PplWare Mobile

RAW – O negativo digital


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.
Artigo escrito por Tiago Lopes para o Pplware

Destaques PPLWARE

  1. Vítor M. says:

    Será escusado dizer que estes guias são muito interessantes e eu o primeiro consumidor.

    • Pedro Casquilho says:

      óptimo artigo ……. e eu tb sou um consumidor assíduo de RAW …. agora para a foto normal, tipo festinhas,etc, o jpg serve perfeitamente.

      abraços,
      Pedro

      • Pedro Casquilho says:

        ahh … os fabricantes podiam é todos adoptar o formato da Adobe, o dng, assim acabava-se esta multiplicidade de formatos nativos RAW !!! mas acredito que não seja possivel do ponto de vista comercial, já que tecnicamente o é !!!

      • Vítor M. says:

        Eu sou amador de amador, atenção!

        Comprei uma Canon há um mês mais ou menos e agora ando a aprender.

        Sem dúvida que agora sim tiro fotografias… embora que ainda tenho tudo para aprender. 😀

        • Bónus says:

          “Sem dúvida que agora sim tiro fotografias…”
          Gostei dessa frase! 😀

          • Vítor M. says:

            Mas é verdade… embora não seja um topo de gama… também não é uma entrada de gama vá 😀 … mas tem uma qualidade que se nota.

            Já ando pelos modos manuais a perceber o que é o ISO, o F entre tudo o resto que só conhecia de nome. 😛

          • Bónus says:

            Pois, por ser verdade é que eu gostei da frase. 🙂
            Mas infelizmente ainda há muita gente que diz que compra uma máquina por 100€ que tira fotografias iguais ou melhores do que uma máquina de 500€.
            Ainda a semana passada ouvi isso. Enfim…
            Parabéns pela escolha. É uma excelente marca. Estou a pensar comprar uma também.

          • Tiago Lopes says:

            Acho que se estão a esquecer de uma coisa importante, que são as lentes, essas sim dão qualidade a uma fotografia.

            Ate podem ter uma Mark mas se tem uma 18-55 3.5-5.6 ficam desiludidos 🙂

        • BlinZk says:

          Que modelo é?

        • a friend says:

          As canon são sem duvida das melhores. Boa compra. Se for da gama EOS nem se fala, até dá prazer trabalhar em fotos tiradas com essas maquinas. Tem um equlibrio de cores espetacular e a rapidez que têm permite fotos de noite com pouca luz simplesmente fantasticas. Infelizmente ainda não tenho uma dessas já que adoro fotografia, mas o pessoal que trabalha comigo tem e permite-me sempre um contacto mais directo. Obviamente há outras marcas boas, mas essa pela experiencia que tive, são simplesmente espetaculares.

          • Pedro Casquilho says:

            Para mim a nikon é melhor principalmente na gama da D3 full frame !!! aliás, generiacmente falando, as objecivas da nikon são superiores á da Canon.

          • a friend says:

            Sim concordo, NIKON são excelentes também e sempre foram as melhores na epoca que as fotos não digitais reinavam…

            Infelizmente é raro lidar com essas maquinas da Nikon. Mas sim, sem qualquer duvida as duas marcas de topo são Nikon e Canon…

            Depois da gama não profissional, as que mais gosto são as da Sony… já tive algumas outras marcas como Samsung, HP e Olimpus e até agora esta foi a que mais me agradou em todos os aspectos. Excelente cor, contraste, rápidez…

          • Bónus says:

            Há quem diga que a Canon é melhor e há quem diga que a Nikon é melhor.
            A minha preferência também é pela Nikon (na gama alta), mas sem dúvida que são as duas excelentes marcas com diferenças de qualidade mínimas.

          • Vítor Teixeira says:

            Eu também prefiro CANON pelas objectivas… As NIKON são boas relativamente á focagem no ponto mesmo não tendo tantos pontos de focagem como as CANON.

    • Como fotografo à 17 anos, em que o meu trabalho é captado exclusivamente em RAW de 21MP, não consigo perceber como é que podem comparar um RAW com um JPEG…a diferença é assombrosa!!!

      • Vítor M. says:

        Não se está a comprar os formatos numa óptica profissional Horácio, é na óptica da utilização para fins web e outros fins mais convencionais.

        Sem dúvida que RAW é uma patamar acima no que respeita à captura de imagem, em relação ao JPG, mas foi isso que se explicou no texto.

  2. dajosova says:

    Sim, é informação básica mas muito útil para quem está a começar ou acaba de comprar uma câmara fotográfica.
    Agora já só estou mortinho que venha o Photoshop CS5, que pelos vistos tem algoritmos brutais!!!

  3. Angolano says:

    hoho
    estou a tentar aceder ao pplware pelo ubuntu e diz site em manutençao e pelo windows nao.

  4. Bruno says:

    Não é preciso escolher um formato em deterimento de outro, muitas das camaras disparam em modo Raw + Jpeg.
    Caso a foto saia bem, o jpeg serve, caso precise de pos produçao, usa-se o Raw, que é mais flexivel.
    Além disso, nestes dias em que tudo acaba na net, no Flikr, olhares, e tal, o Raw funciona como garantia de que se é o detentor original da foto

    • dajosova says:

      Bom ponto de vista…

    • Tiago Lopes says:

      Uma desvantagem do formato RAW é o seu tamanho, tal como expliquei no artigo,se nas ferias tivermos dificuldade em armazenar muitas fotografias em RAW, em RAW + JPG e capaz de ser ainda um pouco mais complicado.

      Se tirarmos uma foto aos nossos amigos (fotografias mais informais) dificilmente teremos de provar que a foto é da nossa autoria. Se for algo mais artístico e caso tenhamos eventualmente de provar que a foto é mesmo nossa ai temos o RAW, como aconselho a utilizar no artigo.

    • andresaomarcos says:

      até ai tudo bem o ponto de vista não esta mau mas agora ve a coisa do outro ponto de vista que é a utilização do jpeg+raw consome.te mais do que um somente raw. para mim o mais vantajoso e mesmo utilizar o raw e epah mesmo que nao se queira mudar nada pega-se e converte-se para jpeg. dá mais trabalho mas em termos das tais festinhas poupa-te o tempo de andar a ir ao pc algumas 3 ou 4 vezes para descarregar o cartao. sim porque os CF´s sao os cartoes mais caritos do mercado.

      mas concordo contigo…..

  5. Nuno José says:

    O JPEG já devia estar no lixo infelizmente as royalties do jpeg2000 são caras e mais ninguém se mexe para fazer um novo formato bom e rápido.

    • Bónus says:

      De acordo. O JPEG só serve para perder qualidade.

      • Vítor Teixeira says:

        Atenção que o formato RAW não é perfeito… tudo o que implica conversão incorre em perdas…

        O JPEG dá jeito para os “gastos” mas é claro que o RAW dá outras possibilidades ao autor/utilizador.

    • Joao Campos says:

      Porque é que o JPEG já devia estar no lixo?

      • Nuno José says:

        Porque é um algoritmo de compressão de fotos muito antigo, já há coisas muito melhores nomeadamente o jpeg2000 entre outros mas são todos carotes de usar.

        O png por exemplo faz imagens muito boas e alguns casos raros muito comprimidas mas por norma é um ficheiro de quase não compressão.

        O jpeg2000 consegue fazer imagens mais pequenas e com melhor qualidade que o jpeg e também tem canais alpha (transparência)

    • a friend says:

      Não acho.

      O JPEG é um excelente formato de compressão de fotos.
      Tal como o MP3 é para a musica e o DivX para os DVD’s, assim como os MKV para os BluRay…

      • Nuno José says:

        JPEG é antigo e tem muitos defeitos já existe muito melhor

        MP3 idem como o wma e ogg

        DIVX é uma dos muitos mpeg4 que existem sim é um bom codec assim como o h.264 já bastante melhores que o inicial divx e xvid mas tb há mts

        MKS não é um codec é um cointainer no MKV por norma tems lá dentro um video em DIVX ou h.264 mas podes ter em que codec quiseres.

        • Bónus says:

          Já tinha concordado quanto ao JPEG, e agora concordo também quanto ao mp3 e ao wma.
          Existem formatos de compressão de superior qualidade. AAC por exemplo.

        • a friend says:

          A nivel profissional não tenho razão de queixa do JPEG, nem do Mp3… se bem que os uso por serem os modelos mais standard..

          É tudo uma questão de compressão e em certos bitrates é quase imperceptivel ao ouvido humano, que seja WMA ou Mp3…

          Mas quem sabe, “amanhã” ainda surgem os JPG-HD e MP3-HD.. 😀

          • Bónus says:

            Depende da taxa de compressão do JPEG e para que fins ele vai ser usado. Se for uma taxa de compressão baixa e um ficheiro só para ser visualizado em monitores, a falta de qualidade é imperceptível.
            No mp3 e wma nota-se bem a falta de qualidade em sons de baixa frequência (os chamados baixos), quando a música é reproduzida numa aparelhagem em condições.

            Qualquer música que compres na iTunes store vem comprimida em AAC, nunca em mp3.

  6. a friend says:

    Já agora, uma ferramenta ideal e relativamente simples de se trabalhar com RAW é o programa Aperture 2 da Apple.

    Dêem uma vista de olhos no Link e vejam os videos/tutorials do programa.

    É bastante rápido e muito bom mesmo. A Adobe tentou fazer o Lightroom para rivalizar mas não teve o mesmo sucesso.

    Mas é claro, para os mais exigentes e experientes, o Photoshop continua a ser a eleição.

    • 3biz says:

      mais uma vez uma grande asneira.
      Comparado com o lightrom, mto tem de andar o aperture

      • a friend says:

        Agora para além do Apple virtual também és designer e fotografo.. deixa-me adivinhar?

      • a friend says:

        Não desfazendo totalmente o Lightroom, ele falhou no sentido de performance e arrumação face ao Aperture…e que por caso o Lightroom veio para rivalizar o Aperture e não o contrario.

        Ambos são identicos, mas o Aperture faz tudo de forma mais simples e prática com grande precisão e é bem mais intuitivo.

        É so usado pelos melhores forografos incluindo da National Geographic.. mas claro… se não fosses anti-apple, seria de admirar mais uma vez a tua perseguição total. Isso é doença.

        http://www.apple.com/aperture/action/

        Ps. No mundo dos designers, fotografos e do cinema, a Apple sempre foi a eleição. Va-se lá saber porque… As melhores pubilcidades e as revistas internacionais mais conceituadas usam-nos.. mas claro, o 3biz é que sabe…

        • 3biz says:

          pode ter mais features, mais paginas bonitas com fotografos apoiar.

          mas em performance, LR dá uma baila!

          • a friend says:

            http://news.cnet.com/8301-13580_3-9875221-39.html

            Eu já sabia disto por experiencia propria.. mas é só para o tira teimas…já que a minha palavra pouco deve valer, poe em causa a Cnet também… e já agora vê as estatisticas qual é o preferido.

            61,5 Preferem o APERTURE
            32,5 Preferem o LightRoom

            “Performance is better with Aperture 2.0”

            Enfim…esta info ao menos pode ser util a quem faz realmente os testes e queira saber os resultados reais…

        • Bónus says:

          Tenho acompanhado certas notícias sobre o aperture que confirmam exactamente isso que acabaste de dizer.
          Mas como não conheço ninguém que o use, nunca ouvi nenhuma opinião pessoal, baseada na experiência.
          Ando muito curioso em relação a esse software por ser o escolhido pelos melhores fotógrafos a nível mundial, e por eu ter uma especial simpatia com as aplicações da Apple. São sempre uma agradável surpresa no que toca a simplicidade e eficácia.
          Visto que conheces o aperture, podes-me fazer uma breve comparação com o PS? Qual preferes?

          Obrigado! 😉

          • a friend says:

            PS é diferente.
            É uma ferramenta mais completa e de edição. Obviamente muito mais completa.

            O Aperture2 e Lightroom são vocacionados especialmente para fotografos, é a ferramenta ideal para eles. Simples e faz o que eles necessitam. Eu já testei ambos e inclusivé os fotografos que trabalham para mim usam, e preferem o Aperture, não só pela simpilcidade como performance. Em ficheiros JPG é dificil fazer-se o comparativo de performance, mas em ficheiros RAW nota-se uma boa diferença, já que são de longe mais pesados que qualquer JPEG mesmo que este seja a 300dpi. E nesses o Aperture 2 tem uma capacidade de resposta bem melhor.

          • a friend says:

            Uma coisa que faltava no Lightroom, muito importante era também a aceleração por GPU, tal como o Photoshop tem.. isso talvez seria a resposta para um bom “boost” de performance quando se trabalha com fotos de altissima resolução. Lightroom é 64bit o que é bom para Mac/Win e a unica vantagem perante o Aperture2 se não estou em erro, é apenas ter mais suporte para diferentes tipos de ficheiro RAW.

          • 3biz says:

            O PS nada mas nada tem haver com o aperture ou LR.

            Aliás, os dois têm o mesmo conceito no que pretendes fazer da fotografia – catalogacao, ajustes, humm trabalho batch.. a mesma coisa em muitas fotos. ou no mesmo espectro.

            PS é para edicao digital de imagem, muito detalhada e quase caso a caso. O LR e Aperture automatiza isso.

            A diferenca de cada um pode ser até como tu te dás com o programa. Do que vejo, há quem adore o aperture e nao de uma para a caixa no LR e vice-versa.

            Na minha opiniao, alem do boost de velocidade face ao aperture (as coisas fluiem muito melhor, ate pq muitas tarefas sao feitas em background quando das ordens ao LR) acho-o mais completo e extensivo que o aperture.

            mas la ta. tudo depende de cada um. se tiras fotos de familia ou coisas um pco mais serias – ou ate mesmo se tiras fotos bem à primeira ou precisas de dar muitos retoques..

          • Bónus says:

            Mas o aperture também é um programa de edição de fotografia, certo?
            O PS é mais completo na edição de imagem, ou é mais completo por ter outras ferramentas além da edição de imagem?

          • a friend says:

            Bonus

            O PS é uma ferramenta mais para edição de imagem, texto, efeitos, sobreposição, corte, camadas…etc… é totalmente diferente.

            O LightRoom e Aperture2 é apenas para aquilo que um fotografo precisa, ajustar as imagens, armazenar e catalogar, retocar as imagens, etc… basicamente é vocacionado apenas para fotografias e de forma simplificada já que o unico intuito deles são esses. O Photoshop é a ferramenta multifacetada, ou seja, tanto pode ser usada por fotografos, como designers, etc…

          • Bónus says:

            Obrigado pela explicação. Vou experimentar a versão trial.

  7. Roberto Caldeira says:

    Muito bom artigo!

  8. Rui Peixeiro says:

    Embora a minha Kodak P850 grave em RAW, raramente usei essa opção. Normalmente já só depois de ter tirado as fotos e ver em casa que o resultado não foi bem o esperado é que me lembro do RAW…

    De qualquer forma, poderiam fazer um segundo artigo em que davam algumas dicas sobre como trabalhar o RAW no Lightroom da Adobe ou de preferência num outro software gratuito, se é que há algum bom para trabalhar uma imagem em RAW mode grutuito.

    Talvez passasse a dar mais uso a esse formato da máquina!

  9. Tiago Lopes says:

    Aqui tens https://pplware.sapo.pt/2009/09/08/guia-basico-de-edicao-de-imagem/ o lightroom utiliza o camera raw, e os princípios são os mesmos.

  10. Jaime says:

    A marca que gosto mais é a Sony…as Alpha são do outro mundo…mas as Canon também são de deixar água na boca por ter uma =)

  11. rafael holanda says:

    Canon 450D e k rula veja so algumas fotos k tenho no meu hi5 sr vitor na foz do porto e gai com tripe de noite e em famalicao tb adoro fotografia noturna :))))

  12. Tânia'Sofia. says:

    – gente, eu tenho uma Sony DSC-S930, provavelmente sendo ela uma compacta duvido que dê para fotografar em RAW, mas se alguém souber se dá sff. se me podia dizer como o fazer, visto que já dei todas as voltas possiveis e imaginárias à máquina :/

  13. Rui Peres says:

    Gostei muito!

  14. M Photo says:

    Caros amigos…

    Tirem mais fotos, trabalhem mais o que não dominam porque uma boa fotografia será sempre isso independentemente da marca da vossa DSLR ou do vosso software favorito. Conheçam o vosso material e tentem tirar o melhor partido dele. De que serve ter um software/máquina XPTO se tivermos milhares de fotos que nada dizem.

  15. jorge seaf says:

    como profissional desde 1967,quero dizer que estou feliz em poder dividir comentarios dentro da nossa nobre arte,sei que todos que abraçam a fotografia é porque gosta,a digital no momento está em fase de comcordancia profissional,alguns detalhes ainda estão sendo lapidados,sei que vai chegar o momento em que os profissionais menos afortunado vão pode desfrutar de um bom equipamento digital,o mais importante é o treinamento,o qual não devemos economizar,tenho em mente que aqueles que ja se adaptarão este tipo de equipamento deve trocar mas idéias com nossos colegas e amigos de profissão.J.SEAF

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.