PplWare Mobile

O FBI já consegue aceder a qualquer iPhone com o iOS 11


Daniel Jesus

Curioso desde cedo por tecnologia, procuro aprender e partilhar um pouco mais a cada dia que passa.

Destaques PPLWARE

45 Respostas

  1. carlos p says:

    a final o iphone não é seguro. ah. nada que com um update o resolva 😀

    • SSilva says:

      1º *Afinal
      2º Como é que resolves um problema de segurança? Não é com um update? Ou vais trocar um touch screen para resolver um problema de segurança? LOL

      • carlos p says:

        foste rápido a responder flor. KKKKK

        • SSilva says:

          SwiftKey existe para android e para iOS e dá-se menos erros. Quanto ao “Flor” tenho um Huawei P10 e um iPhone 6s e em nenhum comentário defendi uma marca. Apenas disse que se conseguirem resolver o problema será resolvido com um update obviamente.

      • LG says:

        Até pode ser simples resolver um problema de segurança quando se conhece o problema. Duvido que a Cellebrite forneceu detalhes à Apple em como estão a conseguir entrar no sistema…

  2. AiOGajo says:

    Ah e tal o iPhone é segur… XIUUU XIUUU! CALUDA!

  3. Não Interessa says:

    Privacy is an ilusion, get used to it!

  4. Filipe says:

    Quem comprar o programa da Cellebrite poderá ter acesso ao iPhone, nao e só o FBI alias o que nao falta é empresas que tem acesso ao prgrama.

    • Francisco Pinto says:

      Errado. A Cellebrite não vende o programa que consegue aceder ao iPhone. Estes são enviados para a Cellebrite! Se vendesse a Apple comprava e nem de uma hora precisava para descobrir como é que o programa acede ao iPhone e resolver o problema.

  5. Toni da Adega says:

    Ele não irá explicar. Irá pura e simplesmente negar

  6. AJorge says:

    E ninguém aqui se preocupa pelo facto de estarmos todos à mercê da espionagem sionista e norte-americana? Tal não seria a paranóia de manchetes e debates nas TVs se fossem os russos a violar a nossa intimidade!!!

    • Toni da Adega says:

      Como é podes estar à mercê da espionagem sionista e norte-americana? Que eu saiba eles não podem ir á tua casa apreender o smartphone e levar para um laboratório para aceder a não sei o que.

      • cat says:

        Mas alguém que mo roube e queira aceder aos meus dados, pode leva-lo até eles. Ou não pode ?

        • Toni da Adega says:

          Sim, normalmente é o que o pessoal faz, rouba iPhones e depois apanham o primeiro voo para os states vão á sede do FBI pedem para desbloquear o dispositivo e passado uma semana estão de volta.
          Com esta técnica conseguem roubar em média 4 iPhones por semana, das coisas mais lucrativas que existem.

    • Cortano says:

      “se fossem os russos a violar a nossa intimidade”.
      Deixa de tirar nudes e os Russos deixam de ser um problema para a tua intimidade.

  7. cat says:

    Esta Cellebrite é o máximo. Que se lixe a segurança dos dispositivos. Não dizemos nada a ninguém, o problema não é identificado nem corrigido e, entretanto, ganhamos uma pipa de massa ! Não importa se é por causa de um terrorista, para ver as selfies nuas da vizinha, ter acesso às contas bancárias de alguém ou para roubar o próximo segredo industrial. Queremos é o “bom”. Capitalism at its “best” !

    • Joao says:

      1500 dólares para aceder a um iPhone é no mínimo, barato.
      Se o teu disco rígido for à vida, em Portugal, podem até levar-te mais do que isso para recuperarem a informação.

      Portanto, 1500 dólares, até estão a ser good guys.

  8. alkapone says:

    No mundo informatizado tudo será sempre susceptível de ser hackeado / quebrado a segurança. A diferença é teres um aparelho que o “zé da esquina” desbloqueia e outro que só uma empresa especialista o faz, que neste caso até parece ser única no mercado.

  9. bom senso says:

    mas é assim tão difícil perceber que não existe nada infalível, sempre que alguém inventa algo que diz seguro , pouco depois aparece outro que arranjou maneira de ultrapassar a segurança, portanto a Apple não está a imune como muitos pensam, é como qualquer outra também pode ser hackeada…

    e gostei da parte do update como se isso valesse de alguma coisa…

  10. Helder says:

    Provas?

    Cada um escreve o que quer… especialmente a Forbes que é mentirosa e continua a mentir todos os dias..

  11. fernando says:

    No que toca á segurança, seja lá qual for ela, toda vulnerabilidade começa do lado de dentro, ou seja, se tens um sistema muito seguro contra ataques externos, um dia o mesmo será comprometido devido a falha a humana, pois segundo o velho ditado que perdura ainda sob os nossos dias, é que a carne é frágil. O quero dizer é que se o FBI afirma que têm uma empresa de fora que consegue desbloquear o sistema de segurança do Iphone tudo não passa simplesmente para tapar os olhos do povo, na minha opinão alguém de dentro forneceu algo mais do que devia.

    Também é verdade, todo sistema operacionnal ainda se encontra em fase experiemental, prova disso, o por que que lançam constantemente actualizações? Nada é 100% puro olhem o caso da Água que nós bebemos?

    Sim não fizemos nada obscuro o por quê temermos?

  12. Enfim... says:

    Simplesmente a Apple nao e assim tao segura como eles pintam… apenas os hackers nao andavam “virados” para a Apple. Prova disso?
    – as ultimas falhas de seguranca que teem sido graves
    -em eventos hackers o iphone e o primeiro a cair
    – o FBI aceder a equipamentos através de empresas externas

    O mundo hacker tem se virado mais para a Apple e com isso as falhas existentes a anos que ninguém queria saber estao a ser descobertos, e prova disso esta na trapalhada que a Apple logo a seguir faz quando lança um update para tal… corrige esse mas cria outro…

  13. ervilhoid says:

    Não sei qual o espanto, foi por ser a Forbes?

    https://pplware.sapo.pt/tag/cellebrite/

    Israelitas estão no topo em exercício aramaento e espionagem..

    Infelizmente estes e americanos fazem o que querem e são sempre os bons da fita

  14. poiou says:

    Para o pessoal das leis/informática forense, pelo menos cá em Portugal isto não invalida a prova por duas questões:
    – Se na informática forense trabalha-se sempre com imagens obtidas via write-blockers e com hashes, ao desbloquear o dispositivo não se está a escrever no sistema?
    – Ao enviar o dispositivo para outra empresa, não se pode levantar o problema de o dispositivo vir a ser comprometido por essa empresa?

  15. Kleos says:

    Nada é seguro. PONTO. Mesmo os 3310 as operadoras acedem as sms e chamadas se quiserem. Tudo, tudo o que tem rede tem canais de acesso .PONTO. Pode ser mais fácil ou dificil aceder.

  16. falcaobranco says:

    Se o ultimo trimestre de vendas da Apple não foi bom, o próximo semestre não deve ser muito diferente…senão, pior ainda! :/

  17. Pintor says:

    Isto de andar a dizer que estas coisas são para combater terrorismo é uma treta.
    Usar um telefone descartável por dia por chamada smart ou sem ser smart, acho que qualquer aspirante a terrorista já deve fazer isso. O que interessa é espiar todo e todos para benefício de uns poucos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.