ICQ está de volta e agora com muitas novidades


Destaques PPLWARE

17 Respostas

  1. João Silva says:

    Oh no… The Skype/Whatsup/Viber killed…

    A História do ICQ parece a de Portugal: Olha, fomos os pioneiros, tivemos em todos os cantos do mundo… Depois não soubemos evoluir e caímos em desgraça… Agora venham investir em nós, pois estamos quase, quase a sair da crise…

  2. ÁRF says:

    Ahooo (onomatopeia para o inesquecível som do icq)

    Seria um milagre ver o ICQ renascer…

    RIP

  3. Pedro Fernandes says:

    O ICQ foi inovador e pioneiro. Infelizmente como outros serviços adquiridos pela AOL, acabou por morrer.

  4. alexandre says:

    Há 14, 15 anos usava bastante!! E era muito bom. Vou experimentar para ver…

  5. ElectroescadaS says:

    Pois eu continuo à espera dum serviço que tanto possa usar no Windows ou no Android (preferencialmente que funcione noutras plataformas) que com um programa só eu possa comunicar-me tanto com o Hangouts, Skype, Facebook chat, Yahoo, etc…

    Sim porque as pessoas usam o que gostam e não tenho nada que instalar vários programas para falar com todos os meus amigos, claro que se puder adicionar pelo menos voz seria “ouro sobre azul”… :mrgreen:

  6. Dumitru says:

    De notar Vitor que para mandar mensagens gratuitas para outros pessoas que nao tenham a app ‘e preciso ter acceso a internet! E a pessoa ira receber na mensagem o link to teu icq e mais uma tretas e depois a tua mensagem! Mas mesmo assim so de poder mandar mensagens gratuitas para outras pessoas que nao tenham a mesma app ‘e muito bom! Na minha opiniao se a equipe de icq continuar vai crescer! Eu ja dei o meu feedback a eles dizer o que esta mau e bom!

  7. Sherlock says:

    Não esquecer que ICQ significa I Seek You.

    Tenham cuidado.

  8. Xfera says:

    Parece-me a mais transversal de todas as apps.
    É sempre um problema ter uma app que funcione em Android, Windows Phone, iOS, PC e transmita texto, ficheiros, voz e video. O Hangouts anda lá perto, mas não existe para Windows Phone (embora exista para iOS). Esta versão do ICQ teoricamente vem colmatar esta falha.

  9. Nuno Vieira says:

    Há muitos anos usei, porém o MIRC era o mais usado em 2003, depois surgiu o Messenger (MSN),

    O que guardei do ICQ e ainda hoje é o aviso da chegada dos meus “emails” é mesmo o aviso sonoro, “incoming email”.

    Hoje é como o fast food, tudo que seja novidade vende-se, mas passado algum tempo as pessoas voltam aqueles que mostram mais consistência.

    Para mim hoje em dia o melhor é mesmo o Skype, que a integração com os smartphones quer com o PC, quer com as smart TV.

  10. Romeu says:

    Aquele som de notificação ainda está no ouvido…
    Ainda se lembram como dava para enviar SMS para TMN e Telecel? (não me recordo se a optimus já existia) E ainda dava notificação de entrega! É claro que só durou algum tempo – depois as operadoras barraram.
    Parece-me que o mercado já está demasiado fragmentado; não deverá ter sucesso.

    Cumps

  11. Manuel Campos says:

    Senhor Comendador Vítor Martins,para quando uns valentes wallpapers aqui para o pessoal??De tanto estarem de molho ficaram de baixa. :):) Um forte abraço de um grande portista para outro grande portista. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.