Quantcast
PplWare Mobile

Apple revela a nova linha iMac

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Ricardo says:

    Bom dia pessoal,

    Uma pequena questão.
    Esta nova linha IMac é diferente da que vigora no site da Apple à já alguns meses?
    Ou há verdadeiramente algo de novo e diferente que não “apenas” o “interior”?

    Abraço

  2. Jose says:

    É isto o melhor que a Apple consegue +1,500€?

    Que gráfica tão fraquinha, enfim.

    • justanotherone says:

      Mas queres uma gráfica mais potente para que…?

      • Alex says:

        Para jogar… às vezes o pessoal esquece que o mac não tem o sistema ideal para jogar (embora também dê).

        Ah e não podemos esquecer a velha história do ovo e da galinha, para quê ter uma gráfica super potente e depois ir comprar um monitor de 150-250€, o imac de 21.5 tem um monitor de 400€ muito apreciado pela área profissional.

        • Nelson says:

          O iMac é um all in one, ideal para usar num escritório, pois é muito silencioso, fiável ocupa pouco espaço, etc… É uma máquina de trabalho.

          Para meter uma gráfica de jogos, era preciso estragar tudo o resto que ele é. Era preciso por uma fonte de alimentação maior, dispersar muito mais calor, fazê-lo mais grosso, etc…

          Não é uma máquina de jogos, pode-se jogar uns joguitos em qualidade mediana, que é mais que suficiente para a maioria na idade dos 23 para cima, que ou joga em consolas, ou só joga no PC de vez em quando, quando sai um jogo mesmo altamente tipo o skyrim…

          • So_true says:

            O iMac pega no pior dos laptops(limitações de hardware pelo pouco espaço disponível), não aproveita as vantagens (não é portátil) e junta com o pior dos desktops (tamanho/falta de portabilidade) não aproveitando as vantagens (hardware que é possível ter com o espaço disponível).

        • justanotherone says:

          Para jogar tens outros sistemas. Quem compra um Mac não é com o intuito de jogar. Ou se o faz, desculpem, é parolo.

          Existem produtos específicos, ou, a falta de termo, melhores para jogar que um Mac.

          Até porque comprar um Mac para por Windows é bom desperdicio de software, na minha humilde opinião.

          Na área profissional posso confirmar que os monitores valem bem o preço deles! São usados 2 iMacs, e 4 Mac Pros com Cinema Display (1 novo, e 3 velhos) e continuam a dar cartadas, e as cores, mesmo sem calibradas, são mais uniformes que nos outros monitores. E, cada computador usa dois monitores, um da apple e outro “rasco”. Sendo que o da Apple é o de referencia para a cor. Mas como isto existem outros HP e Dell próprios para isto.

          • Alex says:

            Aí já não concordo, o monitor deles só vale a pena se for usado pela vantagem do “hub de portas” que traz.
            Ligado a um mac pro nada melhor que um monitor profissional, como um NEC. 🙂

            Quanto à questão de jogar eu acho que voçês os dois enganaram-se na pessoa a que estão a responder, concordo com muito do que dizem.

            Excepto quando dizes que comprar mac para usar win é um desperdício, aí para mim é uma questão de opinião por há quem não se dê bem com o sistema mac e prefira win… é uma questão de gosto.

          • Nelson says:

            “Ligado a um mac pro nada melhor que um monitor profissional, como um NEC. :)”

            Isso é a tua preferência… Apple, NEC, Dell, LaCIe, são das marcas mais populares no design gráfico.

    • yaveh says:

      Estes iMacs não são feitos para jogar. Se queres algo mais potente tens o mac pro sem monitor. Isto é um AllInOne pc para ppl que nao quer cabos nem grandes complicações. é so coloca rna mesa ligar a ficha de tomada e voilá. A unica coisa que distingue este producto é a qualidade do ecra. O profissionais dedesign dizem que é dos melhores do mercado e que só o ecra vale o preço. Agora para edição de video, photoshop e afins o hardware que tem chega e sobra. Também com o espaço que ocupa não se pode pedir mt mais. É quase um portatil num monitor gigante.

  3. Ricardo says:

    GT 750M? Não é suposto estes modelos serem desktops? Por 1500$ vem com uma gráfica para portáteis, que não custa mais de 150€ numa edição para desktop equivalente a essa.

    • CM says:

      Apple, what else?

    • justanotherone says:

      Respondendo a segunda questão “Não”. São modelos All-in-One. Desktop é o Mac Pro, ou talvez um Mac Mini também possa ser conseguido.

      Uma 750, seja M ou desktop chega bem para tudo o que é pretendido de um iMac. Não são para jogar, mas podes jogar. Não são para edições miranbolicas 3D sobrepostas bla bla (não sei xD), mas também o fazem.

    • António says:

      Pelos vistos percebes alguma coisa de placas gráficas. Agora começa a estudar um pouco de computadores AIO’s.

      Sim o IMAC é caro…mas simplesmente funciona Out of the box!

      • Carlos says:

        “simplesmente funciona Out of the box!”

        Isso quer dizer o quê, que todos os outros não funcionam? :S

        • António says:

          Não sei! não uso dos outros!

        • Nelson says:

          Os outros all in one’s, para serem verdadeiramente all in one (fino, pouco ou nenhum barulho, grande eficiência energética, quase nenhuma libertação de calor), têm também de ter gráficas de portáteis…

        • yaveh says:

          Ligas á ficha e um ptt mais rato e está pronto a funcionar. Sem grande complicações. Tem tudo o que precisas dentro de uma caix sem grande complicações ou fios. Para muita gente é isso o que querem principalmente pessoal de design que muitas vezes nem sabem onde se liga o rato e o teclado ou configurar um monitor par aa melhor qualidade.

          Este ja traz a papinha toda feita como se fosse um telemovel.

          E não esquecer que oe cra é dos melhores do mercado para cores e por isso é que os designer adoram e usam o iMac para tudo.

    • Carlos says:

      O iMacs são… Hummm… Mais ou menos desktops.

      Mas na verdade, pela forma como são construidos, têm mais em comum com os notebooks que com os desktops normais — diria até que têm mais em comum com os tablets. Aliás a Sony até fabrica um PC AiO que também funciona como tablet gigante.

      Como têm tudo dentro duma só caixa, têm limitações térmicas maiores que os desktops normais porque não têm tanto espaço para dissipadores ou ventoinhas ou simplesmente espaço vazio por onde o ar quente possa circular livremente. Por isso pode fazer sentido terem GPUs concebidos para notebooks.

      Não duvido que essa tenha sido uma das razões porque os engenheiros da Apple tenham decidido usar GPUs para notebooks nos iMacs.

      • Nelson says:

        Mesmo que existissem com GPU’s gamming e tudo o mais, queria ver qual era o “gamer” que ia comprar um mac… eles gostam de andar a tirar e a pôr rams e cpu’s, fazer sli, etc… tem de ser num PC, fiquem lá com os PC’s…

        • Carlos says:

          Eheh!
          Eu também desconfio que esse pessoal é como o do chunning, passam mais tempo a afinar os PCs do que a usá-los para jogar.
          Sinceramente se há coisa que se me escapa é um tipo gabar-se que tem 300 placas gráficas arrefecidas a azoto líquido que geram 50 milhões de frames por segundo (posso estar a exagerar um bocadinho aqui) para depois usar um ecrã LCD rasca que na melhor da hipóteses só chega aos 60Hz e que simplesmente não mostra nem metade dos frames.

          • Nelson says:

            Bem, ao menos não andam aí na estrada a poluir o ar quando vou correr para a marginal, e a colocar a minha vida em perigo…

        • Carlos says:

          Já agora, vale lembrar que monitores com frequências de refrescamento maiores que 60Hz há poucos, normalmente nos monitores topo de gama o ênfase é colocado na qualidade de reprodução de cor, que é o que é importante para quem faz filmes ou tratamento de imagem.

          Mas para quem quiser um (que é de 144Hz), aqui vai
          http://www.kuantokusta.pt/1/272272/Asus-VG248QE

          • Nuno Vieira says:

            Que eu saiba, monitores com um refresh rate superior a 60 Hz só mesmo os 3D.

          • Nelson says:

            Exacto, o olho humano não distingue mais que 60fps, aliás, depende da complexidade da animação.

            O ideal é ter 60fps constantes, para não se notarem slowdowns.

            E sim, esses hertz elevados, são para o 3D ativo. (com óculos ativos)

  4. Vitor says:

    Boas , muito pouco de evolução para uma marca de Topo e com estes preços, para comparar eu tinha o Imac 27 mid 2011,i7 Sandy Bridge 3,4 ghz, 16 gb Ram, Graphics ATI HD Radeon 6790, e troquei a 3 dias , por um Imac 27 Late 2012, i7 3,4 Ghz Ivy Bridge, Graphics GeForce GTX 675 MX / IntelHD 4000, 16 gb Ram, e notei apenas uma melhoria de 20% no rendimento geral, ainda não testei jogos, mas o anterior corria praticamente tudo com as definições praticamente no máximo… Só me arrependi foi de não ter pedido nesta nova versão o Fusion Drive, motivo na altura foi porque eu trabalho muito em bootcamp, e o mesmo não funcionava correctamente com bootcamp, mas ao que parece esse bug foi corrigido…

  5. Alex says:

    Podiam colocar os preços em Euros basta ir a apple.pt

    Boas máquinas e bons updates, mas infelizmente o preço devia estar 100-200€ mais barato não se entende a subida que houve aqui à 2 gerações.
    E acima de tudo os preços dos updates são ESTUPIDAMENTE RIDÍCULOS!!
    1Tb de SSD a 1000€, cá fora custa 500-600€…
    e claro as memórias continuam 16Gb a 200€, cá fora custam 120€ :S

    • mario says:

      devem ter um autocolante com uma maça.

    • Nelson says:

      São ssd pci-X, por 500/600 são para SATA…

      Mas sim, são preços muito caros, nada te impede de fazeres tu mesmo os updates 😉

      • Alex says:

        Sim eu sei que são pci-express e..? Não são mais caros por isso, são os discos normais ssd mas com saída pci. As novas gerações são limitadas pela porta sata.

        E sim algo me impede de fazer os updates – o bom senso, no anterior de 2011 não teria problemas em abrir, mas neste não me parece boa ideia – ifixit.com

        • Nelson says:

          Pá, compra o básico e tá a andar…

          Para quê tanto espaço em disco?

          Tenho 240GB SSD e só utilizo 64GB… com montanhas de apps instaladas, MATLAB, Final Cut Pro X, iPhoto, Photoshop, Lightroom, LibreOffice, uma máquina virtual Windows XP + Virtual Box, MSOffice, etc etc etc..

          Ás vezes salta para 100, basta ir limpar os downloads… no mac é fácil teres o disco limpinho, não é como o Windows que tens os ficheiros instalados um em cada canto, e tens o disco todo ocupado, não sabes de quê…

    • justanotherone says:

      No meu MBP, fiz o upgrade eu, num loja “qualquer” onde houvesse ddr3 so-dimm. Neste caso, tinha as duas vertentes (passo a publicidade) Corsair ddr3 8gb e Corsair ddr3 8gb MAC. Diferença de 5 cent! Comprei as de MAC porque eram mais baratas e tinham autocolante preto em vez de azul xD

      Black makes me skinnier :p

    • yaveh says:

      Quase de certeza que foi por causa dos discos.

  6. Manuel says:

    É caro?
    Conhecem algo igual ou semelhante? É incompreensível a falta de sensibilidade das pessoas, as marcas asiáticas lançam meia dúzia de truques para vender e as pessoas acham o máximo da inovação.
    Tem aqui uma obra de arte, fabricada com materiais de top, que funciona na perfeição sem complicações.
    Queriam o quê? Ainda bem que existem alguns resistentes a fabricar com qualidade. Temo que em pouco tempo é só porcaria, será que as pessoas não sentem o prazer que é tocar metal, um material nobre ou plástico?
    Sou eu que sou exigente deve ser isso.

    • Berto says:

      pagar + 500 ou mesmo 1000 euros para tocar em “metal”… parece-me ser um pouco excessivo

      • Tiago says:

        Não pagas 500 ou 1000 a mais apenas por metal. Estás a pagar por qualidade, pelo design (há vários AIO, mas, opinião pessoal, nenhum se chega perto em design a este), por um sistema operativo muito robusto e que traz por defeito muito software. E estás a pagar a marca também, obviamente. E também pagas pelo raio da política de preços em que 1$ = 1€.

        • Alex says:

          Na verdade aqui na apple o $ é superior e eles ganham com o cambio e um pouco mais.

          • yaveh says:

            Não ganham nada! O dinheiro em euros fica na europa. Nenhuma marca Americana leva dinheiro europeu para a america a não ser que precisem mesmo! é que se eles levam dinheiro para lá tem de pagar 20% do dinheiro em impostos. é por isso que todas as empresas colocam o dinheiro deles em países como irlanda.

        • Carlos says:

          Não é bem assim, quando uma coisa custa 1000USD numa loja na terra dos camones e custa 1000EUR cá, o preço para o vendedor/fabricante cá é 23% MENOR que lá. Lembra-te que há o IVA.

          Claro que como o euro vale 35% mais que o dólar, o fabricante no fim das contas ainda fica a ganhar.

          (No entanto, vale lembrar que há outros impostos para além do IVA que se podem aplicar)

      • Manuel says:

        Como disse antes, não sei como chegaste a esses valores, tens ideia quanto custam todos os componentes constantes no iMac? é que eu nem faço ideia, mas nem quero fazer,que adianta, leio as caraterísticas técnicas de um artigo e são o melhor do mundo e arredores, quando vou a testar e sem perceber a razão não correspondem, portanto, como disse antes, não sei se é caro porque não encontro nada para lhe comparar, e sim, pago pelo prazer, durabilidade e design.
        O meu Audi, segundo dizem tem o mesmo motor que o Seat, o curioso é que o som do motor é diferente, o aspeto é diferente, as performances são diferentes, enfim, que adianta ter o processador e a memória que no fundo é o que se compara se o resto é sucata.

        • Ricardo says:

          O problema é quando tens um seat a fazer se passar por audi e a custar ainda mais.

        • Berto says:

          No caso foi há uns meses atrás andei a ver portáteis. Vi um samsung que custava 1099€ (tb é para jogar, logo preciso de algo com placa gráfica dedicada), que em termos de qualidade de construção, materiais, etc, pode não ser nenhum mac book pro, mas não o achei mau, até parecia ser um pouco acima da média. Não possso comprar peça a peça, mas em termos de caracteristicas, vi um mac book pro quase igual, em que a unica coisa que variava era o disco (o samsung tinha 1 tera e mac tinha menos, não me lembro se era 500 ou 750 gigas), tudo o resto (processador, quantidade de memória, placa gráfica, memória da gráfica, etc) era tudo igual. A diferença era que o samsung, custava 1099, o mac book pro (NÃO retina) custava 2350€. Eu tenho um iMac em casa, mexo em alguns no trabalho, tenho um iPad e a minha mulher um iPhone, mas a diferença de 1250 euros, dá para fazer muita coisa… até dá para comprar outro portatil…

          • Manuel says:

            Sim, os teus argumentos são validos, o meu custou 1199€ o anterior um Asus tinha custado 1099€, como não jogo não valorizo características relacionadas com jogos, e comparando os meus dois portáteis e achando a Asus uma excelente marca, se o meu macbook pro tivesse custado mais 500€ ainda tinha sido melhor negocio. Estou a escrever no meu macbook pro e escreveria igual num PC de 400€ mas não era a mesma coisa;)
            Para que conste, dei o meu contributo para o forum, gosto dos produtos Apple, detesto políticas de venda de “isto é igual mas mais barato”, aprecio quem apresenta produtos com qualidade… mas… não sou sócio da Apple, nem nada que se pareça.
            Há uma pormenor que é difícil de explicar e não aparece em comparativos, que se chama prazer de utilização!

          • Miguel says:

            só te faltou dizer em que loja viste esse mbp não retina por €2350
            para que mais ninguém lá vá

            que o mbp retina custa €2249
            http://store.apple.com/pt/mac/family/macbook-pro

          • Berto says:

            @Miguel, vi em http://store.apple.com/pt/mac/family/macbook-pro e eu disse com as mesmas caracteristicas que o samsung. Se entrares no mac book pro 15 pol.: 2,3 GHz e colocares 8 gigas de ram e 2 gigas de memoria dedicada (que era o que andava a procura na altura) sobe logo para 2.148,99€ sem retina… e os preço que estava a falar foram de há uns meses atrás, em que neste momento acho que o mac book pro que via na altura já não está disponivel

        • yaveh says:

          Não esquecer que muitos do componentes são custom made ou até componentes de portateis. Não é facil colocar tudo bem apertadinho para ficar fino e leve.

  7. António says:

    Não sei porque é que o pessoal se continua a queixar dos preços da Apple!

    Apple tem produtos caros, não dão para qualquer bolsa PONTO.
    Se acham o produto sobrevalorizado têm muita escolha na concorrência.

    Isto não serve de desculpa para estarem sempre com a mesma conversa.

    • Alex says:

      Se o estado decidir subir o iva, não te queixes!
      Se o fores despedido e não conseguires arranjar emprego porque o estado cada vez mais destroi empresas, não te queixes!

      Cala e come é a tua politica pelos vistos… :S
      That’s the Portuguese way. –‘

      • jorge santos says:

        Estás a interpretar mal o que ele escreveu. Ele não para nos conformarmos com tudo. Ele disse: “se não gostas, não comas”.

      • António says:

        Sócio que grande comparação!

        Não sou professor de português mas consigo arranjar-te um contacto para explicações, assim sempre poderás interpretar alguns textos.

        O comentário do “Jorge Santos” diz tudo, obrigado.

      • Nelson says:

        Que comparação do caneco…

        O estado foi criado e a direcção eleita para (supostamente) benefício de todos nós.

        A Apple Inc existe para benefício dos seus acionistas.

        Os Mac’s nem são baratos, nem são caros, têm o preço normal para um PC.

        Há uns 12/13 anos atrás, 300 contos dava-vos para um PC de gama idêntica a estes iMac… não era maquinão, nem luxo nenhum, o básico, CPU modesto, RAM modesta, placa gráfica de média gama, algum HDD, drive para gravar CD’s, modem 56K, o típico da altura…

        Só que há 15 anos atrás, 300 contos era quando um café custava em média 40 escudos (hoje custa 70 cent = 140 escudos)

        Só que eram máquinas bem feitas, com produtores de hardware ainda responsáveis, a única coisa que estava a faltar, era o raio do Windows 98SE, Windows Me, até á saída do Windows XP (que deu uns problemas de compatibilidade e performance quando saiu)…

        Só que os fabricantes de hardware decidiram “bem, a experiência de utilização é uma porcaria e é, vamos baixar a fasquia e aderir ao low-cost, além disso, vamos utilizar obsolescência programada, assim, se o utilizador não sentir o sistema lento, nós vamos chatear-lhe a pinha com riscas no ecrã, teclas a saír, trackpads irresponsíveis, ventoinhas a bufar, baterias que não duram 5 minutos, etc. etc. etc., e ele vai acabar por comprar um computador novo.

        Logo hoje em dia, é óbvio a existência de computadores que se compram pelo ordenado mínimo… quando há uns 10 anos atrás, o desconto no IRS na aquisição de um computador novo, por si, já era de 30 contos (150€!)

        • Alex says:

          Tanta coisa para nada.

          O que depreendi do comentário do António é que não nos devemos queixar em tudo, tal como o Jorge Santos disse – “Ele não para nos conformarmos com tudo.”

          E o queixar, falar..etc é o que nos leva aos bons preços e ao conhecimento.
          Dou o exemplo da quantidade de pessoas que por exemplo tem problemas com as garantias (muitas vezes da apple) e eu chego a kkl loja ao fim de 30 dias se o artigo não estiver reparado, faça o barulho que tiver de fazer e trago o €€ de volta!
          Ora se gostam da politica de “não gostas não comes” e isso aplica-se a muito português porque queixas no livrinho são pouquissimas..

          Mas cada um com a sua.

  8. Jonas says:

    É pena a versão de 1299$ ser vendida a 1350€ Não é mesmo para quem quer, é para quem pode..

  9. José Leite says:

    Que pena uma pessoa nascer pobre e ser pobre toda a vida.Uma pessoa vê autênticas máquinas destas,até fica a salivar,e depois cai na realidade.”Só em sonhos”,digo eu 🙁 Ai,ai(autêntico suspiro,podem crer) 🙁

  10. Tiago says:

    Deixo aqui a sugestão para o pplware fazer testes ou publicar alguma coisa sobre quem esta interessado em comprar iMac (destes novos) relativamente a performance, gráficos, blá blá blá. Que dizem????? Fico a espera ehehe. 😉

  11. wishmaster says:

    Por esses preços, montas um PC que desfaz o MAC todo, seja em jogos ou noutra área qualquer.

    • João Paulo says:

      Quem compra um imac pretende tudo bem arrumadinho. E com uma excelente performance para trabalhar. Internet, docs, fotos, musica, filmes. Tudo extremamente rápido e fiável, o que nenhuma outra máquina consegue fazer.

    • yaveh says:

      Nem todos sabem como o fazer. 90% do pessoal só que uma coisa bonita capaz de fazer o que eles querem e de maneira facil. De preferência plug and play. É isso o que o iMac faz com o extra de trazer um ecra do melhor que há com aquele tamanho!

  12. troll says:

    Balanço: 15% dos comentários são do advogado de defesa da Apple (Nelson).

  13. Rui says:

    Após ter lido com alguma atenção os vários comentários, concluo que quem compara um iMac com base no montante em relação a outros PC s (no qual teriam capacidades muito superiores e que não tenho qualquer duvida a esse respeito) nunca poderá compreender a essência associada a um iMac.
    Quando falamos de um iMac , referimos-nos a uma peca de arte, e para quem sabe observar arte, compreendo do que estou a falar.
    Poucas são as marcas que prolongam os seus modelos, estou a lembrar-me dos toshiba satellite ou dos dell latitude, e que de certo haverá muitas mais, mas um iMac e sempre um iMac.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.