PplWare Mobile

Apple já reagiu aos problemas que a Google reportou no iOS e não está nada satisfeita


Fonte: Apple

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

    • Fixo says:

      De facto isso não está no post:
      “Enquanto o Projeto Zero da Google reportou apenas utilizadores do iPhone como alvo deste ataque, fontes familiarizadas com o assunto disseram à Forbes que equipamentos usando o Android e o Windows eram também alvos dos mesmos sites”

      • Vítor M. says:

        Não está porque não foi dito oficialmente pela Apple ou pela Google.

        • Fixo says:

          Admiti que não sabiam. Se sabiam não sei porque não referiram.

          É que, pensando bem, se eram hackers ao serviço de um govern, para espiar uma população alvo – porque carga de alvo é que só eram atacados os que acediam ao site com um iPhones? Por serem mais perigosos que os outros?
          A mim parece-me informação muito relevante para ser omitida.

          • Vítor M. says:

            Tu próprio criaste um cenário, outros podem criar outros cenários com a pretensa informação que não é oficial, que não se sabe a origem e o efeito. Por isso é que não se vai levantar aqui um cenário que não existe (de forma oficial). Por isso, se calhar, não foram mais além na informação.

          • Fixo says:

            Não criei cenário nenhum, é o que cenário que está espalhado pelos sites que falam disto.

            Se queres um cenário meu também se arranja e é uma simples dedução – a Google descobriu que o site tanto atacava iPhones, como equipamentos Android ou Windows.
            Publicou só do iPhone – vá-se lá saber porquê 😉

  1. Fixo says:

    O que disse a Apple ao certo:
    “A publicação do Google, foi feita seis meses após o lançamento dos patches para iOS, cria a falsa impressão de “exploração em massa” para “monitorar as atividades privadas de populações inteiras em tempo real”, alimentando o medo entre todos os utilizadores do iPhone de que os seus dispositivos tenham sido comprometidos. Este nunca foi o caso.
    Segundo, todas as evidências indicam que esses ataques no site permaneceram operacionais apenas por um breve período, aproximadamente dois meses, e não “dois anos”, como o Google refere. Corrigimos as vulnerabilidades em questão em fevereiro – trabalhando com extrema rapidez para resolver o problema apenas 10 dias após o conhecimento. Quando o Google nos abordou, já estávamos a corrigir os bugs explorados.”

    Não disse qual era o site nem os atacantes – mas devia e não percebo porque não faz. A hipótese mais falada é a do alvo serem os uigures chineses, ou seja um ataque de hackers ao serviço do governo chinês. Mas também se fala que o alvo eram os palestinianos ou dissidentes sírios. Nem a Apple nem a Google divulgarem isso é estranho.

  2. Pedro Sousa says:

    Conversas e acusações à parte, durante 2 anos os iPhones andarm vulneráveis a ataques que revelam pouca segurança…
    Com o mal dos outros posso eu bem e se o android e o Windows phone e os nokia velhos foram ou não também atacados isso não torna o meu iphone mais seguro…

  3. Fixo says:

    Dois anos, diz a Google. Dois meses, diz a Apple.

  4. Ze says:

    A Google sabe que a questão de privacidade e segurança de dados pessoais é a grande arma da Apple contra a concorrência. Num futuro próximo apetecerão ataques ainda mais serrados por parte da Google, encapotado com o seu PR de “nos somos os bonzinhos porque descobrimos as falhas”.

    • Fixo says:

      Descobrem as falhas … deles (Android, Chrome, ..) e as dos outros.
      Publicam as dos outros – Microsoft, Apple, como não podia deixar de ser. A forma como o fazem é que deixa os outros furiosos.
      É bom para os utilizadores … e para a blogosfera.

  5. Kaiser says:

    … quando é que a Apple veio a público dar a mão à palmatória?
    A casa pode estar a arder e para eles está sempre tudo bem, o que interessa é mostrar ao público que são fortes
    Não tirem as palas não..

  6. PTdoNorte says:

    Não é por nada, mas acredito mais na google que na Apple, se a google diz que foram 2 anos é porque deve de ter sido caso contrário não o dizia, a Apple como se quer proteger da fama que tem é que deve de estar a tentar inverter a verdade

    Porque de 2anos para 2meses é uma grande diferença

    • Njag says:

      A apple ganha em dizer que foram só 6 meses, e a google não ganha em dizer que foram 2 anos?

      • PTdoNorte says:

        a google ganha claro em dizer que é 2anos, mas será que ela mentiu?? não acredito, isto porque se fosse uma diferença de 1/2meses ainda podia acreditar ser mentira, agora de 2anos para 2 meses???
        Estou mais inclinado nos argumentos da google, parecem-me ter mais lógica, mas é a minha opiniao

    • Fixo says:

      A fé é que nos salva! Santa Google é a maior e que nos trouxe o Android (e a China os smartphones baratos)! A Apple é o diabo em figura de gente!

      Eu diria, modestamente, que é a inteligência que nos salva. E, quando aparecem certas notícias (crimes) pergunto-me sempre – quem é o beneficiado e quem é o prejudicado.

      Inocentes, inocentes … os espanhóis têm o dia dos Santos Inocentes, as crianças que foram mandadas matar por Herodes (e os romanos) para ver se entre elas morria o JC (Jesus Cristo, mas não sou religioso).

    • Sujeito says:

      A Google tem um historial ainda pior que a Apple, em que foram apanhados completamente a mentir maliciosamente em casos bem mais graves.

      Portanto, no mínimo, não merecem qualquer tipo de crédito. Podem estar a mentir, podem estar a dizer a verdade.

      A Apple nesta temática tem mostrado muito mais seriedade. Contudo, também não é santa nenhuma. Podem estar a mentir, podem estar a dizer a verdade.

      Sem informação aberta, vale tudo.

  7. Eu says:

    Seja qual for o sistema operativo, tem bugs e falhas.
    Infelizmente todas as marcas são arrogantes dizendo que a sua é infalivel e as outras são completamente faliveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.