PplWare Mobile

Benfica implementa Apple iBeacon pela primeira vez em Portugal


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Algarvio says:

    SLB na vanguarda da tecnologia

  2. Pedro Figueiras says:

    Este tipo de tecnologia também poderia ser implementada em edifícios históricos, museus, etc? Era bastante útil 😛

    Nada haver com o tópico:

    Eu movi umas aplicações já instaladas, para o meu cartão SD do meu smartphone com a opção disponibilizada do sistema, mas quando vou ver no cartão SD externo não aparecem, alguém pode explicar onde realmente ficam as aplicações após serem movidas? Estou confuso :S

  3. liquidz says:

    Revejam o titulo da noticia. Está mal escrito

  4. João Pereira says:

    “Com isto, demonstram que Portugal continua a ser dos países mais desenvolvidos tecnologicamente na Europa”

    Eu quero eu posso eu mando… não? Eu não concordo mas tudo bem…

  5. oiele says:

    olha olha. não está aí o vieira e os casos bpn e também o JJ que só pagou 25 mil euros do caso dos polícias? kkkkkk

    • João Silva says:

      Só(obviamente que para o que ele ganha, o impacto não é assustador, mas só?)? Imagina que tinha acontecido algo idêntico ao treinador do Belenenses(é apenas um exemplo), achas que 25 mil euros é pouco!? Como é que ele se ia governar? Falar de barriga cheia é fácil.

  6. Benchmark do iPhine 5 says:

    Nos EUA está a ser usado nos estádios de futebol americano. Agora começou nos de baseball. Está com um crescimento rápido. Mais tarde ou mais cedo o Android terá iBeacons (ou vai acontecer mesmo que o NFC que não chegou ao iOS ?)

    http://www.idownloadblog.com/2014/02/14/beacons-ready-to-go-in-la-sd/

  7. Glorigozo says:

    Não sabia que o clube do garrafão estava na vanguarda da informática.
    Aqui em Londres ficámos espantados!!

  8. Tavares says:

    É extraordinário como um artigo acerca da implementação de uma nova tecnologia…faz vir ao de cima a parte mais irracional de algumas pessoas. Parabéns ao Benfica por,mais uma vez,partir na frente…os invejosos,como é habitual, que nos sigam.Os cães ladram…mas a caravana segue!!

  9. Duarte says:

    A inveja sempre foi a arma daqueles que na vida só triunfam através da mentira e da calúnia…

  10. Targa says:

    Para Android

    https://play.google.com/store/apps/details?id=pt.iservices.eusebio&hl=pt-PT

    Este “Glorioso” é imparável.

    Obs.; está para breve uma estação de Rádio

    • Nunes says:

      O suporte para a tecnologia não é o mesmo, dado que o Android não tem implementadas as APIs iBeacon no sistema, só do Bluetooth!
      Terá que ser a própria pessoa a abrir a aplicação manualmente para poder receber as notificações, isto se a aplicação no Android usar uma das bibliotecas para esta tecnologia no Android!

      • Benchmark do iPhine 5 says:

        A questão das APIs para Android resolve-se, se a Google e a Apple quiserem. Essas APIs são software “proprietário” ? São, mas há mais APIs que também são.

        Provavelmente o que vai acontecer é haver iBeacons e GBeacons. É pena.

        • Nelson says:

          Por acaso, não.

          iBeacons são uma “engenhoca” montada sobre transmissores “burros” de proximidade BT 4.0 Low Energy. Estes transmissores apenas transmitem um número identificador, e é tudo.

          Aquilo que a Apple tem montado, e a Google não tem, é que uma coisa muito simples: captar os números identificadores, e depois transmitir á aplicação instalada correspondente a esse número.

          A única maneira que tem, é simplesmente terem as aplicações sempre a correr e a mamar RAM, e verificarem todas, indecentemente, pelos tais “beacons”.

          A ver, se a Google vai implementar isso no Android de forma centralizada e organizada, ou não… além disso, neste momento, só o Android 4.3 e 4.4 têm suporte para Bluetooth 4.0 Low Energy. Ou seja, tirando os dispositivos que não suportam, estamos a falar de menos de 10,7%. E em iPhone, estamos a falar de 4S para a frente.

          • Nunes says:

            @ Nelson
            O iBeacon é proprietário! É construído sobre standards do Bluetooth LE, mas a maioria dos seus serviços são proprietários. ex: a localização por triangulação, notificações…
            Mas dado que estão sobre standards, não será difícil desenvolver serviços alternativos para a mesma função… a diferente implementação pode, no entanto, dar resultados diferentes!

          • Benchmark do iPhine 5 says:

            A API iBeacons da Apple serve para mais coisas, embora se venha a falar sobretudo de localização sem recurso ao GPS ou Wi-Fi (recorre ao BLE, que também já existe nos equipamentos e no Android mais recentes).

            No que se refere ao uso para localização a Google não implementa se não quiser (nos equipamentos com BLE). Mas há mais coisas, como seja, substituir o NFC.

            O provável é que a Google venha a criar uma API sua (chamei-lhe GBeacons) e a compatibilidade com a iBeacons seja reduzida. Ou seja, sou comerciante, o que eu quero é que o meu sistema BLE – para localização, pagamentos, etc, – seja como o Wi-Fi, dê para qualquer temóvel (com BLE). Para iBeacons é para GBeacons (supondo que o Android usa Beacons para umas coisas e NFC para outras) vai dar confusão.

          • Benchmark do iPhine 5 says:

            Por que é que quando se fala na API iBeacons não se deve pensar só em localização sem GPS (embora parte do que se diz neste artigo ainda não exista, não me admirava nada que estivesse em desenvolvimento):

            http://www.knowyourmobile.com/apple/apple-iphone-5s/21276/ibeacon-apples-nfc-alternative-explained

          • Nelson says:

            @Nunos, foi o que eu disse.

            Eles podem fazer o mesmo que se faz no caso da Apple, com os mesmos beacons, mas é com os developers arranjarem-se.

            Daí a ser proprietário, é diferente, só se a Apple utilizasse um protocolo proprietário, que não é o caso.

            Notificações nunca vêm dos beacons, vêm das Apps.

          • Nunes says:

            @ Nelson
            não sei porque teimas com isso! Tens imensos exemplos de coisas baseadas em standards que são proprietárias. O Airplay, por exemplo, é baseado em diversos standards e é proprietário!
            Se pegares nos SDKs para Android compatíveis com o iBeacon, vês que documentam várias diferenças na forma como se processa no Android, face ao que acontece no iOS, levando a pior precisão na localização, em parte por limitações na implementação do BLE no Android, mas tb porque é impossível duplicar o protocolo de localização implementado no iOS – a Apple não o divulga!

            Tens a tecnologia de beacons da Qualcomm (Gimbal) que é incompatível com o iBeacon da Apple, mas possibilita criar aplicações para iPhone com iOS 6 ou superior que usem o seu SDK e não o da Apple. Um dos modelos da Qualcomm possibilita que seja usado com o iBeacon, mas só se forem alteradas as definições do seu firmware, deixando de usar o SDK completo da Qualcomm! E como a Qualcomm, há outras companhias a venderem beacons com tecnologia própria, à partida incompatível com o iBeacon!

            Se consegues compatibilidade no Android não é só porque usa BLE, mas tb porque algumas empresas criaram SDKs para Android baseados na documentação da Apple.

        • Nunes says:

          Sim, é bem possível que isso venha a acontecer, embora creio que para quem faz as aplicações não seja uma grande preocupação, pois se na prática fizer basicamente o mesmo…!
          O problema pode vir é das pequenas diferenças na forma de cálculo da localização, em certas localizações; ou então se no futuro divergirem nas funcionalidades permitidas!

        • Nelson says:

          Pá,no que é que o AirPlay, que é 100% proprietário tem a ver com o ibeacon?

          Lá estás tu a falar de cor… Vê como é que é feita a tecnologia, e depois fala, que já vi que pensas que sabes de cor…

          • Nunes says:

            Claro que o Airplay é 100% proprietário, não usa WiFi, nem o UDP e RTSP, nem os conteúdos usam standards como codecs! nem ponta de standards no Airplay!

            “Vê como é que é feita a tecnologia…”
            Meu caro, há outros protocolos que usam a mesma tecnologia mas são incompatíveis com aplicações feitas com iBeacon, e vice-versa, por ex: Gimbal e GeLo!
            Por isso, documenta-te!

  11. João Reis says:

    Seria interessante vir anular o NFC, parece me mais completa esta tech.
    Curiosamente tanto tempo a fazerem argumento do NFC ser útil ao equipamento e vem a Apple e manda outra que faz esquecer a que tanto achavam importante.

  12. Zefra says:

    Tão isto não é um site de tecnologia? Então porque anda o pessoal a comentar bola. Eu gosto de bola, e muito, mas para isso há as revistas cor de rosa e uns que até a algum tempo só tratavam desporto (agora incluem outras porcarias mas enfim).
    Pessoal do pplware não deixem que isto se torne numa lambisgoiada

  13. Gaius Baltar says:

    Não tenho conhecimentos técnicos e falo apenas utilizando o bom senso, mas parece-me mais simples utilizar uma tecnologia já estabelecida e praticamente universal em dispostos móveis (o Bluetooth) que outra ainda iniciante nesse tipo de dispositivos. Será que mais uma vez será a Apple a mover o mercado?

    • lmx says:

      o nfc está no mercado ha muitos anos também…o problema é que cá em Portugal…somos um Pais pouco desenvolvido tecnologicamente…

      Se imaginares que ha uma decada atrás não conseguias ir ás finanças, ou a segurança social através da net, entre outros serviços, ou todos…este país era uma miséria total…

      O nfc ja é ha muito utilizado por exemplo na china(entre outros), onde com o telemóvel fazes compras, de quase todos os tipos…

      Agora para este tipo de coisas o nfc, não me parece tão bom, porque precisa de uma proximidade muito grande e o ibeacon não, tornando-se melhor para este tipo de casos…

      Por outro lado parece que o Bluetooth 4.0 LE está mais difundido que o nfc que vem apenas em equipamentos de topo :S

      Ele advém da Nokia indirectamente(criado inicialmente pela ericsson), mas uma empresa que trabalhou fortemente na criação do standard BL4.0 LE é a nordic semiconductors

      • Nelson says:

        Há uma década atrás, já se conseguia. 😛

        Muitos países é que ainda estavam, e ainda estão atrás de nós…

        • lmx says:

          hum…

          acho que não…a unica coisa que ja dava para meter era o irs…e era uma loucura na altura…

          Mas de resto as finanças, não faziam nada de jeito, nem finanças, nem segsocial, nem policias(centralização de info), nem hospitais,nem nada…

          Não te esqueças que essa foi a grande obra do Sócrates :D, ha esqueci-me dos magalhães,cartão do cidadão, etc…e ele só entrou no governo em 2005 salvo erro(posso estar a falhar nas datas, mas acho que estão mais ou menos correctas…).
          E claro muito dinheirinho foi gasto 🙁 , mas mais cedo ou mais tarde tinha que ser …ja estávamos com pelo menos meia década de atraso em relação aos outros mais pobres europeus(não a Espanha não entrou nesta comparação…porque nessa altura a Espanha era a 8 potencia mundial…anos luz a nossa frente…agora desceu a 9…mesmo assim a anos luz de nós…mas um lugar mais perto 😀 ) :S

          Há países piores que o nosso sem sombra de duvida…mas em Africa!! :S

          Um pais de África não precisa de tecnologia, quando compete com paises a volta que são rudimentares tal como eles…

          O problema é que Portugal está na Europa :S
          Esse é que é o problema 😀

      • Gaius Baltar says:

        Falei que o NFC não está há muito tempo em dispositivos móveis, ao contrário do bluetooth.

        • Nunes says:

          Essa assunção não é propriamente correcta pois o que é relevante neste assunto é a última versão do Bluetooth que possibilita esta tecnologia, por isso se fosse só uma questão de tempo seria o NFC!
          De qualquer das maneiras, é bem provável que neste momento haja mais telemóveis com BLE do que com NFC. O NFC mesmo com mais tempo não convenceu muita gente, e agora parece ser mais difícil que o venha a fazer!

          • lmx says:

            pois…

            eu para operações bancarias,pagamentos,preferia nfc.

            E para o resto que requer algum alcance, ficaria o Bluetooth, mas é verdade que o Bluetooth está a ganhar terreno, até porque a implementação de nfc em dispositivos moveis, ainda é pouca…

          • Nunes says:

            @ lmx
            Com BLE tb consegues o mesmo comportamento do NFC, para quem fizer questão de acção por contacto.
            Nos pagamentos é uma questão de tempo até o NFC se tornar uma recordação, ainda mais quando a maioria das pessoas tb não vê grande vantagem no seu uso face ao que já se faz!

          • lmx says:

            boas nunes…

            sim parece que é verdade, mas eu acho o nfc mais seguro, visto que apenas funciona na proximidade, enquanto que no Bluetooth podes estar a metros do local do pagamento e senifares pacotes por exemplo…

            Pelo facto do alcance, penso que o nfc é mais seguro, para estas coisas.

          • Nunes says:

            @ lmx
            já tivemos esta discussão! Distância não dá segurança contra snifar dados, especialmente quando há a possibilidade de retorno! A verdadeira segurança vem do protocolo de autenticação, da encriptação de dados, e do modelo de pagamento, que são exponencialmente mais difíceis de contornar.
            Só como exemplo de como se pode inovar nesta área e alterar as políticas de segurança, imagina que em vez de ser a loja a processar o pagamento, é o teu aparelho que faz isso na aplicação da loja, por outra via!

  14. MC says:

    Não percebo a excitação por esta tecnologia. Ainda não repararam que isto é tipo uma espécie de pop-ups transportado para os telemóveis + vida real? Prevejo muito abuso…

    • Nunes says:

      No iPhone dificilmente haverá abuso, dado que é necessário ter instalada a aplicação correspondente para que possa ocorrer o que quer seja. A pessoa terá que dar autorização a essa aplicação para usar estes serviços, e poderá sempre desautorizar.

      • Nunes says:

        para além disso, o mais interessante desta tecnologia não é a publicidade em lojas, mas o grande potencial para micro-localização e automatização numa grande variedade de ambientes

      • MC says:

        Não percebeste de onde vem o abuso. Eu sei que tens de autorizar a instalação. O problema é que aquilo permite mandar mensagens. Se permite mandar mensagens, vai ser uma forma de difundir publicidade.

        • Nunes says:

          ?? mensagens?? O que está implementado é que as aplicações possam receber notificações quando estiver dentro do raio de acção de beacons específicos. A pessoa pode ver ou ignorar essas notificações, ou então se achar que é incómoda pode simplesmente impedir que essa aplicação receba notificações! Dado que a pessoa tem poder completo sobre o que se passa no telemóvel, dificilmente haverá abuso!

      • MC says:

        Não estás a perceber. Obviamente que tens de aceitar a instalação. O abuso vem de poder mandar qualquer mensagem de texto. Vai acabar por ser usado para mandar publicidade também. É desse abuso que falo.

    • Nelson says:

      Não há abuso, porque só depois de instalada a App.

      Além disso, podes ir á central de notificações, e desligar os pop-ups.

      • MC says:

        Acho bem que dê para desligar os popups. Atenção que não falei no abuso de forçar instalaçao. Eu sei que isso nao funciona assim. O abuso viria sob forma de mandar mensagens como se fosse publicidade que é o que vai acabar por acontecer.

        • Nunes says:

          “O abuso viria sob forma de mandar mensagens como se fosse publicidade que é o que vai acabar por acontecer”

          O objectivo destas notificações em aplicações de lojas é a publicidade, quer por mostrar promoções, quer por mostrar informações de produtos na área, por isso não tem lógica dizer que vai haver abuso por ser usado para publicidade, quando o objectivo das notificações é esse mesmo, para esse ambiente! Abuso seria inundar com notificações sem autorização da pessoa, mas como a pessoa pode parar com as notificações, tal comportamento acaba por ser contraproducente e até pode afugentar os clientes!

        • Nelson says:

          Ele não te força a instalar a app, tu instalas a app, se quiseres, e se tiveres a app instalada, ele mostra-te os pop-ups (que podes desautorizar)…

          Os pop-ups são da app, não do transmissor, o transmissor, só diz “eu existo”, o teu telemóvel é que mostra os pop-ups, reage aos sinais dos beacons,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.