Quantcast
PplWare Mobile

energyProf 2.0 – Se é professor tem de ter esta app no iPad

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Diogo says:

    Alguém conhece uma aplicação deste tipo para androide??

  2. Manuel says:

    Agora só falta descobrir como é que os professores vão arranjar €€€ para comprar os Ipad’s…

    • Pedro says:

      Caro Manuel se os professores não têm dinheiro para comprar os Ipad’s que fará um trabalhador comum que tem o salário mínimo…

      • Manuel says:

        Esses sobrevivem à tona da água.

        Até quando???

      • pixar says:

        Depende dos professores.
        Um professor em meio/fim de carreira é verdade que ganha bem (para os padrões portugueses).
        Um professor em início de carreira pode ganhar (se tiver a sorte de ter horário completo) 800€. Parece muito? Até nem seria mau se fosse perto de casa! Tendo em conta que muitas vezes têm de se deslocar 200km de casa, isso significa que têm de arrendar casa e pagar deslocações.
        No final do mês não sobra nada. Conheço vários casos nessa situação.
        Já para não falar que estão proibidos de fazer planos de família…

        • xbuzzy says:

          e os outros como fazem? tem trabalho perto da casa dos papas? n se tem que deslocar ou arrendar casa?

          • pixar says:

            Calma, o que estou a falar é que muitos profs fizeram planos de casar, comprar/arrendar casa para a família. Até aqui normal, certo?
            Depois, porque o emprego pode ser emqualquer lugar do país, têm de arrendar outra casa para aquele ano. No seguinte, logo se vê…
            Esta estupidez não acontece na maioria das outras profissões. E quando acontece é porque o ordenado vale bem a pena.
            Percebes a diferença?

    • Miguel says:

      75% dos possuidores de apple são funcionários publicos em PT

      • Valter José da Encarnação Miguel says:

        Mostre-me onde foi buscar esses dados. Parece-me um número muito redondo. Já agora, 100% dos possuidores de ferrari topos de gama em Portugal são trabalhadores do privado.

    • Paulo says:

      Vai sair uma norma ou um decreto a obrigar os prof’s a comprarem um Ipad.
      É isso e vai-se mandar para o lixo as centenas de milhares de €€ que as escolas gastaram a instalar os programas e/ou plataformas de Gestão Escolar. Este país é assim, não tem dinheiro, mas idiotas não faltam.

  3. Pedro Silva says:

    E para Android? Existe algo semelhante? Já pesquisei bastante e apenas encontrei uma parecida (mas que na minha opinião fica alguns furos abaixo desta)- Teacher’s Aide (professor assistente).
    Alguém sabe de outra semelhante a esta para Android?

    • Teresa Marcelino says:

      Boa noite!

      Pelo que li a aplicação Teacher Aida Pro faz exactamente o mesmo. Concordo que não é tão intuitiva, mas ao fim de inserir os dados torna-se simples e prática.
      Existem vídeos no YouTube que auxiliam na utilização.

  4. Filipe Galego says:

    É uma pena não estar disponível para Android. Eu sou professor e pagava até mais que esse valor para uma app boa deste género. Para Android há mas estrangeiras que não se adaptam bem para o nosso sistema de ensino (pelo menos as que testei).
    Pessoalmente fiz tudo que se faz na app usando o OneNote da Microsoft que funciona muito bem em Android e é gratuito.

  5. Valter José da Encarnação Miguel says:

    Se é professor o mais certo é que não tenha iPad e está desempregado e ainda assim a sociedade pensa que ele ganha muito e é um privilegiado. Se ele tiver um tablet dos chineses antigo com android ou um SO chinês que ninguém conhece já é uma sorte.
    Este software só se safa se for direccionado para países onde os professores são respeitados, cá em Portugal não rende.

    • pixar says:

      Como disse acima, depende dos professores.
      Fui professor durante 15 anos e posso dizer que, para os padrões portugueses, ganhei bem. Isto na época que era possível fazer horas extraordinárias no ensino privado. Quando isso acabou passei a ganhar menos, que sendo perto de casa, não era mau de todo.
      No entanto, fartei-me do ensino (nem tanto do ordenado) e preferi trabalhar por conta própria. Mas também disse a cima que os profs contratados são muitas escravizados e ridicularizados pelo MEC.

  6. Paulo Guerreiro says:

    MY HOMEWORK

  7. zelig says:

    Os profs já têm programas próprios da escola para fazer isto tudo e mais,
    não têm tempo para andar a duplicar informação.

  8. antonio says:

    Não vejo grande utilidade, mas tb não sou professor. Penso que com o excel resolve o problema

  9. Mendley says:

    Há uma aplicação com potencial, com um grafismo discutível, mas com algumas ferramentas interessantes, como a planta da sala. Para coisas mais específicas não é muito flexível,
    http://www.teacherkit.net/

  10. Luis Rosa says:

    iStudiez Pro – Agenda electrónica escolar

  11. Luis Diogo says:

    Descobri esta, para as minhas 6 turmas de diversos ciclos fazia-me falta EnergyProf2.0

  12. Luis Diogo says:

    Descobri esta embaixo mencionada, pois para as minhas 6 turmas de diversos ciclos fazia-me falta EnergyProf2.0

    http://canteparaoseubebe.com/AprendeComOEdu/?cat=3

  13. João Marques says:

    Um dos grandes problemas do nosso país é sem dúvida a mentalidade das pessoas! A mim, enquanto português, entristece-me um pouco ler determinados comentários, uma vez que alguém dedicou o seu tempo a desenvolver uma aplicação, sem sombra de dúvida excelente, e muito útil para mim enquanto professor. Certamente há muitos professores desempregados, outros cada vez menos satisfeitos com as reduções salariais, porém eu encaro este espaço como um lugar onde se deveria apoiar e contribuir com novas ideias, não um espaço para se lamentarem e obstruir quem realmente faz algo a pensar nos outros. Espero sinceramente que os criadores de energyProf tenham muito sucesso e um grande bem haja à equipa editorial do pplware que diariamente nos trás informação de qualidade.

    • Paulo Guerreiro says:

      Like!!

    • Sergio J says:

      Ia escrever um comentário similar, mas aproveito o teu excelente comentário para o subscrever.
      Note-se, no entanto, que com certeza muitos comentários não serão de professores desempregados, mas daqueles portuguesinhos que gostam de deitar tudo abaixo.

      Parece uma ótima app que servirá como complemento para os sistemas informatizados das escolas. Enquanto que a app da escola servirá para alimentar o sistema administrativo desta, esta app servirá para gestão do próprio professor. Com certeza, poderá exportar os dados para depois os incorporar uma mais fácil inserção no sistema oficial.
      As escolas, por vezes, tem mais que um sistema de informação completamente independentes, sem qualquer interação entre eles. Por vezes as escolas migram para um novo sistema, porque tem determinados módulos mais interessantes, ou mais baratos. No entanto, o sistema antigo possui modulos para outras áreas já amplamente alimentados. As escolas acabam por ter 2 ou mais sistemas a funcionar em paralelo. Nuns utilizam para determinadas funcionalidades e nos outros para outras. O problema é que não se pode cruzar dados. Põe-se dois problemas o esforço financeiro para a convergencia para um módulo e o próprio trabalho monstruoso.
      Não sou professor, apenas membro do conselho de geral de um agrupamento.

  14. Vítor M. says:

    Hmmmm está bom sim senhor… uns com boa opinião e participação e outros com… coiso!

    Mas preciso de mais promocodes…. ora vamos lá ver quem ganhou.

  15. MarcoZef says:

    Uma App que uso como apoio às aulas, para gestão do comportamento, é o classdojo.
    http://www.classdojo.com/pt-PT

  16. José says:

    Para quê gastar dinheiro com estas aplicações? No Excel com os campos necessários em colunas e fazendo uma integração com o Access indo buscar os dados ao excel consegue-se fazer tudo o que o professor necessita e até coisas completamente espetaculares, além de que a folha do excel com os dados originais pode ligar-se a outras que realizam os diferentes cálculos necessários com toda a facilidade.

    • Vítor M. says:

      Nada a ver! A qualidade do que está aqui em causa não consegues fazer no Excel e ter uma usabilidade no iPad como está ali presente. Depois o conceito, a organização não justifica o enorme trabalho que será necessário para fazer isto tudo no Excel. Nada a ver 😉

      • José says:

        Com o excel/access consegue-se fazer tudo mas mesmo tudo o que é necessário para o ambiente escolar com uma vantagem enorme que é a flexibilidade que uma aplicação destas não tem. Já analisei centenas de aplicações, especialmente estrangeiras e nenhuma, mas mesmo nenhuma conseguiu ultrapassar a facilidade com que por exemplo se gera um relatório no access do modo que queremos, com os dados que queremos à velocidade que queremos e em diferentes formatos.

        • Vítor M. says:

          Sim é verdade, mas não consegues a optimização para um tablet, como essa app mostra. Embora muito poderoso, o excel está muito limitado nos tablets, o espaço de trabalho não é de todo optimizado. Essa app traz isso, a facilidade e a organização.

          Access no iPad?

  17. Lobo says:

    Alguém conhece algum sotware para pç semelhante ao Energypro?

  18. FiMorais says:

    Será que me podem dizer o que aconteceu a esta app??? Sabem dizer-me o nome do programador para eu poder contactá-lo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.