Quantcast
PplWare Mobile

CentOS: Esqueceu-se de instalar o ambiente gráfico?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. O Movimento Livre says:

    O CentOS ainda usa Gnome 2? É que não acho nada prático a versão 3, além de ser pesada demais.

  2. bernardolx says:

    Boa tarde, embora não seja diretamente relacionado com o post vinha pedir ajuda para um problema com uma instalação Debian, tudo está a funcionar bem excepto o som que não há maneira de funcionar.

    Tentei arrancar na mesma máquina um live CD Ubuntu e o som funcionou sem problemas, já tentei várias soluções encontradas na net mas sem sucesso. Alguma dica ou que tenha passado pelo mesmo problema? Obg

  3. Carlos ManaCa says:

    Engracado que ainda hoje tive que fazer exatamente isso…no CentOS. Coincidencia dos diabos.

  4. Mário Jorge says:

    Parece interessante. Pena é que não é para quem é leigo em matéria de código não dá.
    Gostaria muito de experimentar um outro sistema operativo, que não windows. Mas infelizmente não existe um sistema operativo não windows, que tenha uma forma simples de instalar um programa, sem ser por linhas de código, como se vê acima, para quem é leigo em código, o possa utilizar!

  5. Cruz says:

    n sei pra que artigos sobre linux quando todos sabemos que é um sistema para nerds ou seja 1% dos utilizadores de pc.

  6. Ney Vigas says:

    O q considero inconcebível são usuários q por preguiça se mantém com um SO tão vulnerável como Windows. Obs.: quando me refiro a vulnerabilidade, o faço com referências aos malwares, virus, lentidão depois de um certo tempo instalado na máquina. Tenho linux em minhas máquinas e tenho uma em especial com o mesmo linux há quase 2 anos, zero destas falhas acima descritas. Só mantenho o windows em dual boot nesta mesma máquina pq uso aplicativos específicos para uns procedimentos. Nestes período, devo ter usado o windows no máximo 10x e ainda assim, já está infectado o navegador abrindo “trocentas” paginas. Aos amigos e clientes indico o linux aos inimigos e aos q me devem, índico o windows! Kkkkkk

    • certeza? says:

      Linux é tão vulnerável como Windows ou outro SO qualquer. Não é por teres Linux instalado “em suas” máquinas que ficas imune colega.

      • João Damasceno says:

        “Linux é tão vulnerável como Windows”???? Bem, mas como assim? Usando Linux Debian há 15 anos não sei nem citar o nome de um antivírus, não tenho barras mirabolantes (tipo Baidu) que se instalam no meu navegador, não tenho sequer que instalar algo com Next… Next… Next… “Aceito os termos”… Não tenho ícones que aparecem na área de trabalho (e que não tem quem os consiga remover). Travamentos? Nunca. Congelamentos de tela? Nunca. Instalei em outras 4 máquinas e até hoje é só “ligar o micro e usar”… !!! (já nos meus tempos de Windows, tudo era dor de cabeça. Um sofrimento… Toda dia de uso, eram dedicados tempos de CCleaner, SpyBoot, AdWare, Norton Security, AVAST, AVG, Desfragmentador de Discos… e muitos outros malabarismos para que simplesmente o micro se mantivesse funcionando do mesmo jeito). Isso sem dizer nesse negócio terrível de “Não desligue ou desconecte a máquina instalando atualização x de y”… !!!

        • Robson says:

          Olá João Damasceno! Vi através de seu comentário que utiliza windows a bastante tempo. Estou com um problema um pouco complexo. Por causa da lentidão do windows 10 literalmente apaguei inteiro meu hd e instalei Linux Mint, porém eu preciso ter 2 programas pagos (Bitwig Studio e Davinci Resolve 15) na minha máquina, o grande problema é que o Davinci apesar de ter instalado aparecer os icones e tudo no mint, ele não abre. Após pesquisa por vários fóruns descobri que o suporte da empresa Bloackmagic Design para o Davinci Resolve é para “Cent Os ” você por acaso poderia me ajudar a converter um pacote do Bitwig que é .deb e suas dependências e instalar ele no Cent OS, ou melhor ainda como fazer para que meu notebook reconheça os drivers de Vídeo da AMD, afinal pode ser isso que impede o Davinci de abrir no Linux Mint…Já quero avisar que não me adaptei com editores de vídeo open format (kdenlive, open-shot, Pitivi). A interface é muito confusa. Confesso que se não achar uma solução viável, vou ter que ir pra MAC. Não achei ninguém que esteja disposto a apresentar soluções mixtas. Somente pessoas ou falando pra abandonar tudo e ir pro Linux e Open Format ou Expulsar mesmo, agora pra colaborar. Só quero editar video e audio nesses programas, não quero virar Devops , Engenheiro de software ou coisa semelhante… Nós usuário leigos agradecemos quando encontramos soluções inteligentes tipo Flatub flatpack e outras tantas iniciativas Se puder me ajudar fico muito agradecido.

          • Marcos Uchoa says:

            O CentOS possui em Aplicativos > Utilitarios > Softwares uma ferramenta facílima de pesquisa de pacotes que informa se possui libs ou pacotes com dependencias ou não. Sao baixados em um clique sem erros. Pode dar certo!

  7. Redin says:

    A exigência de um ambiente gráfico afecta o desempenho de qualquer máquina. Mas não é possível ter essa máquina a arrancar por defeito em modo comandos e só se for necessário usar o recurso gráfico, chama-lo só nesse momento?

  8. Soumaiswindows says:

    essas pessoas que só usam Linux e criticam Windows são todas alienadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.