PplWare Mobile

Apple substituiu 11 milhões de baterias de iPhones em 2018


Artigo escrito por Rui Bacelar para o Pplware

Destaques PPLWARE

  1. TIM says:

    Estava obvio que o que o Tim disse no relatorio, era a verdade de quem realmente conhece as entranhas da Apple.
    Mas o zepovo gosta de falar do que não sabe.
    Preparem-se para uma escalada epica da Apple em 2019. Vou já comprar mais 1000 ações.

  2. Pedro Pinto says:

    Eu fui um dos que trocou…
    Só pecou mesmo foi os 8 dias à espera sem telemóvel na PC Clinic, o que acho estupidez.

    • Miguel Maio says:

      Na Tou Ai Tou Aqui tambºem troquei. Fui lá fazer o diagnostico e continuei com o telemóvel. 8 dias depois e em 10m fui lá trocar a bateria, não fiquei mais de 15min sem telemóvel.

    • Polo says:

      Pelos vistos escolheste o pior local.
      Onde eu fui fizeram a encomenda e passados 4 dias estava lá a nova trocada em meia hora

  3. Carlos Costa says:

    E porque foram apanhados, senão…………….

  4. Rui says:

    Não troquei a minha porque estava boa. Coincidência ou não ontem desligou-se e agora está em modo de gestão. Ou seja, a Apple vai acabar por detiorar as baterias quando quiser.

    • antonio says:

      Está em modo quê?
      Ir a Definições > Bateria:
      – Se está em modo de baixo consumo – deixa de estar quando se carrega a bateria, a menos que se ative propositadamente
      – Em Estado da Bateria – se não estiver “Capacidade de desempenho máximo” aparece uma mensagem do tipo “teve um encerramento inesperado …” e está ativa uma opção para prevenir outro encerramento inesperado. Desativando essa opção, só se houver outro encerramento inesperado é que volta a ficar ativa, mas se a bateria não está degradada dificilmente volta a acontecer. Inicialmente não se podia desativar esta opção, o que criou a maior das confusões e acusações à Apple de estar a abrandar intencionalmente a velocidade de alguns iPhones.

      • Rui says:

        Falar sem saber da nisto. Comentários parvos. Afirmo Gestão. No iPhone (que parece que não tenho segundo um inteligente) diz o seguinte: foi ativada a gestão de desempenho para ajudar a evitar que esta situação se repita.

    • Combater Ignorância says:

      Hahaha! Você nem iPhone tem…

  5. Miguel Costa says:

    Não esquecer que a Apple também revendeu mais de 50 milhões de telemóveis, principalmente nos mercados africano e asiático.

  6. One Armed Bandit says:

    Também surgirão novos fatores (no futuro)? Ou também surgiram novos fatores (no passado)?
    É completamente diferente uma coisa da outra. Conseguem ver a diferença? Espero bem que sim.

  7. One Armed Bandit says:

    Esqueci-me de dizer uma coisa importante:
    Tem destas coisas a manha que consiste em manipular as coisas para sacar o dinheiro aos clientes, como aconteceu neste caso. Para repararem a porcaria que fizeram com a adulteração programada dos equipamentos, substituindo as baterias por preços mais acessíveis, rebentou-lhes a coisa nas trombas. Os clientes aderiram em força e acabaram por vender cerca de menos 9 milhões de equipamentos: aqueles cujos equipamentos não foram automáticamente substituídos por novos iphones e que vão durar ainda mais um ano ou mais para serem substituídos; no mínimo.
    Quem tudo quer tudo perde, ou mais claramente e como dizia a minha avó: o Diabo o dá e o Diabo o tira!

  8. Joao Magalhaes says:

    “Proveitosa redução do preço” quando na maioria dos casos devia ser grátis visto que os clientes se queixaram logo no inicio que a bateria era fraca mas a Apple negou sempre e passado 2 anos criou este “programa proveitoso” quando na realidade devia trocar a bateria dentro da garantia, mas entende-se, 11 milhões x 30€= Apple a roubar os clientes mais uma vez.

    • Combater Ignorância says:

      Você ainda aqui anda a chorar… onde estão os muitos iPhone da sua namorada que só têm problemas? Ou era esposa da última vez…?
      Hahaha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.