PplWare Mobile

Análise: Xiaomi Mi Band 3 – Temos uma verdadeira evolução?


Maria Inês Coelho

Gestora de conteúdo e de redes sociais do Pplware. Mestre em Economia, foi o fascínio pelo universo da tecnologia e da comunicação que falou mais alto.

Destaques PPLWARE

22 Respostas

  1. Duarte Santos says:

    Não ia sair uma versão internacional e com NFC em setembro??

  2. Filipee says:

    ”Mas e em Português? A Xiaomi não criou a Mi Band para o mercado ocidental, por isso apenas está mesmo disponível em chinês e inglês de forma oficial. ”

    Isto não é verdade, já desde julho que tem várias línguas oficiais como (além do chines e ingles) espanhol, frances e russo. Em agosto foram adicionadas as linguas coreano, alemao, italiano e polaco de forma oficial.

    A diferença da versão internacional para a chinesa é apenas o package que contém o manual em ingles, a certificação CE, e por omissão vem com a lingua inglesa em vez de chinesa. De resto é a mesma coisa e suporta desde há 1 mes, 9 línguas.

  3. Rui Marques says:

    Que telefone Huwaei é esse?

  4. jquintino says:

    pois.. tive uma mudei para PT tudo ok, mas no entanto a bateria só dura 3dias, mesmo com tudo desligado apenas o básico . Pois não sei…

  5. darkvoid says:

    Mais vale dar mais um pouco e comprar a amazfit bip. Já tive as duas e a bip é simplesmente uma experiência de outro mundo comparado com a mi band!

    • Nelson says:

      Concordo, se o preço e tamanho ligeiramente superiores não forem um problema, a amazfit bip, para mim, é uma escolha melhor, principalmente por, ao contrário da mi band, ter a informação sempre disponivel no ecrã. Esse para mim era o maior defeito da mi band 2. Penso que a 3 continua igual e é preciso pressionar o botão ou mexer o pulso para ver a informação, ou isso mudou?

  6. Pedro Fernandes says:

    A bateria do meu está a durar 1 mês, não estou a perceber que tipo de uso lhe está a dar.

  7. Tiago says:

    Relativamente à suposta imprecisão do sensor de batimentos cardíacos, teria sido interessante ter feito e mostrado um comparativo com aparelhos de medição mais precisos para sabermos até que ponto o sensor é assim impreciso.
    Dizer que é impreciso sem dizer porquê ou como chegaram a essa conclusão vale muito pouco…

    Assim como a medição do sono. Era interessante fazer o comparativo com outras smartbands, por exemplo, e analisar as diferenças nos resultados.

    Posto isto, este artigo passa mais por uma demonstração do que por uma análise propriamente dita.

    • Vítor M. says:

      Não é verdade. Aliás, a análise foca todos os pontos deste dispositivo e não apenas no sensor cardíaco. Se fosse um comparativo entre sensores, isso sim, era apenas uma demonstração e não uma análise. Até porque como foi referido, os sensores cardíacos destes dispositivos ainda estão longe de medições precisas.

      • Tiago says:

        Não digo que não possam estar, apenas digo que falta-vos dizer em que dados se basearam para afirmar isso. É apenas um “feeling” ou realmente compararam com algo assumidamente mais preciso? Se o fizeram, seria ótimo incluir isso no artigo de forma a torná-lo mais esclarecedor.

  8. Steven Coelho says:

    Eu pessoalmente, mudei da Mi Band 2 para a 3 por um só motivo…CRONÓMETRO…o qual nunca é referido em lado algum !!
    Abraços e obrigado pelo excelente trabalho!

    • Marco says:

      Realmente é uma novidade, só acho que a forma como se activa o cronómetro contra produtiva, dado que é necessário aguentar cerca de 3 segundos para o iniciar…deveria ser imediato. De resto acho que é um bom “upgrade” à Mi Band 2 😉

  9. Jorge Azevedo says:

    A minha Band 3, não é reconhecida pelos Smartphones, nem pelas app Me Feet ou outras. Isto aconteceu depois de ter atualizado para a versão PT através da GadgetBridge . Já não sei o que fazer. Precisava de saber como se consegue fazer um restart sem usar a ligaçao BT.

    • Tiago says:

      Terás de esperar que a bateria vá aos 0% e deixá-la assim, sem carregar, durante uma semanita.
      Aconteceu o mesmo com a minha MiBand 2 e depois desse processo ficou resetada e consegui voltar a emparelhá-la.

  10. nuno says:

    prefiro esperar pela xiaomi hey+ acho mais interessante

  11. Filipe says:

    Aos especialistas na matéria, alguém se a Xiaomi disponibliza algum SDK para estrair dados (frequência cardiaca, passos, sono, etc..) da mi band? Se sim, onde?
    Obrigado.

  12. Nuno says:

    Prefiro a amazfit bip por mais uns trocos (doubro) tem literalmente tudo excepto nfc e dá para por em português

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.