PplWare Mobile

Testes de benchmark mostram que iPad Pro já se aproxima do MacBook Pro


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Luis says:

    Quando a Apple vai lançar os híbridos com iOS em vez de macOS?

    • Kaká says:

      Benchmark feitos para tlm lolol… Metam a correr um 3dmark ou pcmark e depois chegam a conclusão e mesmo assim é mais lento que um i3 da 4 anos atrás lolol

  2. valteri says:

    Isto só pode ser para rir… Só pode.

    • Os números não mentem. Podes confirmar.

      • Dinis Veríssimo says:

        A nível de processador pode-se aproximar,mas em tudo o resto não…RAM,GPU…
        O GPU do mobile esta muito longe do PC
        O processador é das peças que ocupam menos logo não é de admirar que o mobile esteja perto do PC

      • Mateus says:

        Os números mentem. Os testes não correspondem à verdade nem à realidade. Lá por em algumas atividades o A12 ter uma boa performance e o teste as executar, ao fazer as “outras” atividades pode perder imediatamente performance. É o mesmo que ter 2 CPU a comparar a velocidade em FP16 e serem parecidos mas depois em FP32 1 deles ser 4x mais rápido. No entanto segundo o teste de FP16, os dois seriam parecidos…

      • Kaká says:

        Benchmark feitos para tlm lolol… Metam a correr um 3dmark ou pcmark e depois chegam a conclusão e mesmo assim é mais lento que um i3 da 4 anos atrás lolol

    • Vítor M. says:

      Muito antes deles: http://bit.ly/2RAaCVJ basta estares atento 😉 e mais, convinha leres o nosso, para perceberes que há alguma informação nesse que não está totalmente disponível. Mário, atento sff.

      • rodrigo says:

        Das coisas mais importantes nao falam, que é que pela primeira vez vao deixar de deixar de revelar o numero de unidades comerciaçizadas, isto porque sabem muito bem que andam a vender menos em quase todas as frentes,a taxa de crescimento de ano para ano vai baixando e isso todo faz com que nao seja por acaso que a apple caiu 7% ontem isso tambem esqueceram.se de noticiar aqui, la vejo mais completa a noticia , e nao sendo tendenciosa

        • Vítor M. says:

          Não falam? Então estão a dizer que venderam mais 200 mil unidades e dizes que não falam? Que disparate. Leste o relatório? Então lê porque foste ler o post que não diz as coisas como elas são. Lê o nosso também e vais perceber. Mania da perseguição 😀

          • rodrigo says:

            Tu é que parece que nao leste o outro artigo ,alias , dezenas de outros artigos que dizem o mesmo. que a apple vai deixar de revelar o numero de unidades comercializadas depois destes resultados , porque nao vos convem meter isto?e porque vai fazer isso..? e porque nao falam que a marca desvalorizou 7% ?, fico ah espera dessas respostas antes de mudares de assunto que é o que costumas fazer

          • Vítor M. says:

            Não leste e não percebeste. Primeiro dizias que não revelaram agora dizes que vão passar a não revelar. Enfim, nada que surpreenda. Agora acho estranho tirares conclusões que não vão revelar porque a marca desvalorizou 7%, não o fizeram antes quando tiveram trimestres negativos, provavelmente confundistes um trimestre com um ano inteiro, mas a Apple em vários produtos nunca comunicou as unidades vendidas e era muito natural que também o deixasse de fazer nos iPhones. Muitas marcas não o fazem, e apenas comunicam resultados da atividade. Mudar de assunto para ti é responder-te e corrigir-te, mas isso não pode ser de outra forma, porque se não percebes e dizes disparates, não posso concordar contigo. 😉

          • Sujeito says:

            Meu deus ó Rodrigo, é mesmo mania da perseguição.

  3. Cortano says:

    Então o próximo Macbook já deve trazer os processadores da Apple.

    • Douglas Ferreira says:

      Vem aí um novo Rosetta… apesar de que os esforços da Adobe em fornecer um Photoshop completo para iOS, acredito, seja uma antecipação à migração da arquitetura.

    • Renato Nismo says:

      está bom para durar uns 5 anos e deixar de ser compatível com novos macOS

      enquanto os melhores intel core 2 duo e quad ainda bombam depois de 12 anos com novos windows e aplicações actuais.

  4. miguel says:

    ainda vamos ter macbooks com arm feitos pela apple em vs de intel?

  5. Vitor says:

    “…“o A12X Bionic também faz o iPad Pro mais rápido que a maioria dos PCs” que a Apple usa para demonstrar o poder deste equipamento”.
    Só falta saber uma coisa…quais são os PCs que a Apple usa para fazer esse teste. Tablets ou smartphones mais poderosos do que “alguns PCs” é o que mais existe à venda. Não precisa ser da Apple…

  6. Yosef Shlomo says:

    uma pena que só serve para navegar na internet !!

    • Tiago says:

      Depende da realidade de cada um, a nivel profissional no dia a dia só uso o Ipad, em casa ou escritório uso o portátil. E só não largo o portátil pois o rato faz muita falta.

      • Mateus says:

        Isso é muito pessoal, os únicos que conheço que o iPad lhes chega no dia-a- dia são vendedores / gente que depende de mostrar PowerPoint, imagens e e-mail ou na área da restauração. De resto iPad, todos os que conheço usam para entreter os miúdos e para atividades Light (web, ler, e-mail). Para edição de fotos e vídeo nuns vi ninguém fazer em iPad mas sim no laptop/MBP onde usam o rato.

        Dar 1000€ para atividades Light e depois preferir ir para um PC com rato para editar… então que o sentido? Para isso compram o iPad de 350€ e um laptop decente.

        • Francisco Pinto says:

          A falta de rato não seria a principal razão mas sim não existir o Photoshop ou similar completo para iPad. Isso mudou a Adobe apresentou e Demonstrou-o na Keynote da Apple

          • Mateus says:

            Sim, porque as pessoas só usam rato / laptop para o Photoshop… 😉

            Muitíssima gente usa Photoshop, Premiere, AutoCad, MS Office, Corel Draw, 3D Studio e já para nem falar das dezenas de Apps similares (por razoes económicas ou de gosto, nao usam as populares), app da Impressora / Scanner etc e essas só existem para Windows, Linux, Mac OS.

            Dizer que o iPad Pro agora tem o Photoshop ou AutoCad “total” e por isso já é como um PC é no mínimo gozo. As pessoas usam digitalizadores, teclados e ratos profissionais para trabalhar; brincar no ecra com os dedos ou uma pen sobredimensionada pode ser “cool” ou servir para os americanos e ingleses de classe média, mas nao para o resto do mundo…

        • Tiago says:

          Então é porque só sabes usar o Ipad para fazer demonstrações ou mandar emails, há pessoal criativo ( profissional ) que edita fotos que desenha que faz maquetes e até administração de redes /servidores e base de dados no ipad. Usam o office excel, word, editam videos etc etc. Não faz tudo o que um PC faz mas está quase lá.

          • Sujeito says:

            Nem é suposto fazer tudo o que um PC faz. Antes, faz coisas diferentes.

            Há toda uma obsessão em querer confundir as coisas. Antes queriam que um Portátil fosse um Pc. Agora querer que um iPad seja um portátil.

            É como Homens vs mulheres. Tudo obcecado em que sejam iguais que não percebem que é mesmo suposto serem diferentes.

  7. José Carlos da Silva says:

    Boa! Vou comprar um e deitar fora os meus desktops de render 3D.

  8. Filipe Ezequiel says:

    I9 e não I7, fica a nota!

  9. juiz carlos alexandre says:

    cheguem perto mas mas ainda falta algo

  10. José Marques says:

    A intel está a levar porrada de todos os lados. Para o ano até outubro vão ficar sem a apple , vai saltar para arm. Vão perder grande parte do mercado empresarial para a nova arquitectura Zen+ , no mercado consumidor desktop já ninguem compra i7/i9 está tudo a comprar threadrippers 1gen ou 2gen conforme a carteira permita.

    Só os portateis é que salvam a intel da desgraça.

  11. Traveller says:

    Se os Macs são um nicho de mercado insignificante e são mais rápidos que o Ipad pro porque tanto alarido?
    Não é tão rápido e se quero um Tablet rápido que até substitui um portátil/PC tenho o Surface.
    Os Ipad’s também estão no grupo de hardware que a Apple vai omitir os dados de vendas no próximo trimestre?
    Pedro Simões também podes dar essa noticia e podes dissecar o porque da mesma.

  12. Nuno V says:

    Geekbench como suite de benchmark é uma valente m***a que muitas vezes apresenta resultados que não correspondem à experiência do utilizador. Houve até quem fizesse comparação do Mac OS com Windows 10, fazendo uso da mesma máquina Apple, com o Geekbench. O resultado foi que o segundo obteve uma pontuação 30% superior ao primeiro. Significa que o Mac OS é 30% mais lento que o Windows? Nope! E enquanto o Geekbench não utilizar workloads que representem o uso real continuará a ser uma valente m***a.

  13. Vitolas says:

    A próxima grande falácia será que o Apple Watch está quase ao nível dos PC.

  14. Joao Correia says:

    Peço desculpa pelo comentário, mas a ressabia e frustração que vai por aqui, sempre que sai uma notícia Apple, não dá para entender. Se não gostam e é tudo uma porcaria o que é que vêm fazer para aqui? Não gostam? Não comprem. Fácil

    • Mateus says:

      O que muitos não gostam é de comparações desproporcionadas a beneficiar certos produtos.

      Comparar um iPad com 6 GB RAM em um teste feito para marketing e influenciar compras não tem validade. Se queres comparar, tenta meter programas de modelagem 3D, CAD, virtualização, edição de imagem e cálculos FP32 ou ray-tracing e estes em simultâneo. Neste caso vias que o A12, o iOS, os 6 GB RAM não serviam para nada.

      Meter uns pneus de F1 num BMW M4 não faz dele um carro de F1 …

      • Jorge Carvalho says:

        “Comparar um iPad com 6 GB RAM em um teste feito para marketing ” . teste foi feito pelos utilizadores e nao pelo marketing …. Ao menos podiam acertar .

        Abc

      • Francisco Pinto says:

        Realmente na demonstração do Photoshop completo que a Adobe fez com um uma imagem de 12000×12000 com 157 camadas e 3.60gb o IPad burrousse todo….. era só lag….

      • Jose Lapao says:

        Excelente comentário, as plataformas de benchmark, para mim não servem para nada, nada melhor que colocar a mesma aplicação a “correr” nas duas máquinas e ver o que realmente são capaz de fazer e como disseste e bem aplicações de 3D, CAD, etc, etc.

    • Sujeito says:

      E estes gajos acima comentaram exatamente a comprovar o teu ponto, não são capazes de estar sem se meter ressabiados. São guerreiros do teclado.

  15. João Bernardino says:

    Adoro. Usar o geekbench para comparar. ahahahah. A sério, estão a comparar alhos com bugalhos.

    • Vítor M. says:

      Explica lá então o que são ali os alhos e o que são os bugalhos…. 😉

      • rodrigo says:

        Alhos – processadores arm – desenhados com arquitetura direcionada para aparelhos mais pequenos com desempenhos limitados ao tamanho , ah dissipaçao de calor e ah energia de uma bateria pequenina , precisam de mais consumo de ram , direcionados para aplicaçoes simples e menos complexas com layout menor etc etc,possui uma quantidade reduzida de instruçoes (risc) , menos espaço em silico o que em teoria quer dizer menos espaço para o nucleo descodificar as instruçoes.

        bugalhos – processadores x86 – desenhados com arguitetura direcionada para maquinas maiores com desempenhos menos limitados ao tamanho ,ah dissipaçao de calor e ah energia, precisam de menos consumo de ram , direcionados para aplicacoes complexas que ao mesmo tempo podera ser usado com um gerenciamento de janelas maior com poder de sincronizaçao de aplicaçoes em 2 plano maior etc etc, amplo espaço em silico , que faz com que seja mais facil para o nucleo descodificar as instruçoes

        Nunca serao comparaveis a nivel de desempenho principalmente pela fonte de energia, quando os telemoveis tiverem uma fonte ilimitada de energia assim sim, podera haver um avanço na arquitetura destes componentes, ate la ficaram sempre limitados a uma bateria pequenina que para grandes processos nao iria durar 10 min.

        • Vítor M. says:

          Mais disparates. As arquiteturas não balizam nem vão balizar a utilização dos equipamentos. Quem te garante que com o hardware optimizado, com o software refinado, um dispositivo ARM não possa substituir um equipamento com arquitetura x86? Alias, cada vez vemos mais equipamentos móveis a substituir equipamentos maiores e a receber software dedicado. Essa conversa não faz sentido quando tens mais poder de processamento e sistemas operativos com muito mais performance e estão a ser usados pelo seu desempenho. Além disso, os ARM têm uma gestão melhor dos consumos de energia, geram menos calor e têm um processo de fabrico já nos 7 nanómetros, com resultados em consumo e produtividade a atingir níveis como outras arquiteturas. E irás ver mais destes dispositivos a serem adotados onde outrora tinhas máquinas maiores.

          O resto que escreves é conversa fiada, desenrolaste ali características para encher a folha!!!

          • Rodrigo says:

            Disparates e o que mais vejo tu escreveres, nunca vai substituir meu amigo, isso de coisas optimização é conversa de apple fanboy, em nada argumentas o que eu disse, acabas por te intalar na conversa quando falas em software dedicado,se pensasses mais um bocado o que querias dizer era software limitado a arm, voute repetir outra vez a ver se entendes, estes processadores moveis nunca vao tar ao nivel destes de pc pelo grande facto de serem limitados ao consumo de energia de uma bateria pequena,por mais que baixem os niveis de energia utilizados e essas optimizaçoes q a apple t meteu na cabeca nunca ira ter o mesmo poder de processamento , a base d td e a energia , para algum dia isso acontecer era primeiro necessario uma enorme evolucao nas baterias, que aliais a samsung ja se vai virar para isso no proximo ano com as baterias de grafeno que ja sera sim uma evolucao que permitira melhorar os processadores mas nao sera suficiente .
            Voute explicar de outra maneira ,os carros que vez por ai teem um deposito de gasolina, aqueles carros pequeninos a combustão (rc) tambem teem um deposito mas Mais pequeno por isso e que duram pouco tempo a andar e nunca vao levar o peso que um carro normal leva com eficiência nem com optimizacoes nem com baixíssimos consumos

          • Vítor M. says:

            Lá estás tu, quando não tens argumentos, violentas-te com essa do apple fanboy, que falta de imaginação!!! . Tu lá por seres do contra e sempre no ódio da Apple não podes achar que os outros têm de ser como tu 😉 mas adiante!

            Percebe que a tecnologia evoluiu e sim, tu tens cada vez mais máquina ARM a conquistar o espaço onde existia arquitetura x86. Mas mais, cada vez tens mais sistemas operativos a conquistar espaço onde outrora o Windows (maioritariamente) e o macOS dominavam, por exemplo, verás a edição de imagem e edição gráfica a passar para equipamentos ARM. Sabes porquê? Tal como a Apple mostrou com o último iPad Pro, o nível de capacidade de processamento está a aumentar significativamente e o software está cada vez mais otimizado, fruto de novas e modernas linguagens de programação.

            Ainda te custa perceber que o segredo está nas linguagens de programação, está nos sistemas operativos e no software que corre por cima do hardware e não nesta ou naquela arquitetura. O consumo de energia tem a ver com a sofisticação do software e é isso que tu não percebes.

            Olha para a quantidade de software em Android que é capaz de substituir software para x86 em vários segmentos, repara que o mundo está a migrar para cloud services e isso é fundamental para a evolução do conceito mobile de alto desempenho. Empresas como a Adobe, Autodek e muitas mais estão já nesse processo de migração. Nem vamos falar na indústria gaming que então aí temos assistido ao longos dos últimos 6 anos uma forte aposta dessa indústria no segmento mobile com gráficos fenomenais.

            Claro que as baterias estão a melhorar e há uma aposta nessa evolução, pois claro que sim e porquê? Pela razão que te falei, porque cada vez se exige maior desempenho e é por isso que te digo que a arquitetura ARM está a ganhar espaço a uma velocidade alucinante.

        • Marco says:

          falas em RISC e em x86, mas no final não sabes como funciona um x86.

          • Jose Lapao says:

            @ Victor Pinto M Essas clounds que falas para o desenvolvimento do mobile também “correm” em AMR? Gostava de ver servidores de internet, os mesmos onde este blog está alujado, os os servidores de e-mail da Apple, ou mesmo a loja Apple store “correr” em AMR. Gostava mesmo.

      • Só que não says:

        Alhos (cisc) vs Bugalhos (risc). O pessoal do pplware tem um blog de tecnologia e ainda não entendeu o porque do cpu moblie são para moblie e não para desktop.

        • Vítor M. says:

          Acho estranho que tenhas lido esses termos e não tenhas conseguido perceber que cada vez mais as plataformas estão mais compatíveis e as linguagens de programação estão mais eficazes, mesmo em arquiteturas diferentes e que os resultados de execução são cada vez mais o importante. Mas vejo que sabes escrever esses dois acrônimo deves ser especialista.

        • Mateus says:

          Aqui parte tem o Vitor razão, cisc vs risc não tem interesse já que os cpu Intel e AMD descodificam as instruções x86 cisc mas internamente depois trabalham em risc e os ARM estão muito otimizados e os x86 muito pouco fruto de zero concorrência.

          Entre os x86 e arm há duas grandes diferenças: os x86 foram desenhados para tarefas pesadas e limite de consumo máximo de uns 140 W TDP; os ARM para tarefas leves e 7 W TDP. Um ARM pode competir com um x86 em tarefas simples ou dependentes do GPU (Photoshop). Se meterem tarefas múltiplas e pesadas, coitadinho do ARM (2018). No futuro já se verá.

          • Vítor M. says:

            Verdade, mas temos visto que grande parte das chamadas tarefas pesadas estão muito modificadas, fruto de boa e moderna programação. Por isso como dizes é bem, temos de esperar para ver num futuro próximo como será.

    • dogfarr says:

      2018 e ainda usam benchmark para comparar “performance”
      pensei que era 2011 de novo

  16. Lucas says:

    O que mais odeio na Apple é esse monopólio de não podermos instalar o macO$ em qualquer máquina. Tens e gastar uma boa grana $$$$$ para poder ter acesso ao macOS. Tenho um PC top de linha, com configurações muito superiores ao iMac e MacBook mais caros. E mesmo assim não posso instalar o macOS nem pagando, muito menos de forma oficial.

    • antonio says:

      Qualquer hardware precisa de controladores (drivers) dos fabricantes, o software que está entre o hardware e o sistema operativo.
      Quando a Apple vende um Mac aperfeiçoou a integração hardware/ drivers / MacOS.

      “Ah, mas se o Windows consegue (+/-), por que é que a Apple não se dá a esse trabalho, deixa de vender Macs e vai buscar dinheiro à venda do MacOS?”.
      Porque os drivers foram escritos para PC Windows e é preciso adaptá-los para MacOS e o MacOS aos drivers. E a a venda de SO não dá dinheiro, como sabe a Microsoft. Só se vai buscar dinheiro com hardware e aplicações e serviços pagos.
      Não é elitismo, é modelo de negócio 🙂

      • Lucas says:

        Existe algo chamado Hackintosh
        Mas não se equipará a ter uma versão oficial pra instalação.
        Claro que é elitismo, elitismo também é um modelo de negócio.

  17. Paulo Santos says:

    Se é assim, então a Apple deve pensar seriamente em descontinuar o MacBook Pro. Eheh

    Comparar um iPad Pro com um macBook Pro é a mesma coisa que comparar apenas em potência o melhor Fiat com o pior Ferrari.

  18. abraao campos says:

    acho mal a apple usar id cloud
    pra ganhar mais .
    se comprar um iphone ele tranca ,vamos supor ,o dono emigrou ,como faco .
    deu me fatura mas sem id dele ,nada
    a Apple devia comfirmar a fatura ,ai dar id ao pessoa q tem iphone

  19. abraao campos says:

    respostas q so ele proprio tem e se nao se esqueceu pq td isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.