PplWare Mobile

Tags: Ministério da Justiça

Portugal: Ministério da Justiça rejeita “software” gratuito que acelera julgamentos

Quando se fala em Justiça em Portugal é comum ouvir-se dizer que a mesma é lenta! Verdade ou não, um juiz e dois polícias desenvolveram uma ferramenta gratuita que visa agilizar a investigação e o processo de julgamento.

No entanto, o ministério de Francisca Van Dunem decidiu rejeitar o software.

Ministério da Justiça rejeita "software" gratuito que acelera julgamentos


Critical Software responde à polémica do Citius

Foi ontem notícia, relatada pela Lusa, a desistência por parte do Governo de um projecto encabeçado pela Critical Software, no valor de 1 milhão de euros, para a melhoria do sistema informático dos tribunais. Até aqui tudo bem, não tivesse o Governo perdido meio milhão já pagos à empresa, e depois admitir que o desenvolvimento do sistema tinha sido interrompido e deixado incompleto.

Mas mais tarde, eis que surge uma adjudicação de 70.000€ para a instalação desse mesmo sistema, o que torna tudo mais caricato.

Perante tantas “trocas e baldrocas”, a Critical Software emitiu um comunicado esclarecendo a sua posição.

citius_reage_splash


Governo desiste da Critical e perde meio milhão

O Ministério da Justiça havia contratado em 2010 a Critical Software para um projecto de 1 milhão de euros, para criar funcionalidades e tornar mais seguro o sistema informático dos tribunais, que apoiaria o novo Código de Processo Civil.

O ministério tinha já entrado com 50%, cerca de meio milhão de euros, mas o acordo não foi cumprido.

citius_splash