do CPU na década de 90. Escusado será dizer como é que isso acabou, porque toda a gente sabe da história.

  40. me and me says:

    super sumo! telefone mais rapido do mercado…..

    no dia a dia é melhor do que um lumia 630 com windows phone 8.1? NAO.
    porque? porque em termos de funcionalidades UTEIS acrescenta BOLA…

    para alem de que em termos de fluidez o lumia ainda faz frente a este ferrari dos telefones.

    ah, e ambos fazem chamdas, vao ao facebook, tiram fotos, têm whatsup… etc etc etc etc…

    na minha opiniao ter um super telefone para no dia a dia do utilizador nem saber usar um terço do telefone…. nao serve de nada

  41. Rosiane says:

    Eu acho que não

  42. TM says:

    Mais uma tristeza. Por mais que tentem me fazer mudar de ideias, o iphone ou android serve para ir ao face, jogar uma coisita ou outra e mandar sms/telefonar, nada mais, tanta potencia que sinceramente até me faz chorar. E mais, estas guerrinhas todas de que o iphone é o melhor ou o android é perda de tempo e inteligencia, 99,99999999999999999999999% de quem compra um iphone nem sabe o que raio é um processador, apenas querem o iphone pk é um iphone e dá estatuto, na mais(e ya eu adoro o design do iphone mas fica por aí). Tenho 1 Samsung A5 que custou 300 euros(e já é muito), e a meu ver, é demasiado potente para as miseras tarefas que se faz nele. Portanto, se querem gastar 800 euros num iphone porque ya é um iphone, do it.

  43. Golden says:

    Bem depois de ter alguma curiosidade em ver as tais diferenças do modelo anterior para o novo iPhone 7 quanto a performance, se o novo é 2X mais rápido que que os melhores Android, então isso também se pode aplicar ao iPhone 6s Plus, estou a ver que alguma diferença está mais é na câmara do IPhone 7 Plus.

    https://youtu.be/kVvK2pxy39c

  44. LMR says:

    Há aqui qualquer coisa que não bate certo, se o A9 já foi comparado em benchmarks com outros processadores de smartphone e perdeu. Como é que o A10 é 40% mais rápido que o A9 e 2x mais rápido que qualquer outro processador de smartphone???

    Gosto de iPhone e de Androids, mas esta notícia não faz sentido.

  45. bola says:

    Ainda gostava de saber que aplicação ou sistema operativo trabalha single core para que esta afirmação seja verdadeira, alguém que esclareça ?

    • Trend says:

      Não é a aplicação trabalhar em single core, são processos a trabalhar single-core, e na maioria das aplicações os processos mais exigentes são single-core, e tens como exemplo o uso de javascript nos browsers, o que afecta a rapidez no funcionamento de tantas páginas na internet nos dias de hoje. Não é por acaso que os aparelhos da Apple sobressaem sempre nos testes de javascript de browsers.

      • bola says:

        Admito que possas ter alguma razão academicamente a nível dos Processos, no entanto quase todos os sistemas operativos fazem intrinsecamente uma gestão de threads por processo mesmo sem tu te aperceberes.

        E quase todas as linguagens sem fazeres nada já ajustam o código para que os kernels façam o que têm que fazer e distribuam as tarefas. Academicamente falando, 1 processo pode ter n threads e cada thread pode correr em 1 core diferente ou não.

        🙂

        • Trend says:

          Os sistemas operativos não inventam threads para processos, é o programador da aplicação que terá que desenvolver o código para que possa correr em vários threads.
          Mas aqui a questão é muito mais específica ainda, é a divisão por vários threads idênticos em processamento paralelo nos vários núcleos, que é o que o Geekbench faz por ser o que representa o máximo de performance que se pode retirar, e isso é algo que não é possível para muitos processos, pois não têm como ter esse nível de paralelismo.
          O que tu vês em muitas aplicações é o programador a dividir a aplicação em processos, separando por exemplo interface da lógica, coisas que podem correr momentaneamente em paralelo, mas em que acaba por ser só um dos processos a usar continuamente e intensamente o CPU.

          • Trend says:

            Isto é, não é por haver vários processos que isso significa que estão todos a correr sempre ao mesmo tempo e a exigir o máximo do CPU ou requerendo processamento em paralelo.

  46. Agostinho says:

    Porque que para falar bem de um android tem de falar mal do iPhone ?

  47. Artur says:

    Qualidade preço performance e desempenho prefiro o meu oneplus 3 de longe o melhor.

  48. Tiago says:

    Boas
    A guerra entre fãs de Apple e samsung no meu ver é ridícula.
    Eu tenho um iPhone 6s plus e um samsung s7 edge.
    Ambos os telemóveis são poderosos, e acredito que o iPhone 7 sai neste momento a frente da concorrência.
    Vamos ver em desin, ambos são uma peça muito bonita, mas eu sinceramente prefiro o desin do s7.
    No que diz questão no hardware, as especificações do samsung batem o iPhone 7, mas isso não quer dizer que o samsung é melhor.
    O sistema Android é um sistema mais pesado mas aberto aos utilizadores que faz com que os aparelhos que rodam Android sejam mais potentes, por outro lado temos o IOS, um sistema muito mais fluido, mas também mais limitado, que faz que os iphone não precisem de ter um hardware tão potente, para executar as tarefas que no meu ver, melhor que qualquer Android, mas acredito que neste momento não exista nenhum iphone que conseguisse rodar o Android como faz o samsung s7, mas aqui prefiro o iPhone pk o sistema bem mais fluido.
    As câmaras dos s7 e o iPhone 7 plus, ambas as câmaras são boas, penso que aqui é um empate, ambas tem os seus pontos fortes e os pontos menos fortes, mas comparando o iPhone 6s a samsung s7, claramente o s7 é bem melhor.
    Em geral a escolha não deve cair pelas especificações. Mas sim pelo o gosto de cada um. Se prefere Android ou iOS.
    Depois sim optar pelo o telemóvel, e qual for a escolha entre iphone 6s ou 7, samsung s7 ou note 7, Sony z5 premiun ou xz e one plus vai ser uma boa escolha, pk ambos rodam o sistema com muito rigor

    • JN says:

      Muito bem, somos dois! Já estava com receio de ser o único… 😉 Não entendo essas guerrinhas estúpidas e só as consigo conceber tendo em conta que muitas dessas pessoas só conhecem um dos lados ( e muitas vezes o lado “negro” de cada um dos lados – em 2016 uns têm apenas um iPhone 4 ou 4s e outros nunca tiveram mais que uma “chinesesice” de mais de 150/200 euros, mas são felizes a dizer mal de x ou de y! E falam que se fartam!!) 🙂

  49. Invision says:

    Engraçado que é duas vezes mais rápido mas os speed tests contam outra história…mais uma vez as tretas dos benchmarks que não servem para nada

    • Trend says:

      De que speed tests estás a falar?

      • Invision says:

        Se querias o link, já não me lembro, mas se pesquisares no youtube encontras. Era contra o galaxy s7 por exemplo. Mas atenção que há um(ou mais) videos em que o galaxy deve estar adulterado/defeituoso pk no teste do geekbench está bastante abaixo do que é normal para o galaxy s7 (ves logo qual é porque há vários comentários a questionar isso)

        • Trend says:

          Vais ter que dizer um “pouco” mais do que isso. Que tipo de speed test é que é?
          É bem mais fácil tu pesquisares e encontrares o que falas do que eu pesquisar para ficar em saber qual é o que realmente falas.
          Se é o tipo de teste que estou a pensar, nesse tipo de testes os iPhones ficavam quase sempre à frente, e são testes que dependem muito mais da velocidade de acesso à memória do que o poder de processamento.

          • Invision says:

            Epa sinceramente não tou para procurar porque não ligo grande coisa a isto. Era um speed test normal a abrir apps, não tinha nada de especial. Fui ver por curiosidade, não tenho paciência nenhuma para estas guerras ridículas de iphone “é isto e aquilo”

          • Trend says:

            Não tens paciência e não ligas grande coisa mas pelos vistos tens a paciência para falar dessa coisa?
            Ficamos então com este a contar outra história
            https://pplware.sapo.pt/smartphones-tablets/iphone-7-arrasa-completamente-galaxy-note-7

          • Invision says:

            lol já vi que és fanboy da Apple. Sim o iphone 7 ganhou ao note 7. Caso não tenhas reparado os snapdragon infelizmente no último ano foram um fiasco e essa comparação foi feita com o note 7 com snapdragon e nao exynos. Btw a samsung não é nada de especial por isso também não é de admirar que a Apple ganhe. Deixa sair os pixel phones por exemplo e depois falamos.

          • Trend says:

            Pois é, pelos vistos já te interessa. O iPhone 6s Plus já tinha sido melhor que o Galaxy S7 com o mesmo processador Exynos.
            Esperas pelos Pixel para dizer alguma coisa, mas os Pixel parece que vêm com Snapdragon que segundo a própria Qualcomm, não tem muito melhor performance que o fiasco… afinal já disseste alguma coisa.

          • Invision says:

            Vem com uma revisão do snapdragon, caso não saibas não é a mesma coisa. Mas já vi que és daqueles que vibra demasiado sempre que alguém fala do precioso iphone lol. Eu apenas disse que os speed tests não provam que é duas vezes mais rápido, não disse que o iphone não ganhava. E estas comparações com telefones da samsung valem o que valem pk aquela skin da touchwiz e o bloatware e alterações ao sistema não ajudam em nada a performance dos telefone, se perceberes alguma coisa do assunto sabes muito bem disso. Raw performance é com android puro, não é com OEMs manhosos a alterar tudo. Há vantagens de ter skins ou alterações OEM, mas performance não é uma delas. Mas acho sempre piada a quem defende o iphone com unhas e dentes, normalmente é malta que só usou samsung e nunca experimentou mais nada

          • Trend says:

            Como disse “vêm com Snapdragon que segundo a própria Qualcomm, não tem muito melhor performance que o fiasco”
            O 821 não tem muito melhor performance que o 820, quer pelo que a Qualcomm disse, quer por alguns benchmarks que têm saído de aparelhos com esse processador. A sua vantagem é principalmente por melhoria no consumo.

          • Invision says:

            Menos consumo, menos calor, menos throttling, melhor performance. E como disseste e bem, não depende apenas do cpu

          • Trend says:

            Invision, mas estes testes não duram tempo suficiente para atingir throttling significativo. Essa é inclusive uma das críticas à interpretação que é feita dos resultados de muitos benchmarks. De modo que não é por aí que esta história muda.
            O speed test não depende só do CPU (a maioria dele nem sequer é dos mais intensivos para o CPU). Depende também da velocidade de acesso à memória flash, mas só para o ano é que aparecerá em smartphones o UFS 2.1 que poderia reduzir a vantagem que o iPhone tem.

  50. Sérgio Abreu says:

    Gosto do iPhone sinto firmeza neste produto nunca tive um gostaria de ter um Pois eu não posso comprar mas não custa sonhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.