PplWare Mobile

Apple queixa-se que Qualcomm recusou vender-lhe modems para os novos iPhones


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. LG says:

    Eu li o artigo original mas ver se entendi:

    – Qualcomm tem se queixado por não receber os royalities da Apple que exige pelos seus modems LTE como faz com outras marcas.
    – Apple não quer pagar esses royalities “extras” de 7.50$ por modem…
    – Apple queixa-se que a Qualcomm recusa-se vender o modem?

    Então a vítima é Apple?

    Se eu for à uma Apple e não quero pagar 1200€ por um iPhone posso proclamar que a Apple recusou-me vender um iPhone 😀

    • Jorge Carvalho says:

      Alhos e bugalhos … mas podes. O que está em causa é mais complexo que isso.

      Abc

      • Eu Mesmo says:

        Pela noticia fiquei com a mesma ideia. Em que é diferente?

      • Filipe says:

        Mais um que acha que a apple é a vítima. Eles querem tudo “dado” para poderem vender um smartphone de 300 dólares por 1200. Estão a provar do seu próprio veneno. Demorou, mas finalmente aconteceu.

        • Combater Ignorância says:

          Está na hora de fazer comentários menos ignorantes, pesquise e eduque-se.
          O preço dos iPhones é absurdo, mas não está relacionado com este caso.

        • Sujeito says:

          Acho que ainda não percebeste como funcionam as contas duma empresa destas para se manter a funcionar. Custam o mesm oque sempre custaram, proporcionalmente.

          Mas informares-te primeiro custa tempo. Mais vale disparatar logo e andar com ideias erradas não é mesmo?

    • V.T. says:

      Aqui neste site, a Apple é sempre a vitima…

    • Combater Ignorância says:

      Respondendo ponto a ponto:
      – A Qualcomm queixa-se que não recebe royalties, desde que o processo em tribunal começou!
      – A Apple vê o valor da royalty subir conforme mete mais memória no ecrã… ou outra alteração é feita ao iPhone.
      – A Apple queixa-se de:
      E resumindo que não há muita paciência para comentários baseados na ignorância… Aquilo que a apple quer é que se pague uma percentagem FIXA e poder escolher comprar outros chips sem ser da Qualcomm! Já que a Qualcomm usa a sua posição dominante para fazer e alterar o preço como lhe convém.

      • LG says:

        Hmmm então quer um preço fixo sobre um royality cuja tecnologia está sempre a melhorar com gerações e agora com 5G às portas. Os cosumidores também gostavam de preços fixos em iPhones…

        Chama-se mercado livre…

        Resumidamente, Qualcomm não recusou vender nada à Apple mas blogs e tech sites adoram fazer clickbaits e dramatizar a novela Qualcomm vs Apple

        Sugestão do título: Qualcom não aceitou os termos de venda exigida pela Apple

        Apple recorreu aos modems da Intel… que por sua vez caladinho paga os royalities das patentes à Qualcomm… Porém qualidade muito inferior… iPhones sobem absurdamente o preço na mesma… Apple… vítima tadinho deles… :´(

        • Combater Ignorância says:

          Eles e o resto das marcas querem uma percentagem fixa na tecnologia usada, não falei que era de geração para geração! Pare de inventar para fundamentar esse ódio patético anti-apple.
          A tecnologia dos modems não tem mudado de dia para dia. Só existe mercado livre quando a Qualcomm parar de usar a sua posição dominante para manipular o mercado! Que tal informar-se em vez de espalhar a sua opinião distorcida?

      • JJ_ says:

        Num outro artigo, referenciado neste, foi destaco o acordo que tinha sido feito entre ambas as empresas, que comprometia a Apple a comprar os componentes em questão a Qualcomm, mas só tinha direito a um desconto especial se não comprasse os respectivos componentes as empresas concorrentes. Caso a Apple fosse comprar noutras empresas os tais componentes, o desconto era perdido e o preço ficaria até mais elevado do que o da concorrência. E a Qualcomm pagou para a existência desse contrato.

        O que aconteceu, a Apple foi comprar os tais componentes a outras empresas. A Qualcomm activou a clausula que lhe permitia aumentar o preço. Visto que os componentes da concorrência não são tão eficazes, a Apple quer voltar a comprar a Qualcomm com os termos que tinha antes. Por sua vez a Qualcomm não aceita isso… e esta no seu direito, com base no contrato assinado.

        A Apple pensava que bastava dizer que era a “Apple”, para todas as empresas aceitarem todo e qualquer tipo de negocio, mesmo fugindo aos contratos inicialmente feitos. Enganou-se…

        • Combater Ignorância says:

          Não é a percepção que tenho lendo em sites de fora! Você está a basear-se em noticias publicadas aqui e de forma muito confusa.
          Vou ler mais sobre esse detalhe no entanto mantém-se os outros pontos que discuti:
          “– A Qualcomm queixa-se que não recebe royalties, desde que o processo em tribunal começou!
          – A Apple vê o valor da royalty subir conforme mete mais memória no ecrã… ou outra alteração é feita ao iPhone.”

          Mas no fundo o que interessa para nós é que a Qualcomm está a cair a olhos vistos. Esperemos que no 5G onde ainda está tudo em aberto, isto mude mais ainda.

  2. eu says:

    Olha que engraçado, o diabo a queixar-se que o fornecedor está a inflacionar o preço.
    Só está a provar do seu veneno.

    • Mateus Pinto says:

      +1

      A Apple pressionou tudo e todos como fosse o centro do mundo, por um lado todos ganhamos porque os smartphones não seriam o que são hoje sem a Apple; por outro agiram com o rei na barriga durante anos processando tudo e todos.

      Agora estão a levar com o chicote e fazem -se de vítimas. Se o iPhone de 2019 for muito bom ainda tem hipótese de manter a ribalta, senão vão levar um tombo bom… muita gente que conhecia com iPhone (A maioria teve até ao 7 e depois fartou -se) hoje leva um Samsung ou Huawei e estão mais que contentes. Levou um pouco a habituarem se a outro ecossistema mas agora não vem razão para mudar.

      Com o Android cada vez melhor, fluído e descomplicado (e a maioria das apps a funcionarem desde Android 4.4 ou 5 até o 9) e grande variedade de modelos e mais baratos, a maioria não precisa do “luxo” (lol) dos 1000€ (média) dos iPhones.

      Longe vão os tempos que o iOS era o único SO rápido e com muitas apps.

  3. Beatriz Gosta says:

    Adorava saber quando é que a Apple deixa ou alguma vez vendeu alguma coisa à concorrência.

    Nem o Firefox pode usar o seu motor Gecko e é obrigado a usar o motor do safari que vem incluido no iOS.

    Enfim

  4. Samuel says:

    Os sites fazem a Apple sempre de vitima e depois queixam-se de serem acusados de estarem sempre a favor da Apple. A única vitima é a Qualcomm que foi roubada na sua propriedade intelectual pela Apple que por sua vez a forneceu aos concorrentes. Acho bem que a Qualcomm tenha recusado a venda.

    • antonio says:

      Isto realmente …
      Completando o título seria:
      “A Apple queixou-se que Qualcomm lhe pedia 7,5 dólares por modem o que considerou ser 5x o normal e que estava disposta a pagar: 1,5 dólares”.

      Sem dúvida que 5x é uma grande diferença. Andar a opinar se a Apple devia pagar 7,5 ou 1,5 é perda de tempo. É para isso que servem os tribunais.

      P.S. E são duas empresas dos EUA, não vale a pena ir pelo caminho da parcialidade do tribunal.

    • Combater Ignorância says:

      Antes de andarem a dar opiniões disparatadas e ignorantes, que tal pesquisarem um pouco.

      Este tema é interessante para pesquisarem: “Microsoft, Google, and other tech companies side with Apple in legal battle against Qualcomm”.

      A Qualcomm força as companhias a comprarem só modems deles, porque detém um monopólio.
      Tal como a Apple se queixou, os 7$50 de royalties sobem por tudo e por nada, mais memória… sobe o preço, mais metal no iPhone… sobe o preço, maior ecrã… sobe o preço da royalty.

      Mas claro, comentar e espalhar opiniões sem qualquer conhecimento é mais fácil!

      • JJ_ says:

        A Qualcomm não forçou nada… a Apple é que assinou um acordo em comprar os modems a Qualcomm, e caso fosse comprar a outras empresas a Qualcomm podia aumentar o preço dos mesmos.

        Se a Apple e outras empresas, aceitam este tipo de termos é porque sabem que as outras empresas não conseguem ter o mesmo desempenho no mesmo tipo de equipamento.

        Apple, Microsoft, Google e afins… são muito maiores do que uma Qualcomm, se no mercado outras empresas tivessem os seus produtos ao mesmo nível, elas não teriam problemas em rejeitar esse tipo de contratos.

        A Qualcomm simplesmente esta a fazer (mesmo que não concorde) o que a Apple, Microsoft e Google, fizeram no passado… e ainda fazem. Aproveitar-se da sua posição dominante ou privilegiada, fase a concorrência, para impor regras e tirar dividendos.

        • Combater Ignorância says:

          A Qualcomm está a usar a sua posição dominante como de costume. Já no passado apoiavam o 3G e a Intel apoiava o WiMax (mais barato e melhores velocidades), sendo o último considerado o melhor e o vice presidente de licenças da Qualcomm agora aposentado diz isto:

          “Marvin Blecker, who retired in 2014 as vice president of licensing for Qualcomm, noted that the company sometimes offered incentives to get OEMs to adopt 3G rather than WiMax, an Intel-backed alternative. In an email to him, one Qualcomm colleague suggested cutting off chip supply to one customer involved in a protracted patent negotiation.”

          A Qualcomm é conhecida pelos esquemas, felizmente já estão nos smartphones de topo abaixo dos 50% de quota de mercado. Esperemos por melhor ainda no 5G.

  5. rodrigo says:

    Esqueceramse de dizer o mais importante aqui que foi que a qualcomm queria 7,5$ de royalities que era o que estava estipulado , e a apple a certo momento achou que devia pagar so 1,5$ lol, consequente a qualcomm deixou de vender modems, e sabido que a apple “brinca” com os clientes em pro do lucro, mas desta vez saiulhe errado pois quem era cliente aqui era a apple.

    • Combater Ignorância says:

      Faltou você referir que as royalties em questão mudam conforme o “cliente”. Se for a Apple paga x, se for a Samsung paga y, se for outro paga z.

      Informe-se: https ://www.macrumors.com/2017/07/20/lobbying-group-ccia-backs-apple-in-qualcomm-fight/
      “Qualcomm is already using its dominant position to pressure competitors and tax competing products.”

      Aquilo que a apple quer é que se pague uma percentagem FIXA e poder escolher comprar outros chips sem ser da Qualcomm!

      • rodrigo says:

        Meu amigo, mas quem esta a vender e a qualcomm, a apple compra se quiser , se a apple nao gosta nao compra e simples, e muito menos impor seja o que for a qualcomm a nivel de preços , os contratos tavam feitos, a meio do campeonato a apple e que decidiu como faz com os clientes impor como se fossem os donos de tudo, a apple sempre teve por onde escolher , tanto que escolheu a intel, a qualcomm faz muito bem, e a unica empresa para telemoveis que neste momento consegue fornecer 5g em grande escala,vao aproveitar enquanto a intel nao la chega, e quem quer vai ter pagar o que eles querem nao o que a apple acha que tem que pagar

        • Francisco Pinto says:

          Meu amigo a Qualcomm está em diversos países a ser acusados pelos reguladores desses países de práticas anti-concorrenciais. Na prática está a ser acusada pelos reguladores de estorquir € aos seus clientes.

        • Combater Ignorância says:

          Meu caro Rodrigo fica informado que a Qualcomm NÃO ESTÁ A VENDER! Está a exigir pagamento de patentes e isso É REGULADO! E tem de ser justo e obviamente é por aí que a Apple está a atacar em tribunal. Já que todas as marcas se queixam das práticas monopolistas mas poucas fazem alguma coisa.

          E a Apple queria ter uma parte dos modems Intel e outra Qualcomm, mas foi forçada a passar tudo para Intel porque a Qualcomm forçou os fabricantes a não venderem os modems deles quando soube soube que uma parte dos modems iam ser Intel. – Foi isto um dos pontos que a Apple declarou recentemente em tribunal.

          Espero que esteja mais informado agora sobre as práticas monopolistas da Qualcomm. Não defendo a Apple, defendo sim o mercado em geral que está à muito refém de uma marca que ilude uns quantos.

          • JJ_ says:

            Mas o contrato assinado pela Apple dizia que se a Apple compra-se a concorrência, o preço dos modems iam aumentar…

            Queres ver que eles não leram esse ponto!? Devia ser aquele que estava em letras muito pequeninas…

          • rodrigo says:

            LOL, entao o contrato e feito para que ?, foi celebrado um contrato em que a apple ao meio do campeonato achou que sendo apple fazia o que queria , foi o que eu disse .. convidavate a ires ver sites que nao o imore e todo o resto que comece por ”i”, e vens para aqui escrever o que a apple disse em tribunal LOL, mas o que estavas a espera ,que dissesse que a qualcomm e que tava a sair prejudicada?, e obvio que iam argumentar em defesa de um contrato que sabem que cortaram pelo caminho, isto e simples, a qualcomm neste momento é a numero 1 em modems para telemoveis e nao so, a tua visao de monopolio esta tao disturcida que acreditas em tudo o que os advogados de defesa da apple vao para tribunal dizer, o mercado nao ta refem de ninguem , quem quiser evoluir que se mexa, a intel neste momento ta uns 3 anos atrasada, e estas 2 unicas empresas que neste momento podem fornecer em grande escala componentes a nivel de modem para telemoveis , se fosse eu aumentava ainda mais o preço porque neste momento nao a concorrencia,e ainda por cima e que tamos a falar da apple e ao mesmo tempo dizes que nao gostas de marcas que ilude uns quantos

          • Combater Ignorância says:

            @rodrigo

            Sem pontuação lamento, mas não nos entendemos. O seu texto é uma porcaria para ler.

            A sua atitude de que subiria os preços é muito ignorante e claramente de um miúdo. O mercado de patentes tem regras para evitar que uma empresa suba preços a outra e baixe a uma terceira. Beneficiando a última. Existem consequências para as táticas monopolistas.

            Digo-lhe só o que disse mais abaixo, que a Qualcomm já está a pagar pelos erros que cometeu.
            A market share da Qualcomm já desceu radicalmente, embora em 2018 tenha subido graças às marcas chinesas.

            E a Samsung por exemplo não esteve para se chatear com tribunais e desenvolveu os próprios modems. A Intel com a ajuda da Apple também volta a um mercado onde tinha uma presença diminuta e a tendência será crescer.

            A esperança que a Qualcomm pode ter em recuperar mercado será no 5G, onde ainda está tudo por decidir.

  6. Vitor says:

    Gosto de ler estes comentários só para ver argumentos dos “advogados” das duas empresas a defenderem uma ou outra! Nem sei porque os tribunais têm tanta dificuldade em tomar decisões finais acerca de casos como este quando bastava “navegar” pelo pplware e…decidir! Porque os advogados dessas empresas (pagos a cotações superiores ao ouro!) são uma “cambada” de estúpidos que não têm noção do que andam a fazer…

    • Combater Ignorância says:

      Na verdade tanto de um lado como do outro não são ignorantes os advogados, mas claramente SÃO pagos para influenciar a opinião pública. Basta ver os títulos que saem tanto para um lado como para o outro. Não podemos afirmar que anda a perseguir a justiça e a verdade nos tribunais.

      Eu por exemplo pode parecer que estou a defender a Apple, mas não estou.
      Estou no entanto absolutamente contra a posição dominante e usurpadora que a Qualcomm faz do mercado.
      E apesar dos tribunais eventualmente retirarem as suas decisões isso nunca significa que vai existir justiça. Veja-se a Intel e a AMD ao longo dos anos. A Intel até chegou a pagar indemnizações à AMD por ter pago a fornecedores para não venderem produtos da AMD.
      Mesmo depois das indemnizações quem lucrou? …a Intel. Bela justiça esta em que o criminoso sai impune e ganha vantagem.

      • JJ_ says:

        A Qualcomm até pode estar a tirar proveito da sua posição dominante no segmento mobile. Isso é totalmente condenável, concordo.

        Mas, uma Microsoft, Apple ou Google, nunca iriam assinar um contrato com um ponto a indicar que caso comprassem os componentes a concorrência o valor dos componentes da Qualcomm iam aumentar, se não tivesse a perfeita noção que os produtos da concorrência eram claramente inferiores aos da Qualcomm. São empresas grandes de mais, para se limitarem de forma inocente…

        Por isso, entre estes gigantes… e segundo os contratos assinados… a Qualcomm tem forma de justificar o aumento de preços. E nesse cenário, esta em vantagem…

        • Combater Ignorância says:

          “a Qualcomm tem forma de justificar o aumento de preços. E nesse cenário, esta em vantagem…”

          Não concordo consigo porque o mercado de patentes tem regras e quando o preço que a Qualcomm faz à Apple é superior que a outra marca de smartphones então a Qualcomm está a manipular o mercado. E é aí que vai ter problemas.

          Aliás, problemas já teve e duvido que recupere. Afinal de contas nos smartphones de topo, a Qualcomm já estará abaixo dos 50%, falando de modems. Porque a Samsung por exemplo não esteve para se chatear e desenvolveu os próprios modems. A Intel com a ajuda da Apple também volta a um mercado onde tinha uma presença diminuta e a tendência será crescer.
          A esperança que a Qualcomm pode ter em recuperar mercado será no 5G, onde ainda está tudo por decidir.

  7. josemar Santos says:

    Mais a Apple já estava usando chips da Intel, e provavelmente tudo começou porque qualcomm não queria que a apple diminuísse a velocidade seus modens para equiparar com os modens da Intel que eram mais lentos, ai começaram a guerra de retaliações.

    • Combater Ignorância says:

      “provavelmente tudo começou porque qualcomm não queria que a apple diminuísse a velocidade seus modens para equiparar com os modens da Intel que eram mais lentos”

      Você lê e acredita nas asneiras que escreve?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.