Face ID estará a ser enganado por irmãos?


Destaques PPLWARE

57 Respostas

  1. Miguelito says:

    lol o suprasumo da seguranca!

    Velho código ainda é o mais seguro….

  2. Gustavo Dezen says:

    Que bacana, quando a Apple lança uma tecnologia todos querem correr pra encontrar falhas, mas quando os concorrentes o fizeram não existiu essa corrida rumo a divergencia, isso é algo que eu realmente gostaria de entender…

    • SC says:

      Todos… mas mesmo todos os sistemas de autenticação/segurança dos Smartphones são testados e “hackeados” e depois noticiados em todo o lado. Neste momento a Apple fez um marketing gigantesco em torno a esta vanguarda de segurança, como é óbvio foi e será testada. Como eu já tinha referido em alguns posts anteriores a segurança é uma utopia e só ingénuos acreditam. Pelos vistos este sistema de segurança ainda é mais fácil de ser ultrapassado que o iris scanner e impressões digitais que quase só são “hackeados” com recurso a material de CSI :).

    • Santos says:

      O assunto é q a aple fez enorme publicidade a esta suposta novidade q as outras marcas já tinham faz tempo, pois afirmavam q as outras tinham falhas o q era verdade.
      Agora descobrirmos q afinal a aple n inovou nada pois o seu sistema tb falha como por exemplo o S8

  3. Filipe F. says:

    Normal… É uma tecnologia nova e obviamente por agora será falivel, muito falível. E só não dizem ainda que é falivel com máscaras de silicone ou moldes 3d porque se esqueceram nesses testes todos que já se viram pelo youtube, que o faceID deteta se os olhos estão abertos, e todos os testes que ja fizeram com mascaras, elas não tinham olhos desenhados.

    Isto é um sistema que no futuro se verá ser bastante fácil, basta ir ao facebook de algúem, pegar numa foto de perfil, usar um de 1001 programas que modelam fotos 2d para 3d, e fazer um molde em impressão 3d ou silicone. Bem mais facil que obter uma impressão digital de alguem sem estar com a pessoa

    • SC says:

      Normal!? Só ser for para ti, para mim e para quem sabe que a segurança é uma utopia. Para a Apple e para os seguidores este sistema é… seria o topo da segurança em dispositivos móveis.

    • rodrigo says:

      ja vi videos onde o proprio dono fez uma mascara de silicone da cara dela e nao desbloqueio.
      ja vi videos com gémeos idênticos a desbloquear mas tb vi videos com gémeos QUASE idênticos a nao desbloquear.

      e agora?? tens algo mais a dizer?

    • Pois says:

      Desculpa lá, quando alguém apenas precisa de olhar para o telefone para poder pagar com o meu telemóvel, não, não é normal.

      Isto era normal se apenas fosse utilizado para entrar no telemóvel. A partir do momento em que substitui passwords, então deixa de ser “normal”. Muito pelo contrário.

      Os requisitos de uma feature teoricamente de segurança não pode ser enganada desta forma.

  4. Raquel says:

    Meu rico leitor de impressões digitais

  5. Andre Ferreira Andrade says:

    isso e uma feature….. Face ID family unlock… ele sabe que ele é da familia… e desbloqueia… mais ainda, o sistema reconhece se o irmao vai contar algo do que podera ver no iphone do irmao , e so desbloqueia, se o irmao nao for um xivo de primeira….

    Mas tb, sejamos honesto… por 1200 Euros, que queriam??? por esse preco nao se pode pedir muito mais ne….

    e o ecra OLED ter imagens fantasma ou queimadas… é uma forma de inovadora de apresentar motion blur no OLED…. por 1200 Euros, mau era se nao tinha essa feature….

  6. verdades says:

    Estava a ver que esta notícia nunca mais saía aqui no pplware, onde se fosse android já estavam a bater em cima.
    Falta também falar no caso da rua em andamento, em que o face id simplesmente não funciona.
    Sem touch id como alternativa podemos considerar este iphone x um flop da apple.

    • Vítor M. says:

      Isso não é de todo verdade e faz-me lembrar pensamentos desses quando o Touch ID foi lançado. Logo na altura alguns como tu vieram logo a terreiro dizer mal da tecnologia, tal como estás agora a fazer e que mais tarde, quando aparecer outra, vais dizer que deveria voltar ao Face ID, tal como agora estás a dizer para voltar ao Touch ID e que no passado tanto mal “disseste” e outros como tu o fizeram do Touch ID 😉

      Não se excitem, o Face ID chegou agora, está a aprender e vai mostrar porque é o melhor sistema de segurança de sempre, tenham calma que isso que estão a dizer é uma repetição do que disseram do Touch ID que agora usam como sendo o melhor que têm 😉 Calma…

      O iPhone X apenas poderá ser o mais vendido dos iPhones da Apple, e se assim for, batendo o iPhone 6s, poderá ser o mais vendido dos iPhones do mundo… será que vai chegar a esse número mágico? A ver vamos 😉

      • celso says:

        “e vai mostrar porque é o melhor sistema de segurança de sempre”
        Ainda estou para perceber o porquê dessa expressão. Usado para o bem ou para o mal, considero ser melhor os cuidados que devemos ter(trocar palavras passe regularmente, não usar aplicações duvidosas, etc) do que esse sistema.
        Uma pessoa culta, pelo menos em matéria de tecnologia, como você, sabe bem que essa expressão não é correta.
        Sinceramente, não pretendo criticar o sistema em si, até pode ser bom, mas deve-se sempre desconfiar da fiabilidade de todos os sistemas. E este, não é exceção.

        • Vítor M. says:

          Como culto e entendido na matéria e porque estamos a falar de smartphones, digo e afirmo, que o Face ID será o standard de segurança de todos os smartphones nos próximos anos (e não só smartphones, tal como vimos a Apple a migrar o Touch ID para o Macbook Pro). Assim como o Touch ID foi repudiado quando a Apple o lançou (repudiado por meia dúzia de fanáticos anti-apple) e passou a ser o standard de segurança até há poucos dias, (com a apresentação do Iris Scan e com a à apresentação do Face ID), segundo alguns analistas deste mercado o Face ID está já a espoletar uma corrida à tecnologia por parte dos fabricantes de smartphones. Por isso, volto a afirmar, que este serviço será o standard de segurança dentro de pouco tempo e que se estará a tornar no melhor sistema de segurança de sempre.

          Agora os linhas mestras para perceber a razão. A Apple é das maiores, se não mesmo a maior, empresa no mundo com base de dados de cartões de crédito. Será provavelmente o mais sensível produto que qualquer empresa tem a seu cargo, a segurança do dinheiro dos seus clientes. Ora, como é sabido, a receita da Apple depende dessa confiança, a maioria dos seus clientes têm o cartão de crédito depositado na Apple e se este serviço Face ID não fosse de total confiança a Apple nunca, jamais, o colocaria a permitir a identificação e acesso ao “dinheiro” dos clientes.

          O mesmo sistema se passou com o Touch ID. Não se esqueça que o que está agora a dizer foi amplamente decalcado à altura que saiu o Touch ID 😉 por isso, estas dúvidas, estas suspeições levantadas para criar ruído, são apenas até “os vossos” dispositivos virem com esta tecnologia embutida, depois é tudo do melhor, vão ver 😉

          Quanto ao que está a dizer, repare bem, eu nunca disse que qualquer que fosse o sistema era perfeito, isso não existe, não há sistemas perfeitos. Muitos insistem em achar que a Apple faz sistemas perfeitos…

          • Ricardo Melo says:

            Como culto e entendido na área de igual forma, só posso dizer com toda a certeza e segurança que dá teoria à prática existe uma linha que os separa. O FaceID não vai ser o sistema mais usado pela concorrência da Apple, até porque ao que parece a a Apple definiu a utilização do FaceID após as falhas contínuas de tentar criar um sensor biométrico por baixo do ecrã, algo que aparentemente vai mesmo existir, veremos se vai ser a Samsung a consegui lo.. O FaceID está a demonstrar as suas inconsistência e vulnerabilidades assim como outros sistemas também os têm, a questão é que na prática ele não é prático de se usar com um sensor biométrico e não é de todo seguro como obviamente a Apple quer fazer crer. Vamos ver o seguimento do mercado e o que o mesmo vai definir!

          • Vítor M. says:

            Sim sim sim… a história mostra-nos isso mostra 😀 claro que sim. Tal como referi há uns anos, na introdução do Touch ID, vamos esperar para ver… (mas já sabemos como se porta o mercado).

          • José says:

            Não percebo é essa associação exclusiva das tecnologias chamadas de touchid / faceid à apple. Estas tecnologias de reconhecimento facial, sistemas biométricos, scan da retina / íris já existem há anos. Por isso como é que o faceid está a despoletar uma corrida à tecnologia? O que diferencia dos sistemas que já existiam?

          • Vítor M. says:

            José no segmento smartphone tal como eles existem, quem os introduziu? Falemos em experiência de utilização conseguida 😉

            Estranho é só depois da Apple ter introduzido o Touch ID e a reintrodução da leitura biométrica é que todo um mercado se mexeu 😉 mas OK

          • José says:

            Se não me engano o primeiro a introduzir um sistema biométrico nos telemóveis foi a motorola, e sistemas faciais já tinha visto de raiz nos huawei (embora com tecnologia muito mais básica).

          • Vítor M. says:

            Tenho ideia que foi a Motorola, mas a um nível onde nos PDAs já se usava e não funcionava. Lá está, a tecnologia tem de ter uma boa experiência de utilização e desde o dispositivo da Motorola nos dispositivos móveis, IBM nos computadores até ao que a Apple trouxe há uma vazio, ninguém deu vida a essa tecnologia. A Apple agarrou no conceito, que nada tem a ver tecnicamente com o que a Motorola apresentou, deu-lhe usabilidade, qualidade de experiência, segurança e ecossistema e hoje é o standard da segurança no segmento mobile. A Samsung agarrou na leitura da Iris e tentou fazer o mesmo. Embora possa ser uma óptima solução, parece que não vai conseguir tornar a mesma numa tendência (mas também não foi a primeira a usar, mas deu-lhe qualidade de utilização).

          • José says:

            Concordo também com o Ricardo. Um sistema de reconhecimento facial gera muitos falso positivos ou muitos falsos negativos, consoante os vários pontos a ter de reconhecer ou não na cara. As pessoas engordam/emagrecem, têm borbulhas, barba, cabelo cresce, etc. Neste momento o mais seguro (não a 100%, aí acho que está toda a gente de acordo, tal não existe) é o sistema biométrico e o próximo será o scan da retina. São só opiniões claro 🙂 a tecnologia está sempre a evoluir, e quem sabe o que virá aí

          • Vítor M. says:

            Vamos ver então, mas nunca acreditem que uma empresa que tem na sua base de dados milhões de cartões de crédito e que é um garante dos seus números $$$… iria claudicar 😉 não acreditem sff num cenário desses, olhem só um bocado para o mercado como ele está hoje. Depois façam as vossas apostas. Boa semana 😉

          • raulleal says:

            O windows Phone ja saiu com o reconhecimento facial no meu Lumia 950, e funcionava bem embora não o rápido o suficiente e com os problemas que afetam este tipo de tecnologia, os mesmo que a apple esta a sentir agora.

            Agora dizer que este tipo de tecnologia e melhor que o leitor biométrico e um grande treta! as digitais são únicas para cada user! e não vida real não e como nos filmes para sacar copias de digitais com fita-cola. a Apple so tornou o acesso via digital famoso por ser a marca que e. qq coisa que a apple faça vai ter sempre mais visibilidade que qq outra no mundo, mesmo que seja uma bo**a!

            mas enfim sistema perfeito de desbloqueio so quando nos implantarem um chip NFC na mão com encriptação gigabit ,pro telefone ler essa informação.

            😀

          • Vítor M. says:

            O teu Lumia 950 tinha reconhecimento facial 2D, alias, qualquer smartphone hoje pode ter, não falta software para isso. Estamos a falar noutro nível de serviço. É como estares a comparar um Motorola Q PDA com o teu Lumia 950… ambos dão para telefonar e receber mail 😀

            Sobre o que achas que é uma grande treta, bom, é apenas o método militar usado, segundo consta, nas mais altas esferas do secretismo. Mas podes sempre achar isso sim 😉 mas estás enganado. Sobre as impressões digitais… também não é como pensas, bem pelo contrario. Segundo alguns especialistas forenses, ainda ninguém provou que as impressões digitais são únicas e as famílias podem compartilhar elementos do mesmo padrão. Mas lê um pouco sobre esse assunto para te inteirares de alguns dados muito interessante da natureza humana 😉

            Na parte do “dizer mal da Apple”… pronto, tornou-se num fetish de alguns. É estranho porque estamos a falar de tecnologia e o importante é estes dispositivos e estas tecnologias servirem-nos.. e não ao contrario. Mas há literatura fantástica no que toca a sistemas de segurança, procura que vais gostar de ler.

      • Raquel says:

        O TouchID não teve que aprender, ou a impressão digital é a mesma, ou então não desbloqueia.
        Como podes dizer que é a mesma coisa. Não conseguiram colocar o Touch ID embutido no ecra principal, então arranjaram esta alternativa, e não queriam por atrás como a concorrência.
        Foi um fail e está a ser.

        • Vítor M. says:

          Primeiro, quem disse oficialmente que queria o Touch ID embutido no ecrã? Podes mostrar-me sff onde a Apple ou qualquer fabricante afirma isso?

          Segundo, se a Apple tem uma tecnologia que isola o seu smartphone, porque haveria de colocar o Touch ID para desvalorizar o investimento no face ID? Não tem lógica verdade?

          Terceiro, tal como o Touch ID se tornou um standard, após a Apple o ter introduzido no mercado, o mesmo acontecerá com o Face ID, segundo notícias vindas da cadeia de produção, há já uma corrida dos fabricantes a esta tecnologia.

          Portanto, dadas as vendas a enorme procura pelo iPhone X eu diria que está a ser um super sucesso. Tens de corrigir a visão que tens da realidade. Olha para a procura e para a oferta 😉

      • José says:

        Eu sinceramente não confiava o acesso ao meu dinheiro nem pela impressão digital nem muito menos pela cara. Esta última então muita gente tem acesso a ela (através de fotos / redes sociais, …). Estou já a ver alguém a comprovar que com uma simples impressora 3D (e alguns dotes artísticos :D) quebrar facilmente esse tipo de segurança.

        • Vítor M. says:

          Mas o PIN de 4 dígitos confias 😉 eu percebo-te, mas não sejamos ingénuos, a segurança tem de ser melhorada a um nível mais intimista. Os sistemas biométricos e futuramente ao nível neuronal são os mais seguros, rápidos (obrugatoriamente ambivalentes) e é isso que a sociedade hoje exige. Podemos discordar, mas seremos levados pela evolução, não temos hipótese. Mas eu percebo-te 😉

          • José says:

            Confio! 🙂 Usando o mesmo argumento vai a SIBS brincar com o dinheiro de milhões de portugueses? Um pin de 4 dígitos com 3 tentativas, só o descobrem se estiverem a observar. Mais uma vez, ao contrário da informação da nossa cara que está acessível a toda a gente. Para além de ser preciso acesso físico ao cartão – igual ao telemóvel, daí o argumento de serem milhões de cartões não serve.

  7. LG says:

    TouchID: 1 em 50,000
    FaceID: 1 em 1,000,000

    Eu não sei como a Apple chegou a esta conclusão, mas uma face tem muitas “incógnitas” (óculos, bigode, cabelo, expressão facial etc…) que uma impressão digital não tem. Resta a Apple deixar-se ficar assim ou lançar um update que melhore o desbloqueio por FaceID. Problema é se ficar mais restrito poderá causar problemas para desbloquear

  8. Helder Vaz says:

    Não há nada que se compare ao meu smartphone com iDNA, este não falha, analisa o ADN da minha pele assim que pego nele, não importa em que parte a minha mão está em contato…
    Se falhar três vezes, só é possível desbloquear após a recolha de sangue numa palheta que é conectada na porta USB C… Se for o caso de não ter comigo as palhetas para recolha de sangue, o Smartphone envia um SMS com um código aleatório, para até 5 números previamente configurados…

    Apple 2030

  9. ervilhoid says:

    Na apresentação fiquei com a ideia que tinham dito que o sistema ia aprendendo ao longo do tempo, deve ser normal falahar logo nas primeiras tentativas com pessoas tão parecidas

  10. SmarTech says:

    FaceID tem imensas falhas, demora por vezes a desbloquear em algumas condições e cenários. Eu uso-o há 3 dias e infelizmente já teve algumas falhas. Pelo que sei, o FaceID já foi enganado por gémeos portanto não é impossível.

    Continuo a achar que o TouchID será sempre o que liderou tudo. Aliás, relembro que até há bem pouco tempo um inquérito relatava que apenas 21% dos utilizadores usavam qualquer coisa relacionada com desbloqueio facial e que tinham preferência em usar os dedos para desbloquear o mesmo. Ou seja, a aposta nesta tecnologia foi sem anexo. Talvez vejamos um TouchID feito no ecrã depois de já existir no novo Samsung S9 (que a marca confirmou que vai ter…)…

    FaceID pode ser muito avançado mas no final pouca gente vai querer usar, aliás, como é artigo APPLE todos os fanboys vão dizer bem, mas se fosse de outra marca, o pessoal diria x e y. Como sempre, tudo tem falhas e nada é perfeito, nem daqui a 20 anos vai haver um smartphone perfeito.

    iPhone X é engraçado, mas de longe ser um telemóvel com inovação. Só ganha na fluidez que como sempre, rendo me face a qualquer outro equipamento, mas no dia a dia para ser franco não noto muita diferença face ao S8+ ou Pixel 2, excepto na rede social Instagram que no S8+ adora dar crash e empancar.

    Eu avalio o iPhone X num price range de 700/800€ e não tem nada que justifique os 1200€ (com o carregador rápido). Mas há sempre pessoas disponíveis a darem os 1200€ nem que passem fome 🙂

    E volto a dizer, iPhones duram tanto quanto outros equipamentos e depois chamam as pessoas de ignorantes por dizerem tal quando tenho fundamentos e provas das afirmações (tenho um iPhone 4s que tem imensa dificuldade em fazer as tarefas) e tenho um iPhone 6 que corre lindamente o iOS10. Já o meu S2 e S4 funcionam na perfeição portanto tarem a chutar bocas a pessoal que sabe mas que eles não admite quem a pessoa possa saber por x ou y afirmações é no final triste e sem dúvida fanatismo.

    Eu valorizava a Apple se eles valorizassem o consumidor. Em tempos valorizei… quando alguém estava a frente da mesma empresa. Agora… o FaceID pode ser prático e seguro, para mim nunca irá estar a altura do TouchID e claro, são apenas gostos!

    Gostos são gostos, nada mais…

  11. Daniel says:

    Como qualquer sistema de inteligência artificial, a fiabilidade aumenta ao longo do tempo. Ao fim de 2/3 semanas de utilizam estas falhas deixam de acontecer

  12. piri_vm says:

    Alguém pode esclarecer umas coisas?
    O FaceID funciona com qualquer ângulo?
    Ambientes com pouca Luz?
    Suados?
    Molhados?
    Como é em relação à maquiagem?

    Estive com um na mão, não pude testar o FaceID, mas gostei do toque. A posição dos botões está impecável para mim.
    Não gostei da ‘barra’ fica uma cagada, mas penso que será uma coisa que com o tempo se habitue. Não deu para ver mais.

    • SmarTech says:

      O FaceID nesse campo é bastante bom no contexto de não ter problema se tiveres suado, molhado, mas em ambiente de pouca luz e reflexos como luz solar, coisas assim pode dar algum problema.

      Eu reparei que nem sempre ele consegue desbloquear porque depende do ambiente em si, pode demorar mais do que um simples segundo.

      Mas no geral, está porreiro… embora com algumas falhas!

  13. Jorge Carvalho says:

    Pode ser que um dia percebam onde está o erro nesta historia. Como ninguém até agora parou para pensar , fica para a posteridade 🙂

    Abc

  14. Rui RM says:

    No último vídeo.. Realmente é difícil distinguir os dois irmãos LOL que fail.. PIN!!

  15. AqueleGajo says:

    Não é o FaceID que falha, são as pessoas que o estão a enganar xD

  16. Paulo Santos says:

    Pergunta de desentendido na matéria:

    Um sensor de Íris não é seguro?

    • Cada um.. says:

      E… É talvez até mais seguro que o faceid
      Mas não é a Apple que lançou e diz ser ultra hiper seguro logo não é seguro…
      E depois fazer uma copia descarada da Samsung não ia dar para meter a peta que estavam 5 anos a criar este sistema…

    • Cortano says:

      Ninguém ainda o conseguiu desbloquear com recursos a meios caseiros… Ou seja, precisas de equipamentos e conhecimentos avançados para o fazer – só estou a falar do sistema da Microsoft usado nos Lumia

  17. Joel Reis says:

    Está a começar mal… Vamos lá ver como evolui.

  18. Raquel says:

    TouchID continua a ser mais pratico e rápido, e da a necessária segurança que se precisa. Este Face ID vai durar pouco, acreditem.

  19. Alex says:

    O face id é uma má ideia, não pela falta de segurança, mas pelo incómodo causado. É mais complicada, mais lenta, menos prática é mais cara.
    Para quem precisa mesmo de garantir a segurança absoluta dos dados até me parece mais fácil de contornar do que outros sistemas.
    Um sistema a ser descontinuado, lembro que não é por falta de segurança que no Android a funcionalidade é muito pouco utilizada.

  20. Don says:

    É o que dá forçarem o lançamento de uma nova tecnologia em vez de perderem mais algum tempo a testar.

  21. Cortano says:

    Eu disse que isto ia correr mal… Mas pelos visto ainda é pior do que pensei.

  22. Renato Oliveira says:

    Quando se vê os fanboys a dizer que é uma tecnologia nova e que é normal haver imperfeições… O meu “velhinho” oneplus one(2014) tinha reconhecimento facial para desbloquear o telemóvel e não custou 1200 euros.
    Pagar 1200 euros para ser um usuário beta e se sujeitar a estas coisas…
    1200 euros é o preço de um excelente portátil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.