Quantcast
PplWare Mobile

macOS: Como esconder os ícones do ambiente de trabalho?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Paulo says:

    E eu voltei para o Windows 10, o Mac OS X agora macOS já foi bom foi.

    • Helder says:

      Oh, sim…

      Windows nunca foi bom, nem é agora.

      Windows é bom para quem não sabe mais…

      • José Rodrigues says:

        Justifica essa opinião pff.
        Eu pessoalmente não conheço ninguém que perceba mais que eu nem de mac nem de windows, e de linux apenas alguns colegas de trabalho que fazem administração mais focada a linux e uso de tudo, no entanto para uso residencial actualmente prefiro windows a macos, embora já tenha preferido o inverso.

        • Cfpinto says:

          O teu mundo e muito limitado rapaz. Eu já fui CTO de uma empresa q gera mais de 10milhoes de euros por ano e conheço sysadmins que sabem mais que eu. Mas também o que é que eu sei…

          • José Rodrigues says:

            lol.. 10M.. eu só trabalho numa das top consultoras mundiais, mas devo estar muito “limitado” 😉

          • Cfpinto says:

            Nice. Posta aí o teu perfil de linked in pra nos ligarmos. Tou sempre a procura de trabalhar com os melhores nas melhores empresas de consultoria do mundo.

      • Cortano says:

        A julgar pelos teus comentários e abordagem a este tema, diria que macOS é para quem não percebe nada e fica cego.

    • Cfpinto says:

      Nao querendo desprezar o Windows 10 que eu acho muito bom, mas comparar o macos ou outro sistema unix com o windows so se for para jogar e ms office. De resto o macos da baile em tudo. MB pro com touch bar custom build com core i7 e 16gb RAM. Melhor portátil do mundo. Único defeito, e só por enquanto, não ter portas USB tradicionais

      • Helder says:

        Isso é a mesma coisa que dizer que o McLaren P1 é o melhor do mundo, único defeito é não ter manivela de arranque para o caso de a bateria falhar…

      • Sérgio says:

        Por enquanto? Então, pela lógica se a Apple colocar USB tradicional estará a fazer downgrade.. Ou estás á espera que elas atingiam a maturidade e crescem? LoL

        • Cfpinto says:

          Por enquanto porque o mundo ainda n está pronto para USB type-c e tenho que andar com dois adaptadores as costas. Era isso que queria dizer

      • José Rodrigues says:

        “baile em tudo”, esses termos técnicos clarificam completamente a tua opinião…

        • Cfpinto says:

          Programação em Java, PHP, NodeJS a “compilar” com webpack ou gulp, software de cálculo científico, como por exemplo Matlab, software gráfico como por exemplo Photoshop ou Sketch. Só para enumerar algumas das coisas que já testei. N sei se é técnico o suficiente para ti…

          • Cortano says:

            E já usaste algum PC Windows a sério? Não me parece

          • Cfpinto says:

            Na empresa onde era CTO só havia Dell XPS (Linux ou Windows) e MB pro pros programadores. Todas as máquinas de design eram iMac 27″ e os analistas de dados custom builds com 128gb de ram e core i7 com Windows 10 a única coisa q n era topo era a gráfica porque não precisavam para correr Excel. Os servidores de staging são Dell PowerEgde XEON. As custom builds obviamente tem uma performance brutal mas ao preço que foram bem podem, já pra não dizer que são desktops. Os XPS não me convenceram. Com as mesmas specs que os macs, são ligeiramente mais baratos, mas a performance também fica a trás. Opinião pessoal e vale o que vale mas não são postas de pescada debitadas sem nunca ter visto outra coisa que não Mac a minha frente

          • José Rodrigues says:

            Não, isso são coisas de meninos devs, fazes isso em qualquer SO.. o conhecimento técnico para mexeres nisso é perto de zero.

  2. manito says:

    Pra isso tens o macbook air i7 🙂

  3. 1904_3526 says:

    Comparar um sistema excelente (Windows) com um mais ou menos bom (OSX/MacOS), e fazer notar logo algo que é feito em dois cliques num e a necessidade de instalar uma App, demonstra e bem o porquê de cada vez mais users da Apple estão a mudar para Windows… Principalmente entre os profissionais de som e imagem.

    • Cfpinto says:

      N sei onde foste buscar essa informação. A Apple vendeu menos 10% de laptops em 2016 comparativamente com 2015, mas não teve a ver com utilizadores mudarem para Windows. Tem a ver com o simples facto que as pessoas cada vez mais compram menos computadores. Aliás. No mesmo período a Apple ganhou 0.1% de market share isto depois de estar quase 3 anos sem actualizar os MB pro. De lá pra cá já lançou o MB pro com touch bar em Outubro de 2016 e uma actualização este ano. Aposto contigo que os números vão ser revistos em alta este ano.

      • José Rodrigues says:

        Curioso então a Microsoft cada vez mais vender mais surface.

        • Cfpinto says:

          Mesmo assim vende menos que o pior produto da Apple, o Apple Watch. Aliás se juntares os produtos que menos vendem na apple, Apple Watch, Apple TV e Beats, mais que dobra as vendas dos surfaces todos. É normal um produto novo, principalmente de uma marca conhecida, crescer relativamente rápido, difícil e chegar ao nível dos melhores e ficar lá. Ja pra não dizer que daqui a 2 anos, quando o surface não vender como eles querem, vão acabar com ele, tal como fizeram com os Lumias, com o Zune, Kin e Surface RT. Vendo bem não é nada curioso, é até banal.

          • José Rodrigues says:

            O que é que isso tem a ver com a vende de pcs vs macs? Só fazem trapalhadas os fanboys com a falta de argumentos.

          • Cortano says:

            O Surface RT foi o primeiro Surface a ser lançado. Foi a prova de conceito. Não mistures alhos com bugalhos.
            Aliás, como podes ver, os Surface continuam a vender.

        • Jorge Cunha says:

          A MS vende cada vez mais Surfaces, mas o mercado deles não está a aumentar. Estão a retirar quota aos “parceiros”. Penso que foi este aspeto que o Cfpinto quis salientar.

  4. JP says:

    boas podem atirar-me um calhau sff… para que raio serve um programa para esconder os icons do ambiente de trabalho? Basta não os pores lá… Além disso quem criou o macos devia saber disso melhor que eu..

  5. ked says:

    Até mete dó ler estes comentários. Só têm razão na inutilidade em esconder os ícones do ambiente de trabalho. Como utilizador intensivo de Windows, Linux e macOS acho que cada um tem o seu lugar que depende do utilizador. Como workstation prefiro o macOS e depois o Windows. Servidores prefiro o macOS server pela sua simplicidade e segurança , mas o Linux com recurso a scripts configura-se rapidamente. Linux como workstation é uma desgraça. Quanto à usar launchers. Quem é utilizador intensivo de maCOS usa o Spotlight ou o Alfred. Pessoalmente, sou mais produtivo no macOS. P.S. Muitos falam e pouco sabem. E ainda dizem que são isto e aquilo.

  6. Igor Coelho says:

    Eu já usei muito o Linux na época da faculdade, já usei muito o Windows na empresa e atualmente estou substituindo os Windows da empresa por Mac OS pela sua simplicidade na utilização e na sua melhor forma de executar programas. Não tive problemas com incompatibilidades de programas, pelo contrário, foi a solução para a melhoria das atividades da empresa. Hoje comprei meu primeiro MacBook e estou altamente satisfeito. É um sistema fluído, rápido e de fácil utilização. A forma de gerenciamento de arquivos e como o sistema executa as aplicações me agrada muito. Bem mais que o Windows e Linux. Como disse o ked, cada utilizador encontra o melhor sistema par si. Eu escolhi o Mac OS!

  7. Ríjó says:

    Mac é ouro!
    Um nível diferente de trabalho e sofisticação.
    Claro a minha opinião pessoal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.