PplWare Mobile

WinSCP 4.3.8 – Transferir ficheiros entre Windows e Linux é fácil!


Pedro Simões

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Daniel Gianni says:

    Sou utilizador desta ferramenta a tempos.
    Vale a pena lembrar que existe uma versão portable.

    http://portableapps.com/apps/internet/winscp_portable

    Muito boa por sinal para colocar em um chaveiro usb ou hd externo.

  2. Bruno Jacob says:

    Eu também uso esta ferramente, muito boa….

  3. Nuno José Almeida says:

    Qual a vantagem em relação a usar o samba?

    • GreenTuxer says:

      Encriptação de dados (usa SSH) é a principal. Além disso, nunca achei Samba propriamente muito confiável…

    • Rui Costa says:

      Quatro grandes vantagens, entre outras: encriptação de dados, compressão de dados, tunneling e execução de comandos.
      A título de exemplo se tivermos uma ligação lenta para outra máquina e quisermos transferir ficheiros via SAMBA temos sempre a hipótese de comprimir os ficheiros para ZIP ou RAR e depois enviarmos os mesmos e descomprimi-los no destino. Com o SSH podemos enviar os ficheiros com compressão e estes são comprimidos à medida que são enviados, como um stream, e automaticamente descomprimidos no destino.

      A outra vantagem, tunneling, dou um exemplo concreto. Em tempos tive de dar assistência a um cliente que tinha várias máquinas Windows e uma máquina Linux. O cliente não queria ter as máquinas Windows disponíveis para fora da sua rede interna, além de que a ligação era lenta.
      O que eu fazia era ligar-me à máquina Linux via SSH e criava um “túnel” através do qual redireccionava a porta de ambiente remoto do Windows, da máquina à qual eu queria dar assistência, para uma porta local da minha máquina. Depois ligava-me a esse ambiente remoto mas indicava como IP o IP da minha máquina e indicava a porta que eu tinha criado na minha máquina. Era uma ligação muito mais segura e muito mais rápida.

      Por fim, a execução de comandos. O SSH é basicamente um protocolo que nos permite ligar a outra máquina, com encriptação e compressão de dados. Em cima dessa ligação podemos transportar ficheiros, executar programas remotos, aceder ao ambiente gráfico da máquina remota, utilizar o terminal de texto da máquina…
      Não será o caso do WinSCP, que se destina ao transporte de ficheiros, mas o que o WinSCP faz é utilizar apenas uma das muitas capacidades do SSH.

    • paulo g. says:

      Pelos vistos para o comum dos mortais o samba chega.

  4. Pedro Luis Rodrigues Neves says:

    Boas vou fazer um apregunta estupida mas ok…. LOOLOL

    Entre o FileZilla e o WinSCP qual e a diferença e qual e o melhor???

    cumps

    • GreenTuxer says:

      Para SFTP e SCP, o WinSCP é melhor, pois faz a ligação com a máquina e processa os ficheiros dentro da mesma ligação, enquanto que o FileZilla, para cada ficheiro, faz uma ligação e desliga-a no fim da transferência, o que faz a transferência de muitos ficheiros muito lenta.

      Inclusive já tive máquinas a bloquearem a minha ligação ao usar o FileZilla por estabelecer muitas ligações de seguida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.